História Minha vida me condena - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki
Tags Hinata, Naruhina, Naruto
Visualizações 340
Palavras 1.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Faculdade


  Naruto, Mercado Hatake, 14:23

É mais um dia nesse mercado em que eu tenho que trabalhar para comer enquanto meu tio não chega para me ver por 10 minutos e voltar para sua vida que é tão importante e corrida que ele vem dá dinheiro troca uma palavra e sai, estava em um momento de folga e começa a chover, pelo visto vou ter que ir mais tarde, me sentei na escada onde não caia chuva e comecei a pensar e abri um livro, na esperança de me animar, ontem eu tive uma recaída, quase cheguei à um ponto de quase fazer algo pior do que corte em braços ou me alto condenar por minha personalidade de merda

—N-Naruto?—Perguntou uma voz conhecida

—Sim?—Disse sem retirar minha atenção do meu livro

—Eu vou ter que sair cedo, tem como você cobrir meu horário?—Percebi que era Sasori, como eu não tenho como dizer não diretamente tive que inventar algo

—Não dá—Respirei fundo—Vou ter que estudar hoje

—Mas é só 1 hora, por favor—Insistiu

—Não dá Sasori-Olhei em seus olhos

—Porra, não sabia que você era tão preguiçoso—Disse ele tentando me convecer

—CACETA VOCÊ ME FEZ UM PEDIDO, NÃO UMA ORDEM—Subi o tom e me estressei

—NÃO SOBE O TOM COMIGO PORRA

—Ui meda-Dei um tsc —Vàa a merda—Disse me retirando do local

Com raiva voltei ao meu posto de caixa estúpido e fiquei lá até a chuva passar, assim que terminou fui direto para casa, sendo atendido por Kurama que ficava pulando em minha perna, me sentei no sofá e fiquei afagando seus pelos, segurei seu corpo e deixei ele pular, me levantei e me dirigi ao banheiro, liguei o chuveiro e tomei um banho rápido, entrei no quarto e botei uma blusa vermelha e um casaco laranja, uma calça jeans e um sapato preto, peguei um colar e sai de casa, esperei a van entrei, me sentei e comecei a ler um livro, é sobre um pai que tenta alegrar um filho e negar a verdade de que eles estão em um campo de concentração(isso existe e é um filme ótimo, a vida é bela propaganda grátis UHUUUL)percebi que estava no ponto e desci da van, guardei o livro e entrei na sala, me sentei e aguardei o início da aula, foi quando a menina que me ajudou sentou do meu lado, estranhei mas ignorei, ela quebrou o silêncio e disse

—H-Hey—Disse olhando para mim

—Ah, sim?—Respondi depois de voltar a realidade entre meus pensamentos

—Sabe, você foi tão gentil comigo e eu nem perguntei seu nome, Meu nome é Hyuuga Hinata, e o seu?—Disse ela tímida, pelo visto ela não fala muito com pessoas, ela simplesmente poderia deixar a pessoa desconfortável

—Uzumaki Naruto, prazer-Estendi a mão para ela apertar, assim o fez

—Porque isso assim do nada?—Questionei, ela ficou confusa

—Sabe, me disseram que você era mais na sua, fria...—Fui cortado por ela

—Eu passei essa imagem entre as pessoas por que eu não gosto de mim mesma

—Como assim?-Perguntei curioso

—Eu acho que eu tenho uma personalidade fraca, sou muito mole, fraca, triste e...

Botei a mão no seu ombro balancei levemente, tentando melhorar sua autoestima, mesmo não ligando para muitos sei como é horrível se sentir assim, ela ficou surpresa e ficou com bochechas avermelhadas

—Porque é tão gentil com as pessoas—Perguntou olhando meus olhos

—Eu não quero falar tanto sobre mas, tem coisas sobre mim que eu não gosto de falar e ver alguém assim

Hinata, Faculdade de Konohagakure, 19:00

Cada palavra que sai da boca dele me deixa mais curiosa, ele é gentil mas diz que não gosta de si mesmo, depois do comentário ele retirou a mão do meu ombro, nos entre-olhamos, e tenho que admitir, ele me deixa louca, eu perco todas as palavras que tenho em minha mente perto dele, foi quando segui o conselho de Ino de chama-lo para uma festa, achando que daria certo

—Ei, os alunos da faculdade vão dar uma festa, você quer ir?—Disse sorrindo

—Desculpe eu não vou, eu não gosto desse tipo de lugares, cheio de gente, música alta, bebedeira

—Á, gomen

—Não tudo bem

—Se não for incomodo, você já foi á uma festa assim?

—Fui poucas vezes e em uma vez fiz algo cujo qual nunca me perdoarei

Nessa hora eu fiquei tão curiosa, quase perguntei oque foi mas lógico que respeitaria oque ele disse antes, o professor entrou e ficou surpreso pelos alunos de medicina estar aqui, explicamos que a sala teve de ser dedetizada e que ficaríamos aqui, e que assim que a aula terminasse o professor de medicina viria dar aula, assim ficando 3 aulas de direito e 3 de medicina antes do intervalo, a diretora Tsunade confirmou ao entrar na sala,  aula de direito começou e alguns alunos de medicina sairam, eu sai com minhas amigas, então nos sentamos lá fora, e começamos a conversar

—E aí Hina, ele disse o que? —Perguntou Sakura

—O nome dele é Naruto, ele diz não gostar de festas, por que fez algo que nunca se perdoou—Respondi serena

—Ele disse oque fez? —Foi a vez de Ino perguntar

—Não

—Não sei por que gosta dele—Disse bebendo um gole de água—O cara não fala nada, até parece um pedra—Disse brincando, rimos e então disse

—Sabe, ele é tão gentil, quieto, BIURIFU—Disse rindo e então todas acompanharam, ficamos conversando até a hora de ir para a aula, assim fizemos e entramos na sala, vimos as aulas de anatomia e cardiologia, eram aulas extremamente longas e chatas, fiquei fazendo anotações até sermos liberados, novamente começamos a conversar

22:40

Saí da faculdade cansada, com sono esperando o ônibus, foi quando a direção do colégio afirmou que o ônibus da faculdade deu problema e que teríamos que ir em uma van ou com taxi/uber, eu escolhi a van por que estou sem muito dinheiro, estava quase lotado me sentei em uma cadeira e percebi que na minha frente estava Naruto, lendo um livro, eu percebi que era o mesmo que eu estou lendo, achei melhor não incomodar a leitura e fiquei escutando Kamaitachi no caminho, depois de alguns minutos eu desci em um ponto e fui a pé para casa, assim que cheguei tomei banho e me deitei, mesmo não querendo, apenas um loiro vinha a minha cabeça. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...