1. Spirit Fanfics >
  2. Minha Pop Star (Jenlisa) >
  3. Capitulo 30

História Minha Pop Star (Jenlisa) - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


79 FAVORITOS NA FANFIC? COMO ASSIM?
CARACAAA EU TÔ SURTANDO
Obrigada mesmo a todos,de coração,fico muito feliz <3

Capítulo 30 - Capitulo 30


Lalisa Maoban POV

 

 

Faz um mês desde que vi minha princesa pela ultima vez e hoje finalmente posso vê-la. Nós nos falamos via Skype, FaceTime e enviamos mensagens de texto nestas últimas semanas, mas não é nada comparado a tê-la em meus braços.

 

 

Acho que é bastante patético o quanto senti falta dela nestas últimas semanas, mas não posso evitar, ela é o amor da minha vida.

 

 

Meu avião tinha acabado de aterrissar e enviei uma mensagem para Seulgi para levar Jennie ao aeroporto, mas para não dizer a ela para onde ela iria, então seria uma surpresa. Ela não sabe que eu estou chegando hoje e mal posso esperar para vê-la.

 

 

Jennie POV

 

"Seulgi, é melhor que você não esteja planejando me matar!" Eu disse enquanto ela colocava a prega cega sobre meus olhos.

 

 

"Oxi Bananinha". Ela me empurra e eu rio.

 

 

Ela me levou até seu carro e eu entrei. Onde será que ela está me levando? Estou meio assustado, na verdade. O carro dura cerca de meia hora antes de eu sentir o motor dela parar. "Posso tirar isto agora?" Pergunto, apontando para a prega cega.

 

 

"Não! Espere, Jennie". Estou tão impaciente. Ela sai do carro e vem para o meu lado abrindo a porta para mim.

 

 

Nós saímos e ela me guia até o lugar. Posso dizer que ela está ocupada com todo o barulho e gritaria. Ouço um clique de duas câmeras.

 

 

Ela espera 5 minutos antes de tirar minha dobra cega. "Já não era sem tempo". Eu digo alegremente. Eu escaneio meus arredores para ver onde estamos. As pessoas estavam cuidando da bagagem e havia aviões. Nós estávamos no aeroporto. "Por que estamos..." Eu paro no meio da frase quando vejo uma certa popstar de olhos felinos caminhando na minha direção com um enorme sorriso no rosto.

 

 

Eu saio correndo e pulo em seus braços, enrolando minhas pernas ao redor de sua cintura e braços firmemente ao redor de seu pescoço.

 

 

"Baby!". Ela respirou para fora. "Eu senti sua falta". Tirei minha cabeça do pescoço dela e agarrei o queixo dela e liguei nossos lábios.

 

 

Nossos lábios se moveram lentamente em sincronia e eu não pude evitar que as borboletas agitassem em meu estômago com a sensação de seus lábios macios e carnudos no meu. Tive tantas saudades desses lábios. Tive tantas saudades dela. Eu pressiono meus lábios contra os dela com força. Já faz tanto tempo que não os sinto nos meus. Ela passa a língua pelo meu lábio inferior e desliza facilmente a língua dela na minha boca. Ela geme levemente quando nossas línguas são escovadas.

 

 

Eu quebro o beijo e beijo os lábios dela e depois olho nos seus incríveis olhos. "Tive tantas saudades suas". Eu disse acariciando a bochecha dela.

 

 

"Eu também tive saudades suas". Ela respondeu.

 

 

"Você ainda está usando o colar que lhe dei". Ela trava, agarrando o pedaço de jóia em sua mão.

 

 

"Sim, eu nunca o tiro". Eu sorrio e ela também.

 

 

Ela gentilmente me pôs no chão e entrelaçou nossos dedos. Ela levou nossas mãos unidas até seus lábios e deu um beijo suave nas costas da minha mão.

 

 

Eu sorrio para o carinho dela. "Obrigada, Seulgs". Ela disse ao Seulgi, que em troca acenou com a cabeça.

 

 

"Essa idéia foi sua?" Eu pedi um pequeno sorriso brincando com meus lábios.

 

"Sim, eu queria surpreendê-la". Ela disse, inclinada a dar um beijo leve na minha bochecha.

 

 

"Bem, foi uma grande surpresa". Eu disse, pondo-me de pontapés nos pés e beijando o nariz dela. Ela coçou o nariz dela fazendo-me rir. "Você é tão fofa!" Eu sorrio. Uma cor rosa claro nas bochechas dela.

 

 

"Acho você mais". Ela disse e agora eu é que estava corando.

 

Nós saímos do aeroporto e Seulgi nos deixou na casa de Lisa.

 

 

---•••

 

 

Lalisa Manoban POV

 

"Pais! Irmãos! Estou em casa!" Eu gritei através da casa.

 

 

"Cale a boca!" Eu ouvi Jackson gemer da sala de estar.

 

 

"Bem, alguém está feliz em me ver". Eu disse sarcasticamente entrando na sala de estar onde meu irmão estava e desgrenhando seu cabelo.

 

 

"Ew, saia de cima! Você está estragando o ímã de pintinhos". Ele disse empurrando-me para longe dele. Eu soltei um riso alto.

 

 

"Ímã de pintinho? Sim, certo!" Ele olhou para mim e Jennie bateu no meu ombro.

 

 

"Seja gentil". Ela sussurrou.

 

 

"Ei, Jennie!" Jackson cumprimentou. Ela mandou-lhe um sorriso. "Todos os outros estão fora Lis, eles não voltarão até amanhã e eu estou indo embora", ele verifica seu relógio e ouvimos um golpe de buzina. "Agora". Ele se levantou, pegou sua jaqueta, beijou a minha e a bochecha de Jennie e saiu pela porta.

 

 

Voltei-me para Jennie com um sorriso no rosto. "Hmm, parece que temos a casa só para nós". Eu agarrei sua cintura e a encostei lentamente contra a parede.

 

 

"Sim", ela gaguejava. Eu podia dizer que ela estava nervosa.

 

Eu me inclinei lentamente e prendi meus lábios ao pescoço dela, chupando sua pele. Subi e chupei debaixo da orelha dela e depois mordi na hora. Ela soltou um gemido que era como música para os meus ouvidos.

 

 

Eu liguei nossos lábios e rapidamente enfiei minha língua em sua boca. Nossas línguas lutaram pelo domínio até eu ganhar. Ela gemeu na minha boca e isso me fez tremer pela espinha.

 

Eu coloquei minhas mãos na parte de trás das coxas dela. Recebendo a dica, ela pulou e envolveu suas pernas em torno da minha cintura. Eu a levei para cima, para o meu quarto sem quebrar o beijo.

 

Uma vez no meu quarto, chutei a porta fechada e sentei-me na minha cama com Jennie no colo. Eu quebrei o beijo aquecido e comecei a voltar para o pescoço dela. "Lis". Ela gemeu. Eu amo seus gemidos.

 

 

Peguei a camisa dela e a levantei sobre sua cabeça puxando-a para fora. Estudei a parte superior do corpo dela. Ela estava usando um sutiã de renda rosa. Isso elogiou muito bem o tom de pele dela. "Foda-se". Eu gemia olhando para a visão sexy. "Você é tão bonita, Nini".

 

 

Embora ela estivesse nervosa, vi as bochechas dela ficarem vermelhas. Eu a deitei gentilmente sobre a cama. Coloquei-me em cima dela e coloquei minha coxa entre suas pernas. Ela gemeu com o contato repentino e eu sorri.

 

 

Corri minhas mãos para cima e para baixo pelas laterais do corpo dela. Eu gemi sentindo sua pele quente sob a ponta dos meus dedos. Curvei-me para não deixar marcas ali. Ela levou meu rosto até o dela e começou a colocar beijos molhados ao longo de minha linha da mandíbula. Ela então nos virou para o lugar onde estava me pendurando e chupou em meu ponto de pulso. Eu coloquei minhas mãos sobre a cintura dela, apertando-o. Deus, ela sabe como trabalhar a língua dela. Eu podia sentir a umidade crescer entre minhas pernas com a sensação que ela estava me dando.

 

 

Eu nos virava de novo querendo meu domínio de volta. Agarrei o peito direito dela e massageei-o. Ela gemeu na minha boca e eu senti como se estivesse no céu.

 

 

Comecei a ranger em cima dela e ela soltou uma série de gemidos. Fui desabotoar o jeans dela, mas ela me impediu. Olhei para seus olhos escuros de chocolate que estavam cheios de luxúria, mas agora entrei em pânico. "Eu-eu-eu não estou pronto". Ela se calça. Eu paro o que estou fazendo e saio de cima dela.

 

 

Ela olha para baixo, envergonhada. "Você está com raiva de mim?" Ela pergunta com um olhar franzido. Eu puxo-a para o meu colo. Eu peguei as mãos dela e as liguei às minhas.

 

 

"Claro que não querida, não quero forçá-la a algo para o qual você não está preparada". Eu disse e beijei seus lábios inchados. "Eu não me importo de esperar". Eu disse acariciando meu nariz gentilmente contra o dela.

 

 

---•••

 

 

Depois de nossa sessão de curtição muito acalorada que quase nos levou a algo mais, Jennie e eu decidimos relaxar. Envolvi meus braços em torno de sua cintura nua e a puxei para dentro de meu corpo. Depois da sessão de curtição, ela decidiu não vestir a camisa de volta, graças ao Senhor!

 

 

"Baby?". perguntou Jennie. Eu beijei o ombro dela.

 

 

"Sim, querida?" eu respondi.

 

 

"Eu te amo", disse ela, fazendo-me sorrir.

 

 

"Eu também te amo". Eu sorri.

 

 

"Você é incrível e me faz a pessoa mais feliz do mundo. Desde que você entrou na minha vida, você me fez sentir amada e cuidada. Eu não posso pedir nada melhor". Meu coração derreteu no seu pequeno discurso. Ela me deixa louca de alegria e de saber que sou a razão por trás disso.

O lindo sorriso dela me faz sentir incrivelmente especial.

 

 

Coloquei um beijo em seu pescoço coberto de chupão. "Você é a coisa mais incrível que já me aconteceu". Eu sussurrei e mesmo não conseguindo ver seu rosto, eu sabia que ela estava sorrindo.

 

 

---•••

 

 

Jennie POV

 

 

Eu saí do abraço de Lisa para usar o banheiro. Entrei e olhei para mim mesmo no espelho e merda sagrada.

 

 

"Lisa!" eu gritei. Ela entrou correndo.

 

 

"O que há de errado, querida?" Ela perguntou preocupada. Eu apontei para o meu pescoço, quando ela viu o meu pescoço e as marcas, ela se desatou a rir.

 

 

"Lisa! Nenhuma quantidade de maquiagem vai encobrir isso"! Eu enfatizei. Ela continuou rindo e caminhou até mim, agarrando minha cintura.

 

 

"Agora todos saberão que você tem dona". Ela disse,

 

 

"Todos já sabem que eu tenho dona". Eu rio e ela se afasta.

 

 

"Obviamente não aquela criança o tal do Jungkook". Ela franziu as sobrancelhas com raiva.

 

 

Eu coloquei minhas mãos sobre os ombros dela. "Ei, ele não se meteu comigo desde que seu primo o espancou", eu a tranquilizei.

 

 

"Eu sei, mas mesmo assim, ele pôs seus lábios em você quando você não queria". Ela bufa.

 

 

"Eu sei e o chutei". Eu lhe digo e ela ri, enterrando a cabeça no meu peito. "Eu deveria vestir uma camisa".

 

 

"Não!" Ela praticamente gritou e deu um beijo na parte de cima da minha mama. Ela mandou um choque pelo meu corpo e eu quase gemi.

 

 

"Pode me emprestar?" Ela acenou com a cabeça

 

 

"Como se você tivesse que perguntar" e beija minha clavícula antes de me dar umas calças de treino.

 

 

Eu me visto e nos abraçamos em sua cama, eu, ainda sem camisa vestida. "Baby, estou com frio". Eu chorei. Eu não tinha frio, só queria os braços dela ao meu redor.

 

 

"Mmm venha aqui", eu me aproximo dela e ela me abraça. Eu me sinto tão segura sempre que estou em seus braços, é como se nada pudesse ou pude me machucar.

 

 

O telefone dela vibrou e ela olhou para ele. "Querida, há uma festa hoje à noite. Você quer ir?" ela perguntou.

 

 

"Eu nunca fui a uma festa Lili, e se eu te envergonhar?"

 

Eu saí do abraço de Jennie para usar o banheiro. Entrei e olhei para mim mesmo no espelho e merda sagrada.

 

 

"Jennie!" eu gritei. Ela entrou correndo.

 

 

"O que há de errado, querida?" Ela perguntou preocupada. Eu apontei para o meu pescoço, quando ela viu o meu pescoço e os ossos da coleira, ela se desatou a rir.

 

 

"Jennie! Nenhuma quantidade de maquiagem com isto encoberto"! Eu enfatizei. Ela continuou rindo e caminhou até mim, agarrando minha cintura.

 

 

"Agora todos saberão que você está tomada". Ela disse,

 

 

"Todos já sabem que estou tomada". Eu rio e ela se afasta.

 

 

"Obviamente não aquela criança Jungkook". Ela franziu as sobrancelhas com raiva.

 

 

Eu coloquei minhas mãos sobre os ombros dela. "Ei, ele não se meteu comigo desde que seu primo o espancou", eu a tranquilizei.

 

 

"Eu sei, mas mesmo assim, ele pôs seus lábios em você quando você não queria". Ela bufa.

 

 

"Eu sei e o chutei". Eu lhe digo e ela ri, enterrando a cabeça no meu peito. "Eu deveria vestir uma camisa".

 

 

"Não!" Ela praticamente gritou e deu um beijo na parte de cima da minha mama. Ela mandou um choque pelo meu corpo e eu quase gemi.

 

 

"Pode me emprestar suores?" Ela acenou com a cabeça

 

 

"Como se você tivesse que perguntar" e beija minha clavícula antes de me dar umas calças de treino.

 

 

Eu me transformo nelas e nos abraçamos em sua cama, eu, ainda sem camisa vestida. "Baby, estou com frio". Eu chorei. Eu não tinha frio de todo, só queria os braços dela ao meu redor.

 

 

"Mmm venha aqui", eu me aproximo dela e ela me abraça. Eu me sinto tão seguro sempre que estou em seus braços, é como se nada pudesse ou pudesse me machucar.

 

 

O telefone dela zumbiu e ela olhou para ele. "Querida, há uma festa hoje à noite. Você quer ir?" ela perguntou.

 

 

"Eu nunca fui a uma festa Lili, e se eu te envergonhar?" Eu disse timidamente. Ela beijou meus lábios suavemente.

 

 

"Você nunca poderia me envergonhar, querida". Ela disse com um sorriso.

 

"Está bem". Eu concordei em ir para a festa.

 

 

Ela se levantou da cama e foi se vestir. Na ausência dela, vesti minha camisa de volta. Ela voltou 15 minutos depois usando umas calças cinzas, uma camisa branca e um blazer cinza, e sapatos brancos. Ela estava incrivelmente quente.

 

"Feche sua boca Nin, você está babando". Ela rio, mas eu não consegui tirar os olhos dela. Ela estava absolutamente deslumbrante.

 

 

Ela agarrou minha mão e entramos em seu carro onde ela me levou até minha casa para que eu pudesse me vestir.

 

 

Vesti umas calças pretas, um tampo xadrez, um blazer preto e uns sapatos brancos. Deixei meu cabelo fluir e coloquei uma maquiagem leve. Levei mais tempo para me preparar do que a Lisa.

 

Quando saí do meu banheiro, a mandíbula dela caiu. "Droga, minha namorada é uma deusa do caralho". Ela disse caminhando até mim e colocando suas mãos sobre meus quadris. Eu laço meus dedos atrás do pescoço dela, dando-lhe um beijo suave nos lábios. "Vamos lá". Ela murmurou contra meus lábios.

 

 

---•••

 

 

"Lisa, você não me disse que esta festa estaria cheia de celebridades!" Eu sussurrei para a Lisa. Ela tinha acabado de chegar a um clube que tinha um tapete vermelho com celebridades andando por ele. Eu vi Tiffany, Hwasa, e muito mais.

 

 

Ela apenas deu de ombros. Dizer que eu estava nervosa era um eufemismo. Lisa saiu do carro, caminhou até o meu lado e me abriu a porta. Ela podia dizer que eu estava tenso e entrelaçou nossos dedos juntos. "Relaxa amor, vai ficar tudo bem". Ela disse e beijou meu templo.

 

 

Caminhamos até o tapete vermelho, onde estavam os paparazzi. "E se eu cair?" Eu sussurrei no ouvido dela.

 

 

"Você não vai Nini, e se você cair, eu te pego". Ela beijou minha bochecha e começamos a descer o tapete. Posando a cada poucos segundos. Lisa se inclinava e sussurrava coisas tranquilizadoras no meu ouvido enquanto andávamos, porque ela ainda podia sentir meu nervosismo. Ela é perfeita.

 

Entramos no clube com segurança, sem que eu caísse. Lisa nos acompanhou até o bar onde Tiffany se sentava. Estou tão assustada por dentro.

 

 

"Tif!". Lisa gritou sobre a música alta. Tiffany se virou e deu um enorme sorriso ao ver a Lisa.

 

 

"Lizliz!!" Ela se cumprimentou e eles se abraçaram.

 

 

"Tif, esta é minha incrível namorada Jennie". Ela me apresentou a Tiffany, eu estava meio atordoada.

 

 

"O-Oi". Eu gaguejei. Ela riu e me puxou para um abraço. Oh meu Deus, estou abraçando a Tiffany.

 

 

"Lisa, você realmente sabe como escolher namorada." Tiffany disse e Lisa piscou o olho para mim. Senti minhas bochechas aquecerem e um blush subir em minhas bochechas.

 

 

Não posso acreditar que abracei a Tiffany.

 

 

"Bem, querida, você acabou de abraçar". Tiffany disse. Oh meu Deus, eu pensei que tinha pensado isso. Merda! Acabei de me envergonhar. "Ela é adorável Lis, vocês duas tenham uma ótima noite". Tiffany acenou adeus e foi se misturar com algumas outras pessoas.

 

 

"Oh, meu Deus". Eu disse e, Lisa riu e beijou minha bochecha.

 

 

"Você é tão fofa".

 

Lalisa Manoban POV

 

 

Depois que Jennie conheceu mais um casal de celebridades e as convidou, pedi algumas bebidas para nós. Sim, somos menores de idade e não temos permissão para beber, mas acho que essa é a vantagem de sermos famosos.

 

 

"Eu nunca tinha bebido álcool antes". Jennie resmungou timidamente. Ela é tão adorável.

 

 

"Aqui, experimente". Foi uma pequena dose de tequila. Ela bebeu-a lentamente, quase sufocou e cuspiu-a. Eu não conseguia segurar no riso. Agora eu estava rindo histericamente, ela me bateu.

 

 

"Oh meu Deus, Nin! Essa deve ser a merda mais engraçada que eu já vi".

 

 

"Eu te odeio". Ela disse brincando e se afastou de mim cruzando seus braços contra seu peito.

 

 

"Vamos, querida, não seja assim". Eu disse serpenteando meus braços ao redor de sua cintura por trás e plantando um beijo suave na lateral do pescoço dela.

 

 

Ela se virou em meus braços e envolveu seus braços ao redor de meu pescoço. Eu imediatamente agarrei a cintura dela. Ela me beijou e eu não pude me sentir mais feliz. Eu a aprofundei deslizando minha língua para dentro da boca dela.

 

"Vai com calma ai Manoban!" Eu ouvi Baekhyun dizer. Jennie riu e quebrou o beijo. Ela voltou para os tiros que o barman acabou de trazer e bebeu tipo 4 de volta para trás.

 

 

Fiquei certamente surpreso. Ela sorriu e agarrou minha mão, nos levando para a pista de dança. Ela começou a enrolar seus quadris e seu corpo na minha direção para a música que estava tocando. Ela estava tão quente e me excitava.

 

 

Ela pressionou seu traseiro contra minha frente e começou a moer em mim. Eu agarrei os quadris dela e os movi para um ritmo que combinava com o meu.

 

 

Dançamos a noite toda, tendo um tempo incrível. Senti uma felicidade pura naquele momento. Cada momento é puro êxtase quando estou com Jennie para ser honesto.

 

A esta altura, Jennie já estava bêbada. "Lili", ela disse: "Como é que as sereias têm bebês? Elas gostam, saem da boca delas?" Ela perguntou, eu ri e beijei sua bochecha. Meu bebê é um bêbado tão adorável.

 

 

"OH MEU DEUS!" Ela gritou, "o que aconteceu..... com seu... pescoço Lili?" Ela sorriu com um sorriso estúpido.

 

 

Enquanto dançávamos, Lisa decidiu que queria chupar meu pescoço e me dar um chupão. "Sim Nini, eu fiz 10 rounds com um canguru". Eu ri.

 

 

"Parece que você perdeu". Ela se arrastou.

 

Eu a agarrei pela cintura e fomos para fora do clube. "Eu te amo tanto, Lili". Ela disse e me deu um beijo molhado e descuidado na bochecha.

 

 

Eu a deitei no banco de trás do meu carro, onde ela dormiu quase que imediatamente.

 

 

Uma vez que chegamos em minha casa, eu a troquei de roupa e de coloquei nela uma roupa com um capuz velho. Troquei-a por uns calções de basquete e um sutiã esportivo.

 

 

"Venha se aconchegar comigo". Jennie resmungou sonolenta. Eu sorri ao ver como minha namorada era adorável. Quero passar o resto de minha vida com esta garota. "Liliiiiii!" Ela se arrastou para fora. Eu esperava na cama e ela se aconchegou imediatamente a mim. "Você é tão quente". Ela disse enquanto me acariciava o estômago. Eu beijei a têmpora dela.

 

 

"Eu te amo".

 

 

"Eu amo seus abdominais". Ela disse e desceu para colocar um beijo em cada um deles. Os lábios dela estavam quentes na minha pele e me senti tão bem.

 

 

Ela se moveu para cima e beijou meu pescoço. "Boa noite, meus olhos de gato popstar". Ela murmurou incoerentemente.

 

 

"Boa noite, minha linda princesa de olhos castanhos". Eu beijei a testa dela.

 

 

Jennie soltou um leve ronco e eu sabia que ela estava dormindo. Eu ri e beijei o nariz dela, que ela arranhou. Ela parece um coelhinho adorável. Eu tenho muita sorte de tê-la.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...