História Minha Vida em Playlist - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Castiel, Iris, Nathaniel, Personagens Originais
Tags Amizade, Amor Doce, Game, Jogo, Romance
Visualizações 5
Palavras 1.422
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Musical (Songfic), Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Despedida


Quando você era jovem
E seu coração era um livro aberto 
Você costumava dizer " viva e deixe viver" 
Mas se este mundo sempre em mutação
No qual vivemos
Faz você se render e chorar
Diga “viva e deixe morrer, viva e deixe morrer” 
Live And Let Die-Guns N' Roses

A semana foi dedicada aos preparativos da minha viagem a Londres, quando minha mãe soube que eu decidi ir, agora por vontade própria, ficou mais alegre e parou de me olhar feio. Aproveitamos o bom humor dela passamos no shopping para comprar casacos novos e aproveitei para comprar um livro novo na minha livraria favorita, Amy's book-store. Infelizmente, ao sair da loja esbarrei em James, este, me olhava aliviado e ofegante, parecia que me procurou por horas e finalmente me encontrou.

–Oi, Sarah!-Sua fala estava ofegante, minha mãe ao meu lado tentando entender a situação, me olhava a cada segundo.

–Oi James, estava correndo uma maratona?

– haha Sarah e suas piadas! Na verdade estava a sua procura!-Gelei, como assim em minha procura, o que ele queria comigo?

–E posso saber por qual motivo?-Minha pobre mãe parecia que assistia uma novela, estava quieta e concentrada na cena que acompanhava.

–Eu..Eu errei com você tá, eu nunca devia ter feito aquilo...

–Mas fez! Agora saia da minha frente que eu tenho muito o que fazer!

–Sarah, espera! Eu sei que está brava comigo mas...mas eu ainda te amo..

–Como disse?-Me virei imediatamente ao ouvir aquelas palavras.

–E..eu..

– Eu passei dias trancada no quarto chorando por você, esqueci de viver por sua causa! Eu sofri James, eu não quero mais saber de você na minha vida novamente.-Estava quase aos prantos, minha mãe quase chamando o segurança para acabar com a discussão.

–Sarah, não fala assim...

–Sai daqui James!

–O que posso fazer pra te...
–Suma!- Estava quase fazendo um escândalo no meio do shopping quando avistei um segurança no outro lado do prédio.

–Sarah me ouça...

–SEGURANÇA!!-Eu não sei o que houve, só me lembro de ter gritado.

–Algum problema aqui Senhora?

–Este jovem está me incomodando, poderia fazer algo por mim?- Respondi com o maior sorriso no rosto enquanto minha mãe estava paralisada assistindo tudo!

–Vem comigo rapaz!-James foi levado pelo segurança para fora do shopping enquanto minha mãe e eu voltávamos para nossos afazeres.

Andamos o prédio inteiro, compramos vários acessórios, roupas, comprei duas bolsinhas tiracolo para os passeios semanais e uma mochila para o período escolar, ela era feita de couro marrom claro e sua estampa era azul-escuro com bolinhas brancas. Deixei pra comprar minha mala por último, pra não precisar carregar peso. Três malas me chamaram a atenção, demorei horas escolhendo até que terminei comprando a que tinha a bandeira do Reino Unido. Quando cheguei em casa tive uma surpresa, meu pai havia comprado uma bagagem de mão feita de couro marrom escuro e havia selos de vários países em volta dela.

–Seu soubesse que comprariam a mala hoje não teria tido o trabalho!-Disse meu pai desapontado.

–Tudo bem pai, pela quantidade de coisas que compramos hoje precisarei das duas!

Todos riram do meu comentário. Subi e comecei a arrumação, limpei meu guarda-roupa, minhas gavetas e tirei as fotos que mais gostava e as guardei dentro da mala. Meu pai me ajudou a fechar a mala maior enquanto minha mãe terminava de arrumar a menor. Descemos para o jantar e minha mãe havia pedido pizza para a despedida, liguei para alguns amigos para virem mas, escolheram fazer uma despedida separada, me disseram que amanhã eu seria só deles. Depois da pizza, meus pais e eu passamos a noite assistindo filme e depois fomos dormir.
Era estranho ver meu quarto sem nada, com exceção dos móveis, parecia que tinha acabado de me mudar e não havia tirado meus pertences das caixas. O sono demorou a vir, estava muito ansiosa com a vida nova que mal podia esperar para estar logo em Londres. Após horas olhando para a aranha no meu teto, adormeci.
Quando acordei, já havia amanhecido e o sol estava forte lá fora. Tomei um banho e escovei os dentes, enquanto me vestia, meu telefone toca, era minha amiga Mai. Conheço Mai e as meninas desde pequena, nossas mães estudaram juntas no colégio, hoje somos nós “as réplicas” como diz Mai, ela é a cara da mãe quando nova, só os cabelos que são ondulados por causa do pai enquanto Ati puxou os traços da mãe no corpo já o rosto tem a moldura do pai, sorte dela que ele é bonito, eu por outro lado puxei minha mãe em aparência e o jeito de meu pai, mas únicas coisas que me diferenciam deles são os olhos e o cabelo, só a única na família que nasceu ruiva e tenho heterocromia, um olho azul e outro verde.


–Oi Mai, tudo bem?
–Olá, está tudo sim! Vamos chegar aí em dois minutos!
–”Vamos”? Quem está vindo pra cá?
–Eu, Chris e Tati! Ah, o Júnior virá conosco também!
–Quem é Júnior?
–O namorado da Tati!
–Estou pronta, só esperando vocês!-Me despedi e desliguei, dei uma última olhada no espelho e acrescentei uma passadinha de batom. Quando desci, meus amigos haviam chegado, informaram aos meus pais para que não se preocupassem e que iriam me devolver as 21:00. Dei um beijo nos dois e sai.
Fomos ao cinema e assistimos Busca Implacável 3, depois do filme nós fomos ao fliperama e passamos em uma pizzaria italiana, comemos todos juntos três pizzas gigantes, para encerrar a noite fomos ao parque e ficamos conversando. Falamos sobre a escola nova, sobre como ter James fora da minha vida me fez bem e voltamos pra casa.
O dia passou voando, cheguei em casa dez minutos antes do planejado e subi para tomar uma ducha, depois desabei na cama de tanto cansaço. No dia seguinte acordei eufórica, era o dia da minha viagem, iria para Londres onde começaria minha aventura. Meu voo sairia as nove da manhã e chegaria em Londres mois ou menos sete da noite, enquanto ainda era cedo decidi gastar o tempo que ainda tinha em escolher a roupa que eu partiria, decidi ir com um suéter azul para combinar com minha mochila, na qual só carregava meus documentos, dinheiro, meus aparelhos e um livro para ler durante voo, uma calça jeans preta e tênis all star cano alto com a estampa do submarino amarelo dos The Beatles. Desci pra tomar o café e pelo visto meu pai já havia botado tudo no carro pois não avistei nenhuma das malas na sala, onde havia deixado. Minha mãe que preparou tudo hoje, fez panquecas, ovos e bacon, tudo na companhia de um suco natural de uva, estava uma delícia.

–Então, ansiosa?- Perguntou minha mãe com um sorriso no rosto que nunca vi na vida.

–Estou sim, por que está cara?

–Ah, por nada, só o fato de minha filhinha ir estudar no meu colégio!-Ela falou toda satisfeita, nunca a tinha visto assim antes até meu pai estava alegre.

–Mãe o colégio não é seu...Por que estão rindo?-Eles se entreolhavam e prendiam o riso, como se tudo não passasse de uma piada.

–Estamos lembrando do nosso tempo, só isso!-Meu me respondeu e caiu na gargalhada novamente.

–Eu e seu pai aprontávamos no colégio, será os nossos professores ainda estão lá?-Olhei os dois conversando e pareciam jovens novamente, de repente meu olha pro relógio e sobressalta.

– Olha a hora, vamos Sarah se aprece, se o trânsito estiver bom chegaremos e meia hora!-Olhei para o relógio ele estava certo, o voo sairia em uma hora e meia. Fui obrigada a engolir o bacon descer o suco goela abaixo, subi para me trocar e desci correndo para o carro.
Graças a Deus o trânsito estava uma maravilha e chegamos 30 minutos antes do voo. Ficava atenta aos avisos que eram feitos por alto-falentes até que escutei o meu.

“Voo para Londres, portão 4”

– Gente é o meu, é o meu!-Comecei a gritar de felicidade, me despedi dos meus pais e fui até portão 4. Era a primeira vez que voava, estava nervosa, mas era um nervosismo bom, estava feliz demais para dormir então peguei o livro na minha mochila e comecei a ler. O livro era Harry Potter e a Pedra Filosofal, infelizmente não pude trazer a saga inteira , pois não caberia na bagagem também não sabia se iria ter tempo de ler algum livro durante os estudos, então só trouxe este. Conforme as páginas passavam, o sono chegava, minhas pálpebras começaram a pesar e meus olhos finalmente fecharam.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...