História Minha pequena híbrida -Imagine Hirai Momo- - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Pristin, TWICE
Personagens Personagens Originais
Visualizações 281
Palavras 1.429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi
Nem demorei.
Acho que bati meu recorde.
Bem,boa leitura!

Quando você estiver pensando que sua vida não faz sentido,olhe essa foto:

Capítulo 13 - Thirteen


Fanfic / Fanfiction Minha pequena híbrida -Imagine Hirai Momo- - Capítulo 13 - Thirteen

— Ah! S/n! Porra!

Sim. É exatamente o que você tá pensando.

Eu e a híbrida estamos transando horrores.

Os appas saíram,e por isso estamos abusando do "poder".

Chaeyoung tá em algum canto da casa,com certeza nos amaldiçoando por estamos fazendo barulhos demais,e tirando a concentração dela tocando siririca para a Mina. Ops. Quero dizer,estamos estragando o estudo dela.

– MOMMY! – Gritou e jorrou seu líquido em meus dedos.

Tirei meus dedos de dentro da japonesa,e os lambi sentido seu gosto doce na língua.

Me joguei ao seu lado,vendo seu peito subindo e descendo por conta da adrenalina.

– Eu nunca transei tanto na minha vida. – Falou ainda ofegante.

– Nem eu. – Sorri e a abracei de lado. Está satisfeita?

– Sim. Muito.

 

(...)

 

– Ô Girafa sapatão! Bora acordar!

– Ah não... - Resmungo e afundo mais minha cabeça no travesseiro.

– Bora logo,levanta,jamanta. – Bateu um travesseiro na minha costa.

– Aish! – Tirei minha cabeça do travesseiro e sentei na cama.

– Bora,vagabunda de bar.

– E é assim que você trata sua irmã né,Chaeyoung? – Ironizo.

– Cala a boca e se arruma para a escola. – Falou e saiu do quarto,me deixando sozinha.

A Momo deve tá comendo lá me baixo.

Só o que ela faz é comer,mesmo sendo a passiva.

Fui até o banheiro e fiz minhas higienes,vestindo o uniforme.

Depois disso,desci até a cozinha,lá vendo a Chaeyoung no fogão e Momo estava comendo com a boca toda melada.

– Oi. – Falei assim que me aproximei delas.

– Bom dia,mommy. – Momo fala com a boca cheia.

Corei com a forma que fui chamada e Chaeyoung me olhou confusa.

– É o que? "Mommy?" – Parou e pensou um pouco. – Ahhh! Mommy! – Me olhou de forma maliciosa.

– Aish. – Abaixei a cabeça corada.

– Tem problema em Momo chamar S/n unnie de Mommy? – Perguntou de forma inocente.

– Não. É... Só para você não ficar falando em público. – Expliquei baixo.

– Então tá bom. – Sorriu.

Sentei na mesa e tomei o café,foi só café mesmo já que a Chaeyoung conseguiu queimar a panqueca.

 

(...)

Eu já estou aqui na aula de filosofia e tô querendo morrer.

A gente não faz nada aqui. O professor fica lá na frente falando com os nerds,os do meio dormem e os do fundo bagunçam.

Abaixei minha cabeça,a apoiando no meu braço e fechei os olhos.

– Alunos! Chamada.

A fala do professor me desperta e eu fico com a costa ereta virada para frente.

Aish! Eu tô com saudade da híbrida.

Ela ficou com a Yebin.

A Yebin é linda demais,minha gente.

Se eu não "tivesse" com a híbrida com certeza investiria nela.

Quer dizer,eu nem sei o que sinto pela híbrida.

Talvez amor.

Ou só são transas.

E se a Mina descobrir?

Não sei o que ela irá pensar de mim.

Só espero uma coisa não ruim.

– Chaeyeon!

– Presente.

– Dahyun!

– Presente.

– Jung Eunwoo!

– Presente.

– Kyla!

– Presente.

– Moonbyul!

– Presente.

– S/n!

– Presente.

– Wheein!

– Presente.

– Yewon.

– Presente.

E mais uma caralhada de nomes,finalmente a chamada acaba.

 

(...)

Depois de passar mais duas aulas chatas eu finalmente vou para o lanche.

Ainda pensando na híbrida.

Será que ela tá bem?

Ela ainda tá no cio.

Só espero que ela e a Yebin não façam nada.

Senão sangue vai ser jorrado.

Peguei meu lanche e sentei em uma mesa sozinha.

Porra,Mina! Por que você foi viajar em plena semana de aula? Que deselegante.

– Olá. – Uma voz desconhecida por mim,falou.

– Oi. – Me virei e olhei para cima,dando de cara com uma menina extremamente bonita,um sorriso invejável e os cabelos presos em um coque.

– Está sozinha? – Perguntou sorrindo.

– Sim...

– Posso me sentar com você?

– Claro.

Dei espaço para ela sentar e assim o fez.

– Qual seu nome? – Puxo assunto.

– Yewon.

– Yewon... – Murmurei. – Da minha sala?

– Não. Tem outra Kim Yewon da nossa série. Por isso que me chamam de Yehana. – Explicou.

–Ahh...

– E você,S/n,certo?

– Sim.

Continuamos conversando e ela é bem legal e sorridente.

Seus olhinhos fecham quando ela sorri,por isso parece que ela não nos enxerga.

O sinal bateu e nós fomos conversando até a sala,já que teríamos a mesma aula.

Entramos na sala e nos sentamos uma do lado da outra.

A professora passou uma tarefa em dupla,Yei!

Eu não tenho dupla.

Mentira,tenho sim. A Yewon se voluntariou para ser minha dupla.

Queria mesmo que fosse a Momo,mas fazer o que?

Nos sentamos em dupla e começamos o trabalho,que no caso era um teatro de fantoches.

Nós teríamos que ler o livro,fazer um resumo,e em uma data marcada,teríamos que apresentar em fantoches.

Mas para isso,teríamos que fazer a "caixa" para o fantoche,o fantoche,o roteiro e etc.

Começamos a fazer,e eu tenho que dizer,Yehana é uma ótima dupla.

Acho que arrumei mais uma amiga.

Continuamos o trabalho,e aparentemente somos a dupla mais avançada da sala.

Yeh,bitch's

Nossa apresentação vai ser um máximo e eu vou jogar na cara de vocês.

A aula de literatura já tinha acabado e o trabalho já tava cinquenta por cento feito.

Só falta a caixa e os fantoches.

 

(...)

Já tá na hora da saída! Como sempre fiz no ano passado,esperei todo mundo sair para ir sozinha.

Quer dizer,não mais. Yehana está comigo.

Fomos caminhando até a minha casa,já que ela morava bem perto. Apenas um quarteirão de distância.

Fomos caminhando até a casa,assim que chegamos lá,trocamos números.

Mais uma amiga para mim.

Entrei em casa e vi Momo e Chaeyoung assistindo Peppa na sala.

– Hey,crianças.

– Unnie! – Momo falou e pulou em mim.

Quase caí,mas me segurei,e segurei as coxas de Myoui também. Me abraçou e eu retribui.

– Momo sentiu saudades de S/n. – Falou no meu pescoço. – Amanhã vai ter que fazer isso de novo?

– Sim,baby. Todos os dias eu vou ter que ir para a escola. – Falo e beijo o tipo de sua cabeça.

– E eu não existo né? – Chaeyoung reclama lá do sofá.

– Você existe. Mas a Momo veio até mim. E você não. – Boto a Myoui mais nova no chão.

– AtaPom. Fez alguma amiga nova? – Perguntou bebendo seu suco.

– Sim. O nome dela é Yehana,bem legal e sorridente. – Me joguei ao lado da minha irmã.

Fiquei do lado dela,e Momo veio também. Ficamos assistindo Peppa por um bom tempo.

 

– Meninas,eu já vou indo. – Yebin apareceu na sala sorridente.

– Hmmm... – Chaeyoung olhou para ela. – Vai encontrar alguém?

Na mesma hora Rena corou.

– Talvez...

– Há! – Chaeyoung berra e pula do sofá. – Quero ser madrinha de casamento e dos filhos.

– Mas ela só vai ter um encontro. Não é,Yebin? – Pergunto olhando para a mesma.

– Sim.

– Gosta dela?

– Sim.

– Casamento na certa!

– Não exagera,Chaeyoung. Tchau,até amanhã e bom encontro. – Sorri de forma gentil.

– Tchau. Tchau Momo!

– Tchau,Lele.

– Me conta tudo! – Chaeyoung berrou já que Rena já tinha saído.

– Você não foi trabalhar hoje e ficou o dia conversando com Yebin? – Pergunto olhando a Son mais velha.

– Sim. Eu só começo amanhã.

– Não era semana passada?

– Era. Mas adiaram.

 

(...)

Um mês depois...

Eu já estava voltando da escola,com a Yewon,de costume.

Esse mês todo ficamos juntas e conversando. Fomos e voltando juntas.

Só espero que a Mina fique feliz quando saber que eu tenho uma nova amiga.

– Tchau,S/n! – Falou sorridente como sempre.

– Tchau! Cuidado no caminho. – Sorri e ela assentiu,a vi indo em direção a sua casa.

Assim que vi que ela estava "segura",entrei em casa.

Dando de cara com a mesma cena de sempre,Chaeyoung jogada no sofá assistindo Peppa.

Dessa vez Momo não estava. Deve estar dormindo.

– Hey,unnie. – Me sentei ao lado de Chaeyoung.

– Oi. Como foi o seu dia?

– A mesma coisa. E o seu?

– Nenhuma novidade.

Ah,eu esqueci de falar...

A MINA VOLTA HOJE! JESUS,COMO EU TÔ FELIZ! QUERO LOGO APRESENTAR ELA A YEWON. Mas por outro lado... A Momo não vai mas estar aqui.

Mas eu vou poder visitar ela,ou a Mina a trás aqui. Enquanto ela dá uns pega na minha irmã.

– Bota na Peppa aí! – Chaeyoung fala me despertando.

– Mas já num tá? – Olhei para a tv,e tava num programa aleatório de culinária.

Peguei o controle e fui trocando os canais,a procura da Peppa,mas uma notícia me chamou atenção,então parei nesse canal.

Nessa Segunda-feira,o avião da empresa "Vai dar view",com o nome de "Em La La La",de Osaka, Japão,a destino para Seul,Coréia do Sul,acabou tendo um problema no motor,o que fez o Em La La La,explodir em pleno voo no céu. Os restos do avião,e os passageiros,contanto com o piloto e copiloto,tiveram queda livre. Nenhum morador foi ferido ou afetado,já que o avião teve a queda no mar. A chances dos passageiros morrerem por hipotermia,ou por ataques de tubarões e águas vivas. As autoridades já estão fazendo a fiscalização e salvamento das vítimas. Esperamos ansiosos por boas notícias.

– Mas não era esse avião que a Mina estava vindo?


Notas Finais


Hey
Turu bom?

aPrOvEiTa e vAI dar vIEW:
https://youtu.be/bYeTzlDQdvU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...