História Minha melhor amiga - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Alice, Robin Hood
Tags Curious Archer, Mad Archer, Onceuponatime
Visualizações 42
Palavras 834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - I


ROBIN

Sinceramente? Eu não dormi essa noite, cobria o rosto com o cobertor para Alice achar que eu estava dormindo. Ela virava e conferia, e, quando conseguia a enganar, tirava o cobertor do rosto e olhava para o relógio. Faltavam algumas horas. Para que eu ia dormir?


Meu namorado chegaria as 8 da manhã no aeroporto, e já eram 6 horas. Na hora pensei e não acreditei que havia ficado a noite toda sem dormir. Aquela altura eu nem me importava se Alice me visse acordada, aliás, ela sabe como eu esperei por Philip.


Fiquei pensando alguns minutos em como pude sobreviver 9 meses longe dele. Bom, deixem eu explicar, Philip é meu namorado. Namoramos a exatos 2 anos, e nunca amei alguém como o amo, esperei tanto pela volta dele. Parece que meus sentimentos estão mais fortes a cada dia que passava. É lógico que grande parte de minha espera se deve a Alice, foi ela que me ajudou a esperar o Philip, dizia que ele ia voltar e seríamos felizes.


Alice é um anjo e minha melhor amiga, que sempre me ajudou e me apoiou em tudo. Somos amigas desde pequenas, e nossa amizade sempre foi a mesma, a mesma felicidade. Claro que tivemos algumas brigas nesses anos, mas isso é tão normal quando se quer alguém, como ela me quis.


Eu estava de olhos fechados imaginando o reencontro, pulando da fase dos olhares para o beijo, quando Alice sentou do meu lado na cama, tirou alguns fios de cabelo que cobriam minha orelha e sussurrou:


- Nem adianta fingir que está dormindo. - ela riu baixinho.


Eu sorri timidamente de lado, abri os olhos devagar, e me deparei com Alice me olhando. Ela parecia estar me admirando, enquanto sorria um sorriso largo que eu amava naqueles lindos lábios rosados, aquela boca perfeita para um beijo, como eu sempre dizia a ela. Desviei o olhar um momento e olhei para o relógio. Eram 7:30 , e o vôo de Philip chegaria as 8:30. Me levantei rápido, que até assustei a Alice. Peguei uma roupa no armário e fui em direção ao banheiro, colocando a roupa ao mesmo tempo. Parecia uma louca. Eu escovei os dentes e penteei o cabelo, imaginando como tudo seria, então lembrei de Alice. Apareci na porta para perguntar se ela estava pronta, mas a vi na cama, embrulhana no cobertor. Me aproximei e sentei ao seu lado, balançava ela para ver se ela respondia, e nada. Até que ela tirou o cobertor do rosto e me olhou com a pior cara do mundo e disse:


- Que saco Nobin. - nobin... aquele era o apelido que ela colocou em mim quando nos conhecemos. - Me deixa. Vá lá buscar o Philip. Ele é o seu namorado, não o meu!! Eu não preciso ir! - tampou o rosto denovo.


Fiquei um tempo sem reação. Não estava desnorteada, e sim decepcionada. Ela era minha melhor amiga, e não estava se importando com que eu estava sentindo. Eu queria que ela participasse do melhor momento da minha vida, mas ela parecia nem ligar. Fiquei um tempo sentada ao lado dela na cama, e esperei que ela esboçasse alguma reação; um pedido de desculpas, para ser exata. Nada.


Me levantei ainda sem reação, terminei de me arrumar. O aeroporto não ficava tão longe de casa, então enrolei alguns minutos para ver se ela levantava, mas nada aconteceu. Peguei minha bolsa e quando ia saindo, parei na porta e chamei:


- Alice, vai ficar aí?

Ela se mexeu em baixo do cobertor e respondeu com sua pior voz:


- Não vou nem responder sua pergunta.


Aquilo realmente tinha me deixado triste. Bai a porta com força, mas tenho certeza que ela nem se assustou. Se tinha alguém que sabia todas as minhas ações, esse alguém era Alice.


Desci as escadas quase chorando, porque nós haviamos combinado aquilo e ela furou comigo. Fechei a porta e mais uma vez a bati. Daquele jeito eu iria quebrar todas as portas da casa.


Ainda era cedo. Poucas pessoas andavam na rua, e para mim elas eram invisíveis. Eu só conseguia pensar na atitude de Alice, vagamente me lembrava que eu estava indo buscar alguém que não via 9 meses . Meu namorado... Meu deus, o que eu estava fazendo ali andando devagar? Me apressei e logo cheguei no aeroporto faltando 8 minutos para o vôo chegar. A essa altura nem lembrava da briga com a Alice. Estava sentada na poltrona do saguão, trêmula de ansiedade, olhava para o painel e repetia várias vezes o número do vôo "125, Londres".

 

Fui interrompida pelo barulho do meu celular, Alice me mandou mensagem:


Robin me perdoa por favor? Não sei o que deu em mim. Tô indo praê, bjs.


Não sei porque, mas apaguei a mensagem na hora. Estava com raiva, guardei o celular e tentei não pensar nela. Estava distraída quando olho para o saguão, lá estava Philip. Eu saí correndo em sua direção, pulei em cima dele e dei um dos melhores abraços. Não queria solta-lo de jeito nenhum, e estava chorando de tanta felicidade.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...