História Minhas músicas - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 1
Palavras 316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ritmo Sia - Angel By The Wings (Lyrics).

Capítulo 17 - Típica história de 45 a 50 dos casos: FA


 

Eu viajo em um flutuante barco

Em um mar coberto de monstros nos quais você não quer conhecer

Um dia conheci você, um monstro assustador

E eu fui burra

Burra por ver seu lado que ninguém ousou ver

O lado bom que pode existir ou não

Mas que se foda burra sempre fui

Por ser diferente e querer ver o melhor em todo mundo

Como um cão farejador sedento por carne procuro um lado menos podre e amargo

Mas não me arrependo porque vivi uma aventura, uma história impressionante e talvez tediosa e melancólica

Infelizmente essa história tinha que acabar

O livro tinha que ser terminado

Mas não esquecido

Mas também não tinha que ser lembrado o tempo todo

Nós nos proporcionamos lembranças boas e ruins

Talvez mais ruins do que boas

Mas isto é porque sou uma metida egoísta mandona

E você um rabugento alegrinho sexista mandão metido a besta

Agora preciso começar outro livro

O livro no qual consigo chegar em terra firme

A salvo dos monstros

Mas não das lembranças

Não de mim

Nunca de mim e de minha fiel e desconfiável sombra

Admito sentirei sua falta

Mas é para o nosso bem

Não somos bem juntos, não dessa forma

Talvez politicamente sim, ou não?

Não importa, isto tem que acabar

Nós precisamos acabar e recomeçar

Você verá que tudo será melhor

Um dia conheci você, um monstro assustador

E eu fui burra

Burra por ver seu lado que ninguém ousou ver

O lado bom que pode existir ou não

Mas que se foda burra sempre fui

Por ser diferente e querer ver o melhor em todo mundo

Como um cão farejador sedento por carne procuro um lado menos podre e amargo

Mas não me arrependo porque vivi uma aventura, uma história impressionante e talvez tediosa e melancólica

Infelizmente essa história tinha que acabar

O livro tinha que ser terminado

Mas não esquecido



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...