História MINHA VIZINHA - (Fillie e Amigos) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa, Stranger Things
Personagens Beverly "Bev" Marsh, Dustin Henderson, Edward "Eddie" Kaspbrak, Eleven (Onze), Georgie Denbrough, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Personagens Originais, Richard "Richie" Tozier, Will Byers, William "Bill" Denbrough
Visualizações 105
Palavras 1.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA EU VOLTEI FINALMENTE, FIQUEI INSPIRADA PELO INCRÍVEL QUE PAREÇA!! DESCULPA PELA DEMORA, EU ESTAVA SEM CRIATIVIDADE ENTÃO NÉ??????

MAS ESTOU DE VOLTA COM ESSE CAPÍTULO maravigold ❤😊 boa leitura guys ❤

Capítulo 9 - Compras e quase uma discussão


Fanfic / Fanfiction MINHA VIZINHA - (Fillie e Amigos) - Capítulo 9 - Compras e quase uma discussão

MILLIE BOBBY BROWN


Hoje infelizmente é meu último dia de férias aqui em Vancouver, pois segunda-feira começa as aulas.Não estou nem um pouco preparada principalmente em ver Sadie Sink, a primeira garota mais maluca de Vancouver que me arranhou com suas unhas de bruxa.Eu tinha arrecém chegado e já levei tunda, incrível né?

Mas agora está melhorando, tive que mentir para meus pais que eu havia me cortado com um galho da árvore, não queria levar um sermão, não queria que Finn também levasse a culpa, até por que a família dele é bem legal.Agora cá estou eu, na frente do espelho escovando meus dentes, à poucos minutos estava na casa de Finn por que ele estava fazendo uma lista do que eu deveria comprar para a escola já que vou ser a novata lá.Ele falou que a escola é legal tem time de handebol, futebol, líderes de torcida e clube do livro.Eu disse à ele que com certeza eu iria me inscrever no clube do livro, adoro ler.Espero que eu faça amizades, além do Finn.

Saio dos meus pensamentos com meu pai batendo na porta que em seguida abre.

— Millie, está demorando tanto assim só pra escovar os dentes? — Cuspo a espuma, e em seguida enxaguei a boca três vezes.Seguei o torno com uma toalha de rosto.

— Desculpa. — Sorri fraco.

— Eu sei que está se perguntando como vai ser aulas não é? — Parece que meu pai lê pensamentos não é mesmo?

— É, mais ou menos.— Digo meia sem graça.

— Não se preocupe, eu sei que vai se acostumar.Estaremos ao seu lado, independente de tudo. — Abraço meu pai num ato inesperado, mas ele logo retribui me dando por último um beijo na testa.

— Eu vou tomar um banho e vou ir dormir, sua mãe já está na cama dormindo.Já que é seu último dia de férias, pode ficar até tarde assistindo televisão e pedir pizza. — Arregalo meus olhos surpresa.

Esse não é meu pai.

É?

—  Sério? — Ele assente com a cabeça.— Tá bom, boa noite papai.— Deposito um beijo em sua testa e vou pra sala de estar.

Me deito no sofá de perna de índio e me cubro com uma manta.Coloco um filme na Netflix, “Para todos os garotos que já amei” ,é meu filme de romance predileto, ele me define em algumas partes.Enquanto assisto, meu celular começa a vibrar que nem louco, desbloqueio a tela e abro a barra de notificação, era Finn.

O que ele queria essa hora da noite? 


Finn on•

Finn❤: Oi xuxuzinho, gostaria de sair pra conhecer a cidade amanhã? Não vou ter nada pra fazer e também eu queria te apresentar para meus amigos :)


Infelizmente terei que dizer, só semana que vem por que eu e minha prima marcamos de sairmos para conhecer a cidade.Eu realmente queria sair com ele, mas, talvez semana que vem.E eu quero muito ver minha prima, desde que cheguei nessa cidade não nos vimos e não trocamos uma palavra, o máximo foi por mensagem.E por último, eu não estou afim de olhar aquela ruiva maluca novamente, tenho tanto medo dela, depois de ter arranhado minha bochecha com suas unhas de bruxa.Os outros amigos dele tudo bem, mas com ela junto?

Nem pensar.


Eu: Oi Finn, desculpa, é que minha prima que queria me mostrar a cidade e ela já tinha falado comigo primeiro.Quem sabe semana que vem? Aí podemos marcar e ir tomar sorvete, o que acha?


Ele digita...

Respondeu.


Finn❤: Oh! Okay, tudo bem.Outro dia :-| até amanhã?

Eu: Até, boa noite Finn:-*

Finn❤: Boa noite Millie !!


Finn off°


Talvez ele tenha ficado um pouco decepcionado, mas não tenho culpa nenhuma.Volto a assistir meu filme até ficar com sono para em seguida dormir.



************************************



Era duas horas da tarde.Lilia veio me buscar para sairmos.Eu estava morrendo de sono, fui dormir duas da manhã, até por que aquele filme é bem longo.Lilia Bunckigham é minha prima,irmã e minha melhor amiga.Eu a amo demais mesmo com alguns defeitos irritantes dela.Na Espanha, até então onde eu morava, ela morava do lado da minha casa, vivíamos na casa uma da outra fazendo bagunça e brincando de boneca, mas quando ela completou doze anos, se mudou pra cá por causa do trabalho do seu padrasto.No dia da sua despedida, nós ficávamos chorando que nem criança pedindo a mamãe, no aeroporto eu não acreditava que ela estava indo embora, só acreditei quando ela apenas acenou pra mim com várias lágrimas escorrendo de seus olhos e entrou no maldito avião, eu não consegui retribuir eu estava em choque.

Era como se uma parte de mim estivesse indo embora para sempre, que nunca mais iria voltar.Nós duas éramos muito apegadas uma na outra, de vez em quando ela vinha me visitar, mas era difícilmente, mas hoje eu estarei com ela sempre independente de tudo, estou ao lado dela novamente.

E estou muito feliz.

— Millster, vamos numa loja de roupas? Maddie quer comprar uma blusa que ela gostou e o estoque já está acabando. — Lilia fala pacientemente.

Maddie Ziegler é melhor amiga dela, desde seus quatorze anos.As duas são inseparáveis, aparentemente Lilia e Maddie estudam na mesma escola na qual meus pais me matricularam.Ela falou que as duas são as mais populares de lá, ninguém nunca meche com as duas por que tem medo.Lilia falou que eu posso andar com elas até eu me acostumar com o ambiente.

Já que vou ser a novata de lá.

— Ah, tá legal. — Dou de ombros.

Nos levantamos da mesa e fomos para a loja de roupas que tinha no shopping.Só imagino o quanto deve ser caríssimas essas roupas, do jeito que Lilia é, irá comprar também.Eu infelizmente não iria poder, já que estou sem dinheiro suficiente e também meus pais me matariam se eu comprasse roupas caras, ainda mais agora que arrecém chegamos nessa cidade.

Caminhamos um bom tempo colocando conversas em dia, e finalmente encontramos a loja.Adentramos e eu fiquei encantada, era muito bonito.Era roupas somente femininas, e bastante estilosas.

— Amiga, olha essa roupa, olha essa roupa! — Maddie dizia eufórica dando pulinhos mostrando uma blusa listrada preta e branca.Era realmente muito bonita.

— Compra sua louca. — Lilia cutucou ela sorrindo.Em seguida chamaram uma mulher de cabelos vermelhos e levou as duas ao provador para experimentarem a blusa, a mesma blusa.

Eu fiquei sentada no sofá esperando pacientemente, eu estava tão admirada com a roupa no manequim que nem percebi a mulher me chamando.

— Quer experimentar amor? Acho que ficaria muito bonito em você. — Ela disse simpática mas eu balancei a cabeça negativa.

Aquela roupa não ficaria tão bem em mim.Eu acho.É mais pra quem tem um corpo bonito, tipo de Lilia e Maddie e não o meu.

— Não, obrigada. — Sorri tímida.

Ouço as vozes das duas loucas gritando estéricas dentro do provador.

Que vergonha.Me levanto do sofá e vou até o manequim novamente observando aquela roupa que tanto me chamou atenção.Era tão bonita, era uma cor cintilante e chamativa.

Muito, muito bonita.

Eu sorria imaginando o que Finn acharia se eu usasse aquela roupa ali.Será que continuaria sendo fofa? Será que se eu usasse, eu continuaria sendo xuxuzinho dele ou outra coisa? Quem sabe, gostosa?

Que? Vira essa boca pra lá.Por que diabos tá pensando no Finn? Seu vizinho que você mal conhece direito? Gostosa? Dá onde você tirou isso Millie Bobby Brown? 

É impressão minha ou estou ouvindo a voz de Finn aqui? 

— Millie? — Sim, era ele.

— Que susto. — Ri nervosa atirando pra longe meus pensamentos absurdos.— Desculpa, estava distraída.

— Tudo bem.— Ele dá de ombros.

— O que está fazendo aqui? É uma loja para garotas.— Finn revira os olhos pro lado apontando com sua cabeça para uma figura ruiva olhando algumas peças de roupas.— Sadie? Vocês não estavam brigados? — Pergunto um tanto quanto confusa.

— Estou com Sadie e meus amigos, estávamos tomando sorvete e Sadie queria vir aqui comprar uma camiseta que ela queria. — Fala tranquilamente.— E respondendo sua pergunta, nós nos desculpamos.Amigos é isso.— Ele ri.— Essa roupa é bem bonita.— Ele olha pro manequim na qual estou horas namorando.— Por que não experimenta?

— É.. na verdade é pra Lilia.Ela amou, eu estou olhando por que essa roupa é bem esquisita e Lilia ama usar roupas esquisitas. — Minto e ri disfarçando.— Achei ridícula.

— Sério? Eu achei a sua cara, você gosta dessas cores vivas.É muito bonita.

— Não. — Falo franzindo a testa e balançando a cabeça negativa.

Lilia e Maddie logo aparecem com a mesma roupa de antes sorrindo.As duas nos olham com uma cara irritada e desmanchando o sorriso.E vem em nossa direção.

— Ora, ora se não é o Skata Wolfhard? — Maddie fala com uma voz cínica.

— Pensa que vai quebrar mais um coraçãozinho de uma garota? Está muito enganado amigo.Essa garota você nem ouse se aproximar, nem ouse tocá-la.Ela é minha prima. — Lilia me puxa para seu lado me colocando atrás dela e de sua melhor amiga.

— Quê? — Finn pergunta indignado.

Estou torcendo para que eles não fazem nenhum fiasco aqui dentro ou seremos todos expulsos.

— Você é um babaca Wolfhard, é isso que você é.Vamos embora Millie. — Lilia pega no meu pulso apertando forte e me arrastando de lá sem eu nem me despedir de Finn.

Por que ele iria quebrar meu coração? Por que mais um? 

— Mas.. — Sou cortada.

— Sem mas Millie, vamos logo.Vou te levar pra casa.— Lilia bufa.

— Você não pode fazer isso Lilia! Não pode! — Finn fala num tom alto com os punhos cerrados.

Olho para trás mesmo sendo puxada, Finn me olhava um pouco chateado e eu obviamente ainda mais chateada por vê-lo com aquele semblante.Como se eu estivesse indo embora para sempre de sua vida.Era uma sensação horrível.

Apenas aceno para Finn como se dissesse: “Conversamos depois sobre isso.”

E em seguida saímos.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...