História Minha namorada é uma vampira.(Imagine:Jeon Jungkook) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Drama, Jungkook, Sobrenatural, Vampiros
Visualizações 336
Palavras 727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

S2

Capítulo 19 - Capítulo 18


Fanfic / Fanfiction Minha namorada é uma vampira.(Imagine:Jeon Jungkook) - Capítulo 19 - Capítulo 18

                                                                             Point Of View S/N's ON

Chego cansada na grande porta de madeira estilo medieval da minha casa,pego as chaves de prata de dentro da minha bolsa e a abro assim entrando na grande casa.Em passos lentos vou a cozinha,retiro meu casaco o colocando em cima do balcão da cozinha,juntamente da bolsa e das chaves.Subo as escadas de madeira ouvindo-as ranger,de tão antigas.Entro no banheiro do meu quarto e começo a livrar-me das roupas,deixando-as jogadas no chão.

 

Ligo chuveiro e deixo que a água morna caia sobre meu corpo nu assim relaxando meus músculos.Após terminar de banhar-me ,fecho o registro do chuveiro e enxugo-me.Coloco uma roupa confortável ,desço a escadas, chegando na cozinha,pego um copo grande e despejo o líquido vermelho metálico no mesmo.

 

Sento me no sofá e ligo a TV,só 'pra parecer que não estou tão sozinha aqui.Estou realmente muito cansada,havia seguido Jungkook até a sua casa,não pensem malícias,pelo amor de Lúcifer.Apenas o segui para ver se ele chegaria em casa 'inteiro'.Até por que agora eu sei que não sou a única da minha espécie por aqui.

 

Mesmo esse ser tendo dado uma ''maneirada'' nas mortes é bom prevenir.

 ........

   ------------​Dia seguinte ---------

  Abro o  meu armário da escola  para pegar  os materiais de hoje quando sinto uma mão quente sobre meu ombro gélido.

- Bom dia,S/n-Me viro vendo o garoto com seu doce sorriso estampado nos lábios.

    -Bom dia,Jeon-sorrio amigavelmente.           

                                                               

   -Tu chegaste bem em casa ontem?-pergunta visivelmente preocupado.             

                                                   

-sim,obrigada pela 'preocupação'-sorrio encarando suas olhos negros-E você,chegou bem?-pergunto mesmo sabendo que sim.

 

-Sim,apesar de estar com uma sensação de estar sendo observado-ri sem graça e rio junto -não esquenta,eu sou um pouco paranoico às vezes-rio de seu constrangimento.

 

-Vamos 'pra sala?-fecho meu armário e o tranco.

 

-Vamos!

 

Pega em minha  mão  puxando-me para a sala de aula.Paramos em frente a mesma,quando ele olha para nossas mãos juntas, olho                                                                     seu rosto vendo o mesmo um pouco vermelho.

 

-h-hum m-me desculpe-''quebra'' o contato entre às mãos.

 

-Não tem problema-sorrio sem graça.

                                                                            ...

 Já era o intervalo então me sento numa mesa que não tinha ninguém.Me debruço sobre a mesma olhando para o nada.

 

-S/n?-Levanto a cabeça olhando para o ser que havia me chamado-Vem sentar com a gente!- sorri com seus dentes de coelho.

 

-Não,obrigada-sorrio sem mostrar os dentes.

 

-Não mesmo?-nego com a cabeça.

 

                                                                   

                                                                                                ...............

 

-Finalmente em casa-Me jogo em cima do meu caixão o ouvindo ranger,de tão velho que já é,nem parece que já o tenho a mais de cem anos.

 

Subo às escadas do porão dando de cara com a cozinha,ligo a TV a fim de tentar me entreter e me sento no sofá.

......................

 

Já estava tarde da noite quando ouço a campainha da casa tocar,confesso que me assustei,ninguém vem aqui nesta floresta e quem vem,é difícil de sair vivo.Mas vai que alguém se perdeu em?Se for uma pessoa,com certeza não vai sair vivo daqui.

 

Coloco meus chinelos escuros e desço as escadas.Apago toda ás luzes da casa,não há problemas por que consigo enxergar na escuridão.Abro a porta lentamente me dando de cara com um garoto ocidental de olhos claros.

 

-Você deve ser... minha vizinha?-o garoto perguntou com uma voz grossa.

 

-Como assim,vizinha?-falo séria.

 

-Eu moro eu uma casa á uns cinquenta metros daqui..naquela direção.-aponta com o dedo para o norte.

 

-Sabias que,aqui é um lugar muito perigoso para morar?-falo cínica.

 

-Eu sei,também não achas que é muito perigoso morar aqui para uma garota tão indefesa?

 

Quem é que ele pensa que é em?Mal chegou aqui e já está se achando dono da MINHA floresta!Eu poderia quebrar o pescoço desse infeliz agora mesmo,mas,eu adoro poder brincar com a minha presa,principalmente quando ela é uma pessoa.

 

-Fala de uma vez,o que você quer?!-Exclamo irritada.             

                                                       

-Não vai convidar seu novo vizinho para entrar?-falou sarcástico.           

                                           

 -Entra.-falo receosa,essa pergunta parece normal,mas para mim não.Viro às costas,  sinto sua presença muito perto de mim.Pego-o pela gola da camisa e o prenso contra á parede.

 

-Quem é você!-grito com raiva,ele iria me..morder?Encaro seus olhos antes azuis agora totalmente vermelhos,agora não diferente dos meus.O aperto ainda mais contra a parede vendo que seu rosto estava a tomar uma coloração roxeada.

 

Vejo que o mesmo tentava falar algo mais não conseguia,solto um pouco o aperto fazendo o conseguir falar:

 

-C-calm-ma  - disse fanho e começo a encarar o chão.

Não pode ser,seus olhos azuis seu cabelo ruivo como o fogo,não,não seria,seria impossível.

 

-Nick?

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                                                              

                                                                                                                                                

                                                                     

                                                                                    

 

 

 


Notas Finais


Me desculpem pelo capítulo horrível,kkkk(cada ''k'' é uma lágrima).
Tchau,até a próxima.
Fui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...