1. Spirit Fanfics >
  2. Minha! Só minha >
  3. Capítulo 17

História Minha! Só minha - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura♡

Capítulo 17 - Capítulo 17


Meu corpo inteiro doía eu escutava vozes cochichando ao meu lado, mais eu não conseguia me mecher ou falar, essa experiência está sendo horrível, saber que você está acordada mais não poder se mecher está sendo muito ruim, eu sentia meus dedos de mecherem mais não era eu que estava os fazendo mecher e como se fosse automático 

_ Ela está acordando _ A voz de uma mulher ecoou pelos meus ouvidos, meus músculos se mechiam sozinhos, eu fui dopada? Oque está acontecendo comigo?

_ Ora ora _

Aquela mesma voz avia falado, meus olhos estavam abertos, eu estava em uma sala totalmente escura apenas uma pequena luz acima de mim iluminava aquele quarto, avia uma pessoa coberta por uma capa, eu não conseguia ver seu rosto, ao lado dela avia dois homens, eu não conseguia mecher meu corpo muito bem, mais eu estava sentindo muito medo

_ E melhor você ficar fora do meu caminho está entendo? _ 

_ Q-quem e você? _ 

_ O seu pior pesadelo _

_ O-oque vocês vão fazer comigo? _

_ Sejam rapidos _ aquela mulher cobrida pela capa saiu do quarto me deixando apenas com aqueles dois homens não eu não acredito que eles irão fazer isso, meu Deus por favor me ajuda

_ Aguenta dois loirinha? _ 

_ Moço pelo amor de Deus eu nunca nem aguentei um imagina dois, eu sou virgem por favor não façam isso comigo..... eu imploro... _

_ Foi mal loirinha _ meu mundo desabou debaixo dos meus pés....então era isso?...acabou... minha vida acabou

 

 

 

 

 

Eles destruíram a minha vida naquela noite, eu perdi a razão, essa noite ficará marcada na minha pele pra sempre, nessa noite eu desejei morrer, eu desejei que eu fechasse os olhos e não abrisse nunca mais, eu desejei que eu esquecesse tudo isso que aconteceu....a minha vida mais uma vez foi acabada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quem sou eu? Eu sou uma criança que quer crescer.... uma marionete que quer viver...Eu sou o motivo do meu levantar, eu sou aquela que me mata sem perceber...Eu sou minha melhor amiga...ou meu pior inimigo.... eu tenho a esperança que tudo vai mudar... mais a triste realidade diz que nada adiantará 

Eu quero ser morta.....mais estou com medo de ser machucada..... eu quero gritar por ajuda...mais tenho medo que ninguém me escute...eu estou assustada...estou tão vazia mesmo estando tão cheia....eu estou fria mesmo queimando por dentro.....nada mais me afeta...nada mais irá me alcançar...

Meu coração já começou a parar...com meus olhos não posso mais enchergar...a escuridão tomou conta de mim... as trevas não querem me deixar escapar...eles dizem que estão tudo bem, que eu não preciso me preocupar com mais nada e ninguém.....que eu não devo nem me preocupar comigo mesma

O quão fundo pode ser o coração de uma pessoa?....por quanto tempo uma pessoa pode cair nas trevas que ah dentro de si?...quando eu começei a me perder?... quando foi que se formou esse enorme buraco no meu coração.... estou perdida na escuridão que eu mesma criei

Mesmo não podendo ver seu rosto sinto que e uma pessoa famíliar....sou o seifador da minha propria alma, o carrasco do meu próprio corpo

 

 

 

 

 

 

 

 

Eles me abandonaram em um lugar onde eu não conhecia eu estava semi-nua as lembranças deles me tocando não saiam da minha cabeça, eu estava com nojo de mim mesma....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estou caminhando sem rumo....apenas o vento que me conduz....armagurada sigo em frente...eu não quero mais continuar.... o meu corpo se move sozinho...eu estou me sentindo tão fria...mesmo meu coração queimando em  chamas...eu preciso de ajuda...eu quero gritar por ajuda...mais e se minha voz não alcançar ninguém?...a escuridão por toda parte.. elas ensistem em me perseguir mesmo eu querendo esquecer o meu passado não tão distante...a dor que eu estou sentindo eu não desejo a ninguém...levo comigo meus arrependimentos dessa noite que lembrarei pelo resto da vida...

 

 

Nessa escura noite era apenas ouvido o som do vento batendo nas folhas de enormes árvores, e o som do meu celular brivando eu não tinha forças para atender, eu nem sei como ainda estou andando, eu perdi todas as minhas forças....eu estava semi-nua andando sem rumo pela fria madrugada, minhas pernas aviam sangue...muito sangue... eu queria gritar, chorar correr mais eu não conseguia...eu so quero que alguém venha me ajudar..

_ Na..tsu.. _ eu avia apagado...me protejam papai e mamãe...

 

 

 

 

 

Eu fui acordada pelos raios de sol que batiam em meu rosto...já avia amanhecido...eu fui salva...a minha voz alcançou alguém...

_ Obrigado... _ Eu estava em um hospital... e o meu grande salvador foi Natsu...ele sempre está me salvando...ele conseguiu ouvir a minha voz...

_ Eu te amo... _ Natsu dormia tranquilamente em uma poltrona ao meu lado... ele esteve comigo  todo esse tempo...ele nunca me abandonou..

_ Lucy!? _ eu nem percebi que ele avia acordado

_ Me desculpe _ Natsu me abraçou, ele estava corando como nunca avia visto antes... era um choro de dor um sentimento de culpa..

_ Me desculpa por eles terem feito isso com você... me desculpa por ser fraco e não ter conseguido te proteger... eu juro que daqui pra frente eu sempre estarei com você e- _ Não estava aguentando mais ele falando então o puxei para um beijo, um beijo diferente dos outros, esse beijo era cheio de sentimentos e carinho

_ Você fala de mais _

_ É eu sei _ 

_ Lucy!! _ eu escutei um monte de vozes chamarem por mim 

_ Lucy! Eu tive tanto medo de te perder _ Mira pulou em meus braços me abraçando, ela chorava desesperadamente em meu ombro, a última vez que a vi chorar desse geito foi quando Maya nasceu 

_ Tudo bem eu estou aqui... _

_ Lu-chan!!! _ Levy era outra que estava tomada pelo desespero

_ Lucy! Nunca mais assuste Juvia desse geito _ 

_ Blood! Eu juro que se você fizer isso comigo outra vez eu arranco esse loiro falso do teu cabelo _ Eu podia ver lágrimas escorrerem pelo rosto de Sting, ele tentava parecer durão mais no fundo ele e um molenga que eu sei

_ onde está Erza? _ todos desviaram o olhar 

_ Erza ainda não acordou... _ Não...não pode ser

_ Eu preciso vê-la agora _ 

_ Lu-chan você precisa descansar! _

_ Levy eu preciso ver Erza _

_ Oh.. tudo bem _ Natsu disse me fazendo sorrir

Eu estava andando em direção ao quarto de Erza com ajuda de mira e Juvia, assim que cheguei vi Erza com um monte de aparelho, meu coração se despedaçou, eu senti um dor horrível, ver Erza naquele estado me machucava muito...

_ Erza... _ fui até ela pegando sua mão 

_ Sou eu Lucy! _ eu senti ela aperta minha mão, lágrimas escorriam pelo rosto de Erza, não me impedindo de chorar também 

_ Eu estou bem, não se preocupe comigo _ 

_ Você acordara logo logo, e quando você acordar eu estarei aqui esperando por você ok? Então fique boa logo _ as lágrimas deciam pelo meu rosto descontroladamente, ela estava viva! Ela me ouvia! eu sei que Erza ficará bem e eu estarei esperando por esse momento sem sair do lado dela....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Chorei muito escrevendo esse capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...