História Minha pequena Mellorine - um romance de Sanji por Nami - Capítulo 51


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Monkey D. Luffy, Nami, Nico Robin, Roronoa Zoro, Sanji, Tony Tony Chopper, Usopp
Tags Nami, One Piece, Sanami, Sanji X Nami Sanji
Visualizações 25
Palavras 963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 51 - Parte 6: Chopper, o "grande" médico!


Fanfic / Fanfiction Minha pequena Mellorine - um romance de Sanji por Nami - Capítulo 51 - Parte 6: Chopper, o "grande" médico!


Luffy, Chopper, Usopp e Robin pararam ao ouvir uma voz conhecida os mandando esperar. Olharam pra todos os lados até que viram duas silhuetas bem conhecidas vindo em suas direções.

Chopper: Ah! É o Zoro e a Nami! - A pequena rena falava toda animada como sempre, mas isso porquê não havia prestado bem atenção na cena.

Robin: É impressão minha ou o senhor espadachim está carregando alguma coisa? Ou melhor, ele parece estar trazendo uma pessoa...

Os quatro focaram suas visões no esverdeado, e ao mesmo tempo suas faces também foram tomadas pelo terror.

Será que aquele poderia ser?...

Usopp: Oe oe... Aquele ali me parece ser bem familiar...

De fato. Aquele cabelo loiro e aquele terno poderiam ser reconhecidos à distância.

Chopper: Não me digam que aquele é...

Luffy: Sanji... É O SANJI!!

Os quatro não acreditaram no que estavam vendo. Por quê o cozinheiro estava daquele jeito? Será que estava ferido? Não fazia sentido nenhum.

Eles esperaram até que finalmente eles se aproximaram, e do mesmo modo tiveram a confirmação: Sanji estava mesmo ferido...

Luffy: Oe! O que aconteceu com o Sanji?! - Disse o capitão ao ver a roupa do seu cozinheiro encharcada de sangue.

Nami: Nós fomos atacados! Mas agora não dá pra explicar! Chopper, onegai! Faça alguma coisa! Ele levou dois tiros! 

Zoro havia colocado Sanji no chão, e do mesmo modo, todos os olhares se voltaram a ele e a sua face contorcida de dor. O pequeno médico checou seus sinais vitais e fez uma cara não muito boa, o que só aumentou o desespero da ruiva.

Nami: Então Chopper?! Acha que ele vai sobreviver?!

Chopper: Temos que levá-lo pro Merry! Não tem muito o que eu possa fazer aqui! Eu tenho que tirar essas balas rápido!

Nami: Não dá nem pra parar esse sangramento?! Ele vai morrer por causa dessa hemorragia!

Chopper: Se fosse em outro lugar eu até poderia improvisar, mas... não dá nem pra fazer um torniquete desse jeito... Temos que ir logo!

Nami: Mas...!

Robin: Nami, acalme-se. Não ouviu o que o senhor médico disse? Nós temos que voltar agora.

Luffy: Isso mesmo! Vamos levar o Sanji de volta pro Merry!

Nami: Hai... - Ela só estava com medo de perdê-lo, será que ninguém entendia isso?!


~~~~


Todos os membros da tripulação seguiram em direção a pequena caravela, sendo que havia sido tarefa de Zoro novamente carregá-lo.

Assim que subiram à bordo, o espadachim seguiu com Chopper até a sua sala, deitando-o na cama como o recomendado. Após isso, ouviu:

Chopper: Eu preciso que todo mundo saia!

Nami: O quê?! Eu quero ficar aqui com ele!

Chopper: Eu preciso fazer alguma coisa e vocês vão acabar me atrapalhando! Você também tem que sair Nami, é pelo bem do Sanji!

Antes que pudesse retrucar, Nami sentiu o braço do capitão a puxando pra trás, e ao mesmo tempo também viu a porta do "consultório" de Chopper sendo fechada.


(...)


Agora eram só os dois. 

A pequena rena calçou um par de luvas e ao mesmo tempo rasgou a camisa do loiro, localizando ao mesmo tempo os dois ferimentos. Preparou uma anestesia geral, um tubo de oxigênio, juntamente com algumas bolsas de sangue e assim, começou a cirurgia para a retirada das balas. 

Mas aquilo era só o começo.


(...)


Após longas 5 horas de cirurgia, a pequena havia retirado os dois objetos de metal de dentro do loiro. Por algum milagre que ele não soube explicar como havia sido possível, nenhuma das duas balas haviam atingido pontos vitais, apesar de ambas terem passando "raspando". Mas de uma coisa Chopper tinha certeza: Por outro milagre daqueles, Sanji não passaria mais.

Sem perder mais tempo, ele começou as transfusões de sangue. Por um cuidado pessoal seu, todos da tripulação tinham seus tipos sanguíneos registrados, justamente pra situações como aquela. 

E aquele cuidado por parte dele também foi um dos motivos de Sanji ter se aguentado vivo, pois se também tivesse que esperar que os seus companheiros lhe doassem o sangue, ele também não resistiria.

7 horas. Foi o tempo que Chopper precisou.

7 horas e o cozinheiro já estava estalibilizado, apesar de ainda inconsciente. 

Mas ao menos estava vivo, e era isso que importava.

Chopper ajustou o oxigênio, retirou as luvas e a máscara e saiu da sua sala, a ponto de ver algumas pessoas muito ansiosas pra receber alguma notícia do companheiro.

Nami: E então Chopper?! Como ele está?!

Todos fitaram o pequeno.

Chopper: Está estável, eu consegui retirar as duas balas... só precisamos esperar que ele acorde agora...

A pobre da navegadora sentiu um alívio tão grande que simplesmente... apagou.

Zoro: Oe oe! - Disse o espadachim após segurá-la pelos braços. 

Usopp: Nami!

Robin: É mais do que justificável que ela tenha desmaiado, afinal nós não sabemos pelo que os dois passaram pra ter chegado a isso.

Chopper: Traga a Nami, Zoro, eu vou cuidar dela agora.

Zoro: Tsc! Mas era só o que me faltava... - Ele pegou a ruiva no colo, e seguiu com ela pra outra sala, também destinada ao pequeno médico.

Mas quem Zoro queria enganar? Apesar de se fazer de "durão", ele também havia ficado abismado com o estado que Sanji havia sido encontrado. No fundo, ele também não seria capaz de julgar Nami por ter desmaiado. Havia sido um nível bizarro de adrenalina, era óbvio que cedo ou tarde ela iria apagar, e felizmente aquilo havia acontecido ali, entre os seus companheiros. Pior seria se ela também tivesse ficado em algum lugar da floresta, longe de qualquer sinal de ajuda.

Com certeza teria sido o fim do loiro e talvez, dela também. 

No fim, Sanji teria que agradecer a ela por ter ficado vivo. A força de vontade dela havia lhe salvado.


(...)


Eram 01:00.


Chopper ainda permanecia na sua sala vistoriando o cozinheiro, enquanto Nami dormia no próprio quarto, esta, sendo cuidada pela arqueóloga. Enquanto os demais, também já haviam ido dormir.

Entre marcações do monitor e o próprio som do oxigênio sendo aspirado, Sanji finalmente dava sinais de que estava voltando a si. 

                                          Continua


Notas Finais


Espero que estejam gostando!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...