História Minha vida em Tokyo - Armin - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Professor Faraize, Rosalya, Violette
Visualizações 33
Palavras 1.331
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - " Eu sei o que está acontecendo "


Fanfic / Fanfiction Minha vida em Tokyo - Armin - Capítulo 12 - " Eu sei o que está acontecendo "

P.O.V. BIANCA 

- Alexy!! Me lembrei que tenho que procurar o Nath, não o vi hoje ainda.

- Também esqueci de encontrar a Rosa para discutir sobre a decoração da festa.

Saímos correndo, cada um para um lado diferente. Acabei por procurar pela escola toda, mas não achei o Nathaniel, então sentei em um dos bancos do pátio para descansar um pouco. Fechei os olhos para respirar fundo, foi quando ouvi passos se aproximando de onde eu estava, rapidamente abri os olhos.

- O que você está fazendo aqui?

- Nath!! Eu te procurei por toda a escola, onde você estava?

- Resolvendo algumas coisas por aí. 

- Entendi, eu já arrumei minha coleção de livros do  Harry Potter, você pode ir buscar hoje.

- Estou um pouco ocupado, mas se eu achar um tempo vou até lá a tarde.

- Tá bom! Vamos para a sala? - Ele acentiu, e fomos para sala.

Quando entramos não vi o Armin. 

- Bianca? Tá procurando algo? - Nath me cutucou. 

- Ah, não, só estava pensando. - Fui até Alexy e  perguntei sobre Armin. Ele não sabia de nada. 

- Ele pode ter ido embora.

- Entendo. 

Assim que as aulas acabaram, fui correndo para casa, deixando Mia para trás. Me joguei na cama. A campanhia tocou, imaginei ser Mia, mas ela tem chave. Mesmo assim, fui atender. Fiquei nas pontas dos pés para ver quem era pelo olho mágico. Armin. Minha mãos começaram a tremer. Será que Alexy falou alguma coisa para ele? Fui interrompida pela campanhia que tocou de novo, então abri a porta.

- Oi . - Como assim " oi " ?

- O que foi? 

- Bom, eu estava sem fazer nada lá em casa, pensei que talvez você quisesse jogar.

- Claro, entra. - Fechei a porta assim que ele entrou.

- Seu apartamento é bem bonito, não tinha reparado aquela noite.

- Hum... Eu só vou trocar de roupa, acabei de chegar da escola, mas pode ir ligando a TV.

- Ok.

Eu corri para meu quarto e fechei a porta. O garoto que eu gosto tá no meu apartamento, e minha irmã nem chegou ainda, eu estava em completo desespero. Coloquei um vestido simples e voltei para sala. O Armin estava em frente à TV.

- Não está funcionando. - Ele se virou para mim. Eu esqueci que o meu PS4 fica no meu quarto, demoraria muito para desconectar de lá para trazer para a sala.

- Desculpa, eu esqueci o PS4 fica no meu quarto, Mia sempre reclama quando deixo ele na sala, se você não se importar de jogarmos lá no meu quarto.

- Tudo bem, sem problemas. 

Ele me seguiu até o quarto. Arrumei os controles e liguei a TV.

- Agora sim. - Quando me virei estava de frente para Armin, o espaço entre nós era pouco, fui para trás por impulso e acabei me enrolando com os fios e quase caindo. Disse "quase" porque Armin me segurou antes que eu caísse. - Ah, desculpa, eu sou um pouco desastrada. - Ele percebeu que ainda me segurava e soltou. Quando olhei para o chão vi alguns fios danificados. - Que droga, e agora?

- Eu posso ver se dá para consertar. - Nos abaixamos para ver, Armin tocou no fio e levou um choque. - Ai. 

No calor do momento peguei em sua mão rapidamente.

- Você tá bem? Doeu muito? 

- Não muito. - Percebi que segurava em sua mão ainda.

- Me desculpe.

- Tudo bem, não me importo que você toque em mim. - Ele sorriu como se tivesse dito algo normal. Fiquei um pouco vermelha. - O que é isso em seu rosto?

- N-Nada - Escondi meu rosto com as mãos. Ele gargalhou.

- Você fica fofa com vergonha. - Ele ainda ria.

Me levantei com raiva. 

- Baka. - Ele se levantou também e começou a apertar minhas bochechas. - Ai, o que você tá fazendo? - Apertei as bochechas dele também.

- Ei, doeu. - Ele disse quando parei de apertar. Nos olhamos por dois segundos e caímos na gargalhada.

Meu celular nos interrompeu com um barulho de mensagem. Peguei ele e vi as mensagens.

Mensagem de : Maninha

" Vou mais tarde para casa, tenho uma entrevista de emprego. Deixei almoço pronto na geladeira, e tem sorvete no congelador. Se cuida, bjs. "

- Aconteceu alguma coisa? 

- Não, é só que minha irmã tem uma entrevista de emprego hoje a tarde, ela só volta mais tarde. - Tinha outra mensagem, mas deixei para lá. - Quer assistir anime tomando sorvete? 

- Eu adoraria rejeitar, mas não resisto a essa combinação perfeita. - Eu ri.

Peguei o sorvete no congelador, coberta no meu quarto, e liguei a TV.

- O que você quer assistir? - Perguntei pra o Armin enquanto ele abria o pote de sorvete. 

- Noragami, não me julgue por gostar desse anime, homens também podem gostar de um pouco de romance de vez em quando.

- Não te julgo, te amo por gostar desse anime top, um dos meus preferidos.

- Já percebeu um quanto eu pareço o Yato? - Ele passou a mão no cabelo para se exibir e piscou para mim.  - Eu ri.

- Não mesmo, o Yato é muito mais bonito. - Ri o provocando.

- Olha bem essa carinha de Deus Yato. - Ele fez uma cara engraçada e eu ri mais. - Pare de rir. - Eu ri mais, então ele começou a fazer cócegas em minha cintura, o que fez eu rir muito mais.

- P-Para A-Armin - Mau consegui falar de tanto que eu ria.

- Então você concorda que eu pareço o Deus Yato?

- Não!! - Ele aprofundou as cócegas. - T-Tudo bem!! V-você parece o Yatooo. - Só então ele parou.

- Seu cabelo tá todo bagunçado. - Ele apontou para meu cabelo e começou a rir.

- Claro, culpa sua. - Disse enquanto o colocava no lugar. O amarrei em um rabo de cavalo. - Agora sim vamos assistir. - Coloquei o primeiro episódio.

Logo o sorvete acabou, já estávamos no quinto episódio.

- Olha Armin, essa é a melhor part... - Senti sua cabeça encostar em meu ombro, ele dormia bem tranquilo. Desliguei a TV e tirei a cabeça dele do meu ombro, deixando no sofá, o cobri com a coberta e ia o deixar lá quando ele segurou minha mão. Ele estava aparentemente dormindo, o que era estranho porque ele segurava minha mão sem intenção de soltar a menos que eu a tirasse dali. Então ouvi batidas na porta, era o Nathaniel porque ele era o único que batia na porta ao invés de tocar a campanhia ( Ele dizia que era um barulho desnecessário se tinha gente em casa). Puxei minha mão com cuidado e fui abrir a porta. Mas eu não podia deixar que ele soubesse que estava sozinha com o Armin na minha casa.

- Ah... Oi Nath, você nem me avisou que vinha né... - Sorri pra disfarçar que estava nervosa.

- Eu te mandei mensagem mais cedo, você não viu? - Me lembrei da mensagem que não abri, ela com certeza deve ter sido do Nathaniel.

- Claro que vi... Só estava testando você. - Fiquei lá parada sorrindo igual uma idiota, torcendo pra ele não pedir para entrar.

- Bom, eu vim buscar os livros que você falou.

- Livros? Ah sim, claro, os livros, que cabeça a minha, não? Vou buscar.

- Ok, eu posso entrar? Estou com um pouco de sede. - Drogaaaa!!!!

- Claro, entra. 

O levei até a cozinha e peguei o copo d'água para o Nathaniel. O fiz sentar na mesa.

- Eu só vou pegar os livros, não sai daí em.

Fui voando no quarto pegar os livros. Quando voltei o Nathaniel estava indo para a sala. Me joguei no chão do corredor.

- Aiii.

- Bianca? Você se machucou ? - Ele veio até mim e me ajudou a levantar e pegar os livros do chão. Essa foi por pouco. 

- Era só os livros que você queria né? - O "empurrei" até a porta.

- Bianca, eu percebi que você está me fazendo ir embora o mais rápido possível. - Congelei. - Eu sei o que está acontecendo.


Notas Finais


Passei o dia escrevendo esse capítulo, pq tinha que fazer várias coisas. Aí eu arrumava a casa e pegava no celular, arrumava outra coisa e pegava o celular, comia e pegava no celular de novo ksksksksks.
Na imagem é o Deus Yato do anime Noragami.
É isso coelhinhas, espero que tenham gostado do capitulo de hj, beijinhos 🐇💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...