História Minha Noona - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Personagens Originais
Tags Jungkook Noona Romance
Visualizações 68
Palavras 1.991
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Survival, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou de volta meus amores e dessa vez pra ficar. Ou não mas vou tentar.

Desculpem qualquer coisa e por favor não desistam De mim.

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 5 - Sai daqui Suk!


Fanfic / Fanfiction Minha Noona - Capítulo 5 - Sai daqui Suk!

||° Continuação °||


Seul - Sexta feira 14:35 PM

Jeon's house.


- Kook? - sou chamado atenção.

- Oi?! - eu não estou me sentindo muito bem desde o que ouvi mais cedo, de alguma forma aquilo se sucumbiu em mim me deixando desorientado e até fora de órbita. Não paro de pensar no que ele está pensando em fazer com a Noona. Ou melhor, não paro de pensar no que seja.

O que poderia ser? Ela é um amor e não faria mau algum a ninguém.

- O que você tem hoje? Está muito aéreo Kook. - mais uma vez ela me chama atenção. Poderia eu, estar relaxado e curtindo a tarde com a Noona.

Se não estivéssemos esperando o senhor Jungsuk chegar com as coisas que ele foi comprar.

- eu estou bem Noona, são só alguns trabalhos atrasados. não se preocupe com isso. - tentei passar o máximo de sinceridade possível no meu sorriso, mesmo que o tema "trabalho" me deixe realmente apreensivo. Pelo menos espero que tenha funcionado.

- Voce demorou suk. - S/n se levanta do sofá e vai em direção ao seu namorado.

- Desculpa amor. - selaram-se em um beijo.

Argh! Que sentimento esquisto. Não é nada agradável ver a mulher que você estranhamente acha que gosta, beijando outro que não é você.

E pelo jeito nunca será.

Começamos a ver um filme de romance. Particularmente gosto desses filmes, além de serem os preferidos da minha Noona.

- aish! Vamos ver um de terror! Isso não presta. Muito meloso. - o suk comenta - o que demorou, confesso- me fazendo encara-lo.

Foi a S/n quem escolheu o filme. Ele poderia ter pelo menos um bom senso de educação e assistir o que a namorada escolheu. Mas, o que esperar de alguém como ele, não é mesmo?

Quanto mais o tempo passa mais o odeio.

- Aigoo! Eu gosto desse filme mor. - sua pequena decepção e manha na voz me fez soltar um sorriso involuntário. Mesmo que eu já tenha me "acostumado".

Só de ouvir isso, eu já teria abraçado ela e concordado com tudo que ela dissesse.

Mas ele não fez isso. Idiota.

- já vimos romance demais por hoje. - o idiota simplesmente trocou de canal sem nenhum remorso por ter contrariado o desejo da S/n.

Essa pequena atitude - que parece insignificante- me revelou mais que o esperado. Esse babaca realmente não gosta da minha Noona e qualquer um poderia perceber isso se passasse o tempo que passei junto a eles.

E nem foi tanto tempo assim.

E assim passamos a tarde juntos. Não quis desgrudar da Noona o que irritou muito o Jung suk. Nada proposital, garanto. Minha Noona tão ingênua amou me ver me esforçando para ser amigável com o seu namorado. Ela não consegue imaginar que o que eu queria era estar no lugar dele.



(•••)



Já havia anoitecido, uma leve chuva se iniciou. As árvores se balançaram com um vento forte enquanto a água da chuva alagava os quintais das casas. O som das águas caindo no telhado me relaxa de maneira plena, enquanto isso, fito o teto com um meio sorriso.

Motivo?

Bom... tenho certeza que a S/n está apreciando isso. Ela ama a chuva e cada detalhe que ela nos deixa aparente.

Ela adora sentir o cheiro exuberante que suas narinas inalam de terra molhada, adora ver a liberdade das gotas d'água caindo livremente, molhando o chão e alagando as ruas.

Ela adorava desobedecer minha mãe e me levar para a chuva. Pulavamos e nos sujavamos como crianças ingênuas e puras.

Ela diz que a chuva limpa a alma.

Com certeza acredito no que ela diz. Dá para ver a anos luz que ela tem uma alma limpa e pura.

Meus bons pensamentos são limpados de minha mente quando a porta se abre bruscamente.

- acho que é hora de termos uma conversinha. - Jungsuk. Quem mais poderia ser? Estava demorando ele aparecer e querer se pôr no lugar de "namorado preocupado com o amigo mais novo da namorada".

- acho que errou de quarto. A s/n fica no do outro lado. - simplifico a minha irônica forma de dizer: Não quero falar com você.

- para um nerd idiota, você até sabe como dar trabalho. - puxou minha cadeira que fica em frente a minha mesa de estudos e se sentou em minha frente. Dobrou os braços e os encostou na cadeira me encarando incansavelmente.

- o que você quer? - ele me parece saber que não sou tão inocente quanto a minha Noona acha. Ele quer uma conversa de homem para homem. E é isso que ele vai ter. Talvez não hoje, mas um dia terá.

- você parece ser bem íntimo da nossa S/n. - nossa? NOSSA UMA CARALHA. - a minha intensão com ela é a mais sincera possível. Então se afaste dela ou as coisas irão piorar apenas para você. Espero ter sido claro. - Jungsuk realmente não é um bom homem. Quis mostrar isso quando me ameaçou sutilmente com total controle de suas palavras.

Não me deu nem tempo de tentar ver mais o seu "eu" verdadeiro e saiu me deixando a deriva de pensamentos nada esclarecedores.

Desconfortáveis demais até, para eu não chegar em uma conclusão e em uma solução rápido.

O que ele quer com a S/n? E quem era o homem que ele estava ao telefone?

Minha cabeça está explodindo quase que literalmente.



[●●●]



3:35 AM - Seoul.

|| S/n on ||



Acho que Viajar pela madrugada me fez perder o costume de dormir. Desde que me deitei não consigo pôr meus pensamentos em ordem e nem consigo relaxar como achei que faria quando chegasse aqui, quando estivesse com o Kook.

Não fiquei tanto tempo fora, não tempo o suficiente para me sentir estranha com ele.

Minha relação com o Kook sempre foi uma das mais transparentes que tive. Falávamos de tudo quando meus tios (pais do Jk) saiam. Eu fazia ele se sentir a vontade diante de uma garota. Pelo menos tentava.

E era Bom! Não tinha malícia ou más pensamentos, éramos apenas amigos. Bons amigos, quase irmãos. Ou não.

Não sei direito agora, desde que cheguei ele me parece encomodado com minha presença, e desde aquele episódio embaraçoso em que quase nos beijamos tudo ficou ainda mais estranho. Por mais que ele tente disfarçar ou fingir que nada aconteceu.

E é claro que me sinto culpada por isso. Eu simplesmente joguei na cara dele que tinha um namorado. Não pensei nas consequências de revelar isso naquele momento. Com certeza não era para ser dito desse jeito. Não disse da maneira correta. Pelo menos não o preparei. E ainda por cima, o Suk resolve passar todo o tempo que tem aqui. Desgraçado!

Podem estar se perguntando, nossa! Ela não ama ele? Não! Não amo. Sinto até um pouco de repúdio da pessoa em questão.

Eu e ele começamos a nos conhecer assim que fui para o Japão. Lá nós tivemos um envolvimento. E eu esperava que ele simplesmente me esquecesse mas não foi isso que aconteceu.

Tive pena de seu suplício e resolvi dar uma chance a "nós". Nem sei se fiz o correto mas bem, me arrependo desde o primeiro segundo.

A realidade é que sou uma idiota que não consigo negar nada a ninguém. E até achei que encontrando um "namorado" a mídia sairia do meu pé.

Os sites de fofocas sempre põem como pauta principal a minha solteirice contínua. O que pessoalmente me irrita muito.

Depois que o Suk surgiu das profundezas eu pude ter um descanso - ou pelo menos achei que teria - de toda essa atenção que ganhava.

Ele Não é um homem dos sonhos, não é carinhoso nem sabe como agradar uma mulher. Nem naquelas horas. Se é que me entende.

Só estou esperando um momento certo para dispensar esse embuste da minha vida!

Falando no embuste ele acaba de entrar no quarto.

- está acordada amor? - apenas ignoro e continuo com os olhos fechados.

Espero ele deitar-se ao meu lado, mas isso não aconteceu. Logo depois ouvi o barulho da porta sendo fechada novamente.

É claro! Ele deve ter outra e só está comigo para manter o seu status ridículo de namorado de top model.

Suspiro e sento na cama. Já é tarde mas não consigo mais dormir. Será que o Kook está dormindo? Bom, é melhor não atrapalha-lo.

Mas, se fizermos como antes? Será que ele vai gostar?

Não custa tentar não é mesmo?!

Me levanto da cama e saio do quarto ainda com receio. Não sei se vai ser uma boa. Mas vou.

Passo pelo corredor sem fazer muito barulho e paro em frente porta do quarto de Kook. Estava entreaberta.

Estou nervosa, e nem sei o porquê direito.

Abri mais a porta e o vi deitado na cama, estava acordado, e parecia pensativo.

Então crio coragem e nato na porta.

- já não esclareceu as coisas senhor namorado da S/n. - como assim "esclarece as coisas"?

- sou eu e... como assim? O Suk falou com você? - pergunto entrando e sentando ao lado do garoto que agora se sentiu me olhando.

- ele só falou algumas coisas para mim. - ele não me olhava. E eu sei que quando o Kook não me olha é porque não é verdade.

- pode me contando a verdade. Você nunca mente para mim. - toquei das mãos e além de gélidas estavam trêmulas. Coisa que nunca vi no Kook.

- ele disse que era para eu me afasta de você, e que você era só dele. - ele me olhou nos olhos, vi eles se encherem de lágrimas e antes que desabasse eu o abracei.

Meu Kook sempre foi muito sensível, e é uma das qualidades que ele possui. Fofo.

- nada nem ninguém, muito menos ele vai te tirar de perto de mim meu bebê. - disse ainda no abraço, ele parece mais calmo. Me apertou ainda mais com o se fosse possível. Nosso abraço sempre é os mais quentes e aconchegantes.

- Eu te amo Noona. - não falo nada apenas mantenho no abraço. Talvez um dos mais demorados mas quem liga não?

Me separei dele e deitei na cama sugerindo ao mais novo a fazer o mesmo.

- posso dormir com você hoje? - peço.

- claro Noona. - disse e me abraçou pondo sua cabeça em meu colo.


(...)


- O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI? - Abri os olhos rapidamente ao ouvir a voz do Suk. - QUE PORCARIA É ESSA? - gritou

Ainda mas fazendo o Jung acordar e se sentar de cabeça baixa.

- Não grita 'tá legal!? Só não consegui dormir direito SOZINHA naquela cama. - digo o encarando. Bom parece que o momento certo apareceu.

- Daí achou que era um ótimo pretexto para dormir com seu amantezinho de merda. - seu tom era alterado e pelo que eu estou vendo ele sabe muito bem como fingir.

- Não seja mais idiota. Você que saiu ao invés de dormir comigo. - acabo sorrindo cinicamente por estar nessa situação. - Não vamos fingir que existe sentimentos envolvidos nessa porcaria de situação por favor, vai ser menos vergonhoso se você sair daqui dessa casa sem causar qualquer tipo de conflito. - por fim finalizo meu procedimento de "por o Suk para fora".

- vai mesmo me trocar por um pivete que nem sabe o que é namorar? Hun! Você que sabe. - disse e se virou para sair.

- para servir de consolo. - chego mais perto do ser. - o Jungkook é muito mais homem do que você.

Em seus olhos estava concentrada toda a sua raiva e eu apenas apreciava aquilo.

Então saiu. Suspirei aliviada e olhei em direção à cama. Lá estava o Kook com sua inocência sem estar entendendo nada.

- desculpa por isso. - caminhei até ele. - espero que tenha descansado um pouco.

- Sim. Dormi muito bem depois que você chegou. - tinha um sorriso fraco nos lábios de Coelho dele. Sempre fofo.

- que bom, sabe por Que? - negou com a cabeça com um rostinho curioso. - porque temos um dia maravilhoso para poder aproveitar e muito. - sorri sendo retribuído por ele. Seu sorriso contagiante de sempre.


Next episode...


"- o que você sente por mim Kook? "


Notas Finais


Bom galela ° foi isso. Espero que tenham gostado e por favor comentem o que acham do rumo da estória.

Bjs da @Park_Symin

I'm out! 😍😍😍😍😍😍😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...