História Minha Metade - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Dean Winchester, Lúcifer, Sam Winchester
Tags Drama, Romance
Visualizações 41
Palavras 813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite....Espero que gostem..

Capítulo 4 - No meio do caminho


Fanfic / Fanfiction Minha Metade - Capítulo 4 - No meio do caminho


Lucifer

Nem em um milhão  de anos eu me uniria à  esses humanos se eu não tivesse um interesse pessoal nessa história, ainda não é  hora de revelações,então só me resta ter que caçar com esses humanos, a única coisa boa nisso tudo é que posso me divertir com a minha casca.Sou tirado dos meus pensamentos por Castiel me chamando.

- Temos um caso em Nova Orleans, vários corpos mutilados, pelo geito são  lobisomens.             O Sam disse. E eu não  resisto e fico olhando aquela boca.

-Ouvi dizer que lá está cheio deles!   Fala o velho Singer.

-E armas poderosas também, existe uma estaca de carvalho branco,dizem que ela mata todos os tipos de vampiros e criaturas das sombras.Talvez exerça alguma força contra Amara!             Diz Castiel.Meu irmãozinho acha que sabe tudo. 

- Na verdade sim e não.      Digo e todos me olham. 

-Desembucha...

- É melhor fazer seu irmãozinho insolente ter mais cuidado com a língua Samy.

- É Sam!

- Já te chamei de Samy outras vezes e nunca reclamou!    Eu Disse,adorava ve-lo ficar vermelho. 

-O que?            Disse Dean, mas Boby previu a merda que ia ser, e começou  a falar sem parar.Mostrou o mapa com os territórios  habitados pelos lobisomens  e onde morava o chefe deles, arrumar a suas mochilas e como eu e Castiel não comemos e nem precisamos dessas parafernalhas que os humanos insistem em carregar por onde vão ,simplesmente aceitei o convite de Castiel para conversarmos em um lugar mais calmo.

******

- Eu conheço a lenda Lucifer, sei o que você  está  tramando!

- Sabe mesmo irmãozinho?

- Eu não vou permitir ...

-A escolha é  dele Castiel,não  sua!

-Ele nunca vai....

- O quê? Me amar?   Como pode ter tanta certeza?     Acha que eu sou apenas o monstro que não  sabe amar?

- É  porque é isso que você é Lucifer!!

- Você se esquece que nessa profecia,só  é necessário apenas um de nós amar,e não sou Eu!          Cuspo as palavras para Castiel e ele desisti de ficar me importunando, sei que ele não fara nada ,Castiel não é  do tipo que interfere no destino.Fazemos um gesto com as mãos e aparecemos de volta à casa do velho.Mesmo que eu prefira morrer pela adaga de um anjo à admitir, meu corpo só deseja uma única coisa, e eu estou prestes a conseguir.

Por idéia de Castiel, vamos todos de carro, a viagem é  demorada e isso vai me irritando,paramos no meio do caminho algumas vezes, são  dois dias de viagem e a única coisa boa nisso é sentir de perto o cheiro do Sam que está a minha frente, algumas vezes nossos olhares se encontram pelo retrovisor e eu sorrio malicioso. Já é tarde e Dean para num hotel de beira de estrada, alugando dois quartos com camas  de solteiro, Sam Dean e Boby ficam em um dos quartos enquanto  eu divido o quarto com Castiel e Crowley, parece que o anjinho é  o nosso vigia. É  de madrugada quando Castiel desaparece falando algo como ter recebido um chamado da rádio dos anjos, com certeza deve estar a maior bagunça lá  em cima e precisam da ajuda do maninho.Sorte a minha e saio em seguida do quarto.Preciso espairecer, achar algum humano para torturar seria uma boa idéia, ao chegar do lado de fora vejo Sam sentado na pequena mureta do estacionamento e me aproximo.

- Olá Sam!

-  o oi...

-parece que também não dorme!

- Não muito !       Respondeu pensativo.Me aproximei mais e ele se levantou.Andou de costas enquanto eu me aproximava , até que o espaço acabou e ele se deteve encostado na parede, encurralado, como um ratinho, assim como em minha jaula no inferno.

- Não!     Não se aproxima! 

- Na jaula você  gostou do meu beijo! Do meu toque!     Vai dizer que não imaginou eu te tocando de outro jeito?                       Sinto seu rosto ruborisar e sua respiração ficar pesada.

- Eu não sei do que você tá falando, você me beijou a força!          

-No começo  sim , mas depois você correspondeu! E foi bom Samy,muito bom.

Sinto ele baixar a guarda e me aproximo devagar, nossas bocas se tocam levemente, sinto seu quadril de encontro ao meu em busca de contato e o agarro com força, coloco a mão em sua nuca e puxo seu cabelos, um beijo selvagem, cheio de mãos bobas, sinto ele entregue , mas estou descontrolado, meus olhos estão vermelhos, e minha pele quente, não posso tê-lo agora, no estado em que estou posso não me controlar e mata-lo depois que acabarmos, e tudo estaria perdido.Por um minuto um sentimento de vazio  toma conta de mim ao pensar em Sam morto, e me afasto do mesmo tentando me convencer de que  esse vazio que senti era na verdade coisa da minha cabeça , um aviso para que eu não pusesse tudo a perder.Jamais pensaria que um sentimento novo estava crescendo forte dentro de mim.Eu sou Lucifer, jamais amaria um humano.

Me afasto dele abruptamente e o deixo sozinho, não ouso olhar para trás. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...