1. Spirit Fanfics >
  2. Minha Sorte (Malec) >
  3. Vingança?

História Minha Sorte (Malec) - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Oie galeuris turu bom?

Querem Hot nos próximos capítulos?

Estou com várias idéias para outras fanfics, então se quiserem mais avisem.
Desculpem a demora, estou tendo MUIITOOOS trabalhos da escola.

Espero que gostem 😜

Capítulo 9 - Vingança?


Fanfic / Fanfiction Minha Sorte (Malec) - Capítulo 9 - Vingança?

Assim que Jace e Izzy põem os pés em casa se arrependem de não terem comprado um escudo. Na sala estava Alec com uma cara não muito boa e ao seu lado estava Magnus acariciando Frajola, MM e Presidente Miau. Desde que Alec descobriu sobre os poderes de seu namorado pediu ao mesmo para parar de vigia-lo e deixar o bichano livrado.

-Jonathan e Isabelle, alguma coisa a dizer?- Alec perguntou enquanto se levantava.

-Ah... Desculpe? - Izzy e Jace falam indo devagar até o irmão. 

- Desculpe? Isso não vai adiantar de nada - Alec respondeu apontando para o sofá e seus irmãos logo se sentaram.- Sabem o que é quase morrer de preocupação? Eu não sabia ONDE vocês estavam, não sabia com QUEM estavam e o pior, não sabia se estavam SEGUROS. Vocês até podem ser adolescentes e querer sair é  normal, MAS PODERIAM TER ME AVISADO. Vocês dois estão de castigo durante uma semana, não vão sair e ficarão sem os celulares. 

- O QUE?- Izzy e Jace perguntaram.

- Eu tenho 16 anos, sei me cuidar sozinho.- Disse Jace.

- Sabe? Jace não é a primeira vez que você me deixa quase morto de preocupação. Até onde eu sei, isso não é "saber se cuidar".- Alec diz.

- Amor, não acha que está pegando pesado de mais? - Magnus pergunta indo até Alec e massageia seu ombro.

- Por que?

- Ah vai que eles precisam do celular para te avisar. Tenho certeza que já aprenderam, não é?- Magnus olha para os dois no sofá que concordam.

- Se tevessem aprendido teriam me ligado ontem.

- Alec você não pode mandar em nós- Diz Jace levantandodo sofá.

- Enquanto eu tiver a guarda de vocês e enquanto moraram comigo, sim eu posso. Quer que eu estenda seu castigo?- Alec da alguns passos para frente intimidando Jace.

-Não- Jace diz se sentando novamente.

- Ótimo, para o quarto vocês dois... Antes me dêem os celulares.-E assim os irmão obedeceram a ordem de Alec.

Depois que Izzy e Jace foram para seus quartos, Alec se sentou no sofá sendo seguido por Magnus,o mesmo começou a fazer cafune no namorado que estava apoiado em seu ombro.

- Será que eu exagerei? Acho que não sou bom o suficiente para educa-los...

- Amor, pare. Você é sim bom o suficiente, só não pode descontar a raiva neles.- Magnus puxou o queixo de Alec para encara-lo.

-Mesmo?

- Sim.

Então o mais velho beijou Alec lentamente, sentindo o gosto doce de seus lábios. Logo o beijo se intensificou com chupões e carícias ousadas de ambas as partes, Magnus pegou Alec no colo e o levou para o quarto.

- Alexander tem certeza?- Magnus perguntava enquanto dava leves mordidas em seu pescoço.

- Sim. Quando tô com você, tenho certeza de tudo.- Alec respondeu e logo em seguida gemeu com o chupão que o namorado deu.

Nada mais importava e o mundo já não existia para eles, passaram o dia inteiro fazendo amor, sem se preocupar se Izzy e Jace ouviriam ou até mesmo os vizinhos, aproveitaram o tempo que tinham junto se amando.

NA MANHÃ SEGUINTE...

Alec acordou e lentamente abriu os olhos, tentou se levantar mas foi impedido por uma forte dor no quadril. Levantou com dificuldade, fez sua higiene pessoal e foi para cozinha onde encontrou Izzy e Jace sentados na mesa e no balcão preparando um pão.

-Bom dia- Alec diz ainda sonolento indo em direção a Magnus. 

-Bom dia- Izzy e Jace falaram juntos.

-Bom dia Anjo- Magnus respondeu enquanto Alec roubava um beijo lento dele.- Como se sente?

-Bem, mas um pouco dolorido.- Alec responde e Magnus ri e quando menos percebe o mais novo havia roubado seu pão.

-É sério Alexander? Agora todo dia vai roubar meu pão? 

- Moscou, perdeu.- Todos riem com o comentário de Alec.

Estavam todos sentados na mesa conversando sobre diversos assuntos, até que Jace comenta sobre o dia em que foi punido por ter batido em um colega.

-... Não foi por mal, ele tinha pegado meu lanche, comida é e sempre vai ser sagrada-Todos estavam rindo com a infantilidade de Jace.

-Eu lembro que você ficou três dias de castigo e mais dois de punição na escola.- Izzy comenta.

-Interessante... Viu Alexander? Vou te punir por ter roubado meu pão-  Magnus fala o olhando com malícia.

- Quero só ver, mas eu não me encomodo em comer outra coisa...- Alec leva a xícara de café até a boca pra disfarçar sua timidez. 

-É sério isso? Vocês não cansam não? - Izzy pergunta encarando os dois.

- Passaram a noite toda transando e ainda querem mais? Alec o que Magnus fez com você? -Jace fala logo em seguida e o casal ri da cara dos dois.

- Aiai vocês não tinham curso não?- Alec fala tentando sair da situação.

- Puts, verdade. Vamos Jace- Izzy levanta puxando Jace até a sala onde estavam as mochilas.

-Quando a gente voltar vamos conversar viu?-Jace disse antes de fechar a porta.

- Meus irmãos vão mesmo dar uma lição de moral?- Alec pergunta incrédulo.

- Acho que sim- Magnus respondeu rindo. 

EM OUTRO LUGAR

-Ele vai me pagar, todos eles. Nem que seja a última coisa que eu faça.- Robert diz

-Paciência, teremos nossa vingança...- Maryse responde.- Mas... precisamos de aliados, não acha?

- Claro. Vamos procura-los.

Maryse e Robert não se casaram por amor, mas sim por acordo. Suas famílias eram rivais e donas das maiores impresas de Nova York, e para fechar um acordo de paz casaram seus filhos quando Maryse tinha 15 anos e Robert 17anos. Mesmo depois de completarem 18, não poderiam se separar pois quebraria o acordo, então começaram a viver fingindo que se amavam em público e em casa se matavam de ódio. Isso apenas parou quando acidentalmente Maryse engravidou e teve Alec e alguns anos depois teve Jace e logo após Izzy. Quando Alec nasceu Robert jurou que não iria mais beber e seria um bom pai e logo Jace e Izzy vieram ao mundo, ele então prometeu se dedicar mais a família junto de Maryse. 

Tudo parecia um mar de rosas, parecia. O lucro das empresas começaram a cair, o que deixou Robert e Maryse preocupados, pois tinham contas, dívidas,  alimentação e três escolas para pagar e é claro que tinham os funcionários também. Por causa do dinheiro e suspeitas de traição de ambas as partes, o casal começou a discutir, no começo eram pequenas e escondidas dos filhos,mas logo piorou... Robert voltou a beber chegando em casa totalmente alterado querendo machucar a família tanto fisicamente quanto emocionante. No primeiro ano Maryse até protegia os filhos, mas acabou se tornando ignorante por ter tantos problemas.

Robert trabalhava e depois ia pro bar e chegava bêbado batendo em tudo em todos. Maryse não era agressiva o suficiente para bater, mas quando se tratava de ofender com palavras, ela realmente machucava. No fim acabou que Alec teve que amadurecer mais cedo e proteger seus irmãos. E o resto? Vocês já sabem. O que realmente não sabem é... Robert e Maryse irão ter uma vingança pesada por terem sido presos pelos próprios filhos, dos quais eles sempre "amaram" e "cuidaram".

MAGNUS P.O.V. 

Depois do café da manhã eu e Alec fomos trabalhar. Eu comecei a trabalhar com uma estilista famosa em Nova York e pode-se dizer que estou realizando meus sonhos ao pouco, como Alec, que está trabalhando como estagiário em uma empresa chamada Ray Designer, se ele se empenhar, algum dia será promovido e alcançará um cargo melhor.

As vezes me bater uma saudade dele que acabo não aguentando e crio um portal até sua sala e ficamos conversando e dando uns amaços. Confesso que as vezes rola algo a mais,mas é impossível resistir a um homem daqueles. Como hoje eu não presisava ir trabalhar neste momento estou indo ver meu amado Alec. Crio o portal e passo, Alec quase grita ao me ver, ele ainda não se acostumou com esse lance de magia.

-Magnus... Que susto- Ele diz passando a mão no peito. 

-Desculpe amor-Vou ao seu encontro.

-Tudo bem, mas e se tivesse alguém aqui?

- Eu sei quando tem e quando não tem- Digo indo até ele e sentando no seu colo.

- Tá bom. Como você está? - Ele passa a a mão pela minha cintura.

- Bem e você? Precisa de ajuda?- Digo roubando um beijo dele.

-Também. Sabe alguma coisa sobre economia?- Ele diz pausando pelos vários beijos que me dava.

- Sei sim.

- Pode me ajudar então. 

Passamos algumas horas assim, trabalhando, roubando Beijos, jogando flores e conversando. Eu realmente não me importava em trabalhar durante horas com algo chato como economia, mas desde que eu estive com Alec, pra mim qualquer coisa ficava interessante com ele.

No fim do seu expediente, fomos pra casa através de um portal e enquanto eu  ia preparar lgo para a janta e esperava Izzy e Jace (Que por acaso tiveram que ficar mais tarde na escola), Alec tomava uma banho. 

-...Não acredito nisso AAAAAAA- Izzy chega berrando em casa.

- Aí pra que tanto drama?! -Jace aparece logo atrás.

-O que foi?- Pergunto indo até a sala.

-Isso está dando piti por causa de uma roupinha- Jace disse se jogando no sofá. 

-ROUPINHA? QUANDO SE TRATA DE MODA O ASSUNTO É SÉRIO. - Izzy responde.

- Exatamente, diga, qual o problema? Digo me sentando no sofá ao lado de Jace.

- A falsa da Lydia vai com o vestido mais lindo e xeque de todos e EU IRIA COM ELE, ELA ROUBOU DE MIM e só por que eu mostrei a foto dele.- A mesma se senta em burrada no sofá.

- Flor não diga isso. Você vai ser a mais linda de todas, eu mesmo cuidarei do seu vestido. - Digo segurando sua mão.

-MESMO? AAAAAA CUNHADINHO EU E AMO- Ela me abraça dando gritinhos de felicidade. 

- E você Jace? Precisa de alguma ajuda- Pergunto depois que Izzy me solta olhando para o mesmo. 

- Sabe algo sobre história? 

-Sim, amo essa matéria.

- Pode me ajudar depois?

- Claro. Agora vão tomar um banho para jantar. -Digo por fim.

Então eles vão para seus quartos e eu para cozinha. O jantar foi normal e depois dele, todos foram para seus quartos dormir. Me deito na cama e logo Alec me abraça dizendo:

- Eu vi você e meus irmãos conversando... - Ele diz em um sussurro- Fico feliz por estarem se dando bem.

- Ele são uns anjos, igual você.

- Boa noite amor.- Ele me da um beijo e dorme.

-Boa noite amor.


Notas Finais


Bexos😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...