História Minha paciente... (HOT LÉSBICO) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Sense8
Personagens Amanita, Hernando, Lito Rodriguez, Nomi Marks, Riley Blue
Tags Amanita, Amor, Drogas, Hernando, Lito, Nomanita, Nomi, Sadomasoquismo, Sense8, Tortura, Yaoi, Yuri
Visualizações 161
Palavras 823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


⚛️Boa leitura girls and boys⚛️

Capítulo 8 - Primeira e última vez...


Fanfic / Fanfiction Minha paciente... (HOT LÉSBICO) - Capítulo 8 - Primeira e última vez...

(Amanita)

Chegamos na clínica e então Nomi foi para sala onde faria seus exames e eu fui chamada na diretoria da clínica... 

Não sei porque mas eu estava com um mal pressentimento... 

... 

Fui até a. Diretoria e então encontrei Anny vice-diretora da clínica, já que o diretor estava de férias.

Bom dia Anny!

Bom dia Amanita, sente-se! - aponta para cadeira.

Como vão as coisas por aqui?!

Bem! Mas bom vou direto ao assunto, Nomi não poderá ficar mais com você. 

Como assim não poderá? 

É uma situação difícil mas não há nada que possamos fazer... 

Como assim não há nada que possamos fazer? Porque essa mudança repentina?! 

A família de Nomi quer ela de volta! 

Então ela vai ter que voltar pra clínica?! Ela não quer, não gosta daqui. Ela está bem na minha casa, você sabe disso! 

Eu sei Amanita, você é uma ótima profissional! Mas essa é uma decisão da família, e eles não querem que ela volte pra cá, querem que ela volte pra casa! 

... (suspira)

Infelizmente não há nada que possamos fazer... A família virá buscar ela amanhã a tarde, traga ela e seus pertences ates da uma hora da tarde! 

Ok estaremos aqui! 

Obrigada pela compreensão! 

... 

Saio da diretoria completamente desnorteada, por algum motivo meu coração estava apertado parecia que eu estava perdendo um pedaço de mim. Saio dos meus devaneios quando sinto uma mão acariciando minhas costas. 

A oi Nomi! 

Tá tudo bem?! 

É.. A gente conversa no carro pode ser? 

Claro! 

... 

Fomos para o carro e então eu dirigi um pouco e parei em uma praça pouco movimentada, tirei meu sinto e então me virei e encarei Nomi. 

Aconteceu alguma coisa?! 

Sim, você não pode continuar na minha casa! 

Que, como assim? Eu fiz algo de errado? Foi por causa do beijo não foi? Pode falar! 

Não Nomi, não foi por nada disso! É a sua família... 

O que eles querem? Querem que eu volte pra clínica é isso?! 

Eles querem te levar pra casa! 

Eu não quero ir. Não quero conviver com eles, eles não são minha família, não me aceitam, não me respeitam... - fala chorando

Eu posso imaginar, mas não há nada que possamos fazer. Querendo ou não eles são sua família! 

Mas eu não quero, não quero ir. Quero ficar com você, eu gosto de morar com você!! - abraça a doutora

Eu sei também gosto de você, na verdade eu me acostumei com você... Mas é sua família não há nada que possamos fazer! 

... 

Chegamos em casa e Nomi foi direto pro seu quarto, enquanto eu me servi um drink e fiquei na sala lembrando do primeiro beijo que Nomi me roubou. 

Depois de muito pensar fui até o quarto de Nomi onde ela estava terminando de arrumar suas malas, eu queria ela mais do que nunca, desejava ela mais do que qualquer pessoa que algum dia já havia desejado. 

Me aproximo dela e então a beijo como nunca antes. Tudo que eu queria era que essa fosse a melhor noite de sua vida. Eu então desabotoo seu vestido e o tiro levemente, então começo a espalhar beijos em seu pescoço, ombros, peito até que chego em seios. Tiro o sutiã dela e paço minhas mãos sobre eles, eles são perfeitos, macios... Começo então a passar meus lábios por cada canto deles, até que começo a sugar com toda minha força seu mamilo fazendo ela soltar alguns gemidos. Faço o mesmo no outro e então desço com a boca até sua barriga, dando beijos e pequenos chupoes, passo então paras suas coxas onde eu beijo e dou lambidas, logo chego até sua intimidade dando pequenos beijos. 

Tiro sua calcinha e então passo a língua em sua intimidade que já estava bastante úmida, começo a Chupar seu clitóris devagar até que começo a sugar o mesmo cada vez mais rápido fazendo ela se contorcer e gemer na cama, fico ali durante um tempo e então quando percebo que ela já estava chegando em seu limite paro e subo até ela onde começo a beijar intensamente, desço minha mão até sua entrada onde penetro um único dedo devagar, Nomi reluta um pouco mas eu continuo penetrando devagar,  Nomi para o beijo e então lágrimas escorre em seu rosto acho que ela estava sentindo que aquela ela a nossa primeira e última noite de amor. Volto a beijá-la enquanto deixo meu dedo parado dentro dela. Começo então movimentos frenéticos de vai e vem, fazendo à soltar alguns gemidos de dor mas logo vem os de prazer! Penetro mais um dedo nela e agora com movimentos bem mais rápidos faço ela gemer alto, ela então começa a anunciar que iria gozar.

Ahhhhh e-eu vo-vou gozar! Ahhhhh huuum Aman-Amanita vá - vai não para vai i-isso! 

... 

Nomi então goza e eu deito em seu peito sentido sua respiração ofegante, lágrimas escorriam dos meus olhos por saber que em poucas horas eu não teria mais ela perto de mim... 



Notas Finais


Espero que tenham gostado nenis! ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...