História Youtuber - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Christian Figueiredo
Personagens Christian Figueiredo, Personagens Originais
Tags Chrisyoutuber
Visualizações 0
Palavras 588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 3 - Festa


Fanfic / Fanfiction Youtuber - Capítulo 3 - Festa

[Sexta-feira] 

Depois de uma semana agitada, cheia de eventos, era hora de relaxar com os amigos e família. Planejei uma viajem com meus amigos pra um hotel super top, Hotel Resort Orlando, juntamos dinheiro e fomos, chegando na recepção, a recepcionista me pegou de surpresa:

_Ai minha nossa,  Christian Figueiredo, o youtuber famoso do Brasil! 

_Oi, tudo bem? Esses são meus amigos....

_Eu sei, Rafa, Kevão, desculpe a neurose, eu devo desculpas, não farei mais isso.

_Tudo bem, estamos bem cansados, será que......

_Claro, me acompanhe por favor.

Chegamos no quarto e ele era enorme, com uma linda vista para praia e o parque da Disney era bem perto dali, tudo muito lindo; eu joguei minha mochila na cama e fiquei olhando a vista.

_Vai ficar só olhando cara, vamos lá.

_É que... Rafa, eu tava pensando em uma coisa...

_O que Chris? Fala.

_Eu já tô a um tempo sozinho, e estava pensando em... Sei lá... É, namorar de novo.

_Então namora cara, eu não decido por você. Só quero que você seja feliz.

Aquela garota,  Rayla, não estava saindo da minha cabeça.  Tudo que eu fazia, pensava em como seria se ela estivesse comigo. 

O pessoal do hotel organizou uma festa, um baile de máscaras, eu particularmente não estava nem um pouco animado, já o Rafa e o Kevin  estavam bem animados, compraram fantasia dos três mosqueteiros, e estavam ridículos, eles conseguiram me fazer usar aquela roupa ridícula, kkkk foi engraçado nós três chegando na festa, três mocinhos elegantes, o cobra, o jacaré e o elefante hahaha. Chegando lá todos os olhares se dirigiram para nós. Me senti um rei, várias garotas se jogando pra cima de mim, mas nenhuma delas me chamavam atenção, eu tentava desviar meus pensamentos dela mas não conseguia. Já estava me perturbando, e pra minha surpresa, um trio de meninas entrou arrasando tudo, isso sim é uma entrada triunfal. Elas realmente eram muito gatas, e uma delas se aproximou de mim, dizendo: 

_Oi gatinho, e aí vamos nos divertir um pouco.

Dizia a mesma colocando as mãos em meu pescoço. Eu a afasto ela e digo: 

_Não quero, por favor se afaste.

_Que isso,  vai rejeitar tudo isso que está a sua frente? 

_Desculpa, mas...

_Já sei, tu é gay.

Ela começa a gritar pra todos ouvirem.

_Pessoal esse cara aqui é gay!

Eu abaixando a cabeça, envergonhado peço a ela:

_Por favor pare! Eu não sou gay! 

E ela continuava gritando,  as pessoas olhando pra mim, então agi por impulso, na loucura do momento querendo que ela calasse a boca, peguei ela pela cintura e a beijei. 

_ Você é maluco?

_Não era isso que você queria?  

_Não exatamente isso.

_Agora não entendi, você se ofereceu e está surpresa? 

_Eu não sou oferecida! Retira o que disse! 

_Só estou falando verdades! 

_Olha só seu babava cretino, você é um otário maxista! Seu...

Pego-a pelo pescoço e a beijo de novo. Ela olha nos meus olhos e sua raiva já havia ido embora, começamos nos beijar loucamente, ela me leva pro quarto dela,  eu estava exitado, e de repente me lembro de Rayla, e me pergunto, o que estou fazendo aqui? Enquanto a garota estava colocando a camisinha no banheiro eu saí de fininho pela porta e fui para o elevador que nem um maluco parecendo estar fugindo da polícia, entro tão perturbado  no elevador que nem percebo a presença de alguém ali, logoatrás de mim. Digo em voz alta a mim mesmo:

_Ah Chris, você é um cara condenado, nunca rejeitou uma transa kkkk. 

_Nossa Chris, nunca te vi tão perturbado kkkk

Viro-me  para ver quem falava comigo e pra mais uma surpresa...

_Rayla!



Notas Finais


Boa leitura!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...