1. Spirit Fanfics >
  2. Minha sogra é um anjo >
  3. Hunhan(especial)

História Minha sogra é um anjo - Capítulo 21


Escrita por:


Capítulo 21 - Hunhan(especial)


Fanfic / Fanfiction Minha sogra é um anjo - Capítulo 21 - Hunhan(especial)

Narradora on

Sonho on

- ALGUÉM AJUDA – abre a porta do hospital um homem desesperado com uma mulher gestante em seus braços – AJUDA

Logo os médicos vem ajuda-la com uma maca e levam ela imediatamente a sala de parto. Sete meses, o menino resolveu vir mais cedo

O parto demorou duas horas e no fim a criança não sobreviveu

- Sinto muito – fala o médico e a moça começa a gritar e chorar

- FILHOOOOOOOOOO

Sonho off

- LISS – Xiumin acorda sua irmã que gritava desesperada

Ela abre os olhos com dificuldades por conta das lagrimas e abraça seu irmão e começa a chorar. Sua vida nunca foi tão fácil, primeiro seu filho morre com sete meses de gestação e o seu segundo é roubado pelo mal caráter do seu ex-marido, mas, ela ainda teria seu filho e faria aqueles dois pagarem por tudo.

Enquanto isso na casa dos Byun’s todos os membros da família estavam se encarando já tinha uns vinte minutos, depois do tio do Baek ter admitido que traía a sua ex-esposa com sua atual, e que tirou ele da sua mãe biológica e a internou num hospício. Ele passou o endereço da casa dela, e imploraram por perdão e Suho o perdoou, mas, também disse que não voltaria a ficar com eles e não queria ve-los nunca mais.


BUSAN - 21:00hr

- desculpe senhor mas tem apenas um quarto e aquele senhor já reservou – fala a moça da recepção

- tudo bem, se pode me dizer se tem algum hotel próximo daqui?

- tem um, mas vai demorar uns vinte minutos, mas, por causa da chuva pode demorar mais

De repente dá um apagão no hotel ficando apenas as luzes de emergência depois mais ou menos dois minutos volta a luz, e quando volta eles percebe que a chuva aumentou ainda mais, ou seja, não tinha como ele sair do hotel

- se não tiver problema para você, pode dividir o quarto comigo – fala o homem dando um sorrisso

- espero não te incomodar - fala o mais novo sem jeito

-  não se preocupe

Então dos dois vão para o quarto, por sorte tinha um sofá enorme que dava para dormir.

- cerveja? – pergunta o homem mais velho abrindo o frezzer-bar

- sim

Sentados na varanda com a cerveja nas mãos eles resolvem se conhecerem melhor

O homem mais velho, nem tão velho assim, pois ele só tinha 21 anos, se chamava Lu-han e contou que seus pais o abandonaram com seus tios quando ele tinha seus dois anos de idade e que tudo que ele tem é graças aos seus dois velhos, mas infelizmente, seu tio morreu quando ele tinha seis anos, mas aos doze sua tia casou com um delegado. Ele estuda direito no Japão, pois trabalha em uma empresa com a cede em Toquio. Agora ele estava de férias e passaria uns dias na casa da família.

O outro um pouco mais novo, tinha 18 anos, se chamava Oh-Sehun e contou que seu pai o vendeu quando ele ainda era um recém nascido, ele passou por vários abusos, menos os sexuais, ele sofreu até os sete anos de idade quando foi resgatado pela policia e levado a um lar de adoção, que logo foi adotado por uma família. A três anos ele conseguiu fazer intercambio no Japão e agora estava voltando para a Coreia.

Os dois beberam até tarde até caírem por completo na cama rindo muito. Sehun ficou um tempo em silencio e se levantou da cama, se sentando e tirou sua blusa de frio jogando no chão e depois seu tênis, enquanto isso Luhan observava a ação do mais novo.

Em questão de segundos Sehun subiu em cima do Luhan e começou dar chupões no pescoço alheio. Luhan sabia que era errado o menino só tinha 18 anos, mas, ele precisava daquilo, estava necessitando. Sem pensar muito ele junta os lábios em um beijo sedento e selvagem, ele troca as posições ainda beijando o mais novo

- você é uma tentação – revela Luhan

- serio? – pergunta Sehun fazendo menção em beija-lo

- vai se arrepender de ter começado – ameaça Luhan

- ahhh – geme Sehun – que medo

Sehun puxa Luhan pela gola da camiseta e lambe sua orelha, deixando o mais velho todo arrepiado e sussurra em seu ouvido quase gemendo

- prova...ahhh Luhan

Luhan tira sua camiseta e ajuda Sehun tirar a sua e os dois começam se beijar com mais desejo. Luhan sabia que era a primeira vez do Sehun então tratou de ir mais devagar, os dois transaram até amanhecer, o sonho do mais novo tinha se tornado realidade

- se a policia descobrisse eu estaria fodido

- pedofilo – fala Sehun e dá um beijo no outro e se dirige para o banheiro

- obrigado por me deixar dormir aqui

- tudo bem – Luhan responde ainda deitado na cama

- como você aceita o pagamento? A dinheiro ou cartão?

Luhan olha a ereção do Sehun se formando e se levanta da cama indo até ele

- prefiro cheque

No dia seguinte Luhan pagou o quarto inteiro, mesmo Sehun implorando para ajudar a pagar. Luhan resolveu ir de ônibus para Seul ao invés de avião como ele iria, só para poder passar mais tempo com o mais novo. Os dois se sentaram no fundo e se divertiram muito, contando de quando eles eram crianças e foi uma desssas diversões que Luhan conta que ele e seu primo/irmão Kyunsoo foram parar na cadeia por drogas, eles só tinham dez anos e eles não tinham noção que aquela “bala” era drogas, mas mesmo assim o delegado queria prender os dois, mas, sua tia armou o maior barraco na delegacia e no final acabou casando com o delegado dois anos depois. 

Sehun não teve muitas travessuras, mas se lembra de uma única e ultima, de quando ele e seu irmão Jongdae roubaram uma loja de doces, e tiveram que ficar ajoelhados no milho por três dias além de levarem uma boa surra. Luhan riu, não acreditava que o mais novo já tivesse roubado na vida.

Eles chegaram a noite  em Seul, pois o ônibus tinha se atrasado. Como era tarde da noite eles resolveram alugar um quarto de hotel. E é claro que fizeram sexo de novo até o amanhecer. Quando amanheceu Luhan pediu o numero do Sehun para continuar em contato e o mesmo passou. Se despediram com um beijo. E cada um foi para sua casa. 








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...