História Minha Vida (Não) Faz Sentido - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias DAY6, F(x), The Rose
Personagens Amber Liu, Dojoon, Dowoon, Hajoon, Jae, Jaehyeong, Junhyeok, Krystal Jung, Sungjin, Wonpil, Woosung, Young K
Tags Dopil, Jaehyungparkian, Jaesung, Jaewoon, Kryber, Sunghyeok
Visualizações 44
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Lemon, LGBT, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA QUEM ESTÁ AQUI PARAA ALEGRIA DE UNS E A TRISTEZA DE OUTROS?!!

Menina Jullie.

Bem, aqui estou eu com outro projetinho de fanfic, só que dessa vez dos delícias do DAY6!!! (como foco principal logico, :p)

Espero que gostem!

Favoritem, mostre pro cachorro, pros amigos, pros pais, pros avós e etc

Capítulo 1 - Prólogo: Sobre amiga sucuidae crushes em mim


-- EU VOU ME MATAR! -- Jimin grita em cima da beliche -- VOCÊ NÃO ME AMA MAIS -- diz em meio as lágrimas.

-- Minha amiga, eu nunca te amei -- falo jogando o cabelo para trás -- mentira -- rio alto ao ver a cara da mais nova -- Desse daí logo.

-- NÃO, EU VOU ME MATAR -- grita tirando um pote laranja do bolso, esse que por eu estar sem óculos não consegui enxergar, mas do mesmo jeito soltei um grito -super hétero só para constar- ao vê-la tomar tudo de uma vez -- AGOA EU BO BORRE -- diz com dificuldade pelos comprimidos na boca.

-- JIMIN COSPE ISSO PELO AMOR DE SANTO GDRAGON -- grito correndo até a beliche tentando a tirar dali. Até que a mesma começa a mastigar....

QUEM MASTIGA REMÉDIO? Só de encostar na língua parece que o satanás cagou na sua boca.

-- BAI BAQUI BEU BEBONIO -- grita atacando a caixinha em mim.

Pego a caixinha vendo a embalagem mais de perto, sentindo vontade de matar aquela piranha de meio metro.

-- SUA FILHA DA PUTA ISSO É TICTAC! EU ACHEI QUE VOCÊ IA SE MATAR MESMO SEU DEMÔNIO -- Puxo sua perna fazendo a mais nova cair em cima de mim.

-- SEU FILHA DA PUTA EU QUERIA MORRER -- diz ainda chorando, dessa vez abraçada a mim.

-- Pula da ponte que é mais eficiente -- digo afagando seus cabelos.

-- Você quer que eu morra? -- pergunta fungando.

-- Claro que não, eu te amo -- beijo sua testa -- mesmo as vezes tendo vontade de te jogar de uma ponte -- falo rindo ao ver a menor fungar baixo -- agora vai lavar o rosto, sua maquiagem escorreu e você está parecendo um panda.

-- Ok -- diz baixo, seguindo até o banheiro.

Vocês devem estar se perguntando, por Park Jamie quis se matar? Bem, eu lhes respondo.... Porque é trouxa, o motivo e idiota, mas como a autora esta me obrigando a contar, não tenho escolha de não contar.

Tudo começou hoje de tarde....




-- Jae, não é por que você sabe a coreografia de Fantasy que você é um dos meninos do VIXX -- Jamie diz encarando eu me exibir dançando Fantasy lindamente.

-- Sou sim, quem é Cha Haknyeon perto de mim? -- pergunto me sentando ao lado da mesma.

-- Um dançarino de verdade -- ri.

Começamos a jogar conversa fora, falando sobre o que fazíamos de melhor, ser trouxa por macho, tudo bem que a Jimin era meio puta e queria uma garota e um garoto ao mesmo tempo, mas o que fazer a não ser apenas observar?

-- Ele é tão lindo, você não tem noção -- falo como um bobo apaixonado -- esses dias eu estava estudando na biblioteca, e eu tinha perdido minha caneta, dai ele me deu uma caneta! -- grito 'caneta' -- ela é rosa e é da Pequena Sereia! Ninguém dá uma caneta tão fabulosa para qualquer um!

-- Ele poderia ter roubado de alguém -- tinha que ser Park Jimin pra falar essas merdas.

-- Ele não tem cara de quem rouba -- falo.

Ficamos um tempo sem falar nada, até a sala de treino se abrir revelando a imagem de um ser narigudo cujo chamo de amigo.

-- Oi seus lindos do que estão falando? -- falsidade 100%.

-- Do crush do Jae, aquele Yoon Dowoon -- Jimin responde baixo, como se não quisesse estar falando aquilo. E imediatamente Brian fecha a cara.

-- Ah vão se foder -- mas o que?

-- Oxi, bipolaridade tem cura -- falo o encarando.

-- Promiscuidade também -- rebate saindo da sala me fazendo encarar a porta confuso.

-- Des de quando eu sou promíscuo? -- pergunto a Jamie.

-- Des de que um certo alguém gosta de você e você não percebe -- a Park mais nova diz levantando da cadeira -- você é realmente muito lerdo -- diz saindo da sala

Agora é oficial, meus amigos são estranhos.




Andava sem rumo pelo corredor, tentando entender alguma coisa.

Quem gostava de mim? Eu sou aquele que as pessoas acham bonitinho mas depois que me conhecem me acham estranho, ninguém gosta de mim nesse mundo...... Meu santo Yoongi, é melhor eu parar ou eu vou virar Sadboy.

Ao finalmente chegar no refeitório, dou de cara com Junhyeok reclamando pela décima vez que o Taedong foi burro e devia ter continuado na empresa e entrado pro JBJ.

-- Ele teria debutado! Mas ele é burro! -- grita.

-- Burro igual a você -- Amber diz rindo.

Me aproximo da mesa com cara de tacho.

-- Quem gosta de mim?

-- Todos gostamos -- Junhyeok sorri.

-- Não gostar desse jeito... Gostar como... Sei lá, tesão, namorar? Entende? -- pergunto me sentando ao seu lado.

-- Ah... -- o mesmo engole a seco -- Uma pessoa ai...

-- Fala!

-- Fizemos um pacto com ele dizendo que não contariamos -- Amber diz calma.

-- Todos vocês sabem e ninguém me conta? -- falo fingindo estar indignado... Na verdade eu estava indignado.

-- Está mais do que na cara, você que não percebe -- Amber ri.

-- MANO, SÓ ME CONTA QUEM É! -- grito.

-- Alguém ai... Começa com Y.

-- Yuri? -- negam -- Yoongi? -- negam -- Yoona? -- negam de novo -- Quem então caralho?

-- Alguém com o sobrenome K.

-- EU NÃO TO PEDINDO DICA CARALHO, EU TO PEDINDO NOMES, NOMEEES! -- grito me levantando da mesa -- VÃO SE FODER VOCÊS TODOS.

Me levanto seguindo em passos pesados até os dormitórios, foda-se, vou matar aula e ficar deitado o dia inteiro.

Já sei, vou descobrir quem é o doente que gosta de mim.

-- Hey Jae! -- Jamie me chama, a encaro mortalmente.

-- Vai se foder sua cobriane do caralho, pensei que eramos amigos sua filha da puta -- falo batendo a porta do quarto.

Ao entrar no mesmo, dou de cara com Younghyun deitado na cama,  com um violão no colo, dedilhando algumas notas e escrevendo no caderninho dele.

-- Quando vai terminar de compor You Were Beautiful? -- pergunto me jogando na minha cama.

-- Eu já terminei, to finalizando outra -- ri -- se chama I Like You.

-- Para de compor romance, que nojo -- digo fazendo careta.

-- Quando eu componho "música sofrencia" você reclama, componho rock pesado você reclama, componho romance e reclama também! Pô assim não dá -- diz sério, logo rindo.

Ficamos um tempo em silêncio, até ele começar a cantar a música, era uma música bem gay, não vou mentir gostei do resultado. Estava tudo bem até meu celular apitar e eu ver uma mensagem da Jamie.



Formiga:

Desculpa por ser um peso pra você, não irei mais te incomodar



-- Quando alguém diz que sente por ser um peso pra você e diz que não vai incomodar... É pra ter medo? -- pergunto nervoso.

-- Se a pessoa for sadboy ou sadgirl... Sim -- ri.

FODEU, A JIMIN ERA SADGIRL2011 NO TUMBLR.

Comecei a correr o mais rápido que podia, graças a Deus -ou ao diretor mesmo- meu dormitório e o da Jimin era perto um do outro, aproveitei que sou Veterano e tenho o poder de: "Veterano pode meter o louco" e cheguei na bicuda mesmo.

-- JIMIN? -- grito vendo a mais nova em cima da beliche que dividia com Yerim

-- EU VOU ME MATAR!

Bem... A partir dai vocês já sabem o resto.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...