História Minha melhor amiga - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Alice, Robin Hood
Tags Curious Archer, Mad Archer, Onceuponatime
Visualizações 19
Palavras 869
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - II


- Amor que saudade. - apertava ele firmemente.


- Também estava amor. - dizia ele afagando meus cabelos. 


Me colocou no chão e analisou meu rosto, eu o fitava. Aqueles olhos castanhos, como eu sentia falta deles. Esperei tanto tempo para ve-los, e agora ele estava ali, na minha frente. Segurei seu rosto entre as mãos, fui aproximando meu rosto devagar, quando ele me puxou para perto e beijou um beijo que eu nunca tinha sentido antes. Uma mistura de amor e saudade. O mundo parou para mim naquele momento, não queria que acabasse nunca mais. Ele parou com um selinho demorado, suspirei de tanta felicidade. Apertei sua mão e disse que ele nunca mais ia sair de perto de mim. Ele me olhou e disse:


- Eu nunca mais vou te deixar Robin, você é tudo para mim. Eu te amo.


Eu sorfi e o beijei denovo, aquilo era o paraiso, mas por pouco tempo, finalizamos o beijo outra vez, ele me abraçava pela cintura e não me deixava por nada, peguei uma de suas malas e o ajudei a levar. Quando me virei, vi Alice sentada aonde eu estava com uma cara fechada, um olhar triste, olhava a mim e Philip quase chorando. Não sei se ela chegou antes ou depois do beijo, mas um beijo não era motivo para ela ficar daquele jeito, ou será que era?


Philip nem tinha visto a Alice ainda,  pois estava distraido falando o quanto sentira minha falta. Por um momento deixei de ouvi-lo e fitei Alice nos olhos. Ela me olhava com uma cara de desprezo, ódio, nunca vi ela me olhar daquele jeito, estava andando quase que parando. O Philip viu que eu estava distraida e seguiu meu olhar para ver aonde eu estava olhando, quando ele viu Alice, um sorriso se estampou em seu rosto, ela a olhava feliz.


- Ei, aquela é sua amiga? Alice Jones? - ele me olhava impressionado. Eu ainda olhava para Alice, não conseguia tirar os olhos dela.


- Ela é sim. - respondi calmamente.


Ele me puxou pelo braço e ia até ela.


- Quero falar com ela. Meu Deus, como ela está diferente! - iamos nos aproximando, então Alice se levantou.


Era perceptível que Philip era o mais empolgado a falar com ela, e em todo o momento eu me mantive atrás dele, como se estivesse sendo arrastada. Ela olhava para mim e eu para ela, parecia que Philip nem estava ali. Ele se aproximou.


- Heyyy Alice!! - deu um tapinha em seu braço, ao que ela olhou para mim e não para ele. Aquilo foi estranho demais. Ficamos o tempo todo de cara fechada.


- Oi Philip. - ela respondeu friamente, tirou seu olhar de mim e olhou ele.


Philip, então, soltou minha mão e a abraçou. Aquilo foi tão espontâneo, essa era a marca registrada de Philip. Ser espontâneo. Ele a apertou, perecia que ia sufocá-la.


- Você está muito diferente Alice. Você cresceu bastante... Olha esse rosto. - segurou o queixo dela. - Como está bonita! - ele sorriu.

 

Ela ainda continuava com a mesma cara de ódio, e sorriu bem forçado, e aquilo foi impossível que Philip não percebesse o ar pesado que pairava no ar. Ele nos olhou e perguntou se alguma coisa tinha acontecido.


Alice sorriu o tipo de sorriso que odeio. O sarcástico.


- Oh Philip! Se aconteceu alguma coisa? Não, claro que não. Só não vou me derreter aos seus elogios. Você tem namorada, não é mesmo? Guarda seus elogios para ela, afinal, foram 9 meses longe um do outro, não é? - ela cruzou os braços e me fitou, linhas de lágrimas se formavam em meus olhos.


Eu balancei a cabeça em sinal de desprezo. Eu não sabia porque Alice estava agindo daquele jeito, não havia motivos. Ela piscou os olhos para que as lágrimas não caíssem. Eu mordi meus lábios, inclinei a cabeça e respirei fundo. Não sabia o que dizer, então, apenas olhei para ela e disse:


- Alice, depois a gente conversa, tábom? Não quero discutir com você. 


Philip parecia um joão bobo no meio daquilo tudo, não entendia nada. Alice cruzou os braços e me olhou, dessa vez ela já estava chorando, e foi impossível não notar. Pegou, então sua bolsa e disse.


- Seja muito feliz, tá bom, Robin? Muito mesmo. - ela saiu apressada e nem olhou para trás. 


Eu a vi saindo e ainda a puxei pelo braço, ao que ela correspondeu se soltando rapidamente. Eu não sabia o que estava acontecendo. Ontem estava tudo tão bem, e de repente ela fica assim... louca.


Philip me perguntava o que tinha acontecido, e eu nem soube explicar.


- Só pode ser ciúmes de você Robin. Relaxa, isso passa. - ele sorriu e me deu um beijinho. 


Eu sorri de volta e concordei com a cabeça, tentei esquecer aquilo, mas não dava. Íamos entrando no táxi enquanto o Philip  me contava piadas idiotas, e eu ria de tão idiotas que eram. O motorista colocava as malas do Philip no porta- malas, e meu namorado me enchia de beijinhos e abraços. Eu senti falta daquilo. O Philip tinha ficado tanto na minha cabeça, que eu nem notava o que acontecia ao meu redor.


As coisas tinham mudado e eu nem tinha percebido. Uma coisa em especial... Uma pessoa.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...