História Minha Meia Irmã (Hot Lésbico) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Comedia, Drama, Lesbicas, Lgbt, Romance
Visualizações 597
Palavras 1.214
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa Leitura Meus Amores 😍😍

Capítulo 15 - Provocações


Segunda de manhã...

Babi                                                                Acordei com manu me gritando eu me levantei rapidamente, fui pro banheiro fiz minha higiene matinal e vesti meu uliforme já pronta desci fiquei esperando manu ela sabe que eu odeio espera, depois de alguns minutos ela desceu e a gente foi pra escola ela pego na minha mão no meio do caminho ela começo a fala alguma coisa mais eu não intendi nada estava com muito sono, a gente viu o ônibus então a gente pego sentei do lado de manu e acabei dormindo no seu ombro senti ela fazer carinho em mim depois dai eu não me lembro de mais nada, depois de alguns segundos manu me acorda e me diz que a gente chego descemos do ônibus e entramos na escola achei meio estranho manu não queria me deixa

Babi: já chegamos

Manu: oque quê tem?

Babi: você não vai lá fala com suas amigas?

Manu: não, vou fica aqui com você

Babi: não, chega de grude (tirei minha mão da dela)

Manu: você não gosta de fica comigo?

Babi: gosto, mas o tempo todo também e demais me sinto sufocada

Manu: então tá vou te deixa livre (sai andando)

Babi: também não e assim, manu, MANU...

Manuela                                                          Deixei babi plantada lá fui fala com a bruna e a rafa, Cara de pau dela fala que está sufocada comigo quem ela pensa que é pra me despensa assim idiota, vir babi conversando com a karly fingi que eu estava nem ai, bateu o sinal fui pra sala me sentei atrás de bruna vir babi entrando tinha uma cadeira atrás mim não tinha ninguém nela, babi ia senta só que eu falei pra ela que a rafa ia senta ali ela só balanço a cabeça e sento bem lá no fundo, eu fiquei mal por te feito aquilo com ela fui até lá pedi desculpas mas a professora mando eu senta no meu lugar, vir uma menina entrando em nossa sala acho que ela era aluna nova

Professora: turma quero vocês conheça a nova colega de vocês, essa ea oranna

Oranna: Oi (levantei meu braço)

Alunos: Oi ORANNA

Professora: pode senta oranna senta ali na frente de babi

Babi                                                                 A guria sento na minha frente ela era muito bonita mas eu nem liguei só tenho olhos pra manu, olhei pra manu ela ainda estava de cara amarrada comigo então eu deixei ela pra lá e foquei na aula manu não parava de olha pra mim acho que era porque a aluna nova estava sentada na minha frente, eu pedi a burracha a oranna e comecei puxa assunto só pra fazer ciúmes nela

Babi: seu nome e oranna né?

Oranna: sim, você ea babi

Babi: sim, sou eu (fiquei olhando pra sua boca)

Oranna: Desculpa fala mas... Você e linda seus olhos...

Babi: nossa valeu, você também e linda uma delícia 

 Oranna: obrigada, assim você me deixa até sem jeito

...

Manuela                                                       Não acreditei quando eu vir babi conversando com a aluna nova na mó intimidade, sem quere quebrei meu lápis no meio com tanta raiva, tentei fica mais calma sabia que babi queria me fazer ciúmes então eu voltei a presta atenção na aula, bateu o sinal eu guardei minhas coisas vir babi saindo junto com aquela aluna nova então fui atrás dela peguei ela pelo braço e arrastei ela até o banheiro

Babi: Ou ou tá louca?

Manu: quero sabe do porquê você tá de conversinha com aquela puta nova

Babi: eu só pedi a burracha emprestada a ela, ai a gente começo conversa nada demais

Manu: nada demais? (Abri minha mochila)

Babi: sim, oque você está fazendo?

Manu: tá aqui (joguei a burracha em cima dela) agora parar de fica pedindo borracha pra aquela vagabunda

Babi: vem cá (peguei ela pelo braço) tá bravinha é?

Manu: não é da sua conta (voz ofegante)

Babi: então porquê você está assim em bb

Manu: assim como?

Babi: com essa carinha brava em (dei um selinho nela)

Manu: e porquê você só faz merda

Babi: eu não faço nada disso (colei ela mas perto de mim)

Manu: sei (virei meu rosto ela beijo meu pescoço)

Babi                                                                Botei ela no meu colo e beijei aquela boca rosada gostosa dei algumas mordidas, peguei em seu cabelo e beijei seu pescoço lentamente fazendo ela solta alguns gemidos, voltei beija sua boca lentamente até que eu solto ela me a jeito ela me da um selinho e sai do banheiro, saio logo atrás dela ela foi pra um lado e eu fui parar o outro fui pro refeitório me sentei junto com a karly e chamei a oranna pra senta com a gente, já vir a manu olhando pra mim totalmente brava

Bateu o sinal...

Manuela                                                       Estava voltando pra sala muito brava, babi tá me tirando do sério eu vou mata ela, entrando me sento no mesmo lugar mal sento já vejo babi de sorrizin com essa tal de oranna, vi ela abraçando babi eu já me levantei pra ir lá espancá aquela vagabunda mas rafa me seguro então eu deixei pra lá, a professora tinha entrado na sala ela mando todo mundo senta que ela queria fala alguma coisa tentei esquece um pouco da Babi e suas provocações

Professora: alunos sentem se tenho um comunicado pra fazer pra vocês, a escola está prendendo fazer uma viagem com vocês e um acampamento mas só vai os 20 alunos que tiverem as melhores notas, eu já fiz a listagem de quem vai no final da aula vocês podem conferir no moral

...

Manuela                                                         Nem prestei atenção na professora, fiquei observando babi e pensando de que jeito eu vou mata ela quando chega em casa, tentei presta atenção na aula mas sempre dava uma olhadinha pra lá se aquela oranna encosta na babi eu não vou me responsabiliza, duas horas depois o sinal bateu era hora de ir embora guardei minha coisas e fui até a mesa de babi ela estava guardando sua coisas eu peguei em sua mão e perguntei a ela se a gente ia embora juntas hoje ou ela preferia ir com a oranna piranha, ela falo que ia comigo pensei (acho bom) saimos da sala quando a gente passo enfrente no mural pra ver se o nosso nome está na lista, a gente olho eu estava e babi também inacreditável nem ela acredito a viagem era daqui dois dias, dali eu e babi famos embora pegamos o busão e paramos bem na porta de casa entramos e eu comecei briga com babi

Manu: que love em

Babi: love? (Sentei no sofá)

Manu: você e a aluna nova, foi oque amor a primeira vista? (Botei minha mochila encima do sofá)

Babi: acho que foi, ela e bem gostosa divertida tem uns peitos enormes, fiquei olhando pra quele corpo maravilhoso a aula inteira você não reparo? (atirei meu casaco)

Manu: e sério? você está falando isso na minha cara (olhei pra ela)

Babi: não e isso que você quer ouvi bb (me levantei estava indo pro meu quarto)

Manu: (peguei em seu braço) não ouse me trai babi

Babi: (puxei meu braço) oque vai acontece em? Vai me dar um tapinha na cara como você faz (risos)

Manu: chega babi, CHEGAR (sai correndo pro meu quarto)

Babi: CORRE NERVOSINHA FOGIR COMO VOCÊ SEMPRE FAZ

Babi                                                                Ela me ataca quer briga comigo e não aguenta, não vou atrás dela, ela sabe que eu amo ela, E não precisa fica com ciúmes, Eu odeio briga ainda mas com ela, Acho que agora ela deve tá chorando, Merda (sentei no sofá e botei minha mão em meu rosto)


Notas Finais


Desculpa a demora estou voltando as aulas e tá puxado mas eu não vou abandonar a fafic ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...