1. Spirit Fanfics >
  2. Minha Vida É Melhor Contigo >
  3. Segredos Revelados

História Minha Vida É Melhor Contigo - Capítulo 37


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura! 📚😘

Capítulo 37 - Segredos Revelados


Passar o resto da tarde do lado da Pérola foi a melhor coisa. Poder caminhar lado a lado sentir o calor da sua pequena mão na minha aquece o meu coração de tal forma que não quero solta-la. Ver seu sorriso doce e meigo me faz sorrir feito um bobo, eu estou tão apaixonado sentindo uma alegria tão boa que estou ficando com medo. Não quero que nada venha nos atrapalhar, o fato do Diogo ter ficado em silêncio me incomodou um pouco era para ele está me ligando sem parar.

Fiquei bem surpreso ao receber a ligação da Olívia, não queria deixar a Pérola para trás, mais Olívia insistiu dizendo que era urgente. Pensei que iria ser rápido já que ela estava por perto e por isso pedi para a Pérola me espera, eu deveria ter feito ao contrário e levado ela comigo, mas não sei porque pedi que ela esperasse.

Ao encontrar Olívia fui bem seco e rápido, dizendo que eu tinha presa, ela sorriu alegre mas seus olhos estava triste. Me sentei na sua frente, olhando envolta procurando por paparazzi para ter certeza que não era mais um jogo dela com o Diogo.

- Tranquilo Fred não tem ninguém aqui! Ela diz levando a xícara de café a te a boca.

- O que você quer? Qual é o assunto urgente? Pergunto olhando no relógio.

- Na verdade eu queria conhecer a garota! Ela sorrir sem aquele brilho intenso que ela carrega.

- Conhece, que garota?! Pergunto confuso contando os minutos.

- A garota que roubou seu coração, que fez você mudar a tal ponto de você quebrar todas as regras ignorar as ordens do Diogo enfrenta as câmeras e dizer a verdade sem medo sem pensar no futuro! Ela diz cada palavrinha sorrindo melancólica tocando a beira da xícara como sempre faz quando está nervosa.

- Eu teria feito o mesmo por você, se você não tivesse desaparecido! Digo tomando um gole do café gelado.

- Talvez, mas acredito que não toquei seu coração da forma que ela tocou e quando me deram as opções eu escolhi te abandonar como uma covarde e sinto muito por isso, sei que é tarde mas quero te pedir desculpas por te fazer sofrer tanto tempo, por não está do seu lado quando você mais precisou. Eu realmente sinto muito! Fiquei paralisado vendo suas lágrimas gordas descer pela a sua face atingindo a mesa de madeira.

- Eu desejo do fundo do meu coração que vocês sejam felizes porque você merece e muito, só não vá dizer para ela que não quer ter filhos como me dizia! Ela sorrir limpando as lágrimas e acabei rindo também ao me lembra daquela época.

- Talvez eu não consiga vim para o casamento, então eu quero te dar meu presente antecipado e espero que seja de grande ajuda! Ela tira um pequeno gravador da bolsa e me entregar, olhei para ela confusa isso era um presente bem estranho.

- O que é isso? Pergunto pegando o mesmo analisando vendo que era um aparelho antigo.

- Eu já disse é o meu presente. Ah eu gostaria de ver os meninos também mais acho que eles não quer me ver neh principalmente o Lucas ele deve me odiar! Ela diz triste.

- Acho que ele tem uma raivinha aguda, mas te odiar não. Você deveria marcar um almoço com eles tenho certeza que vão amar principalmente a Ellah afinal vocês eram amigas! Digo guardando o aparelho no bolso da jaqueta.

- Sim você tem razão, vou tentar fazer isso antes que eu volte para Milão! Ela diz sorrindo.

- Você vai embora? Pergunto surpreso, já que Diogo parecia ter tantos planos para ela.

- Sim, aqui não tem mais nada para mim Fred, apenas lindas memórias que eu guardarei na caixinha do tempo. Ela sorrir e não fui capaz de retribuir o mesmo afeto.

- Bom agora eu tenho que ir, minha manager está me esperando! Ela diz ficando de pé pegando a bolsa e fiz o mesmo.

Eu iria pagar a conta mais ela fez questão de pagar, segui ela até o estacionamento aonde sua vam a esperava. Ela me olhou sorrindo alegre e sorrir de volta, afinal eu nunca iria odia-la ou algo do tipo, ela teve um grande papel na minha vida.

- Como é o nome dela mesmo? Ela pergunta ao paramos.

- Pérola, mais chamo ela de Puka já que elas se parece! Digo sorrindo largo lembrando o quanto ela ficava nervosa quando eu a chamava assim.

- Um nome diferente e bonito, como vocês se conhecerem?! Ela pergunta como se não quisesse ir embora.

- Ishi, isso é uma longa história! Digo olhando no relógio.

- Tudo bem, vocês me conta depois, mais agora será que posso te dar um abraço de amigos? Fico olhando em silêncio na última vez que lhe dei um abraço não teve um final feliz.

- Sim, claro! Depois de um longo silêncio eu respondo e ela rir.

- Já vi que a Puka é ciumenta! Ela diz sorrindo ao me abraçar. Foi um abraço rápido mas caloroso e triste como uma despedida.

- Um pouquinho! Me ouvindo nós dois rimos.

- Bom, então até mais, não vou dizer bye ou tchau você sabe eu odeio despedidas! Ela diz com os olhos cheios de lágrimas e sorrir em confirmação, sem olhar para trás ela entrou na van e foi embora.

Ao entrar no carro peguei o gravador e curioso peguei o aparelho, ao ligar o mesmo senti meu coração inquieto ao ouvir a voz do Diogo.

- Então você vai aceitar agora, ou terei que tomar medidas piores? Por sua causa ele já está pensando em abandonar tudo! Diogo tinha a voz tranquila, continuei ouvindo sem entender o que seguinficava aquilo.

- Eu não posso, não quero ir embora! Meu coração tremeu ao ouvir a voz da Olívia chorosa no áudio.

- Pensa direito, você não vai perder nada. Olha o que as meninas fizeram com você, se você insistir elas podem fazer algo pior. Eu sei que é uma decisão difícil, mas em troca eu te garanto um futuro brilhante, e nós dois sabemos o Fred nunca te trocara por ninguém! Sinto a raiva tomar conta de mim, como ele foi capaz de fazer isso.

- Não, eu não consigo, se eu fizer isso eu vou destruir o coração dele! Meu coração doeu eu sinti tanta raiva á maldiçõe sem saber que ela era tão inocente.

- Você que sabe, é melhor ter um coração destruído do que a carreira e talvez nem vivo ele fique!

- Você não pode fazer isso, ele te considera uma família!

- Eu também, mas se você continuar no caminho ele deixará de ser família e digo matar ele não é nem um pouquinho difícil, basta acontecer um acidente nas gravações, ninguém vai nem desconfiar! Bati no volante como ele pode ser tão canalha assim.

- Não, não faz isso por favor, eu te imploro! A voz da Olívia agora estava alterada.

- Agora a vida dele está nas suas mãos você decide minha querida! Ele soou tranquilo o tempo todo como se já estivesse muito acostumado a fazer isso com frequência.

- Tudo bem, eu vou embora, mas me promete que nunca vai machucar o Fred e eu vou sumir como você deseja! Ao ouvi-lá ele riu e senti meu ódio cada vez ficando maior.

- Agora sim você está sendo inteligente menina, minha promessa ficará de pé mas se ele resolver deixar de ser família já não posso cumprir nada! Eu estava tão decepcionado todos esses anos confiei nele como minha família e na verdade eu só estava sendo usado.

- Eu vou terminar com ele e vou embora!

- Não senhora isso vai piorar as coisas, vá embora em silêncio eu resolvo o resto! Como ele pode ser tão canalha me destruiu e ficou o tempo todo do meu lado dizendo que estava me apoiando se eu não estivesse ouvindo isso nunca iria acredita.

- Mas eu quero me despedir, pelo menos deles!

- Quando você voltar com classe quem sabe vocês acabem ficando juntos, tome isso como o destino de vocês! Sua voz soou cheio de ironia e bati várias vezes no volante com raiva de mim mesmo por ter sido cego todos esses anos.

- Bom aqui está as passagens, eu tenho que ir embora você sabe sou um homem muito ocupado! Assim a gravação acabou.

Com ódio raiva no olhar liguei o carro seguindo para a empresa, no momento tudo que eu queria era olhar na sua cara e pergunta porque ele fez isso comigo. Eu estou junto com ele desde que a empresa abriu, fui sua primeira estrela, achei que todos esses anos juntos compartindo alegrias e tristezas tivesse nós tornado realmente uma família, mas todo esse tempo fui apenas usado como um produto, fazendo as pessoas que se aproximou de mim sofrer e como um idiota eu não vi nada.

Desligue o carro e sai correndo seguindo para entrar na empresa mas fui barrado pelo o Rafael que parecia aflito.

- Cadê o Diogo? Pergunto o ignorando entrando na empresa.

- Ele mandou as meninas atrás da Pérola! Ao ouvi-lo parei meus passos em meio a tudo até esqueci que a Pérola estava me esperando.

- O que você disse? Volto parando na sua frente.

- Ele mandou as meninas atrás da Pérola! Ele repente sem deixar de me olhar.

- Que meninas? Pergunto confuso.

- Algumas de suas fãs, ele se reuniu com algumas hoje depois que você saiu, eu juro que queria te ajudar mais você sabe eu não nada apenas um garoto de recado.

Lembrei da época que estive com a Olívia as fãs vivia perseguindo a coitada e temi tanto por isso. Sem pensar duas vezes voltei para o carro tentando ligar para a Pérola que eu nem havia visto que ela me ligou. Voltei para o café com o Diogo eu resolveria depois primeiro eu tenho que proteger a Pérola, não vou deixar que a história se repita novamente.

Como o esperado Pérola não estava mais no café, meu coração estava agitado apreensivo eu nunca iria me perdoa se algo acontecesse com ela. O garçom falou que tinha saído fazia pouco tempo. Fui de vagarzinho olhando as ruas as pessoas tentando encontra-la. Ao virar em uma rua vi um tumulto de adolescente, com certeza era elas, parei o carro sai do mesmo correndo na direção das meninas e vi a Pérola com o olhar assustada, ela levou um ovo no ombro ela poderia ter tentando pelo menos fugir mais seguiu ali esperando ser atacada como se estivesse no paredão do jogo de queimada.

Não eu não iria deixar elas machucar minha garota a mulher que escolhi para ficar do meu lado o resto da vida. Na verdade foi o destino que nós escolheu ele me deu mais uma chance de ser feliz e não vou deixar ninguém tirar isso de mim.

Sem pensar entrei no meio parando na frente da Pérola levando os ovos na minhas costas. Pérola abriu os olhos de vagarzinho ao me ver me abraçou encostando sua cabeça no meu peito.

- Me desculpa meu amor por está tão atrasado! Digo sentindo os ovos molhar minhas costas.

- Parem suas idiotas é o Fred! Uma das meninas gritas e todas para encabuladas ao me ver sorrir e as meninas começou a gritar eufóricas.

- Aí Fred nós desculpa nós não queria te machucar apenas da uma lição nessa interesseira! A menina que gritou diz com os olhos cheio de lágrimas talvez ela fosse a líder. Pérola se afastou me soltando.

- Eu sei, mas vocês estão equivocadas Pérola não é uma interesseira ela é o amor da minha vida a minha felicidade e tenho certeza que vocês vão me entender eu também quero ser feliz formar uma família e continuar trazendo alegria para vocês! Digo pegando a mão da Pérola.

- Mas o Diogo falou que ela é uma interesseira que está ameaçando você! A menina diz confusa enquanto as outras seguia nos olhando tirando fotos.

- Como é o seu nome? Pergunto sorrindo e ela sorrir de volta.

- Alice Alcântara!

- Então Alice o que o Diogo te contou tudo é mentira, ele apenas está sendo maldoso como sempre foi, vocês vão acredita em mim ou nele? Ela pareceu bem confusa e as meninas olhava para ela como se espera-se sua decisão final.

- Então como vocês se conheceram? Outra garota pergunta.

- Foi a muito tempo atrás quando ela ainda era uma adolescente rebelde! Digo sorrindo olhando nós seus olhos vendo aquela Pérola na minha frente.

- E porque voce nunca falou sobre ela?

- Por que o destino tem suas maneira de trabalhar! Digo lembrando do dia da entrevista com ela na minha casa.

- E o que você faz que nunca ouvi falar sobre você? Ao ouvir a pergunta Pérola olha para elas até mexer os lábios mais nenhum som saiu.

- Ela faz tudo, mas seu papel principal é ser minha eterna fã, vocês pode não acredita mais houve um tempo que ela foi assim como você! Ao me ouvir as meninas se dereteram fazendo cara de apaixonada.

- Detalhe isso que vocês ouviram é um segredo nosso que agora estou compartindo com vocês!

- De verdade um segredo só nosso? Apenas com concordo com a cabeça.

- Ok, já entendi a partir de hoje vocês dois teram todo apoio das "Rainha do Mau" só nós promete que nunca vai mudar ou nós abandonar! A líder do fondom diz nos olhando e as meninas concorda.

- Ok eu Fred Guerra "O rei dos Vilos" prometo nunca abandonar ou decepcionar minhas Rainhas! Digo sorrindo com a mão levantada fazendo o meu juramento. Ao me ouvir elas grita eufóricas, olho para a Pérola que seguia me olhando.

- Está preparada? Ela apenas da um leve aceno que sim.

- Bom garotas nós temos que ir, espero vocês no próximo encontro com as fãs! Digo e sai correndo junto com a Pérola.

- Não Fred espera ainda é cedo!

Alice grita vindo atrás e as meninas a seguiram vindo atrás da gente, olhei para a Pérola que sorriu me acompanhando sem solta a minha mão e as gotas da chuva começou a cair sobre nós.


Notas Finais


Obrigada por ler! 🙆❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...