História MINHA VIDA SURREAL - imagine BTS - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Magia, Suspence
Visualizações 20
Palavras 3.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu espero que gosteem...❤️
Boa leitura💞

Capítulo 14 - Meus anjos!


Já estamos quase no fim do mês, já se passou um tempinho desde aquele dia que minha avó tentou fazer eu esquecer das coisas que eu tinha descoberto, como ela teve coragem? Ela nem tentava me ouvir, nem tentava entender o meu lado... Simplesmente queria fazer oq ela achava que era o melhor pra mim. A uns dias eu pensei em falar com ela sobre o lance da audição, eu estava muito nervosa claro, mas a Kelly estava certa, era mais que uma oportunidade única pra mim, eu não poderia deixar passar assim... Sem pelo ao menos nem tentar. Eu estava decidida em falar com ela, quando cheguei nela eu meio que enrolei, não sabia como dizer e estava com muito medo de sua resposta. Quando comecei a falar ela me ouvia atentamente, dps de eu explicar tudo ela simplesmente disse... "Não!", Ela disse que eu não iria fazer! Mas eu expliquei tudinho, se eu passasse eu não iria pra Coréia com essa idade agora, a Big Hit disse que as que estão entre 15/16 pra cima eles vão deixar terminar os estudos aq, e quando forem pra lá já vão está de maior, então treinaram aq no Brasil, e quando finalmente fossem debutar iriam se mudar pra Coréia, mas já estariam maior de idade... Mas as que são um pouco mais novas iriam ter que terminar lá, se não iriam atrasar o debut, mas em relação a mim, se eu passasse seria perfeito, eu já vou fazer 16 mesmo, eu iria terminar aq, e quando terminasse o tempo de treinee e meus estudos eu já seria maior de idade. Eu espliquei tudo isso a ela, também disse que a Big Hit era uma das melhores empresas que tinha no kpop, também expliquei que era um sonho meu, e uma oportunidade única, eu disse tudo que possam imaginar, mas ela permaneceu com o "Não". Mas mesmo assim, eu disse a mim mesma, mesmo com o "Não" dela eu iria fazer, escondido que seja, eu iria fazer, pq se não eu nunca.. nunca iria me perdoar.

Dps daquele dia, quando ouve aquela "explosão" em meu quarto, ela acordou sem entender muito do que tinha acontecido, chegou em mim se perguntando como ela tinha chegado em seu quarto, ela lembrava que tinha me visto, mas não lembra pq apagou... Ela não lembrava que tentou apagar algumas coisas de minha memória, ela só se lembrava que estava em meu quarto e que estava comigo, mas o motivo de ela ter ido lá, e oq aconteceu... Ela não se lembra. Isso é um alívio pra mim, ela teria visto que foi eu que fiz aquilo e teria descoberto meus poderes, ela já tinha visto as minhas lágrimas coloridas, e como eu sequei meu rosto tão rápido, pelo visto.. ela esqueceu disso.

Eu me lembro que, dps de eu a colocar em seu quarto e ter arrumado a bagunça que tinha ficado por minha causa, eu suspirei por um momento e fechei meus olhos, eu lembro que vi o Jimin vindo até mim e falando comigo, eu entendia oq ele falava e a mesma coisa dele comigo, eu não entendi oq foi aquilo... Eu não imaginei nem nada, simplesmente fechei meus olhos e vi, era como se eu tivesse vendo um vídeo em minha cabeça, foi sozinho, eu não pensei em nada, eu simplesmente vi.

O Lucas estava aq no Brasil, como tinha parte dos funcionários da BH aq preparando tudo pra audição ele também estava, marcamos de eu, Kelly e ele nos encontramos no shopping, um aq perto de onde moramos, pra colocarmos o papo em dia, perguntarmos sobre os meninos, pra saber se estão bem... Como ele vive lá, ele ver muito os meninos. O Lucas além de tradutor, ele também trabalha em algumas produções dos MV's dos meninos, por trás dos palcos, e sempre que eles viajam ele vai na maioria das vezes.

Por incrível que pareça o lugar que vai ser a audição não fica longe de onde moro, ao temos que pegar uma condição, mas não é longe! I'm so happyyyy! Eu e Kelly vamos tirar todas as dúvidas que temos com o Lucas, eu só espero não ficar tão nervosa, tenho só amos alguns dias pra ensaiar tudinho, ainda nem escolhi as músicas, nem a que vou cantar e nem a que vou dançar... Aí mds.


Hoje felizmente era sábado, minha avó saiu e eu tinha avisado a ela que iria na casa da Kelly e se pah nós iríamos sair pra fazer um lanche, bom... Eu não menti, só não disse que o Lucas ia tá junto pq ela é muito chata com essas coisas, eu não posso ter um amigo homen que ela fica de graça, as vezes eu odeio isso nela, esses pensamentos ignorantes, de 1920, naaioria ela nem conhece a pessoa e já quer falar mal, eu odeio isso nela nmrl. Bom, eu já estava saindo de casa indo em direção a casa de Kelly... Eu fui e em 2 segundos mais ou menos já estava na porta dela, ela estava vindo em minha direção sorrindo e sua mãe estava vindo logo atrás dela.

- S/N! - me abraça - Minha mãe vai levar gente no Shopping.. - ela diz me puxando, ela estava me levando até o carro, a mãe dela aperta o negócio lá, o carro faz barulho abrindo as portas - Vem entra - acompanho a mesma meio nervosa, nunca andei de carro com a Kelly e a mãe dela

Depois de nós duas entrarmos a mãe dela entra logo em seguida, ela ajeita umas coisas no carro e não demora muito para sairmos em direção ao Shopping

- Eu já falei com o Lucas, ele já está até lá.. - Kelly diz com o cell na mão - Ei S/N.. oq q cê acha da gente ver um filme..?

- De que?

- Olha... Pode ser terror... Ou... Ação... Sei que são os gêneros que vc mais gosta - sorri - Ficção, magia, sobrenatural... - ela diz com cara de riso se referindo a mim

- Pode ser dona Kelly... - rio

A Kelly estava sentada no lado da janela e eu estava no meio, olhei os olhos da mãe da Kelly pelo retrovisor, eram claros, muito bonitos. Eu conheço a Kelly mais ou menos 2 anos e nunca vi mãe dela direito, só ouvia sua voz quando eu ia lá na casa dela e ela gritava a Kelly de longe, só via ela as vezes de costas, de lado, mas eu nunca vi seu rosto de frente.. nem agora, eu sei lá, eu fico meio que com vergonha, pois nunca falei diretamente com a dona.... Dona.... Eu não sei o nome dela, a Kelly nunca me disse, enfim, então eu meio que não olhei diretamente em seu rosto. 

Finalmente chegamos, a mãe da Kelly deixou a gente bem na entrada do Shopping, nós saímos do carro, Kelly saiu primeiro e eu saí depois, Kelly se despediu de sua mãe, eu me virei pra tentar ver finaente seu rosto mas a Kelly me puxou e quando olhei de volta ela já tinha saído dali, aishh. 

 Nós entramos e estávamos indo em direção ao lugar que Kelly combinou com o Lucas de onde iríamos nos encontrar, era no andar de cima. A Kelly estava me puxando pra escada rolante, mas eu não queria ir pq eu tenho um medinho... (Não me julguem kkk), eu me soltei dela e fui pela escada, não tinha tantas pessoas quanto tinha na escada rolante, mas tinha, fui desviando de algumas, eu meio que tava tentando chegar lá em cima primeiro que a Kelly kkk, se não tivesse ninguém eu já teria saído correndo, ou até mesmo voado até lá em cima, mas... Não dava, tinha bastante gente. Pisei os últimos degraus e cheguei em cima, olhei pra escada rolante pra ver aonde estava a Kelly, ela ainda estava chegando até em cima, fui na direção dela.

- Há! Cheguei primeiro... - digo cantarolando e fazendo uma dancinha, ela ri dando de ombros

- Tô nem aí boba.. - me da língua fazendo eu rir

Nós seguimos o caminho, não demora até conseguimos ver o Lucas... Ele estava sentado em uma mesa, fomos até ele o comprimentando 

- Olá.. - ele diz se levantando

- Oi Lucas.. - digo abraçando o mesmo carinhosamente

- Nossa.. que abraço bom.. - ele diz sorrindo me fazendo sorrir sem graça

- Oi Kelly.. - ele diz abraçando a Kelly, que retribui 

- Então... Estão as coisas da audição, já tem muitas pessoas? - Kelly diz com o mesmo

- Desde que a Big Hit publicou nas redes sociais, muitas meninas mandaram vídeos.. cartas, dizendo o quanto querem fazer parte de um grupo, e essas coisas... Mas só veremos mês que vêm, quando forem fazer a audição, e as que merecerem iram passar.. 

- Mas é muita gente não? Tipo... Não tem um número mínimo de audições que eles irão fazer? - pergunto a Lucas

- Não... A Big Hit disse que aq eles vão ouvir todas que forem, todas mesmo

- Ah.. que bom... - Kelly diz sorrindo

- Meninas... Saibam que eu estou torcendo muito por vcs duas, eu quero muito que vcs duas passem, eu nunca ouvi vcs duas cantando ou dançando mas tenho certeza que são boas - ele diz sorrindo

- Bom... Eh... Já sabem qual filme vamos ver? - pergunto mudando de assunto

- Ah, eu pensei em..... (qualquer filme gente, da escolha de vcs)

- Ah! Ele é muito bom.. e a S/N tava querendo ver muito - diz Kelly

- Verdade, ótimo então.. - sorrio

- Ok meninas, vamos comprar as pipocas e os refrigerantes... - Lucas diz se levantando e nós duas o seguimos

Felizmente a fila não estava tão grande, o Lucas já tinha pagado as nossas entradas e estava pagando a pipoca e o refri pra gente também, eu me senti meio mal, mas ele fez questão, dps de compramos tudo fomos no caminho da sala que iríamos ver o filme, nós iríamos ver em 3D, nós entramos e já tinha algumas pessoas já sentadas em seus lugares, nós escolhemos ficar entre as últimas lá em cima, fazia tanto tempo que eu não ia ao cinema... É até bom pra eu poder me distrair, tentar relaxar um pouco a minha mente, esquecer as coisas um pouco... Rir, me sentir bem por um momento.

Dps entraram mais pessoas e a sala já estava bem cheia, não demorou muito até às luzes se apagarem e o filme começar... Como sempre tem aqueles trailers no início, dps finalmente o filme começa. A Kelly estava sentada na berada, eu estava a sua direita e o Lucas a minha. O filme estava muito bom, tinha algumas partes que eu me surpreendia e eu quase engolia a pipoca enteira, me engasguei tantas vezes kkkkk (com a pipoca, óiaaa👀),  tinha as cenas engraçadas e tudo mais. Não demorou até o filme acabar, na real ele durou quase 3 hrs, mas eu nem senti passar todo esse tempo... Os créditos começaram a subir, as pessoas a sair, as luzes se acenderem... Nós estávamos saindo em direção a saída da sala, eu sinto meu celular tocando e pego o mesmo atendendo.

- Alô?

- Oi S/N...

- Oi..? Quem é? - pergunto sem reconhecer a voz

- Sou eu amor, o Heitor..

- Heitor! - sorrio - Oi.. como está?

- Eu tô bem princesa, eu só... Tenho sentido sua falta, tem algum tempinho que não te vejo

- Ah sim... Desculpa, é que tem acontecido umas coisas.. e...-

- Não, tudo bem... Não precisa me dar explicação... Mas está tudo bem com vc?

- Ah... Na medida do possível... - digo logo de um suspiro

- Bom... Vc sabe que pode me contar qualquer coisa não sabe? - digo que sim - Qualquer coisa que precisar vc pode falar comigo que eu faço do impossível pra te ajudar.. - ele diz me tirando um sorriso - Meu amor... Aonde vc está?

- Ah... Eu tô no cinema com uns amigos..

- Ele fica perto da sua casa?

- Fica sim.... Pq?

- Não.. nada, só pra saber... - ele diz e ri - Meu amor, vc promete não ficar brava comigo?

- Brava? Pq eu ficaria brava com vc?

- Ah... Vc pode vim aq rapidinho?

- Ir até aí? Mas Heitor eu tô com meus amigos, não posso simplesmente deixar eles aq...

- Não.. eles podem vim também

- Como assim? Eu não posso levar eles... Se tivesse só eu e a Kelly eu até ia, mas tem um menino que não sabe sobre essas coisas, se eu levar ele até aí ele vai enlouquecer

- ele ri - S/N olha pra trás..

- Pq?! - pergunto assustada

- Só olha.. - ele diz rindo

Eu me viro devagar com um pouco de cagaço, quando viro meu corpo por completo o Heitor estava bem atrás de mim sorrindo, eu o vejo e o abraço rapidamente, dando um abraço bem apertado e aliviado por não ser um bicho.

- Você me assustou sabia? - digo rindo pro mesmo

- Pq? - ele ri

- Do nada vc mandou eu olhar pra trás, eu achei que tivesse um bicho atrás de mim.. - digo e rio

- Um bicho?! - ri - Não não, é só eu mesmo.. - ele diz rindo

- Vem aq... Vou te mostrar meus amigos.. - o pico até Lucas e Kelly - Gente esse aq é o Heitor... - digo olhando pra eles logo olhando Heitor, que sorri pra mim - Ele é o meu pai.. - sorrio

- Muito prazer Senhor.. - Lucas diz apertando a mão de Heitor onde ele retribui

- Prazer.. - Kelly diz e meu pai aperta a mão dela

- Bom gente.. oq estão pensando em fazer agora? Já vimos o filme e já comemos, não entra mais nada na minha barriga - digo e rio

- Vamos nos jogos! - Kelly diz animada, eu e Lucas concentimos, então fomos até a sala de jogos para brincarmos um pouco

 Lucas e Kelly foram na frente, eu fui atrás com meu pai.

- A quanto tempo vcs se conhecem? - Heitor pergunta me olhando

- A Kelly... Tem mais ou menos 2 anos, e o Lucas nós conhecemos vai fazer 1 mês.. é aquele menino que eu te disse que trabalha com um grupo que nós duas gostamos muito e tals..

- A sim... Eu me lembro... E esse grupo, mora por aq? 

- rio - Quem dera... Eles são coreanos, moram na Coréia do Sul..

- Coreanos? E eles são músicos certo? - balanço a cabeça em sim -  E eles cantam em coreano certo? - balanço minha cabeça em sim novamente - Como entende oq eles dizem?

- Bom... Nós não entendemos muito coisa, quase nada na verdade - rio - Bom pelo ao menos eu... Mas em relação as músicas, tem o tradutor que vc ver oq eles estão dizendo traduzido pro seu idioma - digo e Heitor ri - E... Sla, muitas vezes eu nem preciso saber oq eles estão dizendo relamente, sabe? As músicas deles me tocam de um jeito único, eles são muito bons no que fazem e ajudam muitas pessoas assim..

- Ajudam? Como assim?

- Bom... Eu por exemplo, teve um tempo na minha vida, em que eu estava.... Muito, muito, muito, muito, triste, queria ficar sozinha, eu passava noites em claro, trancada, eu chorava muito... E chegou em um momento em que eu estava tão mal, e pensei várias e várias vezes em.... Suicídio.. - ele faz uma cara espantada por um momento - Até que... Eu conheci esses meninos, esses anjos.... E eles conseguiram fazer eu me sentir bem, eles apareceram na minha vida no momento que eu mais precisei, até hj eu penso nisso, é algo surreal sabe..? Como é possível pessoas que moram tão longe, fazerem vc se sentir tão bem? Seja com um sorriso que eles davam... As palavras que eles diziam, até mesmo nas músicas, eles me faziam bem, eu fico bem vendo eles bem... Entende? - ele balança a cabeça em sim - Pode se passar muitos anos, mas eu acho que nunca vou conseguir agradecer os meninos pelo oq eles fizeram e fazem por mim... Eles me dão força pra continuar, são exemplos como artistas, seres humanos, são pessoas incríveis que merecem ser mais do que felizes! - digo com os olhos meio marejados

- Vc os ama muito né? - ele pergunta com um sorriso de lado

- Muito é pouco... - sorrio - Aqueles meninos são anjos... Literalmente, meus anjos! - digo com a mão no peito

Kelly e Lucas nos chamam para nós acompanharmos eles nos brinquedos. Fomos em vários, brincamos bastante, nos divertimos bastante. Em um momento eu me cansei e sentei em uma cadeira que tinha lá, Kelly veio até mim.

- Ei S/N... Vc contou ao seu pai sobre a audição? - a mesma pergunta se sentando ao meu lado

- Não... Eu não disse, ainda não..

- Bom.. vc tem que ver oq ele vai achar... Pq se vc passar.. daqui a 2 anos mais ou menos vc vai embora do Brasil..

- Eu sei Kelly, eu sei.. - digo e o Lucas nos chama - Vai... Vamos voltar, dps falamos disso.. - nos levantamos e fomos de encontro aos dois


algumas horas depois..

Já estávamos saindo do Shopping, Kelly ligou pra sua mãe pra ela nos buscar, nós despedimos do Lucas já que ele seguiu um caminho diferente do nosso.

- Tchau gente... Meu dia foi maravilhoso com vcs.. - ele diz se despedindo de todos

- Muito obrigado Lucas.. - Kelly diz e sorri simpática

Ele agradece de volta de acenamos pra ele que seguiu seu caminho

- Pai... Eh... Eu vou com a mãe da Kelly, e eu acho que ela vai me deixar em casa... Então vc....

- Eu vou sozinho, sem problemas... Rapidinho chego na sua casa e volto pelo portal.. - ele diz e acaricia meu rosto

- Falando nisso... Como vc conseguiu passar? Que eu saiba a chave tá comigo... E outra, minha avó não te viu não??

- Ah- a mãe da Kelly chega businando e acaba interrompendo Heitor

- Bom, dps conversamos... Até mais.. - abraço o mesmo

- Vamos meninas? - a mãe da Kelly nos chama pela janela do carro

 Eu a olho, ela olhava em nossa direção, quando seus olhos pararam em Heitor ela fez uma expressão de assustada, eu olho meu pai, ele olha a mãe da Kelly e faz uma expressão de espantado, eu e Kelly nos olhamos sem entender nada.

- Eles se conhecem? - Kelly me pergunta baixinho e eu digo não saber

A mãe da Kelly sai de dentro do carro e vem até nós, eu solto meu pai, ele permanecia o olhar na mãe da Kelly.

- Você? - os dois dizem ao mesmo tempo frente a frente um do outro


*CONTINUA..*


Notas Finais


Iai... Oq que acham? Acham que ela se conhecem de onde? Vcs tem alguma idéia?kk bom fica o suspense!🤭💜 Peço desculpa por qualquer erro, e espero que tenham gostado... Bjin❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...