História Minha mais nova irmã mais velha - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias 2NE1, Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), EXO, Red Velvet
Tags Imagine, Kang, Red Velvet, Seulgi, Yuri
Visualizações 49
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Orange, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi voltei Hahihu

falecijxkdodndodndodbdoxbfpdndldnpCOMEBACK DO RED VELVET TA MUITO BOM GENTE EU MORRI E SÓ VOLTEI PRA DAR VIEW NAS MINHAS FILHAS MUITO LINDAS

Capítulo 2 - Prepare your heart


Fanfic / Fanfiction Minha mais nova irmã mais velha - Capítulo 2 - Prepare your heart

Não ter a mínima noção do que caraleos está acontecendo, ou vai acontecer, é, sem dúvida, a pior coisa do mundo — depois de ficar sem comer —, e era exatamente por isso que eu estava passando.

Em poucas horas minha nova irmã chegaria e tudo estaria mudado e o que eu estava fazendo? Isso mesmo, meus caros fãs, eu estava deitada na cama prestes a entrar em estado de decomposição olhando para o teto esperando alguém me dizer o que fazer ou algo do tipo, já fazia um bom tempo que eu tinha o que esperava.

– S/n, você 'tá pensando que o Sehun 'tá te traindo de novo ou o que? — Um voz que não era minha se fez presente no quarto.

– Eu sei que ele não faria isso, sou muito preciosa para alguém não me valorizar. — Falei me sentando na cama e nos fazendo rir. — Como será que ela é? Não fisicamente, quer dizer, fisicamente também, mas como será a personalidade dela?

— Eu sinceramente… não sei. — Soltou um riso anasalado e se sentou do meu lado na cama. — Para falar a verdade eu também fiquei me perguntando isso a madrugada inteira, quase não dormi.

– Será que ela é do tipo super pegadora que passa o rodo e depois ainda passa o aspirador?

– É cada gíria que tu encontra…

– Só espero que ela não traga muitos garotos aqui em casa e faça… barulho. — Continuei meu pensamento ignorando o comentário do meu irmão que atrapalhou o primeiro citado.

– Mas por que garotOs e não garotas? — Questionou dando ênfase na última vogal de garotos.

– Cara, você é gay, admite logo.

– Talvez.

– Ai caralho, eu sempre soube!

Depois da minha conversa com meu irmão, percebi que não havia falado nem com minhas amigas nem com meu namorado sobre isso e resolvi dizer.

Eu só não sabia como.

Peguei o celular e vagarosamente disquei o número do Sehun… Aí eu apaguei. E digitei de novo… e deixei em branco novamente. Depois de repetir isso algumas vezes apertei no botão verde, dando início a ligação.

– Alô, quem é? — Falou a voz rouquinha que eu tanto amo, provavelmente tinha acabado de acordar, também, são sete da manhã.

– O amor da sua vida.

– Que mentira que S/n não acorda cedo.

– Ai, para. Eu tenho uma coisa 'pra contar. — Minha voz falhou um pouco, mas consegui.

– Assim você me deixa preocupado, fala logo.

– Então…

Depois de um bom tempo tentando explicar e muitos não seis, eu consegui — Não muito bem — Explicar tudo. Agora só faltava falar com minhas melhores amigas, mas apelei para mensagem. Ia ser difícil é demorado falar com três pessoas —Seungwan, Joohyun e Sooyoung. —, na verdade nem tanto mas eu tenho preguiça.

Estiquei os braços me espreguiçando, parecendo exorcismo mas finjam que eu sou normal.

– Eu tô fedendo pra caceta. — Falei um pouco alto. — Tenho que parar de falar as coisas assim, sou fina e recatada. — Ri do que eu mesma disse e fui tomar banho.

Eram sete e meia da manhã mas todos estavam acordados. Acho que ninguém conseguiu dormir direito por causa da Seulgi… ou porque eu não dormi direito e sou muito barulhenta. Há mistérios que nunca descobriremos, não é mesmo, meus amigos?

Depois de tomar meu banho e ficar um tempão escolhendo minha roupa e arrumando meu cabelo e passando uma maquiagem de leve e… entre outras coisas, eu notei que não sabia a hora que minha irmã chegaria. Bom, ao menos eu já estava pronta.

– Maenhê! Vem cá, por favor.

Sem resposta.

– MÃE, PELO AMOR DE DEUS, VEM CÁ, TEM MUITO SANGUE, JESUS. — Ótima atriz eu sou.

– MEU DEUS O QUE FOI?! — Minha mãe chegou desesperada no quarto, mas foi se acalmando ao ver que eu estava bem sentada. — Olha se tu fizer isso de novo eu vou te prender no sótão.

– A gente tem sótão? — Perguntei.

– Sim, só que não tem a escada para chegar lá. Chung Ho pegou emprestada e até hoje não devolveu.

– Chung Ho a mãe do Sehun, Yeri e Kai?

– Sim. O que tu queria falar comigo? É sobre que roupa usar? Pelo amor de Deus, pergunta 'pras suas amigas, eu 'tô ocupada arrumando as coisas que…

– Ai, não é isso! — Falei usando minha melhor expressão facial de descepçao. — Ela chega de que horas?

– Seis.

– Certo.

– S/n.

– Eu.

– Você está bem com tudo isso que vai acontecer? Assim, tudo vai mudar, e você sabe, mas pode ser bom para você e 'pro seu irmão, só que se você não quiser eu posso tentar reverter. Eu amo a Seulgi sim, conheço ela já faz um tempo, só que você é minha prioridade e se você acha que isso não vai te fazer bem ou não estiver okay, eu posso deixar para lá, a assistência social pode arranjar outros pais tão bons quanto a gente e eu posso visitar quan…

– Mãe, calma. — Falei abraçando ela. — 'Tá tudo legal com sal. Xuxu com beleza. Beijo com queijo.

– Você tem que arranjar expressões melhores, pelo amor de Deus. — Falou enxugando as lágrimas que tinham saído durante seu discurso e rindo.

Bom, eu tinha ainda algumas horas — Nove horas para ser mais exata. — antes que o mundo virasse de cabeça para baixo, opa, eu quis dizer a Kang chegasse, então resolvi deitar um pouco e assistir minha amada série, Grey's anatomy. Acabei dormindo, só que tive pesadelos com o mais novo membro da família, triste paranóia que me ama tanto.

– S/N, CARALHO, ELA CHEGOU, 'TÁ NO CARRO COM NOSSO PAI VEM LOGO, DEMENTE. — Meu irmão falou me acordando e me puxando para a sala.

Eu estava suada, descabelada, com a maquiagem borrada e roupa toda fora do lugar, mas não percebi até ser tarde demais e a minha nova irmã estar passando pela entrada principal da casa.

Ela é bonita para uma porra. Pensamentos oportunos, lalalá.

– Oi, eu sou a Seulgi. — Falou sorrindo e me trazendo para a realidade, ou nem tanto.

– Oi, eu sou a S/n.

 


Notas Finais


Oosidjnddnfif próximo capítulo talvez tenha um quebra tempo talvez não

MAS AGORA EU TÔ FALECENDO PELO AMOR DE DEUS RED VELVET O QUE VOCÊS TÃO FAZENDO COMIGO


A WENDY TÁ TÃO MARAVILINDA MEU DEUS EU ENGRAVIDEI JÁ JÁ O FILHO NASCE E EU QUERO VER SE ELA VAI ASSUMIR

tchau e view em power up


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...