História Minhas Meninas - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiiiii <3
Essa é minha primeira fic original, e eu espero muito que vcs gostem!
Essa história é baseada no lindo conto de fadas vivido pela minha irmã e pela nossa prima!

Capítulo 1 - Dificuldades


Fanfic / Fanfiction Minhas Meninas - Capítulo 1 - Dificuldades

O sinal tocou. Um sinal incrivelmente irritante e escandaloso.

PVO MARIA CLARA
7:50 AM
ESCOLA
Acordei assustada com a droga do sinal da escola, passei a noite falando com Yasmim, estávamos estudando para a prova de amanhã e até falando sobre outras coisas, adorava falar com minha prima,ela era muito inteligente e me deixava intrigada.
-Praes, acorda moça,me passa a lição de geografia- Felipe fica me cutucando até eu o olhar com uma cara de desprezo- Por favo moça- Mesmo odiando fazer isso, Felipe era um dos meus melhores amigos. Peguei meu caderno de geografia e o entreguei, deixando bem claro que não o faria novamente. Olhei para trás e encontrei Yasmim conversando com Anthonio, nosso outro amigo. Logo me encontrei no meio da conversa, mas logo nosso professor de geografia entrou, e Yasmim, sendo a nerd que é, logo parou de conversar e começou a prestar atenção na aula, e então eu deitei na mesa e comecei a dormir novamente, eu estava toda atrapalhada.
POV MARIA CLARA
15:00 PM
BAIRRO RESIDÊNCIAL
Trocávamos ideias sobre os professores da escola, enquanto íamos para a casa da nossa avó. Pelo fato dela estar com câncer no pulmão, tentávamos passar o máximo de tempo com ela.
-Você tem falado muito mal do professor Carlos.- Yasmim começou entrando,no tão horrível assunto.
-Ele é ridículo, além de não dar aula, ele fica olhando para as minhas pernas e ontem, parecia que ele estava dando em cima da Thalita- Disse revoltada com o assunto, ele já tinha 40 anos e era cada a 10 anos.
-Deveria falar com Luís, isso é um assunto bastante delicado, nunca o vi fazendo tal coisa.
-É claro que não- Dei uma risada de leve e olhei para para ela de receio, e ela estava com um sinal de interrogação estampado na cara- Min, escute, você é uma nerd, não presta atenção nos professores e sim na aula- Ela me deu um empurrão de leve.
-Deixa de ser besta Maria Clara, eu sou super legal- Dei uma risada de leve novamente e ela me deu outro empurrão. Passamos pelo pequeno portão e atravessamos um lugar totelmente abandlnado. Antes era um belo jardim que minha avó sempre cuidava, antes da doença. Quando me lembro de tudo isso, lágrimas ameaçam cair, mas Yasmin segura minha mão e me dá um sorriso reconfortante, eu e minha avó sempre fomos muito próximos, e Yasmin sabia muito bem disso. Entramos pela porta de casa e, como sempre, encontramos alguns dos nossos parentes na sala, normalmente com algumas lágrimas nós olhos, quando entramos não encontramos ninguém que éramos realmente íntimos, apenas comprimentamos por educação subimos até o quarto da nossa avó.
E então, quando passamos por aquela porta, parecia que todo peso do mundo havia caído sobre meus ombros. Ana, a enfermeira da minha avó e também grande amiga da família estava acabando de ejetar outra adrenalina na minha avó, mas minha avó, estava com aquele seu meio sorriso brincalhão, logo quando nós viu, Ana nos comprimentou e sai do quarto, corro até minha avó e deu-lhe um beijo.
- Como você está se sentindo hoje, vovó?- Me sentei ao seu lado e segurei bem firme nas suas mãos trêmulas, por conta da doença, logo Yasmin chegou e deu um abraço na nossa avó, mesmo que não tivessem uma relação muito íntima, se amavam muito.
- Não se preocupe, minhas queridas, eu ainda vou conseguir dar nossas noites do pijama épicas!- Minha avó deu uma risada, bem leve, mas ainda era uma bela risada.
Dei uma bela risada e logo Yasmin me completou:
- E eu te garanto que essa garotiha aqui tem muito para te contar!- Yasmin deu outra risada apontando para mim e tive que lhe dar um tapa, o que provocou um som de descontentamento da garota, minha avó voltou a rir e passamos, no mínimo, 1 hora conversando sobre tudo e nada, era tão divertido, fazia tanto tempo que não falávamos sobre isso.
-Desculpe meninas, mas sua avó tem que descansar um pouco, amanhã vocês podem voltar!- Ana entrou, logo nos mandando ir embora, olhei para minha avó tristemente, mas ela apenas acenou para mim e para Yasmin, nós despedimos da nossa avó e saímos, eu estava completamente acabada, e Min logo percebeu isso, pois assim que Ana fechou a porta atrás de nós,ela me deu um abraço apertado e me deixou desabar em seu ombro, eu estava tão triste e acabada,Yasmin definitivamente era minha cara metade, poderia não ser o amor da minha vida, mas era minha verdadeira alma gêmea.


Notas Finais


Não se esqueçam de deixar seu favorito e seu comentário para ajudar a fic!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...