1. Spirit Fanfics >
  2. Minha Perdição - Imagine Mina >
  3. Capítulo único

História Minha Perdição - Imagine Mina - Capítulo 1


Escrita por: ImMoomoos

Notas do Autor


AHOLAAAAAAAAA!!! Olha só quem voltou?? Genteeee eu tô tão feliz sério, finalmente tô conseguindo voltar a escrever aos poucos para vocês, entãooo eu vou continuar escrevendo para a felicidade de vocês hahah
Estava pensando seriamente em desistir de escrever, porém os comentários de vocês em minha outra fic me ajudaram também a continuar fazendo isso, pois tudo que eu escrevo é por vocês pra tentar trazer um pouco de distração do mundo e felicidades.

Desculpa pelo texto, sei que vocês querem ler a fic. Que por sinal está maravilhosa viu, foi um pouco estranho escrever esse imagine com a Mina, porq eu trato ela como um nenê mais sei que pela idade dela ela já fez essas coisas hahah


Fiquem com o imagine, espero que gostem.

Boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Minha Perdição - Imagine Mina - Capítulo 1 - Capítulo único



Eu estava completamente perdida, era só isso que se passava pela minha cabeça enquanto eu passava o olhar sobre as pessoas da enorme balada pelo vidro transparente, até encontrar uma pessoa específica e que era a minha perdição, e o seu nome era S/n Del Rey.

Estava trabalhando normalmente em meu escritório até que um dos meus seguranças me avisa que ela chegou, S/n era a dona de olhos grandes e marcantes, dona de um corpo de se dar inveja ela não precisava ser magra para ter um corpo espetacular. Faz três meses que eu conheço essa mulher maravilhosa e que me tira completamente do sério, desde o começo ela vem me provocando para tentar ter algo comigo, porém eu era muito cuzona com ela no começo sempre desviava de suas investidas falando que não podíamos ter nada, a desprezando e foi assim por muito tempo.

Até a duas semanas atrás quando tudo desmoronou, foi quando S/n passou a me ignorar parando de correr atrás de mim e também começou a ficar com outras pessoas na minha frente, aquilo me deixava possessa e eu sei que ela sabia muito bem daquilo e o fazia apenas para me provocar o que estava conseguindo.

Eu fazia o máximo para não deixar com que ninguém ficasse com ela, sempre que eu via alguém com o olhar sobre ela eu mandava um dos meus seguranças os tirarem de lá, os mandando embora da balada e quem não obedecia apanhava.

Somente de pensar sobre isso me deixa com muita raiva e eu teria que fazer algo rápido se eu queria ela pra mim, por isso quando encontro o olhar da morena que tinha acabado de me olhar, eu aceno com o copo sendo retribuída com um sorriso e levantar de copo também.

S/n para de me olhar sussurrando algo no ouvido da amiga, sorriu para a mesma e foi para o meio da pista começando a dançar a música animada mais sensual que tocava, meus olhos encarava aquele corpo delicioso com movimentos graciosos, S/n usava um vestido vermelho que ficava proporcional ao seu corpo me deixando completamente louca por ela.

Começa a rebolar no ritmo da música enquanto passava as mãos pelo seu próprio corpo, merda eu precisava dessa mulher se não eu iria enlouquecer, mas acabo me irritando vendo uma mulher chegando por trás da minha garota sussurrando algo em seu ouvido, S/n riu do que aquela loira oxigenada disse começando a dançar junto com a mesmo.

Vejo S/n levar seu olhar para de encontro ao meu sorrindo me provocando, filha da puta ela sabia o que estava fazendo comigo e eu não iria deixar aquilo barato.

– Seguranças tirem aquela mulher de perto minha garota e tragam S/n para mim. Agora mesmo. – Digo com raiva saindo de perto do vidro indo me servir de uma dose de Whisky.

Viro todo o líquido de uma vez o que faz com que eu faça uma careta pela queimação, mesmo estando acostumada aquilo queimava como uma porra, sirvo mais uma dose agora bebendo devagar. Escuto batidas em minha porta e digo alto para entrarem, me viro a tempo de ver o segurança empurrando S/n para dentro da sala.

– Servida? – Digo para a mulher em minha frente que me olhava com raiva.

– Você não se cansa de ser uma babaca não? Eu estava me divertindo até agora lá embaixo e você me tira de lá as forças, acha isso legal?

S/n fala raivosa me fazendo sorrir, até com raiva essa mulher ficava gostosa como isso era possível? Bebi o resto da bebida de meu copo, a vendo se acalmar um pouco enquanto olhava para mim de cima a baixo mordendo o lábio inferior.

– Eu até diria que sinto muito por ter estragado aquela sua palhaçada, mas não acho que tenho o porquê de sentir algo. – Dou risada dela.

– Ué porque palhaçada? Não era você que não queria nada comigo e corria de mim feito uma doida? – Diz me deixando sem ter o que falar. – Mais você gosta disso não é, você gosta de me ver correndo atrás de você que nem uma cadelinha.

S/n me olha com seus olhos quentes ela estava debochando de mim bem na minha cara, ela sabia bem como me provocar e estava fazendo efeito.

– Mais meu bem, eu não sou obrigada a ficar correndo atrás de quem não me quer tem muitas pessoas por ai que querem me foder gostoso. – Diz chegando mais perto de mim ficando somente a alguns passos longe de mim, sentia meu corpo queimar por causa daquela provocação minha paciência estava acabando.

– Ninguém mais pode te foder garota, sei que você não consegue não pensar em mim, sei que você faz tudo isso somente para me provocar.

– Você não sabe de nada Myoui Mina, eu posso dar pra quem eu quiser, sei que tem alguém esperando pra me foder todinha e tenho certeza que essa pessoa fará isso muito melhor que você..

– Garota... Você não me provoca, você não sabe do que eu sou capaz.

Digo para a garota atrevida, que somente sorriu maliciosa me puxando pra perto dela me fazendo ficar surpresa com isso, ela levanta o pé indo até meu ouvido falando algo que me deixou louca.

– Não sei mesmo, mas eu adoraria saber, sempre foi meu desejo... Ter você me fodendo em cima dessa mesa enquanto eu grito seu nome pra todo mundo dessa balada saber do quanto você me fode bem, mas tenho certeza que alguém vai fazer isso comigo já que você é uma frouxa.

Grunhi puxando ela para um beijo afoito e cheio de desejo, essa garota era a minha perdição e eu vou foder com muita força ela.

Como tínhamos que respirar paramos de nos beijar não sem antes eu puxar seu lábio inferior pra mim, dei um sorriso malicioso descendo minhas mãos até sua coxa e a puxando pra cima somente para colocá-la em cima da mesa, a puxo novamente para outro beijo delicioso nossas línguas lutando por espaço, começo a descer meus beijos até o pescoço sem nenhuma marca começando eu mesma a marcar ele todinho pra todo mundo ver que ela tem dona.

– Sua v-vadia, eu vou ficar roxa. – Disse entre dentes.

– Você é minha a partir de agora, isso é pra todo mundo ver que eu sou tua dona. – Digo safada fazendo ela ofegar.

– E-eu necessito de mais.. p- por favor.

– E o que você quer em? – Digo descendo minha mão até sua intimidade entrando com a mão dentro da sua calcinha encharcada, me fazendo sorrir e começar a estimula-la.

– P-porra e-eu.. – Ela gemi alto quando eu levo meus dedos até sua entrada, me enfiando ali.

– V-você o que querida? – Digo zombando.

– Caralho, e-eu preciso de mais, de mais força o-ou.. – Diz ofegante sorrindo provocando. – Ou é só isso que você consegue? Eu achava mais de você Myoui.

Fico irritada por ela estar duvidando de mim, levo minha mão livre até seu pescoço apertando fazendo ela ofegar. – Sua filha da puta, você vai ter o que merece sua provocadorazinha.

Faço ela descer da bancada a força virando ela e a empurrando com a cara na mesa de vidro gelada, fazendo S/n se arrepiar pelo frio e gemer pela força.

Subo o vestido vermelho deixando sua bunda de fora e que visão dos deuses era aquela, sua bunda completamente empinada pra mim e sua calcinha da cor branca, agora transparente por causa de sua excitação, sorri começando a deixar beijos e mordidas pela bunda da garota que só sabia gemer.

Me ajoelho atrás dela olhando para a calcinha branca transparente sentindo minha boca salivar. S/n levanta um pouco o corpo olhando para trás me vendo de joelhos para ela, o que a fez sorrir empinando mais ainda aquele rabo, deixei uma mordida forte em sua nádega ouvindo ela soltar um gritinho.

– S..só vai l...logo com isso. – Apenas sorri puxando a calcinha para o lado deixando visível sua boceta deliciosa e pronta pra mim, coloco uma de suas pernas na mesa a deixando ainda mais aberta pra mim.

Coloco a língua pra fora passando agora por toda a intimidade da garota que não conteve um grito de prazer, levando sua mão até meus cabelos puxando e forçando minha boca mais ainda ali, gemi em sua boceta pela força dela e pelo gosto delicioso, meu gemido fez ela estremecer aumentando mais ainda seus gemidos.

Enfiei minha língua em sua intimidade começando a foder com minha língua enquanto meus dedos estavam em seu clitóris sensível e inchado, sentia minha língua ser apertada pelo seu canal vaginal indicando que ela estava perto de gozar.

– M-merda mulher, que P-porra de boca gostosa.. – Diz ofegante gemendo. – S-se ahh você continuar assim v-vou gozar oh.

Tiro minha língua somente pra falar enquanto meus dedos continuava o trabalho. – Essa é a intenção, goza bebê, goza bem gostoso na minha língua e nos meus dedos.

S/n geme meu nome quando eu volto com a língua a fodendo com força, deixo um tapa forte com a minha mão livre em sua bunda, a fazendo gritar logo sentindo seu líquido em minha boca me fazendo sorrir satisfeita começando a tomar meu prêmio.

Tiro a calcinha jogando ela em qualquer lugar da sala, chego nas costas suadas de S/n deixando mordidas e beijos subo mais um pouco até sua orelha mordendo de leve seu lóbulo a escutando suspirar.

– Já está cansada querida? A gente não terminou ainda. – Viro S/n a puxando para um beijo, esse beijos que tinha o gosto delicioso.

– Não tão rápido bebê, eu ainda preciso dos seus dedos me fodendo com força. - Diz safada deixando uma mordida em meu maxilar, e como ela estava mais molhada ainda eu enfio com força meus dois dedos pra dentro daquela boceta receptiva a ouvindo me xingar.

– Como meu bem, assim? – Digo indo com mais força fazendo ela soltar um gritinho fino.

– C-caralho s-sim assim mesmo. – Diz manhosa. – M-merda você me f-fode tão bem hmm.

– Gostosa!

Puxo para outro beijo esse sendo completamente desesperado a ouvido gemer em minha boca, puxo o vestido dela mais ainda agora tirando de seu corpo o jogando longe. Paro o beijo conseguindo ser escutado pela sala o estralo, viro novamente S/n a deixando deitada e empinada para mim.

– Eu gosto de você assim.

Volto com meus dedos até sua boceta a penetrando novamente começando a ir o mais rápido que eu consigo, ouvindo S/n gritar meu nome, deixo um tapa estralado em sua bunda fazendo ela gemer mais alto ainda, deixo mais alguns tapas por ali os deixando quase roxo.

Quando eu senti que (S/n) ia gozar eu parei os movimentos fazendo ela reclamar disso, porém não ligo muito e a viro novamente a pegando no colo começando outro beijo selvagem apertando suas coxas com força.

Vou até o sofá confortável e deixo ela no chão, paro o beijo ouvindo S/n ofegar a busca de ar.

– Estamos em desvantagem, eu estou sem nada e você ainda com essas roupas.. tsc tsc.

– Então tira ela bebê.

Sem precisar pedir mais uma vez S/n começa a tirar minhas roupas com pressa e eu ri do seu desespero, logo eu estava sem nenhuma roupa do corpo, por sorte naquele dia eu não estava usando nada por baixo da roupa que eu vestia parecia que eu tinha previsto que aquilo iria acontecer.

– Caramba, como você pode ser uma grande gostosa. – Diz a safada com os olhos brilhando em tesão e desejo.

– E hoje ele é todo seu gatinha, aproveita que essa grande gostosa vai foder você com força. – Digo ousada a fazendo rir.

– Vou fazer isso.

Vejo S/n se ajoelhar aos meus pés, eu não estava preparada para aquela visão, visão essa que estava sendo um colírio aos meus olhos. Ela me puxa pelas coxas me trazendo para perto de seu rosto me fazendo estremecer em antecipação, S/n começa a deixar beijos molhado em minha barriga, deixando leves mordidas também me fazendo suspirar e ficar mais excitada ainda.

Logo seus beijos desce mais um pouco, quando penso que ela iria finalmente começar a me chupar seus beijos passam o local indo direto para minhas coxas começando a lamber, e deixar leves chupões que com certeza ficaria roxo.

– P..porra S/n, faz logo o q..que você.. Oh caralho..

Sou surpreendida pela sua língua passando pela minha boceta sugando meu líquido até sua boca, levo minha mão direita para o seu cabelo me enfiando ali e começando a puxar com força, descontando toda a minha excitação. Ela geme ainda em minha boceta levando vibrações até ela me fazendo estremecer gemendo alto, porra a boca dela era uma delícia e me fodia tão bem.

– C-caralho s-sim.. – Digo choramingando quando sinto seus dedos entrando em mim com força começando um vai e vem gostoso.

– Você gosta disso não é senhora? Quando eu enfio os meus dedos em você hm?

– P..porra eu a..amo S/n, você fode ela tão bem, s-se v-você continuar assim eu vou e..encher essa boquinha linda com a minha porra. – Digo com dificuldade, eu estava perto de gozar pra essa mulher do jeito que eu nunca gozei antes.

– Goza senhora Myoui, deixa eu sentir seu gostinho vai.. Eu tô morrendo de sede..

S/n acerta os dedos em meu ponto esponjoso me fazendo gritar o seu nome e arranhar suas costas, finalmente gozando forte em sua boca. Minha respiração estava entre cortada, foi tão intenso que eu sinto minhas pernas fraquejar, porém fui segurada com força por S/n que ainda estava me penetrando lentamente, olho para ela a vendo sorrir vendo seu rosto brilhar por causa da minha excitação.

S/n tira seus dedos de dentro de mim começando a chupar os dedos com meu gozo, gemi maravilhada pela cena a puxando de volta para cima a trazendo para um beijo me fazendo sentir o meu gosto em sua boca, arfei com aquilo filha da puta gostosa.

– Agora vem cá meu amor, quero você sentando gostoso em mim.. Você quer isso não quer? – S/n somente acena com a cabeça. – Você merece por ter sido uma boa menina e me feito gozar.

– Com todo prazer. – Sinto meu corpo sendo empurrado pela mais nova fazendo com que eu caísse no sofá, me ajeito pronta para recebê-la.

S/n fica em cima de minhas pernas enquanto eu deixo meus dedos virados para cima, pego na sua cintura descendo seu corpo até meus dedos me fazendo entrar dentro dela, gemi sentindo meus dedos sendo apertados por sua boceta.

S/n começa a subir e descer lentamente choramingando pelo prazer que estava sentindo, levo minha boca até seus seios passando a ponta da minha língua em seu mamilo a escutando gemer, começo a mamar nos seios de S/n sugando um mamilo entre os lábios fazendo ela jogar a cabeça pra trás gemendo alto.

S/n começa a subir e descer mais rápido gemendo de prazer, eu ajudava também subindo meus dedos enquanto ela descia com força, seus gritos e gemidos manhosos me estimulava a continuar. Com certeza as pessoas que estavam por perto podia escutar seus gemidos mesmo com a música alta que tocava pelo local.

Mesmo não sendo tocada por S/n eu sinto um prazer indescritível somente por vê-la pulando em meu colo, enquanto seus seios pulam em minha frente pela força, S/n diminua a velocidade por causa do esforço e então começa a rebolar meu colo ainda com meus dedos dentro dela.

– Isso vadia, rebola nos meus dedos vai.

– A-assim? – Diz ofegante rebolando mais ainda em meus dedos.

Como ela já estava cansada decido a deitar S/n no sofá, ficando agora por cima dela começo a aumentar mais ainda a velocidade para escutar ela gritando meu nome, meus dedos foram apertados pela buceta da mais nova indicando que ela estava perto de gozar.

– Senhora, M-mina oh P-porra eu v-vou...

S/N começa a tremer soltando um grito gozando em meus dedos, ela gozou tão forte que meus dedos e sofá foram encharcados pelo seu gozo me fazendo sorrir satisfeita. Tiro meu dedos de dentro dela os levando até a boca da ruiva que chupou provando do seu próprio gosto, escuto ela gemendo por causa disso, desço minha boca até sua entrada começando a limpa-la com minha língua enquanto S/n soltava suspiros acariciando meus cabelo.

Depois de deixá-la toda limpa deixo um último beijo em seu clitóris, começando a subir com a língua pela sua barriga suada, dou um beijo em seus seios também logo indo até seu pescoço que já nascia as marcas roxas dou uma última mordida, S/n só suspirava.

Tiro a cabeça do seu pescoço olhando para seus olhos, sorri para a mais nova sendo retribuída, a puxo para um beijo tentando transmitir tudo que eu estava sentindo naquele momento, essa mulher era muito especial para si, mesmo que não demonstrasse tanto isso.

Paro o beijo com uma mordida, sendo recebida com um sorriso gostoso em seus lábios, deixo um último selinho ali deitando por cima do corpo dela, mas sem a machucar claro. S/n começa a fazer alguns carinhos em minhas costas me fazendo suspirar sorrindo, levanto a cabeça de seu pescoço e a olho foi quando começamos a rir do que tinha acontecido.

– E agora? – Diz nós duas juntas fazendo com que rimos.

– Na verdade não sei.. Só acho que eu não vou conseguir ficar sem você e seu corpo longe de mim por tanto tempo. – Digo sorrindo maliciosa recebendo um tapa no braço me fazendo rir apertando S/n em meu corpo. – Eu gosto muito de você S/n, sei que fui muito difícil no começo mais eu sempre gostei de você, acho que eu só fiquei com medo.

– Mas você não precisa ficar com medo mais, porque eu não queria somente uma foda gostosa contigo, eu gosto mesmo de você. Mesmo com esse seu jeito meio grosso de ser eu não pude não notar o quão mulher foda você é, tu cuida disso muito bem e sozinha, além de ser essa mulher caridosa e algumas vezes “gentil”. – Ri da sua fala e da careta fazendo ela rir comigo.

– Você é espetacular Mina, acredite nisso!

Sussurro baixinho que acreditava nisso lhe dando um beijo logo depois.



A partir de agora não terei medo e mostrarei para todos a mulher maravilhosa que eu tenho, fui sortuda de ter sido escolhida por ela.. Minha perdição.


Notas Finais


Eaeee meus lindos, o que acharam do imagine? Gostaram? Eu realmente espero que sim viu. E também galerinha logo mais vem muitas surpresas por ai, que estou muito animada para mostrar a todos vocês.

Então é isso se você leu até aqui, muito obrigada por ler meu imagines caso queiram ler mais é só entrar no meu perfil que tem algumas histórias que cês vão gostar, caso queira conversar pode me chamar fiquem a vontade, eu juro que respondo todo mundo okay até o próximo imagine. Byeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...