1. Spirit Fanfics >
  2. Minhas Namoradas e Eu (Au) >
  3. Diana - Âncora

História Minhas Namoradas e Eu (Au) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Diana - Âncora


10:00am

Cobertura da Kara

Assim que cheguei no prédio lembrei que a Lena havia me pedido para ligar pra ela assim que chegasse claro que ela não sabia pra onde tinha ido pois eu tinha lhe dito que iria pra uma festa o que não acho ter sido uma boa ideia pois a mesma fez questão de saber com quem iria e por sorte o Winn me ajudou com isso,tinha muita sorte com amigos além dele tinha também o Barry ele assim como o Winn me ajudava a despistar elas,assim que cheguei no meu apartamento fui até o sofa onde tirei meu tênis e resolvi ligar pra ela.

Ligação on

-Oi amor..

-Oi minha linda.

-Acabou de chegar?

-Sim,entrei em casa agora a pouco.

-Oh.. E como foi a festa?

-Foi bem animada porém não tive muito tempo para me divertir pois encontrei alguns fans.

-Só isso?

-Tomei algumas bebidas claro,não quero falar sobre a festa prefiro falar sobre você.. Ainda está se sentindo mal?

-Não estou bem o enjoo passou deve ter sido só algo que comi.

-Não foi a um médico como pedi?

-Eu já estou bem.

-Tem certeza?

-Sim não precisa se preocupar.

-Claro que me preocupo Lena você é minha namorada e quero te ver bem.

-Isso é muito fofo da sua parte adora o quão atenciosa você é .. O que está fazendo agora?

-Estava pensando em ver um filme e claro da uma olhada na Alex.

-Ela dormiu aí?

-Sim nós bebemos um pouco ontem antes de eu saí ela estava meio pra baixo por causa da Maggie então decidi tentar anima-lá um pouco.

-Elas brigaram de novo?

-Sim elas andam fazendo muito isso ultimamente,acho que vão acabar terminando tudo.

-Isso é uma pena elas fazem um casal bonito.

-Não tão bonito quanto nos.

-Nisso tenho de concordar,por falar nisso minha mãe quer te conhecer.

"Agora essa?Acho que isso é normal afinal já faz quase dois anos que estamos saindo."

-Oh tudo bem.

-Sério?

-Sim já faz quase um ano e meio que saímos e estamos namorando a nove?

-É quase dez meses,ela está anciosa pra te conhecer.

-Mesmo?

-Sim eu falo bastante de você e isso a deixou curiosa sobre essa tal mulher que conquistou meu coração.

-Conqusitei é?

-Sim.. Você me salvou literalmente e desde esse dia eu estou completamente apaixonada e não consigo imaginar minha vida sem você.

-Eu também,quando penso em uma vida sem ter você nela tudo que consigo pensar em uma existência chata e sem brilho.

-Já estou com saudades de você..

-Também estou.. Podemos nos ver se quiser.

-Está livre hoje a noite?

-Pra você claro se não estivesse daria um jeito.

-É bom saber disso..

-Eu sei então isso quer dizer que está livre hoje?

-Sim não tenho nenhum compromisso durante a noite.

-Otimo..

-Kara você já chegou.. Disse do alto da escada

-Sim,mais estou no meio de uma ligação agora.

-Oh com qual delas é?

-Como assim com a Lena ue. Joguei meu tênis nela

-Ai!

-O que foi isso?

-Ah ela tropeçou acho que ainda está um pouco bêbada.

-Tudo bem..E o que ela quis dizer com qual delas?

"Ok pensa em algo rápido.."

-Ela acho que fosse uma das minha fans como sabe as vezes elas acabam descobrindo meu número.

-Entendi.

"Ótimo ela engoliu!Suspiro Ainda assim isso me deixa mal não gosto de menti pra elas."

-É..Sobre o encontro com a sua mãe pode ser quando você achar melhor.

-Então na semana quem vem?

-Semana que vem vai ser meio complicado tenho uma coisa pra fazer.

-Durante toda a semana?

-Sim.

-O que vai fazer?

-Ainda não posso falar,podemos falar sobre isso a noite.

-Ótimo mais não pense que vai escapar disso.

-Nem sonharia com isso.

-O que quer dizer com isso?

-É que você não desiste fácil.

-Isso é algo ruim?

-Não essa é uma das suas melhores qualidades.

"Que no caso não facilita nem um pouco na minha situação."

-Ok..Melhor você ver se a Alex esta bem.

-Mesmo?

-Sim podemos conversar mais depois.

-Tudo bem.. Vou chegar aí as 7:00 tá bom pra você?

-Claro estarei esperando.

-Ok amor,até depois.

-Até.. Te amo.

-Também te amo.

Ligação of

Assim que desliguei olhei para a Alex que estava agora sentando do meu lado com uma aparecia nada boa então presumi que estava com ressaca afinal ela sempre foi fraca pra bebida porém isso não a impedia de exagerar um pouco as vezes.

-Por que você falou aquilo?Tem noção que quase fudeu com tudo?

-Desculpa acho que não pensei direito na hora.. Porém você já sabe o que acho disso.

-Ok,e sim eu sei mais não é por que você não acha isso certo que tem que dificulta pra mim.

-Eu sei.. Hum.. Por que me deixou beber tanto? Resmungou deitando no meu colo

-Ei eu te pedi para parar só que não me ouviu.. Sorri Está muito ruim?

-Não faz ideia do quanto.Cobriu o rosto com um dos travesseiros

-Você age como uma criança quando está assim.. Acariciei seu cabelo

-Hum isso é bom.. Também é bom que você vai treinando para quando tiver seus filhos.

-Sobre isso..

-O que?

-Er..

-Não vai me dizer que engravidou uma delas?Ou pior duas?

-Ainda não,eu acho.. Franzi o cenho

-Como assim ainda?Você não está pretendendo fazer isso não é? Levantou para me encarar

-Talvez?É que a Lucy quer ter um filho e.. Não consegui negar,você tinha que ver o quão feliz ela ficou.

-Droga Kara você só vai se complicar ainda mais,um filho não é algo para se ter assim..

-Eu sei.

-Não,se você soubesse não estaria fazendo isso.. Tem noção do quão ruim isso vai ser quando ela descobri sobre as outras?

-Suspiro Você tem razão.. Droga!Eu não quero magoar ninguém mais eu também não quero perder nenhum delas.

-Não pode ficar com todas.. Isso é bigamia e como sabe é crime.

-E agora o que eu faço?

-Óbvio que sobraria pra mim.. Urg Eu não posso pensar nisso agora eu tenho que me livra dessa ressaca antes. Entregou as têmporas

-Tudo bem eu posso cuidar disso.

-Como?

-Eu aprendi da pior forma possível que abusar do uso de bebidas não faz bem e com isso tenho alguns métodos para lida com uma ressaca.

-Tudo bem.

-Primeiro vou pegar um remédio para isso e depois vou fazer seu café da manhã não é bom ficar de barriga vazia sem falar que café ajuda ou talvez um pouco de suco também. Levantei e fui em direção a cozinha

-Sabe pensei até que você só existisse para me dar dor de cabeça mais acho que tem outras serventias também.

-Fico feliz em ser útil.

Alguns minutos depois

Depois de fazer o café a deixei comendo e fui até meu quanto trocar de roupa ao chegar dei de cara com o Alfred meu gato dormindo sobre a minha cama como não o via a alguns dias estava com saudades,o mesmo não parecia gostar de ficar preso e as vezes ficava até algumas semanas fora ficava curiosa para saber onde ele iria porém a Alex disse que deveria ser normal pois os gatos geralmente são mais independentes,ainda assim não poderia deixar de senti sua falta então pulei sobre a cama o abarcando.

-Alfred!Senti sua falta neném.

*Miado*

-Você também sentiu minha falta? Acariciei seu pelo

*Rosnado*

-Ele não gosta de você. Falou me surpreendendo

-Claro que gosta,ele não gosta de você.

-Ain Eu tenho sentimentos sabia?

-Tem? Me sentei para encara-lá

-Não.. Bem até tenho mais eles não são como os dos humanos. Sentou sobre a cama

*Rosnado*

-Oh.. Alfred se acalma.. Aí. Tentei segura-lo porém ele estava muito agitado e me arranhou

-Eu não disse.

-E como eu disse ele só está assim por culpa sua.

-Por que parece está brava?

-Por que você acha?Eu já deixei bem claro para não aparecer quando estava em um momento íntimo com uma das garotas.

-Vamos lá não seja sem graça. Veio engatinhando até mim

-Isso não é divertido,é errado se alguma delas podessem te ver não iriam gostar disso.

-Como se eu me importasse com o que elas gostas.. Deixa eu vê. Estendeu a mão

-O que vai fazer?

-Não confia em mim?

-Não você só me coloca em situações constrangedoras e algumas vezes até perigosas então desculpa mais isso não me passa muita segurança.

-Eu entendo.. Porém esse é o meu jeito,acredite nunca foi meu desejo te machucar.

-É meio difícil de acreditar.

-Olha só podemos falar sobre isso depois?Você está sujando todo o pano da cama com seu sangue.

"Oh.. Não sabia que o corte tinha sido tão grande.."

-Tudo bem. Estendi minha mão

-Obrigado. A virou olhando o corte

-Por que?

-Por mesmo não confiando em mim por motivos óbvios ter me dado o benefício da dúvida,nem todos seriam capaz disso.

-O que você poderia fazer?Arrancar minha mão?

-Você não faz ideia do quão certa você pode está,porém como disse não quero te machucar.

-Você..

Para minha surpresa ela se abaixou e lambeu meu corte deixando um rastro de sangue na sua boca,não sei como mais ao fazer isso a dor incomoda que sentia sumiu assim como o sangramento que parou deixando apenas uma marca para trás,aquilo com certeza não era normal porém já sabia que a última coisa que uma garota com chifres que se dizia ser um demônio seria era normal.Enquanto a encarava notei seus olhos seguiam os meus a cada movimento que ela fazia para limpar o sangue.

-E com isso nosso pacto está selado. Disse me fazendo acorda do transe

-O que? A encarei incrédula

-Sorriu Você é muito fácil de enganar.

-Isso não tem graça. Puxei minha mão

-Pra mim tem..

-Como fez isso?

-Acha mesmo que irei revelar meus segredos assim só pelo prazer de ver seu belo sorriso?

-Não vai?

-Não,o que eu ganho nisso?

-Como assim?

-Além de te curar vou te contar algo que não deveria quero algo em troca.

-Você é muito interesseira.

-Nunca disse o contrário.

-Hum.. Tudo bem o que você quer?

-Te ver com as garotas.

-Não e isso está fora de discussão.

-Por que?

-Eu ja disse não quero que faça isso.

-Urg Então com uma outra garota qualquer?

-Não,eu não irei trai-las.

-Você já está fazendo isso,qual a diferença?

-A diferença é que eu as amo e fazer isso com outra garota parece… Errado,sei que o que faço não é certo mais ainda assim com outra pessoa está fora de questão.. E eu jamais ficaria com alguém que não gostasse.

-Por que?

-Não sei.. Só não consigo.. Por que quer me ver com outra pessoa?Não pode simplesmente olhar outras pessoas fazendo isso por aí?

-Não isso não teria graça.

-Por que?

-Por que sim e isso é tudo o que irei falar.

-Mais..

-Não adiantar não irei te contar.

-Tudo bem.

-Otimo.

-Ok enquanto você pensa irei trocar de roupa. Levantei da cama

-Espera,posso te ver?

-Com uma condição ira me falar seu nome.

-Eu.. Não posso fazer isso.

-Qual é o problema?É só um nome.

-Para nos não é só um nome..Porem te deixarei escolher um.

-Por que agora?

-Logo entenderá.

-Tudo bem.. Então posso escolher qualquer nome?

-Sim.

-Hum..Olhei pra minha coleção de livros então escolhi um

-Então?

-Diana.

-Por que esse?

-É o nome de uma das minha escritoras favoritas.

-Tudo bem.. Eu aceito esse nome. Se levantou e veio até mim

-O que vai fazer?

-Isso. Disse selando nossos lábios

A mesma me pegou de surpresa porém não queria recuar como geralmete faria algo me impedia de fazer aquilo,foram apenas alguns segundos e logo senti a mesma se afastou antes que pudesse falar algo sua expressão mudou para uma de dor,uma que parecia tão forte que a fez cai no chão rapidamente me abaixei do seu lado naquele momento vi as lágrimas descerem pelo seu rosto,não poderia ser um bom sinal ao olhar pro seu braço onde a mesma mantinha a outra mão sobre ao tira-lá notei que havia algo escrito em uma língua estranha como se fosse uma tatuagem recém feita.

-O que foi isso?

-Isso é um laço inquebrável entre um mestre e um servo. Disse com o rosto ainda vermelho

-Espera o que?

-Agora eu sou sua.

-O que?

-Terá que se responsabilizar. Levantou parecendo comportamente recuperada

-O que?

-Só sabe falar isso?

-É que isso é meio louco,como assim você é minha?E me responsabiliza como?

-Sou sua serva ou escrava chame como preferi,e isso te torna responsável por mim então meus atos seram considerados seus.

"Droga onde foi que me meti?"

-Por que não me falou sobre isso?

-E qual seria a graça.. Então agora posso te ver tirar a roupa?

-Não você vai me explicar,o que exatamente isso muda?

-Tecnicamente nada eu continuarei indo e vindo a única diferença é que enquanto estiver aqui não posso ir muito longe.

-Como assim?

-Eu não posso ficar muito longe de você.

-Oh.. Isso quer dizer que?

-Você é uma espécie de âncora a qual estou presa enquanto estiver aqui na terra.

-E onde você vai quando não está aqui?

-Você sabe eu sou um demônio. Sentou sobre a cama e cruzou as pernas

-O inferno é real?

-Sim,porém não é exatamente como os pessoas acham.

-O que tem de diferente?

-Primeiro os demônios andam livres por ai.

-O que eles fazem?

-O que lhes der a telha desde corromper os humanos os levando a sucumbir ao seu lado mal a fingir ser um deles para ter alguma diversão se é que me entende.

-E não tem regras contra isso?

-Apenas uma,somos fiel a nossa natureza porém não podemos matar os humanos ao menos não propositalmente.

-Por que agora está me contando isso?E por que quis ficar presa a mim?

-Por que essa ligação te impede de falar pra alguem sobre o que conversamos,não sei eu me sinto bem e acho que posso confiar em você.

-Como assim?

-Embora seja apenas uma âncora você pode escolher se quer que eu vá embora ou fiquei aqui.

-Isso pode ser útil.

-Espero que pense melhor nisso pois se me mandar embora não posso mais voltar.

-Entendo.. Suspiro o mesmo aconteceria com o anjo?Por isso ela nunca quis falar seu nome?

-Algo parecido.. Desviou o olhar

-Não parece ser só isso.

-Não irei falar sobre isso pois não é meu segredo para contar,apenas aceite meu conselho e não a precione sobre isso te proteger é apenas um trabalho e não sua obrigação.

-O que você quer dizer?Que ela pode simplesmente desisti disso?

-Sim.

-O que aconteceria comigo se por acaso isso acontecesse?

-Por motivos que não irei revelar tão cedo ou ao menos é o que espero você não é bem vista por nenhum dos lados e isso te rendeu alguns inimigos portanto te deixaria em perigo.

-Isso parece bem ruim.. Murmurei sentando em uma cadeira

-Não se preocupe ela parece gostar de você e isso é bom. Veio até mim

-Você acha?

-Sim você não viu o jeito que ela te olha?

-Como ela me olha?

-Você não percebeu como ela sorri e cora quando a encara. Sentou no meu colo

-É ela fica fofa quando faz isso. Sorri ao lembra

-Viu só. Se aconchegou contra mim

-Ei o que acha que está fazendo? Percebi que ela estava muito próxima

-Por que parece ter medo de mim?

-Não tenho medo só.. É que você tem esse jeito e..

-Você não gosta? Levantou a cabeça para me encara

-Não é isso,é como te disse antes me sinto desconfortável por causa das outras.. Parece que te deixar se aproximar tanto de mim é errado.

-Mesmo que elas não saibam?

-Eu ainda saberia.. Não me leve a mal você e linda e.. Olhei pros seus seios

-Sorriu Eu te excito?

-Sim,porém é só isso nada pode acontecer. Voltei a encara-la

-Tudo bem,você ira reconsiderar isso em breve. Falou desaparecendo

"O que ela quis dizer com isso?Espera ela não queria me ver sem roupa?E claro ela não me falou sobre o que fez com a minha mão."

-Melhor não reclamar com certeza ela voltara para cobrar isso depois.

Levantei e fui me trocar enquanto pensava no que ela havia me dito sobre a tal ligação que me faz de sua âncora e sobre a anja poder ir embora se quisesse,como iria ficar em casa por um tempo antes de sai com a Lena optei por uma calça moletom branca e uma camisa azul clara,após isso desci para ver como a Alex estava se sentindo,assim que cheguei no andar de baixo não a vi na sala então presumi que a mesma ainda estava na cozinha então fui até lá onde a encontrei no sofa olhando pela janela.Silenciosamente sentei ao seu lado e tentei ver o que ela olhava tão atentamente porém não vi nada.

"Estranho ela está olhando pro nada..Sera que ela esta pensando na Maggie?Droga eu sou uma péssima irmã ao invés de ajuda-la com isso estou jogando meus próprios problemas nela.. Urg Eu não posso continuar fazendo isso sou uma adulta afinal tenho que lidar com as minhas próprias coisas,eu fui quem me meti nessa encrenca agora tenho de sai."

-Alex..

-Hum? Virou para me encarar

-Não precisa me ajudar com o lance das minhas namoradas eu vou cuidar disso sozinha você já tem bastante coisa para se preocupar.

-Agradeço por sua consideração mais posso fazer isso,é o dever das irmãs mais velhas afinal cuidar das burradas das menores.

-Mais..

-Não está tudo bem mesmo e se eu deixar isso por sua conta tenho certeza que só vai piorar tudo.

-É bom saber que confia em mim.

-Você não esta me dando motivos pra isso.

-Você tem razão..

-Não fica assim todo mundo erra escolher fazer o certo é o que te faz melhor.

-Alex eu não quero parar de vê-las.

-Kara isso não está certo..

-Quem disse?Como a mamãe sempre diz" O amor é uma força que age de forma estranha,se a um sentimento de ambas as partes não é errado."

-Sorriu A mamãe te mataria se te visse usar suas palavras para justificar seus atos.

-Acho que sim.. Franzi o cenho

-Não se preocupa não irei falar pra ela.

-Fico feliz por isso.

-Eu sei,porém se quiser minha ajuda terá que escolher apenas uma.

-Mais eu não quero ter de escolher.. Isso ira as machucar e não posso fazer isso,amo cada uma igual e individualmente ama-las faz parte de quem sou e perder uma delas seria como perder uma parte minha.

-Não percebe que se continuar assim pode perde ambas?

-Esse é um risco que devo assumir se tenho que perde-las a mágoa-las é o que farei.

-Eventualmente elas vão descobri e isso as fara te odiar quer mesmo isso?Correr o risco de ter quatro mulheres vingativas atrás de você?

-Falando desse jeito até parece que elas me matariam.

-Não duvido disso,se eu descobrisse que a pessoa a quem decidi entregar meu coração me usou e não só isso tinha mais três amantes mata-lo era das coisas que passaria pela minha cabeça.

-Você só está falando isso pra me assustar.

-Não estou falando isso para abrir seus olhos.

"Acho que não tentaria impedi-las de fazer isso afinal eu mereço porém não acho que elas fariam algo assim,ambas são um pouco ciumentas umas mais que outras ainda assim elas me amam assim como as amo.. Por isso tenho plena confiança nelas."

-Esse risco vale a pena.

-Bem não se esqueça de colocar meu nome no seu testamento. Disse dando tapinhas no meu ombro

-Mais ele já tá lá.

-Estou brincado mais fico feliz afinal sou sua empresária e modéstia a parte uma melhor que eu não irá achar.

-Disso eu sei não é a toa que te contratei para isso.

-Você é mais inteligente que pensei.

-Você se surpreenderia com o quão inteligente posso ser.

-As vezes você me deixa orgulhosa de ser sua irmã.

-Só as vezes?

-Sim,na maior parte do tempo estou arrumado seus problemas.

-Desculpa por isso.

-Tudo bem como disse é o que as irmãs fazem.

-E o salário que recebe não ajuda nem um pouco nisso não é?

-É um bom estímulo porém faço por que gosto de você.

-Claro.

-Está duvidado de mim?

-Sorri Não só queria ver sua cara.

-Idiota. Deu um tapa no meu ombro

-Ai!Doeu.

-É pra doer mesmo.

-Por falar em dor,já falou com a Maggie?

-Não ela não me atende aparentemente já sabe do que se trata a conversa.

-Então isso quer dizer que vai mesmo terminar com ela?

-Sim.. Eu não queria mais você tinha razão,essas brigas não estão me fazendo bem.Suspirou frustrada

-Vai melhorar.. E vou está aqui pra te levar para afogar as mágoas.

-Claro.

-Porem não na bebida ela não esta te fazendo bem.

-Então como?

-Pensarei em algo.

-Espero que isso não termine em mais problema.

-Não irá,sabe bem que poderia me dar um voto de confiança.

-Você poderia fazer por merecer um.

-Vou pensar nisso.. Quer ver um filme?

-Claro mais antes tenho que pegar algumas roupas,quer dizer se você não mudou de ideia sobre eu ficar aqui.

-Não eu não mudei,você é minha irmã então esse apartamento é seu também.. Então pode ficar o tempo que quiser,mi casa su casa.

-Obrigado.

-De nada mais eu escolho o filme.

-Ah por que?

-Não gosto dos seus filmes de terror.

-Você é bem medrosa isso sim,tudo bem mais nada de filme romântico.

-Ok..

"Acho que seria maldade colocar um filme romântico quando ela está preste a terminar seu noivado.."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...