História Minha Vida Um Enigma - Capítulo 5


Escrita por:

Visualizações 3
Palavras 826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Vou dar uma pausa para os personagens, cedendo tempo para rolarem sentimentos distintos.
Bom, boa leitura e vamos ao capítulo!!

Capítulo 5 - Novos Sentimentos


Com exceção de Jungkook , Taehyung e Hoseok- que havia desaparecido-, o restante havia voltado para a casa de Heulim, e desta vez, ele pediu que Rufus erguesse alas ao redor de sua casa, para impedir que mais alguém invadisse. Porém, ele próprio não poderia ficar na casa, pois estava protegida pelo submundo, e ele era superior, sendo assim, afetado pela magia do feiticeiro.

- Heulim, quer mesmo fazer isso?

Cristina sabia o que estava por vir, e ele também.

Heulim assentiu, já saindo da casa.

- O que está acontecendo?- Suga veio em sua direção.- Por que ele precisa sair?

- Ele é afetado pelo submundo, sendo assim, não pode ficar aqui.

Suga se irritou, negando com a cabeça e se escorando no balcão.

- Não queremos ficar aqui!

Cristina franziu o cenho, se recostando na mesa.

- O quer dizer com isso?

Ele suspirou, reabrindo os olhos.

- Quero dizer que não confiamos em vocês!

Cristina e Juliane sentiram- se levemente ofendidas.

- Ah, então é isso!

Jimin e Jin se ergueram em protesto.

- Ele não fala por nós.

Em seguida RM.

- Nem por mim!

Cristina voltou-se para ele.

- Então é sua questão comigo, não de outro.

- Você vai acabar matando todos nós!

- Yoongi!- elevou-se RM.- Já chega!

- Jungkook e Taehyung estão acamados na casa de um estranho por causa dela!

- Yoongi!

- Como podem confiar nela?- fez cara de desgosto- Como?

RM iria se pronunciar, mas Cristina o fez.

- É, você tem razão - ele franziu o cenho- Eu fiz isso, mas nada foi intencional quanto a guerra, os ferimentos. Você está sendo mesquinho e egoísta quanto à isso! Sei que está assustado, Min Yoongi, todo estamos. Mas me acusar não vai ajudá-los. Quer ajudar, se acalme e tenha paciência.

O garoto ficou calado e sentou-se ao lado de RM.

A garota saiu de seu campo de visão, e se escorou no balcão da pia, passando os dedos pelos fios do cabelo.

Se eles morrerem, o que faremos?

- Cristina.-Se virou para ver Jin, indo em sua direção.- Você está bem?

Ela assentiu, mesmo sabendo que lá no fundo algo estava muito errado

                                         ******

Cristina tentava dormir, mas sua mente estava inquieta, e ela se remexia na cama. Acordou com o ar preso na garganta, o liberando em seguida. Juliane já tinha acordado, e estava abraçando a amiga.

- O que foi Tina?

- Eu sonhei com a Lua de Sangue, com as transformações, e com os meninos.-começou a chorar.

Juliane abraçou-a mais forte.

- Nada vai acontecer á eles. Vamos protegê-los!

- Juliane, meu pai uma vez veio até mim, e disse que eu teria de decidir entre o bem pelos que amo, ou por todo o submundo. Tenho medo de que qualquer escolha leve ao fim de todos.-franziu o cenho- E se o futuro depende, de qualquer forma, dessas duas escolhas? E se o inferno se erguer contra tudo e todos que amamos, incluindo os laços com o submundo, e não pudermos escolher salvar os dois lados? 

Juliane também franziu o cenho.

- Você é minha melhor amiga, Tina. Não sei o que faria sem você. E menos ainda se você tiver que escolher um lado, para qual irei torcer.

Cristina negou.

- Juliane, não posso abandonar você, minha irmã, Alice ou Heulim. São parte da minha única família. A única parte que restou.- sussurrou por último, triste.

- Sua mãe...?

- Heulim e Namjoon saíram a algum tempo para procurá-la, mas sinto que sua vitalidade está fraca.

Juliane baixou o olhar, triste.

- Entendi.

Uma vibração na cama as despertou. Cristina catou o celular na cama, olhando para a tela.

 "Encontramos sua mãe. Cristina...Eu sinto muito. Vou enviar uma mensagem para Rufus, pois ele a conhecia. Mais uma vez, sinto muito."

Ela sabia que Heulim sentia muito, conhecia sua mãe muito bem.

- Cristina, vamos encontrar quem fez isso. Eu prometo!- A mesma ciu em seus braços chorando.

- Juliane, eu...- Jimin ergueu a cabeça, se deparando com as duas em lágrimas, e correu para abraça-las, mesmo sem saber porque.

                                                                            ****

RM, logo em seguida à ligação de Heulim para Cristina, recebeu a confirmação de que a transmutação dos meninos iria acontecer, e ambos foram chamados por um portal por Rufus.

                                                                              ******

- Cristina! Juliane!- Jin correu para o quarto, deparando-se com os três abraçados.

 Ergueram as cabeças para ele, confusos e tristes.

- Que foi Jin?- Cristina começou a secar as lágrimas, junto de Juliane.

- Os meninos...-ele viu os olhos vermelhos, e franziu a testa- O que foi?

- Nada!- Jimin e a amiga encararam Cristina.- Fale.

Jin demorou a processar, mas enfim disse:

- Os meninos vão se transformar.

Se ergueram da cama correndo.

- Quem não é do submundo fique aqui! Será perigoso

- Mas...

- Jin!

Ele se forçou a aceitar.

- Vamos Juliane!

 


Notas Finais


Bem, ficou meio ruim, desculpa os erros e tudo mais. Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...