História Minha Vida Meus Segredos - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Kris Wu, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 7
Palavras 1.835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite pessoas, tudo bem com vocês? Espero que sim

Sem mais delongas, aqui está um capítulo novo, peço perdão se tiver erros, estou de molho, ou seja...estou doente.

Boa Leitura!❤❤❤

Capítulo 2 - Arrependimento?


Fanfic / Fanfiction Minha Vida Meus Segredos - Capítulo 2 - Arrependimento?

Fiquei tão pensativa que só despertei de meu transe ao relembrar a noite passada, quando ouvi batidas na portaa do banheiro.

-Yumi?

-Estou bem...já estou saindo.

-Posso entrar?- perguntou meu irmão.

-Pode...- o que eu estava fazendo? Será que enlouqueci ou é simplesmente algo que eu sempre quis? Eu estava de costas para o meu irmão, quando sinto braços rondando minha cintura e ele sussurra:

-Estou tendo a Visão do Paraíso.- arrepiei com aquilo, ele poderia ser considerado louco por ter feito o que fez, mas não posso culpá-lo eu também retribui as carícias da noite passada.

Virei-me para frente para encará-lo, mas fui tomada pelos lábios de LuHan. Não estávamos nem ai se aquilo era certo ou errado, não estávamos ligando para o que iria acontecer, mas de repente me veio Minseok no pensamento. Meu irmão tinha namorada? Não, mas eu sim, não estava certo fazer aquilo, mas tinha alguma coisa em meu irmão que não me deixava ficar longe dele, eu só não sabia o que era.

-O que foi?- perguntou confuso.

-É que eu havia combinado de sair com uns amigos hoje, daqui a pouco eles devem estar aqui.

-Seu namorado também vai?

Por que raios ele perguntou XiuMin?

-Ele disse que não mas na verdade não sei se ele mudou de ideia.- respondi e ele estava me encarando com um olhar diferente, um olhar que eu não via a muito tempo, ele estava com raiva.

Para ser sincera Lu e XiuMin nunca se deram bem, sempre tiver raiva um do outro por algum motivo, eu percebi isso ontem, minha meta não era brigar com ninguém que eu realmente gosto muito, isso inclui Minseok e LuHan.

Sai do banheiro enrolada em uma toalha, fui para o meu quarto e começei a procurar a roupa que não incluisse deixar qualquer parte do meu corpo visível. Dei graças a Deus que hoje estava um pouco frio, estava bom mesmo para ficar embaixo das cobertas assistindo filme. Acho uma calça jeans preta, uma blusa que lembro ter pegado de LuHan em um dia qualquer, e uma bota que ia até o joelho. Por mais sorte ainda meu cabelo era comprido, então me ajudou bastante, coloquei uma touca preta e fiz uma maquiagem básica. Meu celular toca e quando vou ver quem é reconheço na hora pela voz.

-Yumi...

-Kris, tudo bem?

-Estou e você?

-Estou bem...

Kris era o meu melhor amigo, eu sempre confiei nele e também nunca tive problemas com o mesmo, ele é uma amor de pessoa.

-Você vai com a galera lá no shopping?

-Verdade, vou sim, aliás ontem já não fui no seu aniversário.

-Senti sua falta, e sem contar que não ganhei presente.

-Mas eu comprei seu presente, só não pude ir por causa do meu pai, tive que acompanhá-lo em uma viagem, minha mãe não está bem.

-O que ela tem?

-Câncer.

-Eu tenho certeza que vai dar tudo certo e sua mãe irá se curar logo, eu gosto muito dela.

-E você e seu irmão? Estão bem?

-Estamos sim,- gelei na hora que ele pronunciou a palavra “irmão”- mas eu preciso falar com alguém sobre um algo que aconteceu, será que eu posso passar na sua casa?

-O que a senhorita aprontou?

-A hora que eu chegar ai te falo. Tchau.

-Tchau danada.

Quando abro a porta de .eu quarto dou de cara com LuHan.

-Já está saindo?- perguntou.

-Já, você vai sair?- questionei o mesmo pelo motivo de estar tão bem arrumado.

-Vou, vou visitar um amigo.

-O YiXing?

-Sim, por que?

-Poderia me dar uma carona até a casa do Kris?

-Já tomou café?- me perguntou.

Na verdade LuHan por um lado sempre me tratou como crianças com perguntas do tipo: Já comeu? Já tomou banho? Foi dormir que horas? As vezes me irrita mas também quando completei dezesseis anos começou a me tratar como se eu fosse madura o suficiente para entender alguma coisa.

-Ainda não, eu como lá na casa do Kris.- fiz biquinho.

-Não moçinha, pode descer para tomar café.

-Ok, eu vou tomar café, mas você vai ter que tomar também.

-Tudo bem, vamos.

Descemos até a cozinha e encontramos a senhora Min-Hee.

-Bom dia meninos, dormiram bem?

-Melhor impossível.- respondeu Lu

-Percebi, fui levar algumas roupas para o quarto de sua irmã e escutei gemidos vindos de lá.

Eu e LuHan olhamos um para a cara do outro, fingi que não sabia de nada e ele apenas sorriu malicioso.

-Não me diga que...

Ela nos olhou pasma.

-Não, o Lu é meu irmão, eu jamais me relacionaria com ele em outro sentido.

Caraca, eu sou péssima em mentiras.

-Eu estava acompanhado de uma amiga ontem, ela acaba de ir embora.

-Posso saber quem é essa garota?

-É segredo.- respondeu ele.

Comi um pedaço de bolo de chocolate e LuHan como sempre tomou café puro.

-Precisa comer.

-Já comi ontem a noite...- ele sorriu

Porque eu senti malícia nessas palavras.

Fecho os olhos apertando-os e novamente tenho rápidas lembranças do que ocorreu, respiro fundo e saio dali, e parece que meu irmão não gostou nada.

-Yumi...espera.

-Não precisa me levar para a casa do Kris, eu vou andando, assim tenho tempo de pensar na besteira que fiz.

Meu irmão me olhou boquiaberto, eu não queria ferir nenhum dos sentimentos dele. Quando foi passar por mim Lu me deu uma ombrada e saiu pela porta da sala, corri atrás dele mas não adiantou, ele estava uma fera.

Dali mesmo tomo rumo a casa de Kris, não era longe, era mais ou menos uns vinte minutos da minha casa até a dele.

Fiquei pensando no que o Kris iria me dizer.

-AI MEU DEUS, NÃO AGUENTO MAIS VIVER...- gritei, uma senhorinha que ia passando até pensou que eu era louca.

Minutos depois...

Eu já estava perto da casa do meu amigo, quando avisto o mesmo no portão.

-Kris-Oppa.- falo alegremente.

-Não me chame de Oppa, o que você falou para o LuHan que ele me ligou furioso.

-Aish, não aja como ele.- respondi

-Explique-se moçinha.- exigiu ele.

-Só falei que o viria para a sua casa a pé porque assim eu teria tempo para pensar na besteira que fiz.

-E o que foi que você fez?

-Podemos entrar? Eu não vou me sentir bem falando do assunto aqui fora.

-Tudo bem, mas lá dentro você vai contar tudinho, quero detalhes por que você e LuHan são dois cabeças de vento.

Entramos e reparei em cada canto ali, aquela casa me pareceu maior, e também está bem diferente, muita coisa mudou desde a última vez que vim aqui.

-Começe a contar tudo.

Sentamos no sofá, eu começei a contar tudo e eu já presumia que levaria um belo de um xingo.

-O que vocês dois fizeram? Vocês tem algum problema?

-O pior de tudo foi que a Sra. Min-Hee ouviu.

Ele me olhou indignado, dava para ser meu pai.

-Eu juro que tento entender você e seu irmão, e até onde eu sei a senhorita namora, quando pensa em contar ao Minseok o que aconteceu?

-Eu estou com medo, ele não vai querer nem saber de mim.

-Você e o LuHan precisam passar um tempo longe um do outro, somente para que isso não aconteça de novo, te conheço desde que eu tinha oito anos e você cinco, se quiser pode ficar aqui, ou se quiser ir para a casa de alguma amiga sua, vá mas não fique na sua casa, pode acontecer de novo.

Kris era bom em dar conselhos, e era como um irmão para mim, mais legal e engraçado do que LuHan. É egoísmo meu pensar assim?

-O LuHan não quer aceitar que é irmã dele, pelo o que sei e pelo o que me foi contado, ele tem uma atração por você desde seus quinze anos, ele disse que você nunca percebeu, mas eu duvido, você é inteligente demais para não perceber um algo que está tão na cara.

Ele tinha razão, eu tinha que contar ao XiuMin o que fiz e tinha que me afastar do meu irmão por um tempo.

Decido ir embora, e atraio a atenção do mesmo.

-Ficou brava?

-Não, eu preciso ir embora, tenho que me encontrar com alguém antes de ir. Nos vemos no shopping?

-Sim, qualquer coisa me liga.

Assenti e sai dali o mais rápido possível fui para casa, entrei em meu quarto e peguei uma mala, coloquei algumas roupas minhas dentro dela, peguei mais uma e coloquei o resto que faltava. Guardo as malas embaixo da minha cama, assim que saio do quarto o tranco.

Desço as escadas e dou de cara com a Sra. Min-Hee.

-Yumi, achei que não estava em casa.

-Vim pegar uma coisa que esqueci, não precisa mexer lá no meu quarto, ele está limpo e arrumado.

Ela acenou em confirmação com a cabeça.

Saio de casa e vou até o shopping, encontrando Kris, ChanYeol, BaekHyun, JunMyeon, Minseok e Z.Tao, eu não tinha muitas amigas, eu sempre fui mais apegada a eles, sempre estiveram comigo.

Kris percebe que tenho estado pensativa, eu não conseguia me divertir tanto, mas também tinha que disfarçar que eu não estava bem.

-Vamos ao Cinema ou ao Boliche?- perguntou Minseok.

-Hm, o boliche.

Eu gostava de jogar boliche, mas aquela noite eu não estava com muito pique, então os garotos jogaram mais do que eu. Disse que estava com dor de cabeça e Kris se ofereceu para me levar para casa.

-Quer que eu te leve? Ou prefere ir com Minseok?

-Vou com você, meninos nos falamos amanhã, e Minseok assim que chegar em casa me avisa, não quero ficar preocupada.

-Ok, aviso sim.

Nos afastamos dele e fomos ao estacionamento, entrando no carro em seguida.

-Não está com dor né?!

Não respondi sua pergunta.

-Kris eu não tenho amigas e também vai ser bem chato ficar na casa de algum amigo meu, posso ficar na sua?

-Não acha que minha casa é meio óbvia? Lá será o primeiro lugar que ele irá te procurar.

-Então...

-Faremos o seguinte, vamos até sua casa, pegamos suas coisas e levamos para um hotel que só eu sei que você estará lá, eu pago tudo, mas por enquanto evite seu irmão.

Entendido.

Assim que chegamos em casa percebo que meu irmão ainda não chegou, Sra. Min-Hee não estava também, deve ter ido à igreja.

-Venha.

Subimos até meu quarto e pegamos minhas coisas, deixei a porta aberta depois de sair, descemos as escadas correndo, ouço o barulho do carro de LuHan, saímos correndo pela porta dos fundos. Nossa sorte era que Kris não tinha estacionado na frente de casa.

-Quase fomos pegos...- disse ele.

-Pelo o Amor de Deus me tira logo daqui que eu já estou ficando arrependida.

Ao ouvir tais palavras ele deu partida no carro e eu só ficava em meus pensamentos, os do tipo: Será que ele vai surtar quando não me encontrar? Estou fazendo o certo?

Minha cabeça estava uma confusão, só quero tomar um banho, deitar e dormir...




Continua...


Notas Finais


Gente, vou panfletar uma LuMin/XiuHan:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/como-antigamente-13516417


Vale muito a pena ler, e sinceramente...não sei se amo mais a autora ou a fanfic❤❤❤

Kissus de Nutella e Morango🍓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...