1. Spirit Fanfics >
  2. Minha última carta a Roger - one shot >
  3. Capítulo único

História Minha última carta a Roger - one shot - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Ooi, gente eu não tava pensando em postar essa história, achei meio pesada, se não gostarem eu excluo, boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo único


    -Brian, você tá aqui? 

A voz de Roger soava pela casa vazia de Brian, ele não encontrou com seu namorado na noite passada, como já tinha uma cópia da chave de sua casa o mesmo entrou sem cerimônia, havia uma carta em cima do sofá ele achou um pouco estranho pois Brian não escrevia cartas durante um bom tempo, na frente dizia “minha última carta a Roger” então decidiu abrir e começar a ler, o mesmo não entendia bem o começo seu coração acelerava em cada frase que ele não queria entender mas entendia, as lágrimas começam a rolar e em segundos a carta começava a se encher de água.

[carta aberta]

Começo essa carta pedindo mil desculpas, Roger meu amor, eu não queria que acabasse assim, os poucos dias e noites que passei junto a você me fizeram perceber que você era a luz em minha vida, depois da morte de minha querida mãe que tanto me fez aprender com a vida, não queria ter que terminar meus ensinos com ela assim de uma hora para outra. Com isso fui a decepção de meu pai, não tive disposição para terminar minha faculdade de astronomia, o cansaço diário do trabalho e as dores de cabeça extremas acabaram me deixando de cama durante um tempo, aquele era o fim de minha mente saudável, a depressão me fazia engolir o choro em momentos horríveis de minha vida. Depois de te conhecer pensei que finalmente eu voltaria a sorrir. Minha insegurança fez com que eu me afastasse de você em certos momentos, o qual eu me arrependo amargamente, mas quando ficávamos juntos, era como se fosse meu antidepressivo, você tem amigos ótimos no qual adorei conhecer, tenho certeza que eles vão cuidar bem de você quando isso tudo acabar. Não sei como sobrevivi por tanto tempo sem te conhecer, nós nos conhecemos a tão pouco tempo e mesmo assim sinto que poderíamos ter sido felizes morando juntos. Roger, meu único e verdadeiro amor, você quase me tirou dessa, eu via o seu esforço diário para tentar arrancar sorrisos de mim, lembro-me muito bem de nossa última noite de carícias, como posso esquecer seu corpo fervente em cima do meu hã? Lembro também de nossa primeira noite, eu agi timidamente procurando uma resposta, meu coração batia como um tambor pois pelo menos havia trazido você para casa. Diga ao meu pai que eu me desculpo por não ter feito nada de seu grande sonho, seu filho teria sido um grande astrofísico se não fosse pela minha grande teimosia, me sinto errado em questão, mas acredito que seu esforço não foi em vão, infelizmente não me tornei o que o senhor queria pra mim, novamente peço desculpas por minha má conduta ao fim desses últimos anos, saiba que seu filho o amava profundamente. Aos colegas de trabalho aqui eu me despeço, foi ótimo tirar algumas conversas durante o horário de almoço. Roger eu não sei o quanto isso vai ser doloroso pra você, eu não queria ter que te abandonar assim, queria estar ao seu lado neste momento, secando suas lágrimas e te abraçando fortemente, eu te amarei independente do que aconteça, quero que você conheça pessoas novas, quero que você seja feliz o mais rápido possível, só por favor não me esquece. É com o fim desta carta que eu faço meu último pedido, por favor não entre no meu quarto, não sei da forma que terei morrido, então apenas acione as autoridades, e se despeça de mim em frente ao caixão…


Com amor, Bian.

[Fim da carta]

Roger não conseguia acreditar que seu amado tinha perdido a luta contra sua doença, seu corpo todo tremia, ele queria abrir a porta do quarto e tentar salvar Brian, mas não teve coragem, seu rosto já estava inchado depois de tantas lágrimas, não queria acreditar que fosse verdade, ele pensou em como seguiria em frente, se ao menos tivesse coragem pra seguir. Roger aciona ao corpo de bombeiros mas nesta altura nada adiantaria. Depois de um tempo ele entregou a carta ao pai de Brian, que se sentia extremamente culpado pela perda. Brian não tinha ideia da importância que tinha na vida das pessoas ao seu redor, infelizmente foi tarde para dizer a ele. Todos seguiram desacreditados de sua morte, durante meses Roger não conseguia tirar da cabeça como seria se Brian estivesse alí com ele naquele momento, ele lia e relia a carta durante quase todos os dias, foi difícil seguir em frente, mas sabia que era o que Brian queria que ele fizesse.

 




Notas Finais


Então foi isso, me avisem se tiver algum erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...