História Minha melhor missão. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Naruto, Shikamaru, Shikatema, Temari
Visualizações 87
Palavras 3.448
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ecchi, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem dessa oneshot :3

Capítulo 1 - Uma loira complicada


Fanfic / Fanfiction Minha melhor missão. - Capítulo 1 - Uma loira complicada

Konoha estava em seus dias de paz, a guerra havia acabado e com ela o mal havia ido embora, mas assim como eu, os ninjas sabiam que essa paz era apenas temporária, sabiam que logo algum inimigo a altura iria aparecer.
      》》》》》》》》》》》》》》》》》》》》》
Estávamos todos reunidos em frente ao prédio do Hokage, Kakashi havia chamado os seus melhores ninjas e por motivos de alianças Temari no Sabaku estava aqui. Seus cabelos estavam presos naquele seu costumeiro penteado de quatro marias-Chiquinha, o leque em suas costas preso no colete da cor do deserto, estava conversando com outros aliados de Suna e outros de algumas vilas vizinhas, estava radiante hoje.
Minha atenção é voltada para uma moça de cabelos castanhos escuros e olhos de mesma cor, com um penteado tanto quanto fofo, dois coques altos presos por fitas vermelhas, foco minha visão e percebo que era Tenten e estava muito nervosa.
Tenten: Me desculpe Shikamaru, não poderei ir mesmo. Já falei com o Kakashi, ele está vendo alguém para ficar no meu lugar. ~Falava altamente constrangida, eu não entendia o motivo para que ela não possa ser minha parceira nesta missão.
Shikamaru: Err... e qual o motivo mesmo? Só iremos entregar um pergaminho. ~Fui andando com ela até onde Kakashi estava.
Tenten: Sabe... eu descobri não faz muito tempo e os enjoos já estão virando rotina, acho que seria bem chato tanto pra você quanto pra mim né?! ~Me olha com um sorriso que mostrava os dentes.
Shikamaru: Espera aí... você está grávida??? ~Acabei falando alto demais, pois a vi colocar a mão em minha boca.
Tenten: Shiiiu... o Neji ainda não sabe! ~Olhava para todos os lados, pois seu marido também havia sido convocado.
Kakashi: Vejo que já contou a novidade para o Shikamaru e prepare-se Tenten, acho que Neji ouviu. ~Apontou para nossas costas, onde Neji não muito distante nos olhava ansioso.
Shikamaru: Me desculpe, mas acho que ele já esta sabendo. ~Me viro para a encarar.
Tenten: Tudo Bem, ele tinha que saber mesmo né. ~Vejo ela sorrir mais uma vez e acenar para  onde Neji estava, o mesmo começou a andar em nossa direção.
Shikamaru: Mas então Kakashi-Sama, quem substituirá a Tenten? ~Me virei para o mesmo.
Kakashi: Ah sobre isso, não se preocupe. Ela será perfeita para você. Como você é estratégia e precisa de alguém que seja a força como Tenten era, a princesa de Suna será primordial para esta ocasião. ~Meu coração acelerou, ele falava de Temari.
E assim que terminou de falar, como se meu coração estivesse a chamando... ela surge ao lado de Kakashi.
Temari: Me chamou Kakashi-Sama? ~Mesmo a seriedade em seu rosto, não escondia sua beleza.
Kakashi: Você será mandada para uma missão junto a Shikamaru, tudo bem? ~Olhava de Kakashi para Temari.
Temari: Sim senhor, quais seriam os detalhes? ~Cruzou os braços em frente ao peito.
Kakashi: Shikamaru irá lhe explicar no caminho, preciso dispensar o restante. ~O vimos dar as costas, juraria que havia um sorriso por debaixo daquela máscara.
Temari: Mas então... podemos já ir ? ~Estava um tanto nervosa, não compreendi.
Shikamaru: Claro... mas antes acho melhor pegar roupas mais pesadas. ~Apontei para sua vestimenta ninja de uma shinobi comum.
Temari: Estão dentro da mochila já. Irei somente avisar Kankuro sobre a mudança de missões, Okay?! ~Sorriu, apertando os olhos verdes.
E lá fora a mulher que me tirava dos eixos, e que mulher... me peguei observando seu rebolar lento enquanto se afastava cada vez mais.
Neji: Ae Shikamaru, disfarça um pouco. ~Me deu um tapinha nas costas.
Shikamaru: Não sei sobre o que está falando. ~Tirei meus olhos daquela mulher e encarei os pérolados.
Neji: Ah claro... ~Abraçou Tenten por trás e ambos riram de minha cara.
E essa foi minha deixa, me despedi de alguns amigos presentes ali e fui em direção de Temari. Logo depois que me fixei ao seu lado ela se despediu de algumas pessoas e rumamos para a saída da Vila.
Estava mexendo em minha mochila atrás do pergaminho com as instruções da missão, quando chegamos ao portão da Vila.
Temari: Pois então... já pode me explicar sobre a missão. ~Falou apertando o cinto que segurava o leque em  suas costas.
Shikamaru: Oh claro... é bem simples. Só iremos entregar um pergaminho para que um senhor Feudal assine, digamos que funcionará como uma aliança temporária. ~Começamos a andar.
Temari: E para onde iremos? ~Não me pareceu tão interessada, acho que esperava mais ação.
Shikamaru: Para o país dos artesãos militares, muitos que querem guerra, vão se armar lá, com essa aliança poderemos ficar de olho em quem entra e sai. Uma duração de 3 a 4 dias, antes que pergunte. ~Informei logo e vi seu leve aceno de cabeça.

 A partir, não conversamos absolutamente nada, as vezes era possível ouvir um pequeno murmúrio vindo dela, eu sabia que já estava cansada, mas se negava em parar e descansar. Eu já sabia que ela não daria por vencida, até que eu me desse por vencido, a noite já cairá a cerca de uma hora.

Shikamaru: Temari, vamos descer aqui. ~Pulei do galho ao chão.
Temari: Oque? Por que? Só nós falta passar por mais 5 vilarejos. ~Me seguiu sem aceitar.
Shikamaru: Tsc, problemática... você pode ser de ferro, mas eu não. ~Separei a barraca no chão, iríamos dividir já que alguém esquecerá a sua, não que eu esteja reclamando.
Temari: Ok, tomarei um banho logo. ~Retirou a mochila de suas costas e separou uma pequena muda de roupa.
Rumou em direção a um riacho que vimos a poucos metros de distância, enquanto eu fiquei pensando em como seria vê-la se banhar, sacudi a cabeça para tentar tirar certos pensamentos, precisava me concentrar em levantar logo essa barraca, pois paramos justamente entre vilas de inverno, ou seja, logo mais começaria a ficar muito frio.
Passou um tempo e Temari já estava de volta, seus cabelos soltos e molhados escorriam em sua blusa preta de mangas compridas.
Shikamaru: Pensei que algum bicho havia te devorado... que demora. ~menti, somente para deixá-la irritada.
Temari: Me deixe em paz Nara!! ~quase gritou.

Rumei então para o mesmo riacho, retirei minhas botas, desamarrei o cabelo; aaah ficar com aquele rabo de cavalo o dia todo me deixa com dores de cabeça. Chegando na borda da água, provei-as com o pé, temperatura ótima; se eu já não estivesse congelando, retirei minha calça e blusa rapidamente, me jogando de uma vez naquelas águas escuras.
Ficar aqui estava sendo ótimo, poderia até dormir. Mas conhecendo Temari, ela deve estar me esperando para jantar, resolvi levantar e me arrumar logo, dormir com uma Sabaku nervosa não estava na minha lista de afazeres.
Como havia imaginado, quando cheguei a guerreira de Suna me esperava carrancuda, a panela estava suspensa por uma base de ferro que não deixava o fogo tomar conta.

Temari: Estava torcendo para que tivesse se afogado... ~ mexia o líquido com algumas carnes.
 Shikamaru: Que pena, sai vivo dessa. ~ironizei ao máximo

Temari me olhou como se fosse tacar o Caldeirão de comida em cima de mim, preferi ficar de boca calada... minha barriga agradece.
Comemos pacificamente, se isso é possível, hora ou outra mandava alguma irônia para minha pessoa.
Já haviamos nos recolhido, Temari estava encolhida no canto do colchão inflável, quase caindo fora para ser mais exato, tínhamos apenas um coberto, e dona teimosa se negava em dividir.

Temari: Meu Kame, que frio! ~Resmungou baixinho para que eu não ouvisse.
Shikamaru: Tema... se quiser pode ficar com o cobertor so pra você. ~Já estava até me desembrulhando.
Temari: Não preciso disso Nara! ~Me fuzilou com os olhos.

Ela se virou novamente para o lado e que visão eu tive de sua bunda, imagine então se estivesse empinada... passou-se um tempo e percebo que em fim aquela leoa caiu num sono, então logo penso... "Mas como é teimosa, está batendo os dentes de frio ja".
Temari acabou dormindo com os cabelos soltos e molhados, sua blusa de manga comprida preta possivelmente já não a aquecia e aquele short deixava suas pernas completamente a mostra. Decidi que ficaria na dependência de minhas roupas para me aquecer, retirei o cobertor de mim e passei para a loira, notei que sua blusa já estava toda molhada devido ao seu cabelo.

"Droga Temari... você também não ajuda hein"

Retiro minha blusa que era assim como a dela, vacilo quando começo a retirar sua blusa, ela não usava sutiã, apenas algumas ataduras e já estavam se soltando.
E quando finalmente termino de passar a minha camisa pelos seus braços... ela acorda.

Temari: Oque pensas que está fazendo Nara Shikamaru??? ~Me empurra forte.
Shikamaru: Relaxa, só troquei sua blusa por que você já estava ficando azul de tanto frio. ~Dei de ombros e voltei a me deitar.
Temari: Poderia ter me acordado não acha? ~Jogou sua blusa molhada em cima de mim.

Fechei os olhos para tentar relaxar, não por que Temari estava gritando comigo e sim por que sua imagem semi nua não saia de minha cabeça.
Perco a noção de quanto tempo fiquei meditando ali, viro para o lado e aquele mulherão parece dormir feito pedra... hehe adoraria acordar todas as manhãs e ver esta cena... não que eu esteja apaixonado, longe disso. E junto com a noção, perco o sono também, incontáveis horas passei me revirando naquele colchão, meus dedos congelavam, já não sentia a ponta do meu nariz, sim eu estava morrendo de frio e para piorar minha situação, começa a nevar...

Temari: Shika... está com frio ? ~Pelo jeito acabei a acordando.
Shikamaru: Não... estou bem! ~Me virei para encarar aquelas orbes verdes.
Temari: Seus lábios roxos dizem outra coisa... vem, vamos dividir. ~Virou o rosto e estendeu os braços com o cobertor em minha direção.
Shikamaru: Você deve estar rezando para que eu não aceite... sinto lhe dizer, mas não quero morrer congelado hoje. ~Dei meu sorriso de lado e então a vi abrir o dela, apertando seus olhos logo em seguida.

Eu amava quando ela sorria desse jeito, um sorriso levado, de moleca.
Assim que puxo o cobertor para mim, ela me abraça, esquentando todo meu corpo com o seu.

Shikamaru: Sabia que o modo mais prático de duas pessoas não morrerem congeladas, é elas tirarem as roupas e compartilhar o calor dos corpos? ~Apertei firme sua cintura e fechei meu olhos.
Temari: Mas isto não irá rolar, oh gênio. ~Me deu um puxão de orelha.
Shikamaru: Ai ai Ai, isso dói. ~Disse segurando o local que ela havia puxado.

Temari então começou a gargalhar da cena anterior, me levando junto nesse embalo. Rimos até a barriga doer, paramos para puxar ar e foi ai que me vi preso em seu olhar.

Temari: Shika, eu disse que não vai rolar... pare de me olhar assim. ~Ela começou a corar.
Shikamaru: Você por acaso está desejando o contrário? ~A trouxe para mais perto de mim.
Temari: Mas de onde tirou Isso??  ~Virou seu rosto altamente vermelho e começou a tentar se desvencilhar de mim.
Shikamaru: Seu rosto corado me diz que está pensando nisso! E não venha me dizer que é o calor. ~Peguei em seu rosto, fazendo com que ela olhasse para mim.
 E foi de surpresa que vi uma louca me roubar um beijo, um beijo ardente e sedento por mais, muito mais.
Não consegui me segurar, abraçei-a pela cintura a rodando para cima de mim, continuei a provar seus lábios vermelhos, não tinha explicação para aquele gosto, eu só sabia que queria mais. Ela então empinou sua bunda... aaahhh aquilo foi a perdição, não resisti precisei apertar com toda força que tinha.
Começo então a abaixar seu short puxando junto o pano da calcinha para baixo. Em nenhum momento ela se esquivo ou travou, aquela mulher estava determinada a ser minha.
Deixei-a somente com minha camisa, mas não por muito tempo, eu já estava louco de ansiedade para provar seus seios.
Passei-a para debaixo de mim, retirei minha calça e com ela foi o tecido de minha cueca. Vi Temari ficar vermelha, eu estava achando tão fofo e engraçado ve-la com envergonha.

Shikamaru: Temari... está com vergonha de que agora? ~Encostei meu membro sem querer em sua perna.
Temari: Eu... eu... vá devagar Shika.  ~Pediu manhosa e altamente corada.
Shikamaru: Esta nervosa ? Está parecendo até que é sua primeira vez... ~A vi arregalar os olhos quando pronunciei.
Temari: E-e-e... e se for ??? ~Pressenti o medo em sua voz.
Shikamaru: Impossível... como um mulherão feito você, nunca teve nenhum lance???? ~Instintivamente recuei para trás.
Temari: Por que em Suna ninguém seria doido de se meter com a irmã do Kazekage. ~Sorriu marota.
Temari: E... os homens tinham certo pavor de mim também. ~Vi seus olhos ficarem tristes.
Shikamaru: Um mulherão feito você não é pra qualquer um Tema! ~A beijei carinhosamente.
Temari: Está querendo dizer que pra você é?! ~Me olhou desafiadora e sorrindo.
Shikamaru: Você não sabe o quanto lhe esperei...
 
 Resolvi acabar com toda aquela conversa, arranquei de uma vez a camisa que ainda a cobria, para logo depois com as faixas mesmo abocanhar um de seus seios, um gemido baixo foi perceptível, ela enfiou as mãos por entre meus cabelos e os soltou.

Temari: Você fica lindo com ele solto! ~Disse docemente, sorrindo pra mim.
Shikamaru: Eu também gostei muito do seu cabelo solto assim.

Eu não conseguia ficar por muito tempo longe daquela boca, eu estava sim, ansioso para estar dento dela, só seu beijo ja me levava a loucura. E esse beijo começou a ficar urgente, Temari se remexia por debaixo de mim, como se implorasse por mais. Enquanto uma de minhas mãos segurava em sua nuca a outra foi percorrendo seu corpo, passando pelos seus seios, barriga, até chegar em sua cavidade. Fui com calma, por ser sua primeira vez, não queria a assustar.
Primeiro simplesmente passei minha mão, somente para atiça-la e deu certo, pois em resposta ouvi um gemido sofrido, ela queria mais.

Temari:Shiikaaa... Não me torture assim! ~Me puxou pelos cabelos até sua boca.
Shikamaru: Mas a graça é te ver louca de desejo Temari! ~Voltei a beija-la fervorosamente.

Antes mesmo que ela viesse me dizer mais alguma coisa, introduzi um dedo. Ouvi dessa vez um gemido mais alto, olhei em seu rosto e ela estava extremamente vermelha, nunca pensei que veria essa guerreira desse jeito.

Temari: Aaaaaan... Shika, eu quero você! ~Já ofegava de desejo.
Shikamaru: Xiiiu... calma, ainda está cedo para mover esta peça. ~A vi morder os lábios.

Levantei meu tronco e pude ver um olhar confuso de Temari em cima de mim. Mal sabia ela oque iria fazer.
Me coloco sentado em sua frente, seguro em suas coxas, afastando uma da outra. Introduzo dois dedos dessa vez, vejo o peito de Temari subir e descer, suas mãos seguravam o edredom que já estava jogado por debaixo de nós. Continuo com o vai e vem dentro dela, ouvindo gemer baixinho.

Shikamaru: Espero que goste disso o tanto quanto eu vou gostar de fazer. ~Acariciava seu clitóris.

Fui beijando sua barriga lentamente, ainda com os movimentos de vai e vem com meus dedos... ela já estava mais que molhada, passo a língua por cima de seu umbigo, giro os dois dedos dentro dela. Mais um gemido é ouvido, alguém já não está conseguindo se controlar. Desci mais um pouco e beijei sua cavidade, quando vi seus olhos verdes arregalados, fiz o que se chama de "cair de boca". Comecei chupando de vagar seu clitóris, ainda introduzindo dois dedos. Temari já não controlava o volume de seus gemidos, e eu dava graças a Kame por não ter ninguém por perto. Lambi sua cavidade inteira, quando ela estava prestes a gozar introduzi minha língua e fiquei no vai e vem até que seu gozo quente atingisse minha boca.
Mas fui pego de surpresa, achava eu que ela ficaria um tanto atordoada, ledo engano o meu, parecia que eu havia despertado um vulcão e esse estava prestes a erupção.
 Temari me puxou com tudo para cima, procurando loucamente minha boca, amassando seus seios contra meu peito, aquilo era uma sensação ótima. E de repente eu me via por debaixo daquela loira, com os seios fartos e empinados a mostra.

Temari: Eu mexo as peças agora! ~Disse com um sorriso safado.
Shikamaru: Como quiser minha rainha. ~Apertei suas coxas e parte de sua bunda também.

Vi Temari se levantar um pouco e segurar meu membro, soltei um gemido involuntário, então ela começou com o vai e vem com as mãos, pra quem nunca havia feito aquilo, ela estava se saindo muito bem. Joguei minha cabeça para trás gemendo mais uma vez.

Shikamaru: Está gostando do que vê loura?  ~Ela encarava meu membro tão intensamente.
Temari: Estou gostando de ouvir você gemer! ~Assim que encerrou sua frase, bombeo meu membro algumas vezes.

Soltei outro gemido, eu realmente nãoconseguia me segurar com Temari me masturbando. Fechei meus olhos para ter maior controle, não ia ser legal gozar justo agora, ainda mais sendo a primeira vez dela. Enquanto eu tentava pensar em qualquer outra coisa que não fosse Temari nua em cima de mim; sou pego de surpresa, acabo por soltar um gemido alto e rouco.
Sim, Temari havia sentado em meu membro com tudo, abro meus olhos e encaro seu rosto contorcido de dor.

Shikamaru: Aaan, Tema... deveria ter ido mais devagar. ~Acaricio seu rosto.
Temari: Já senti dores piores preguiçoso,aaah... ~Disse tentando se movimentar comigo dentro dela.
Shikamaru: Tcs... mulher problemática. ~aperto o mamilo de seus seios entre meus dedos.
 Temari deu um risinho baixo, talvez pelo problemática. Para logo depois começar com os movimentos um pouco travados ainda.
Era uma visão fenomenal a ver cavalgar em cima de mim, logo seus movimentos de sobe e desce foram ficando mais sensuais e rápidos, fui hipnotizado por seus seios que seguiam o mesmo balançar, sua boca entre aberta me convidando para beijar-la. Aquela foi uma visão de tirar o fôlego, cada movimento que ela fazia era capturado lentamente, o suor escorrendo entre o vale de seus seios, seu cabelo ja molhado pelo esforço feito.
 Perdi a conta de quantas vezes gemi a encarando se movendo em cima de mim, quando de repente agarro- a pelos cabelos, os embolando em meus dedos, trago-a para mais perto de mim, perto de minha boca e ainda dentro dela a viro para baixo de meu corpo.

Temari: Eu estou adorando fazer isso com você preguiçoso. ~Disse arranhando minhas costas enquanto ia mais fundo nela.

Mal sabia ela que eu já estava amando.
Acaricio seu rosto mais uma vez para logo em seguida me mover mais rápido e fundo nela, seus gemidos eram altos, suas unhas cravavam em minha pele, deixando linhas vermelhas por onde passará.

Temari: Shika... o dia já está amanhecendo. ~Disse gemendo entre as palavras.

E realmente a noite já não era tão densa, deveriam ser umas 4 da manhã.  Quem diria que perdiria uma noite de sono com Temari... se querem saber... adoraria perder muitas e muitas vezes.
Comecei a aumentar os movimentos dentro dela, tirando quase todo e recolocando de volta de uma só vez, a via quase gritar de prazer. Ela gostava quando a malinava, prendo um de seus seios entre meus dentes e continuo a me movimentar forte dentro dela, acabo por sentir seu interior contraindo, ela iria gozar e logo. Largo seus seios para dar-lhe um selinho rápido , seguro em seus quadris e a levanto me sentando na cama, ela estava com a cabeça jogada para trás gemendo freneticamente, eu queria poder foder mais com essa mulher, mas infelizmente temos uma missão para cumprir.

Shikamaru: Tema... aaaah. ~Acabou que nem deu tempo de avisa-la.

Gozei de uma só vez, grosso e forte.
Temari gemia e apertava seus seios contra minha boca, ela estava a gozar junto comigo, uma sincronia perfeita pode se dizer.
 Dormimos abraçados essa noite, como se fossemos um casal, talvez depois dessa noite eu vá a desejar mais e mais... a quem quero enganar, Temari já tinha  ganho meu coração muito antes de ganhar meu corpo.
     》》》》》》》》》》》》》》》》》》》》》

Acordo no dia seguinte atordoado, procurando Temari qur deveria estar ao meu lado, mas só encontro um pergaminho aberto e nele a seguinte escrita:

 "Shika, amei essa noite que tivemos juntos... deixei-o descansado por que para um preguiçoso feito você, perder uma noite de sono é muito intrigante. Estou levando o pergaminho da missão comigo, entregarei e de lá seguirei para minha Vila, Gaara precisa de mim. Espero nos encontramos em breve, quem sabe repetir a dose.

   Beijos, com amor... Temari no Sabaku"


 Abro meu melhor sorriso, já imaginando nosso reencontro... seguindo na direção oposta à dela, de volta à Konoha.

Shikamaru: Tcs... problemática!


Notas Finais


Obrigada por lerem até aqui :3
Tenho outros projetos de oneshots, logo saíram :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...