História Minha Submissa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Hot, Romance, Submissa
Visualizações 83
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drabble, Droubble, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Chegamos ao inferno


-Depois daquela conversa com o Taeyung eu adormeci, parece que o efeito do sonífero ainda não tinha passado-

Taehyung On

– Chefe, ela adormeceu.

---Traga ela aqui amanhã sem falta.

– Não se preucupe, ja comprei as passagens. 

--- Isso é bom. Agora tenho que ir, um longa noite me espera.

-ele fala enquanto mostra uma garota nua e amarrada-

–Boa sorte...

-O mesmo fala ja fechando a tela do notebook-

S/n On

#Dia seguinte#

-Acordo sentindo água gelada escorrer pelo meu rosto adentrando pelo minha rroupa-

S/n – Ahh...

Tae – Acorda. Temos que ir.

S/n – Molhada assim?

Tae – Veste isso, precisa parecer uma pessoa civilizada.

-Ele joga umas peças de roupa no meu colo, logo em seguida vem em minha direção me desamarrando da cadeira-

*Minutos depois*

Tae – Você tem um corpo bonito.

S/n – Cê me viu?!

Tae – Vamos, bota isso.

-Ele me da um anel prata-

S/n – Oque é isso.

Tae – Nada que possa te matar.

-Novamente ele puxa pelo meu braço me fazendo ir em direção a um carro-

Tae – Você tentar aprontar alguma...

*No aeroporto* 

S/n – Tae... Preciso ir ao banheiro.

Tae – Por aqui.

-ele me leva ate o banheiro feminino-

S/n – Vai entra também?

Tae – Adiante!

-Entro no banheiro... Pedi pra ir no banheiro não pra me "aliviar" e sim procurar uma saída. Procuro em cada canto do banheiro alguma janela que dê pra escapar.-

(...)

Tae – Aquela vadiazinha ta demorando demais.

-Ele entra no banheiro sem mais nem menos. As mulheres que haviam ali sairam assustada, pois era um homem entrando em um banheiro feminino - O mesmo sai chutando todas as portas ddali-

S/n – Aqui! Aqui! Não precisava fazer isso.

Tae – Vc tava tentando fugir né.

-Sem poder responder ele puxa meu cabelo inclinando minha cabeça para trás-

Tae – Não pense em fazer nada estúpido novamente.

*Horas depois*

*Na Coréia*

Tae – Ele deve ta esperando aqui.

-O mesmo sai procurando pelo aeroporto até achar um outro homem-

Tae - Aki. Tenho que voltar pra pegar mais entragas.

-Ele me joga pra cima do rapaz-

--- O chef concerteza vai gostar dessa encomenda.

Tae – Cuidado J, ela é uma menina atrevida.

--- Ela que se atreva a fazer alguma coisa.

Tae –Tenho que ir...

--- Somos só eu e você agora.

-Ele puxa meu braço ate a saida do aeroporto-

--- Entra!

-Procuro não desobedecer e apenas entro no carro que por sinal era bastante luxuoso. Bancos forradoscom couro e teto de vveludo-

-- Impresionada né?!

S/n – É seu?

--- Roubado, mais sim...

S/n – Oque vocês são?

--- Eu sou responsável por pegar as encomendas e mandar pro chef.

S/n – Com assim encomendas?

--- Depende do tipo de coisa que o vendedor entiver vendendo. Aceitamos qualquer coisa que seja de qualidade.

S/n – E eu sou de qualidade?

--- Qualquer menina virgem e bonita é de qualidade.

-Ele fala enquanto alisa meu rosto com uma mão e a outra segurando o volante-

-Demorou um pouco até chegarmos em uma especie de fazenda totalmente isolada do resto da cidade-

S/n - Aonde esta me levando?

--- Aonde as putas geralmente ficam.

S/n - Putas?!

-Ele para o carro, coloca uma corda prendendo meus pulsos e um pano tampando minha bboca-

--- O chef não gosta de barulhos.

-O mais velho me puxa do carro e me leva para um mansão-

---² Essa é a nova encomenda?

-Na entrada da casa tinha dois seguranças na porta. O tal do J para pra falar com um dos- 

--- Sim, bonita ela né!

---² Se o chefe der mole eu vou te fuder todinha.

-Ele diz aquelas palavras me fazendo ficar com mais medo que já estava-

--- Vamos...

-J me puxa me fazendo entrar na mansão. Andamos um pouco até chegarmos em uma porta-

--- Chefe?!

---² Entre...

--- Aqui esta sseu novo presente.

-Ele me joga pra dentro da sala. O empurrão foi tão forte que caio de joelhos-

---² Pode sair agora.

-Demorou um pouco pra mim perceber que estava em uma biblioteca ou escritório - escuto a porta se fechando atrás de mim, logo dando pra perceber uma cadeira que se encontrava atrás de uma mesa se vvirando-

--- ora, ora, tenho um novo presentinho.

-Um homem alto com cabelos escuros vem em minha direção-

--- Cê parece ser muito gostosa...

-O mesmo fala pegando meu queixo e me fazendo levantar do chão-

--- Quer falar alguma coisa?

-Ele tira o pano que me impedia de falar-

S/n – Seu nome?

--- Sou o Kim Namjoon.  Vc e todas as putas daqui tem que me chamar de mestre.

S/n – Eu nunca vou te chamar de mestre!

Kim – Ahh você vai.

S/n – Não vou!!

Kim – Myaa!!

-Ele grita e uma mulher que não parece ser de nacionalidade coreano nem japonesa, ela entra na sala com um chicote na mão entrega a ele e novamente sai-

S/n – Oque você vai faze com isso?!

Kim – Me chame de mestre!

S/n – Nunca!!

-Ele rapidamente me vira de costa e faz eu me ajoelhar no chão-

Kim – Fale novamente!

S/n – Não irei te cham....

-O mesmo não espera eu terminar a frase e rapidamente sinto um ardor nas minhas costas-

Kim – Me chame de mestre!

-Peemaneço calada e sinto novamente o ardor nas minhas costas. Ele continuou a mandar chama-lo de mestre e me dando varias chicotas.-

S/n - Mes....tre.

Kim – essa foi sua primeira lição, me obedeça sempre!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...