História Minha vida, minhas escolhas! - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Nejisaku, Saisaku
Visualizações 129
Palavras 2.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente é o seguinte, "A mais o Sasuke é mais forte que o Neji" FODA-SE minha fanfic e eu decido. Sorry não quero ser mal educada, porem sem ai isso, ai aquilo.
Espero que gostem. E até a próxima.

Capítulo 15 - Na próxima...


 

Depois de andarem o mais rápido possível o anoitecer estava chegando e teriam que encontrar um lugar para passarem a noite, seria inaceitável que a moça grávida passe a noite ao relento, iria piorar sua situação e Sakura já havia deixado claro que deveriam procurar uma pousada.

Sai precisou sobrevoar a área para ver se encontrava os outros sentaram para descansar. Sakura estava atenta à moça grávida.

— Seu nome é Sakura? – A moça perguntou. Sakura confirmou com um aceno de cabeça enquanto verificava os sinais da moça, para garantir que tudo estava certo.

— Então, está tudo bem, agradeço sua preocupação não quero deixar você exausta em ficar me conferindo de minuto em minuto. – Sakura suspirou a moça estava certa. Seu cuidado é apreciado, mas é melhor levar em consideração o necessário.

— Você é Saya Terume? Importar-se-ia de me contar sua história? – Sakura se sentou ao lado de Saya, Kakashi estava de guarda e Naruto também ela não precisaria se preocupar.

Mas as duas mulheres sentiram o olhar de Kakashi depois da pergunta de Sakura, Saya entendeu o que ele quis dizer, mas Sakura apenas pensava no que ele sabia que os demais não.

— Sou filha de um Criminoso, vivi muito tempo presa naquele lugar que vocês me resgataram, apesar de tudo ali dentro ninguém mexeu comigo, acho que pelo fato de uma grande maioria ter me visto crescer, enfim não que eu tivesse algum direito ou autoridade, as coisas mudaram quando saí de lá a primeira vez, um presente de aniversário. – Saya deu uma pausa enquanto acariciava a barriga, Sakura espera ansiosamente para que ela continuasse.

— E nessa saída encontrei um Homem, bom vivi sempre rodeada deles mais nenhum nunca me chamou atenção, resumindo relacionei-me com esse homem, e sabendo que seria a primeira e ultima vez, já que a saída foi uma exceção, até que me descobri grávida e as coisas complicaram, para meu pai não passo de uma escória que manchou a família, engraçado que os crimes dele não mancha né? – Sakura se sentiu um pouco culpada por perguntar algo que estava quase fazendo Saya chorar, mas é compreensível grávida tem seus hormônios bagunçados.

— Enfim, quando ouvi que meu bebê seria morto quando nascesse e eu seria obrigada a casar com o filho de uma facção aliada e logo em seguida engravidar dele, resolvi pedir ajuda a Konoha, sinto-me grata por vocês terem atendido o meu pedido.

Quando Sakura ia dizer que se sentia muito Sai chegou informando que encontrou a pousada, mas as coisas estavam um pouco esquisitas Kakashi ficou estranho, mas estranho do que já estava. Gastaram cerca de meia hora para chegar a tal pousada. Na hora de pedir os quartos, Kakashi pediu dois quartos.  

 — Sakura. Posso conversar com você? – Kakashi chamou-a num canto depois que ele notou que Naruto e Sai subiram para o quarto.

— Claro Kakashi-sensei.

— Sei que o normal seria Saya e você dividirem um quarto e que parece esquisito dividir comigo, mas gostaria de lhe pedir isso. Tenho motivos para não poder me separar dela, e por enquanto gostaria de não ser questionado na hora certa irei dizer tudo a vocês. – Ela estava confusa, mas resolver aceitar. Seu amigo e antigo sensei sabe o que faz, decidiu confiar nele. Poderia alugar outro quarto, mas muito tempo já convivia com aqueles dois, uma noite não haverá problemas.

Sakura resolveu comer primeiro já que Naruto e Sai devem ter optado pelo banho primeiro, e quando eles fossem comer ela iria tomar banho. Passou antes no quarto de Saya para verificar se estava tudo certo e deixar algumas dicas caso algo acontece e o que ela deveria prestar atenção, porque às vezes sente algo e pensa que não é nada.

O quarto que dividiria com os outros dois estava vazio assim como ela pensou, estava louca para um banho. Arrumou suas coisas e correu para o chuveiro.

Estava de cabeça baixa sentindo a água quente escorrer por todo o seu corpo. Mas a única coisa que a mente dela conseguia pensar era em Neji, ficando agoniada toda vez que pensava nele, aquilo não é apenas saudades, até parece que o universo a estava a alertando de alguma coisa. Balançou a cabeça apenas se concentrando na imagem de um Neji bem que deixou na vila antes de sair em missão.

Desligou o chuveiro e com estremo azar ela notou que se esqueceu da roupa em cima de uma das camas, ela teria que sair de toalha para pegar torcia para que nenhum dos dois tenha voltado para o quarto.

Enrolou-se bem na toalha e saiu devagar.

Como se o destino tivesse gozando com a cara dela, enquanto agachava para pegar a roupa Sai entrou e ficou em choque.

— Sakura!!?? – Os rostos de ambos ficaram quase roxos de vergonha.

— Sakura, acho que está em quarto errado. – Sai passou a mão na nuca olhando para o chão tentando evitar olhar o corpo belo de sua companheira de equipe que esta apenas coberta por uma toalha. Ela se levantou com a roupa em mãos, um pouco vermelha e sem graça respondeu.

— Kakashi-sensei ficará no quarto com Saya. Desculpa, pensei que estivessem comendo. Se me da licença. – Ela mostrou as roupas e saiu correndo ofegante para dentro do banheiro.

Sai estava estático nunca pensou que um dia sequer passaria perto de ver a garota quase nua. Saiu do quarto às pressas ao notar sua nova situação. Sumiu no telhado e lá ficou se torturando, é um maldito de um pervertido, deu graças a Deus que Sakura não notou a protuberância no meio de suas pernas.

◊◊◊

Neji sabia que tinha algo errado, desde o inicio da missão tinha notado que algo não estava normal. Estavam em um combate difícil, o pior o que não sabiam do porque estarem sendo atacados. O número de ninjas os atacando era bem superior à deles o que já os deixava em desvantagem.

Uma confusão se instalou os inimigos de pouco em pouco foram separando Neji se seus companheiros, o deixando encurralado apenas com os inimigos que mesmo com vantagem numérica estavam sendo espancados pelo Neji que estava concentrado em seus oponentes para terminar o mais rápido possível e encontrar seus amigos e ver se estou todos bem.

Quando o último oponente caia no chão Neji se permitiu respirar um pouco seu nível de Chakra estava muito baixo. Então não percebeu um perigoso inimigo se espreitando a sua volta.

— Como sempre digo quer as coisas bem feitas faça você mesmo. – Ao escutar aquela voz Neji tentou se colocar em posição de batalha, mas era tarde demais, seu corpo já não o respondia mais.

Por algum motivo os oponentes do restante do time bateram a retirada sem mais nem menos. Lee aparava Ten Ten que estava com um ferimento leva na perna. Depois de um tempo passado que notaram que Neji não estava junto a eles. Por longos minutos buscaram pelo companheiro nas redondezas, encontraram marcas de lutas no chão, porem sem nenhum sinal de Neji.

— Não há dúvidas o alvo era Neji. – Gai estava preocupado e queria ir atrás de seu aluno e companheiro mais o melhor a se fazer era voltar para Konoha e informar o sequestro de Neji.

Mas que depressa os três correram de volta. Lee levou Ten Ten primeiro ao hospital, Gai foi logo se encontrar com Tsunade-sama e decidirem o melhor a ser feito. Só não esperava encontrar Kakashi na sala.

— Gai como sempre apressado demais. – Era seu amigo Kakashi ali, em outro momento aceitaria a implicância, mas agora seu companheiro precisava dele. Nada se sabe sobre seus sequestradores, e agora ao ver Kakashi se recordou da conversa com Neji, quando Sakura soubesse como ela iria lidar?

— Tsunade-sama, a missão era falsa, não tinha prisioneiro nenhum para escoltarmos, nos cercaram eram muitos levaram Neji, ele definitivamente era o alvo. – A mulher esmurrou a mesa com raiva.

— Temos que fazer algo. – Gai não consegue esconder sua angustia.

— Sei que temos. Mandarei uma equipe Ambu. Acalma-se, Neji é forte ficará bem. – Era isso que todos queriam acreditar.

— Tsunade-sama, quero ir resgatar Neji...

— Você não vai. Se for preciso mando até duas equipes Ambu.

 Gai e Kakashi já do lado de fora do prédio estavam desolados ambos por motivos diferentes.

— Kakashi não fale para a Sakura sobre o sequestro de Neji. – Gai pediu ao seu amigo.

— E porque não?

— Os dois estão namorando, como a pobrezinha vai reagir? – Kakashi não gostou de como Gai se referiu a Sakura.

— Gai antes já acreditava que ela deveria saber, agora sabendo do envolvimento dos dois que acredito mais ainda que ela deva saber. – Não queriam discutir, ambos apoiam diferentes ações. Mas o inegável é que Sakura tem o direito de saber. Enquanto os dois ali ficavam em um embate de quem está certo, mal sabiam que a noticia estava mais próxima do que esperavam.

◊◊◊

— Seria ele a bela adormecida ou a Rapunzel?

Neji mesmo sentindo uma dor horrível em seu pescoço encarou o dono da voz, ele não mostrou surpresa o que irritou o sequestrador. Era notória a raiva do outro, Neji sorriu de lado.

— De princesa só a minha mulher. Uchiha. – Sasuke trincou os dentes de raiva.

— Vejo que não tem medo de morrer. – Sasuke segurou o queixo de Neji com extrema força, mas não abalou o outro.

— Não. E sem enrolação Uchiha o que você quer? Foi fácil né? Usar tudo aquilo de subordinados e esperar que meu chakra se acabasse.

Por mais que estivesse amarrado seu orgulho jamais cairia. Jamais baixaria a cabeça para esse merda de Ninja que se considera um vingador. O sorriso macabro se sobressaiu nos lábios do Uchiha.

— O seu fim, e assim que isso acontecer a pobre Sakura ficara destruída, aí a terei pra mim. Assim como estava escrito no destino caso você não se intrometesse. – Realmente Sasuke já não era mais aquele que conheceram mais jovens.

— Você sequer gosta dela. Isso tudo porque ela cansou? Cansou de esperar um merda como você. – Não suportando o que o outro disse o socou, Neji cuspiu sangue, mas nem um pouco arrependido.

— Chega vou matar você agora.

Neji não estava acreditando que seu fim estava próximo e na mão dele, justo dele. E não que a Sakura estava com razão ao dizer que Sasuke Uchiha estava vivo. Não fechou os olhos, olhou bem no fundo dos olhos dele, e quando achou que o Uchiha iria enfiar a espada em seu peito a porta foi aberta.

— Sasuke, temos problemas. – O Uchiha saiu irado.  

Se Neji tinha uma certeza ali era que a pessoa que o amarrou só pode ser idiota, afinal a corda estava no chão, desamarrada e o prisioneiro solto.

Da forma que pode Neji se levantou. Mesmo ferido tentou se colocar em posição de luta e ativou o byakugan.

— Hey, calma aí quem você acha que deixou as cordas frouxas? – Uma mulher de cabelos vermelhos e de óculos se aproximou.

— O que você quer? – Neji perguntou enquanto ela se aproximava e o amparava.

— Não é obvio? Mas agora não temos tempo. Deixarei você perto de uma estrada para lhe acharem.

A mulher cumpriu com o prometido, mas Neji não desistiu de saber o motivo.

— Quero a Sakura longe do meu Sasuke ou eu mesmo irei mata-la. – Mesmo com dor Neji não perdeu a chance.

— Que eu saiba é o seu Sasuke que está atrás da minha Sakura e na próxima eu mato os dois! – A mulher ruiva tentou fingir que não se abalou com a ameaça do rapaz, mas algo no olhar dele dizia que ele seria capaz.

— Engraçado que você era o sequestrado.

— Claro, aquele merda trapaceou, é fácil sequestrar alguém sem chakra e que já tinha lutado com muitos ninjas. Quero ver em uma luta limpa e justa. Ele e eu sem intromissão e quando ambos estiverem 100%.

A mulher queria rebater, mas já estava sem tempo. Se Sasuke voltasse e ela não estivesse onde deveria estar, ele suspeitaria dela, e ela não duvidava que o mesmo a mataria.

Agora sozinho a única coisa que pensava era voltar logo pra vila e se encontrar com Sakura.


Notas Finais


Comentem. S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...