História Minha vida? Ou drama pitoresco? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Agnst, Drama, Sarcasmo
Visualizações 14
Palavras 308
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Poesias
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Era pra ser bom equanto durou


Olha só, quem está sozinha novamente. Que tragédia, um tanto quanto imensurável, mas parece que para deus é cômico. Sim, um tanto quanto satírico para ele, porque esse ciclo não para de se repetir. Sendo este incansavelmente retratado, todos os dias ,sou o bobo da corte que atua no palco mundo de fronte ao rei sociedade que impera em meus desejos.

Faça isso, desse jeito, vai ser melhor assim, se me escutar vai se dar bem. Só se esse "se dar bem" for abaixo de sete palmos de terra, pois o que eu tô sentindo é para no mínimo ocorrer algo do tipo. Estou em cárcere privado desde o dia em que me deram um nome e me compraram panos para esconder minhas vergonhas não tão vergonhosas no passado, mas se fazem assim no presente momento. 

Corpo feio mente decrépita.

Sigo assim invisível aos olhos de meus pais, de meus irmãos e amigos. Sorridente, abusada e estressada, na verdade, doente. Quero a morte, desejo findar a respiração que me mantém nesse plano, desejo o mais escuro de meu coração, desejo os sete palmos de terra preta em cima de meu peito, em cima de meu corpo estatístico de pulso cessado. 

Espero que já que me deixou, não ouse em voltar, nem agora e nem nunca mais. Sei que tu também é meu público e enquanto não há forma escultural como desejas, não volte. Se não tinhas intenção  de matar um pouco de mim, não tinhas contado sobre as estrelas ou sobre o chalé entre montanhas frias e distantes. Se não advinha da tua vontade destruir-me, não houve um porquê de ter chamado-me de ser alado e puro no branco das primeiras nuvens. Você tinha tudo pra me chamar de chuva com trovoadas, de não me fazer rir e ser frio, como agora, mas foi só agora e nesse "agora" dói. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...