História Minha Querida Gangster - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber
Personagens Demi Lovato, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Justemi, Nelena, Sadomasoquismo
Visualizações 70
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - My dear father


Capítulo 03

Meu querido pai

Dia seguinte.

Justin esperava ansioso a chegada de um dos seus encarregados, Charles Somers, um novato que entrou na delegacia há apenas três anos e tinha conquistas enormes, muitos diziam que ele era uma lenda que buscava vingança pela morte dos pais, mas nunca foi confirmado, o que deixava Bieber bem intrigado, principalmente com a atitude do mais novo durante a reunião da noite passada, para si Somers era suspeito suficiente para ser tachado como um infiltrado.

— Bom dia, detetive Bieber. — O mais novo diz entrando dentro do escritório de seu superior calmamente.

—Bom dia, oficial Somers. Sente-se. — Bieber diz apontado para uma das duas cadeiras em sua frente, onde Charles prontamente se senta. — Gostaria de fazer algumas perguntas.

—Se acha que sou o infiltrado, está bem enganado detetive. Tenho meus motivos para estar nesse caso e ser um infiltrado não está entre eles.

— O que me garante isso, Somers? Você é um mistério para todos nessa delegacia, seu passado é quase tão secreto que mal consegui descobri algumas coisas sobre ele. — Charles olha com a testa franzida para o detetive sem saber, ao certo, aonde ele queria chegar. — Poderia me dizer onde seus pais se encontram, senhor Somers?

—Mortos, Bieber, mas tenho certeza que já sabia disso. Assim como deve saber que foi por um acidente automobilístico.

 —Com certeza, porém não era isso que o senhor afirmava anos atrás, não é mesmo? — Somers sente seu suor ficar frio ao finalmente perceber onde aquele interrogatório iria chegar.

— Eu era um adolescente inconsequente, Bieber. Entretanto o tempo passou e eu cresci e que eu saiba nenhuma dessas perguntas são de alguma relevância para o caso.

—Será mesmo? Oficial Somers, quem é Demetria Devonne Lovato para você? — Justin queria ter alguma informação ou ver algum deslize que pudesse incriminar a mulher que tanto destruiu a vida de tantas pessoas.

— Uma criminosa que eu pretendo ver apodrecer atrás das grades, que além de destruir a vida de muitas pessoas e uma completa assassina sem qualquer piedade. — O olhar determinado e sincero de Charles fazem todas as dúvidas de Justin de cessarem, agora ele tinha certeza que poderia contar com o mais novo para acabar com sua maior inimiga.

—Charles Somers, bem-vindo a minha equipe secreta. Você acaba de passar em meu teste, a equipe trabalha em total segredo, então não contém para ninguém e nem comente com qualquer pessoa que esteja fora dessa equipe.

—E quem está participando disso, senhor?

—Apenas meus homens mais confiáveis, ou seja, eu e você. — A confiança de Bieber faz Charles se sentir importante, agora ele tinha certeza que poderia enfim dar a paz que seus pais tanto mereciam.

—É uma honra trabalhar com o senhor.

[...]

Demi Lovato pov

As meninas rebolavam conforme a música em cima dos palcos, dinheiro e mais dinheiro, eram jogados sobre as mesmas que apenas pegavam e colocavam dentro das únicas peças de roupas que continham sobre o corpo: sutiã e calcinha.  A música alta apenas era um acompanhamento, todos estavam ali em busca de algo, seja divertimento, traição ou apenas esquecer os problemas. Eu sempre os observa pelo meu escritório, de certo modo, isso se tornou parte da minha rotina, porque no fundo eu queria ser cada uma dessas pessoas que apenas queriam curti a vida sem se preocupar com o amanhã, mas diferente delas, tenho um império e um nome a zelar.

Posso não ser o orgulho dos meus pais e principalmente do eu irmão, porém foram minhas escolhas que me tornaram a mais poderosa gângster da América do Norte, muitos me temiam e sentir o gosto do medo deles era um prazer que eu realmente não largaria. Ouço batidas forte vindas da porta do meu escritório, murmuro um entre e logo vejo Charles entrar com um sorriso sarcástico no rosto.

—O que deseja, Somers? — Pergunto vendo apenas dar de ombros e se sentar em uma das poltronas. — Acha mesmo que acredito que veio apenas olhar para sua queria irmã? Me poupe, quanto Bieber está te pagando para gravar essa conversa?

—Na verdade, não estou pagando nada, o trabalho de Charles era apenas me dar caminho para cá. — O loiro diz entrando dentro do meu escritório juntamente com um dos meus seguranças que apenas espera um comando meu para tirar ambos os homens do meu escritório.

—Pode ir, Robert. — Digo vendo o segurança das as costas saindo do local rapidamente fechando a porta. — O que te traz aqui Bieber?

—Só queria confirma o que Somers havia me dito hoje mais cedo.

—Finalmente tomou coragem de contar a verdade sobre nossa família, irmãozinho? — Digo sarcástica sentindo o olhar raivoso de Chaz sobre mim.

—Minha família, você até pode ter meu sangue correndo em suas veias, mas não faz parte da minha família.

—Magoou. — Falo brincando, mas sinto meu coração se apertar, queria tanto poder contar a verdade, contudo, Chaz nunca acreditaria em mim sem provas e eu ainda não as consegui.

—Deixe de brincadeira, Lovato, ou melhor, Sunny.

—Pode continuar me chamando de Demi, Bieber. Sunny não existe mais, ela morreu juntamente com a queda do carro dos pais de Charles.

—Me responda, Demi. Por que se torna uma gângster? — Chaz pergunta e mesmo que eu saiba que eles provavelmente estão gravando essa conversa decido responde-los, até porque eles não conseguiriam me prende apenas com isso.

—Não foi porque simplesmente quis, tem certas responsabilidades que não devemos jogas nas costas dos outros.

—Então está insinuando que alguém lhe entregou esse cargo? — Dessa vez é Bieber que pergunta curioso e apenas aponto para cadeira, para que ele se sente também.

—Não estou insinuando nada, estou apenas falando a verdade, mas se quer tirar suas próprias conclusões por que não pergunta para alguém que é bem próximo de ti, Bieber? — Ataco de volta deixando o loiro sem resposta.

—De quem está falando? — Meu irmão pergunta e vejo Bieber tentando ligar todos os pontos, coitado, pensa que sabe de alguma coisa, porém seu passado é tão sujo quanto o meu.

— Jeremy Bieber.

—Impossível, meu pai está morto. Foi você que o matou, eu vi.

—Como pode ter tanta certeza? Que eu me lembre você ficou desacordado durante toda a invasão.

—Pare de menti! —Meu pequeno irmão diz e apenas dou risada apertando um dos botões da minha mesa que me conecta com todos os seguranças da boate.

 — Tragam o pacote para meu escritório.

Os homens ficam em silêncio, durante oito e longos minutos ambos ficam me encarando esperando qualquer movimento brusco meu, porém a porta se abre e ele aparece, com seu terno impecável, sorriso frio e olhos congelantes. O homem que mudou minha e que me transformou no maior monstro que sou agora, Jeremy Bieber.

—Pai?! — Bieber pergunta incrédulo.

—Surpresa!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...