1. Spirit Fanfics >
  2. Minha Nerd Favorita(JORI) >
  3. Primeiro Dia

História Minha Nerd Favorita(JORI) - Capítulo 40


Escrita por:


Capítulo 40 - Primeiro Dia


Fanfic / Fanfiction Minha Nerd Favorita(JORI) - Capítulo 40 - Primeiro Dia

Tori:

Acordei cedo, hoje às aulas começam e não quero me atrasar, tomei banho e me vesti, nada demais, um jeans azul e uma baby look branca  e um tênis urbano simples.

Ouvi a Cat me chamando, o café estava na mesa, então fui para a cozinha.

- Bom Dia.

Falei.

- Bom Dia.

- Cadê a Jade?.

Perguntei, não a vi quando passei pela sala.

- Banho.

Começamos a comer, depois de meia hora, a Jay entrou na cozinha com uma cara péssima.

- Dormiu mal?.

Perguntei.

- Oque você acha?.

- Espero que tenha aprendido a lição, se der mole pra outra garota, considere o sofá sua nova cama.

- Eu agi mal, desculpa.

Disse com uma carinha linda.

- Vem aqui.

Falei e ela me abraçou.

A verdade, é que não consigo passar muito tempo com raiva dela.

Ontem eu estava decidida a ignorá-la por alguns dias, mais não quero ficar longe dela por tanto tempo.

- Meninas, tá na hora.

Cat falou pegando a bolsa.

Pegamos um táxi e logo chegamos na universidade.

(...)

A maioria das pessoas pareciam ser bem intelectuais, mais tinham alguns bem superficiais.

Fomos ao balcão de informações para pegar as fichas com os horários.

- Não temos nem uma aula juntas.

Falei um pouco chateada.

- Podemos ficar juntas em casa, agora temos que ir, tchau.

Disse me dando um beijo rápido, e saindo com a Cat.

Fui pra minha turma, o professor já estava em sala.

- Com licença, eu me atrasei?.

Perguntei confusa, já que eu cheguei no horário que estava na minha ficha.

- Não, não se atrasou, eu gosto de chegar antes dos meus alunos.

Me sentei na primeira fila, passou alguns  minutos e o resto da turma começou a chegar.

Quase na metade da aula, uma garota entrou na sala, o professor não pareceu se importar, pois continuou falando.

- Oi, pode me dizer se perdi muita coisa?.

A garota perguntou sentando ao meu lado.

- Nada, ele só tá dizendo como as coisas funcionam por aqui.

- Primeiro dia é um porre.

Falou.

- E como.

- Me chamo Melissa.

- Tori.

- Você é estranha.

Falou.

- Por quê?.

- É a única que está olhando para aula, ao invés de está se olhando.

Reparei nas pessoas da turma, algumas garotas estavam se maquiando, outras mexendo no celular, já os rapazes, os que não estavam paquerando as meninas, estavam dormindo.

- Será que alguém vem aqui para estudar?.

Perguntei.

- Dã, é uma universidade... Claro que não.

Falou e dei risada.

Conversamos um pouco, e até que somos bem parecidas, não fisicamente, ela mil vezes mais bonita. Eu tô falando no que se refere a gostos, mesmas músicas, filmes e ela até adora literatura clássica, o que é muito raro, resumindo, adorei muito essa garota.

O tempo passou rápido.

O melhor do dia foi quando descobrimos que teremos os mesmos horários.

Jade:

Esse lugar é insuportável.

Pelas pessoas que encontrei na recepção, pensei que seria bem melhor.

Mais tive a má sorte de cair em uma turma de CDFs, ninguém pra conversar, todos olhavam fixamente e escutando com atenção, as besteiras que o professor falava.

Dormi um pouco, me acordaram quando a aula terminou.

Fui para próxima aula.

(...)

Entrei em sala e já tinha algumas pessoas, pelo menos nessa sala tem algumas pessoas interessantes.

Fiquei na última fila.

Um cara folgado sentou do meu lado e colocou o braço sobre meus ombros.

- Iai gatinha.

- Gosta do seu braço?.

Perguntei.

- É claro, por quê?.

- Por que se não tirar ele de mim, vai perdê-lo.

Falei cravando minhas unhas nele.

- Já entendi, foi mal.

Falou e saiu de perto.

Ele fez a mesma coisa com uma garota duas filas à minha frente, com ela deu certo.

Coloquei meus fones para ouvir música, e acabei dormindo outra vez.

(...)

Senti um toque no meu ombro, tirei os fones, e percebi que a sala estava vazia.

- Ainda em estado pós-sono?

A moça que me acordou perguntou.

- Um pouco.

A olhei e tomei um susto.

- Espera, você, ontem, boate, stripper, eei.

Falei confusa.

- É sou eu.

Disse sorrindo, provavelmente da minha expressão, que tenho certeza, era bem engraçada.

- Você estava nessa aula?.

Perguntei.

- Estava, talvez não tenha me visto por que dormiu a aula toda.

- O professor demorou muito, então caí no sono.

- É uma professora.

- Tanto faz, como todos que vi, deve ser uma velha chata que dá aula com conteúdo do século passado.

- Nisso você tá certa.

Falou.

- Como hoje foi o primeiro dia, os alunos foram liberados mais cedo.

Ela disse mudando de assunto.

- Todos já saíram?.

Perguntei.

- Já.

- Então vou embora, não vejo a hora de sair desse lugar.

- Precisa de carona?.

Perguntou.

- Valeu.

- Antes de te levar em casa, posso te pagar um lanche?.

Perguntou.

- Claro.

(...)

Fomos a uma lanchonete perto da universidade.

- Ontem ficamos com um lance pendente.

Falou.

- Ficamos?.

- Não se faça de boba.

Falou colocando a mão na minha perna.

- Então né.

Retirei a mão dela de mim.

- Ontem eu errei feio.

Falei.

- Errou?.

- Aham, eu não devia ter te dado bola, por que sou comprometida.

- Idaí?.

- Daí, que a gente, não vai rolar, fui.

Falei e saí rápido.

Uau, essa foi difícil.

Peguei um táxi e fui para casa.

(...)

As meninas estavam conversando na sala.

- Oi, oi.

Falei e me sentei no colo da Tori.

- Tava aonde? Te procuramos por todo o pátio central, antes de sairmos da universidade.

Cat falou.

- Dormi na sala, e perdi a hora.

- O quê achou do primeiro dia?.

Tori perguntou.

- Pra ser sincera, eu dormi o dia todo, mais, e vocês?.

- Normal.

Cat respondeu.

- Eu adorei, fiz uma amiga hoje, e você sabe que não sou muito boa em me aproximar das pessoas, então tô muito feliz.

Tori falou animada.

- Ah, que legal.

- É sim.

- O quê acha da gente ir pra o quarto, e compensar o tempo que passamos longe em?.

Perguntei.

Preciso muito ocupar minha cabeça com outra coisa, por que a Paloma não sai dela.

- Tudo bem, mais tem que ser rápido, Cat e eu vamos sair.

- Não pensaram em me convidar?.

Perguntei.

- Estamos indo ao museu, quer vir?.

- Tô fora.

Falei e levantei pra ir ao quarto.

Fui tomar um banho, Tori entrou no chuveiro comigo, então o banho demorou mais que o normal.

Quando saímos, ela se vestiu para sair, e eu coloquei meu pijama.

As duas foram pra chatice delas, e eu fiquei assistindo até cair no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...