História Minha vida me condena - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki
Tags Hinata, Naruhina, Naruto
Visualizações 271
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Oque é esse sentimento?


Fanfic / Fanfiction Minha vida me condena - Capítulo 2 - Oque é esse sentimento?

Era mais um dia naquela faculdade, mais um dia em que alunos faziam oque queriam, e como os professores eram mais um daqueles que diziam "Eu dou a matéria, se você atrapalha, eu não dou segunda chance", poucos professores eram aqueles que botavam o pé no chão para melhorar a faculdade, Naruto pensava sobre enquanto olhava o nada, atrapalhado por Sasuke que dizia para ele voltar á realidade, foi então que ele voltou a fazer anotações, ele fazia Direito em uma faculdade que dava aula para Direito, Medicina e Psicológia, as salas eram separadas para cada

Ele estudava Direito Civil quando um sinal dizia que poderiam tirar 20 minutos para descansar, Naruto comprou um suco natural e se sentou, esperando Sasuke voltar de um trailer afora, abriu sua bolsa e desbloqueou o seu celular e começou a falar com algumas pessoas virtualmente, foi quando 

Hinata, Faculdade de Konohagakure,20:40

Saí da sala de medicina e estou procurando enfurecida meu namorado, namorado até agora, ele fez algo imperdoável, acabou de me trair na facul mesmo, tiraram foto e flagrei ele, quando superei fui direto tirar satisfações quando vi ele erguendo o celular de um aluno zuado, o aluno só não pegou por que o amigo baba ovo dele Shino, ele derrubou o celular dele, mas por conta do celular cair na terra não teve nenhum dano

-KIBA?OQUE É ISSO?

-Hãn?A-Ah oi amo...

-Amor nada, para que ficar fazendo isso?

-Ah deixa disso, ele é só mais um

-Ele é só mais oque?Repete isso aí, isso, só mais um, assim como eu né!

-DEIXA DE VIAJAR, NÃO FIZ NADA!

Nessa hora meu tom subiu e minha fúria também

-A É?EXPLICA ISSO AQUI ENTÃO-Mostrei a foto dele beijando uma mulher atrás da escola

-COMO CONSEGUIU ISSO?QUEM FOI QUE MANDOU ISSO?!-Disse ele enfurecido

-Agora você se lembra né?Sabe esse anel aqui que você me deu?-Disse retirando o anel do dedo e jogando-o no chão -Fica aí com você babaca!

Kiba estava enfurecido, e provavelmente sem entender, como o papel de um covarde ele levantou a mão, como se fosse me bater, por instinto recuei, protegendo me com os braços

Naruto, Faculdade de Konohagakure, 20:54

Com raiva empurrei Shino que bloqueava a passagem, corri e empurrei Kiba para longe fazendo ele cair, a menina que era sua namorada fechou os olhos mas quando ele caiu ela percebeu que ninguém fez nada a ela, Kiba se levantou e foi direto para mim

-Oque foi seu idiota?Por que não morre logo?Deixe de se intrometer no assunto dos outros!

-Oque pensava em fazer com uma mulher assim, seu covarde

Ele se enfureceu e deu um soco e meu rosto, soquei seu estomâgo, rapidamente botei meu pé do lado do seu pé e movi para o lado fazendo ele cair novamente, Kiba se levantou com um olhar de "você morreu", ele socou meu nariz fazendo o mesmo sangrar, seguido de um outro desferido no peito, me recompus e soquei seu peito quando estava doendo dei um mata-leão, depois de poucos segundos ele cutuvelou minha barriga, cai e começou a desferir golpes em meu rosto, indo devagar pela dor, ergui meu pé e o empurrei, Shino interrompeu e tirou o amigo de lá, fui caminhando para fora da faculdade ver se tinha algo para ajudar meus machucados, foi quando uma voz doce gritou dizendo, "calma!", "espera ai!"

Olhei para trás e vi uma menina com cabelos pretos meio azulados atrás de mim, era a menina que namorava Kiba

-Hum?

-Espere, deixe-me te ajudar, é o minimo que eu posso fazer

-N-Não precisa-Disse timidamente, ela segurou meu braço e disse

-Eu insinto

-Hmm-Olhei para o lado e suspirei- O-Ok

Ela abriu a sua bolsa e retirou um curativo, ela botou na minha barriga que estava bem machucada, com um pano retirou o sangue que havia no meu nariz e no meu peito, quebrei o silêncio que havia permanecido

-Seu namorado não vai ficar irritado?

-Aquele idiota?-Ela disse dando uma risada de deboche-Não quero ver mais ele na minha frente

-Ah-Disse sem reação, ela parou e olhou nos meus olhos

-Sabe, ninguém fez isso por mim

-Não?

-Não, aqueles que se aproximam de mim são apenas amigas, e os meninos sempre querem apenas me namorar, levar para cama, Kiba foi o último

Ela deixou uma lágrima cair provavelmente pelo sentimento de ser usada, estendi o braço e limpei sua lágrima

-Não fique assim, eles não valem nada-Disse com uma voz rouca

Ela passou a mão, no olho e então me levantei

-Arigatou

-Hai

Sai da faculdade e perdi os últimos horários, peguei um ônibus, mas antes de entrar recebo uma mensagem de Sasuke

Sasuke online

-Onde você está Naruto?

Tive que sair da faculdade por hoje, amanhã eu vou e te explico o por que

-Certo Dobe

 Sasuke visto pela última vez à 1 minuto

Entrei mo ônibus e fiquei esperando chegar em casa, assim que cheguei tomei um banho e fui dar um banho em Kurama, inquieto e raivoso como sempre nessas horas mal deixou eu dar banho nele, com a sensação de liberdade ele saiu correndo do banheiro, me levantei e botei um pijama, me deitei e dormi levemente

Hinata

Depois que ajudei aquele rapaz gentil fui conversar com minhas amigas, no caminho novamente Kiba veio encher meu saco, respirei fundo e ignorei ele, entrei na sala e lá estavam Sakura, Ino e Tenten, falei sobre oque aconteceu, elas ficaram surpresas por Kiba e pelo rapaz que me defendeu, minha atenção na conversa sumiu quando o professor entrou na sala, nos calamos e ficamos prestando atenção na aula, porém, a minha cabeça só pensava naquele loiro, estava vendo que ele não era mais um Kiba, estavam dizendo que ele tava na minha, mas é o contrário, eu que estou na dele



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...