1. Spirit Fanfics >
  2. Minhas namoradas e eu (G!p - Au) >
  3. Discussão

História Minhas namoradas e eu (G!p - Au) - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Discussão


Pov Kara

Casa da Andrea

1:16 pm

Assim que cheguei na casa da Andrea dei de cara com o Adam,o mesmo estava pegando um pacote na caixa de correio e assim que me viu fechou a cara e veio até o portão,no início isso me deixava um pouco preocupada porém me acostumei pois percebi que ele só queria me assustar.

-O que faz aqui? Foi curto e grosso como sempre

-Boa tarde pra você também?Isso é forma de falar com a sua madrasta?

-Nem vem,você não é minha madrasta e nunca vai ser.

-Você parece uma criança quando fala assim sabia?Me recostei no capô do carro.

-Ainda não respondeu minha pergunta?Cruzou os braços

-Ok,eu vim ver sua mãe.

-Não acredito… Depois de ontem ainda está aqui arás de sexo?Sabe a mamãe não é mais uma garotinha,uma hora ela vai cansar e..

-Sorri Eu não vim aqui pra isso,a Andrea me pediu para passar aqui,claro que se ela quiser não irei negar.. Ergui as mãos

-Urg Você é nojenta. Falou abrindo o portão

-Se você diz..

Fomos até a sala onde vi um rapaz alto e cabelos longos lendo no sofá e a julgar pela postura arrogante deveria ser o Jacob,quando percebeu a minha presença o mesmo fechou o livro e me olhou de cima a baixo com o nariz impinado,de fato odiava aquilo,nunca me achei superior a ninguém pelo simples fato de que eu não suportava essa ideia afinal todos eram feito da mesma corne e respiravam o mesmo ar sendo assim não tinha por que julgar alguém melhor ou pior.

-Jacob essa é a Kara. Disse o Adam com o braço envolta do meu ombro

-Foi o que imaginei,*Levantou e veio até nos* Me chamo Jacob,sou filho do marido da Andrea.. Estendeu a mão

-Claro,*Apertei sua mão o fazendo grunhi baixinho* Sou Kara namorada da Andrea.

-Oh prazer.. Puxou a mão dando um passo atrás

-A mamãe está no jardim..*Foi até a escada* E vê se não cansa muito ela.

"Credo.."

-Não vou.. *Olhei pro Jacob* foi bom te conhecer. Menti lhe dando um sorriso amarelo

-Digo o mesmo. Voltou a ler seu livro

Passei pela cozinha indo até a saída lateral onde ficava o jardim,ao passar pela porta a avistei abaixada regando as flores que haviam ali,como não queria atrapalha-la fui até o banco onde fiquei esperando,enquanto a observava pensava na minha conversa com a Lena,ela não iria simplememte esquecer e sabia que o melhor era contar tudo de uma vez.Por mais que tivesse medo de perde-la continuar adiando isso só poderia piorar tudo,então tomei a decisão de falar com ela assim que possível,não queria mais mentir eu odiava mentiras,e acima de tudo a Lena merecia a verdade.

Era egoísta continuar escondendo algo assim,iríamos ter um filho e por mais que a ideia de ficar sem vê-los me assustasse sentia que era o melhor,a Lena era uma mulher incrível em todos os sentidos,tanto que quase não acreditei quando ela falou que gostava de mim,a mesma merecia alguém que não mentisse pra ela e se essa pessoa não fosse eu só me restaria respeitar isso.Por esta distraída não percebi a Andrea se aproximar só fui nota-la quando a mesma sentou do meu lado.

"Acho que tenho de parar de fazer isso quando estou com alguém.. Eu fico muito destraida quando estou pensando."

-No que tanto pensa? Disse tirando o chapéu que usava

-Na Lena..

-Oh,algo aconteceu?

-Sim,achei que não quisesse falar sobre elas..

-Isso parece está te preocupando,eu só quero ajudar..

-Quer mesmo saber disso?

-Sim,mas prefiro que pule os detalhes sexuais.

-Sorri Ok,estávamos vendo um filme e eu meio que estava cansada daí eu estava quase dormindo,a Lena percebeu isso e tentou me acordar.. Eu a chamei pelo seu nome.

-O que?*Começou a rir* Não acredito.. *Tomou uma respiração* É a primera vez que isso acontece?

-Sim,não sei por que mas,estava bem destraida..

-Ok,vocês brigaram?

-Não,bem ela quis saber quem você era…

-E o que disse?

-Eu tentei fugir do assunto,eu entrei em pânico,na hora tudo o que conseguia pensar era que a Lena iria me odiar.. Disse com as mãos no rosto

-Isso funcionou?

-Não.. Quando ela me perguntou novamente a campainha tocou,*Voltei a encara-la* Era ninguém menos que a dona Lillian,sua mãe.

-Uau,e como foi?

-Não foi tão ruim quando eu pensei,mas eu contei pra ela por acidente sobre a gravidez.. Fiquei muito nervosa com a forma de como ela me olhava.

-Como você está viva acho que ela deve ter aceitado isso muito bem.

-Claro ela só desmaiou.

*Ela começou a rir*

-Ei não é engraçado,eu achei que tinha matado ela.

-Desculpa,*Lipou uma lágrima* Mas foi sim bem engraçado vai.

-Ok foi,tirando a parte que eu achei que passaria os próximos anos ma cadeia.

-Ainda iria te visita.. Disse fazendo um carinho na minha bochecha

-Que bom..*Segurei sua mão* mas eu não iria querer você indo a um presídio por mim,*Beijei sua mão* Sem falar que o Adam me mataria por fazer isso com você.

-Não me importaria,só não poderia deixar minha namorada sozinha..*Subiu no meu colo* Além do mas,aposto que se sentiria sozinha.

-Hum,*Abracei sua cintura* Isso quer dizer que também teria visita intima?

-Não sei.. Envolveu os braços no me pescoço

-Pra isso teríamos de ser casadas..

-É. Murmurou baixando sua cabeça

-Essa é sua foram de falar que quer casar comigo? A fiz me encarar

-…

-Andrea.. *Fiz um carinho no seu rosto* Eu te amo mas.. Tem as outras e não seria justo se eu me casasse com apenas uma.

-Eu sei.. Mas você queria casar comigo?

-Sorri Esta brincando não é?Claro que sim,você é uma das mulher mais maravilhosas que conheço,te amo muito e claro que iria querer casar com você.. Porém tenho quase certeza que o Adam não iria permitir isso,ele é muito ciumento e deixou isso bem claro a alguns minutos atrás.

-Eu sou a mãe dele,sou adulta e responsável,sendo assim posso me casar com quem bem entender,nem o Adam ou a Megan e a até o Michael tem algo haver com isso..

-Então você vai fazer isso?

-Não,eu só o faria com você,já me casei uma vez e.. A unica coisa boa disso foram os meus filhos.

-E o sexo?

-Está curiosa ou é apenas ciúme? Sorri colando nossas testas

-Talvez um pouco dos dois..

-Não precisa ficar com ciúmes,no início era bom.. Eu achei que o nosso amor fosse durar pra sempre,infelizmente quando eu perdi meu primeiro filho ele começou a se afastar,e depois de algumas tentativas chegamos a conclusão de que era melhor adotar,foi então que o Adam e a Megan vinheram para nossas vidas.

-Oh,vocês buscaram saber o por que não conseguirem?

-Não,o Morgan estava muito ocupado tanto que dificilmente nos víamos.. E também ficou um tempo sem me tocar.

-Então o problema poderia ser com ele?

-Talvez..

-Oh.

"Talvez a Alex tenta razão.. É melhor não arriscar."

-O que foi?

-Você está tomando o antecocepcional?Ou a pílula?

-Não..

-Andrea..

-Eu sei,olha as chances são quase nulas.. E se acontecesse,não gostaria de ter um filho comigo? Perguntou com um bico

-A questão não é querer,já vou ter um filho e..

-E o que?

"É melhor eu contar logo,talvez ela ate entenda."

-A Lucy,minha outra namorada,nos estamos tentando ter um bebé.

-Como?Me encarou incrédula

-Só faz alguns dias,a gente conversou e ela disse que queria tentar.. Não temos certeza ainda.

-Não acredito nisso,* Levantou do meu colo * Quando iria me contar sobre isso Kara?

-Eu meio que esqueci.. Olha eu ia te falar,só..

-Claro,assim como passou todo esse tempo escondendo as outras,quando iria me contar?Depois que a criança nascesse?

-Não eu..

-Que droga,você não me ama?

-O que?Óbvio que sim.. Tentei me aproximar dela

-Não me toca,*Se afastou* Não é o que parece,por que ela e não eu?

-Não sabia que queria mais outro filho,não vejo problema nenhum nisso mas a Alex.. Ela deixou bem claro pra tomar cuidado.

-Você deveria ter feito isso com elas também. Disse virando de costas

-Eu sei,diferente de como foi com a Lucy fui pega de surpresa com a Lena mas adorei a ideia de ser mãe,não sabia que queria ter um filho até discutir sobre esse assunto com a Lucy,acredite eu adoraria ter um com você também mas.. As coisas iriam complicar.

-…

-Andrea,não pode ficar brava por isso.

-E por que não?*Virou com os olhos marejados* Você fala que me ama,mas não o bastante para isso?

"Como chegamos a isso?As coisas aconteceram muito rápido."

-Não é bem assim.

-A não?Então como é?Não sou boa o bastante para carregar um filho seu?

-Caramba Andrea,você não está facilitando as coisas..

-Quer saber não importa,sai da minha casa. Secou as lágrimas

-O que?!

-Você me ouviu!

-Claro que ouvi,só não acredito que está fazendo isso por bobagem. Disse me arrependido em seguida

-Bobagem?!

"Droga!"

-Quer dizer… Tentei me explicar

-Sai daqui agora Kara! Exclamou indicando a saída

Sabia que era inútil tentar argumentar com ela naquele estado,ela estava mais exaltada do que pensei que fosse ficar e estamos sendo mais altas do que percebi,foi então que o Adam saiu e pareceu confuso com toda a situação,eu não estava muito diferente dele pois era dificil entende como chegamos a aquele ponto.

-O que está acontecendo aqui?

-Nada,a Kara estava indo embora. Disse cruzando os braços

-Suspiro Ok,eu vou.

Como não teria outro jeito de convencê-la a me ouvi achei melhor evitar prolongar essa desilusão e também seria bem mais agradável falar com ela quando estivesse calma,fui em direção a saída com o Adam no meu pé,ao passar pela sala vi o Jacob na escada com um grande e satisfeito sorriso no rosto aparentemente por ter ouvido tudo,por algum motivo não fui com a cara daquele garoto e aquele sorrisinho presunçoso me deu a confirmação disso.No caminho pra o portão o Adam seguros meu braço me fazendo virar para encara-lo,mesmo não estando com a mínima vontade de conversar já conhecia aquele garoto e o mesmo não desistia quando tinha algo em mente.

-O que foi?

-Como "o que foi?",o que fez com a mamãe?

-Nada?A gente só estava conversando.

-Vocês estavam gritando,e a vi chorando acredite a conheço a tempo de mais para saber que tinha um bom motivo pra isso..A mamãe não chora p9r bobagem.

-Suspiro,Ok,nos estavamos discutindo,satisfeito?

-Não,eu já sabia disso,qual foi o motivo da discussão?Parecia ser bem sério..

-Sinceramente eu não sei.. Estávamos falando sobre.. Não importa,não sei se entendi muito bem mas,acho que ela quer ter um filho.

-O que? Fez um exato o com a boca

-É eu fiz exatamente essa cara.

-Mas ela nunca falou sobre isso.. Bem desde que recebeu a ligação do Morgan sobre seu filho ela andou bem,distante e até emocional,achei que fosse por que ela queria recupera o tempo perdido mas.. Talvez a mamãe queira ter a chance de fazer tudo certo novamante.

-Mas eu nunca achei que ela quisesse isso.. Fale passando as mãos pelo rosto

-Nem eu.. Você não quer?

-A questão não é querer Adam.

-Você não pode ter?

-Posso,é que a minha irmã meio que deixou bem claro pra tomar cuidado.

-E desde quando você ouve ela?Ergueu a sobrancelha

-Sorri ainda assim,tenho dando muito motivos ultimamente para ela se preocupar,não quero piora as coisas ainda mais.. Eu amo a sua mãe e faria qualquer coisa para vê-la feliz,só que..Não sei se é momento certo pra isso.

-Entendo,olha vou tentar falar com ela sobre,talvez possa ajudara amenizar a situação.. Ela não consegue ficar com raiva de você por muito tempo,logo vocês vão se acerta.

-Obrigado,é bom saber que você esta começando a desitir dessa pose de filho cimento.

-Não sou cimento,só quero protege-la.

-Isos é bom.

-Ah,não deixa essa briga se estender por muito tempo,ouvi a mamãe falar com alguém mais cedo e.. Eu vi suas mensagens.

-Adam,isso é errado.

-Eu sei,mas fiquei curioso.. E achei que ela tivesse te traindo.

-Oh..

-Não sei se é bem isso mas.. Ela estava trocando mensagem com o Morgan.

-…

-Eles combinaram de o mesmo fazer uma visita em alguns dias.

-Droga..

-Não gosto nem um pouco dele,ele só fez a mamãe sofre desde que tirou a guarda do Michael,por isso prefiro você,ao menos parece gostar dela.

-Sorri Isso é reconfortante.. É eu gosto muito dela.

-Eu sei,não se preocupe as mensagens não eram nada demais,porém e bom não arriscar,sabe como é..

-Sei,agradeço por me contar sobre isso,eu irei dar um jeito de resolver tudo o mais rápido possível.

-Ótimo,ah pode me passar o cantato da sua gravadora?

-Posso*Peguei um dos cartões no meu bolso* Aqui,não sabia que se interessava por música.

-Não é pra mim,o meu namorado tem um banda e como sua gravadora é uma das mais famosas da cidade..

-Claro.. Melhor eu ir ou a sua mãe vai chamar a polícia pra me expulsa.

-Não acho que seja pra tanto.

-Tá brincando?Você vou viu a cara dela?Acho que nunca a vi tão brava antes. Franzi a testa

-Eu já,quando quebrei seu jarro de porcelana que sua mãe lhe deu.

-Vix,você apanhou?

-Não ela não me bate.

-Sortudo.. Pensando bem,deixa quieto. Sorri ao lembra da última vez

-Urg,para de imaginar besteira na minha presença Kara,ela é minha mãe.

-Como sabe que fazia isso?

-Você ficou com aquele olhar.

-Oh.. *Sorri* Tenho que aprender a esconder melhor.

-Tem que aprender a esconder melhor muita coisa isso sim.

-Como assim?Deixa.. Agora eu vou indo,fala pro seu namorado passar na gravadora,eu não vou muito lá mas o Artur e a Kátia estão sempre lá,se ele os forem mesmo bons eles vão adorar conhecer a banda.

-Vou falar com eie sobre isso.

-Ok,vejo você depois.

-Certo.

Cobertura da Kara

1:35pm

Assim que passei pela porta dei de cara com a Alex jogada no sofá usando moletom e pantufas do bob esponja,que eram minha por sinal,o que estranhei pois ela geralmente a essa hora do dia estava trabalhando porém a mesma não parecia muito afim disso no momento,o que eu até entendia afinal ela parecia bem exaltada mais cedo quando conversamos,tirei meu tênis deixando a chave encima do balcão e fui até ela me jogando no outro sofá.

-Eai maninha?Resolveu tirar o resto da tarde de folga? Perguntei colocando os pes pra cima

-Meio,convenci o Winn a ficar no meu lugar por hoje,não tenho ânimo ou vontade para ir pra empresa agora.

-Entendo,sei bem como é isso.. Me sentei com os pés no sofa

-Eai?Como foi?

-Bem.. A mãe da Lena apreceu lá.

-O que? Sentou para me encarar

-Pois é,também ficamos surpresas com sua presença repentina.

-O que houve depois?

-Conversamos e.. Eu meio que contei pra ela sobre o bebê.

-E depois?

-Ela reagiu mal no começo,como o esperado,porém ela aceitou bem.

-Só isso?Ela não ameaçou cortar seu brinquedo fora?

-Sorri Não ela não o fez,aparentemente ele teve uma criação um tanto rigorosa e foi levada a acreditar que o deve de uma mulher era apenas para com seu marido e filhos,como o esperado de uma pessoa religiosa ela foi bem..

-Ela te ofendeu?

-Não mas tentou,a Lena não deixou que o fizesse..*Sorri ao lembra* Você tinha que ver,fiquei tão orgulhosa dela.

-Tô vendo,você está com um sorriso bobo no rosto.

-É..

-O que foi?

-Eu decidi contar a verdade pra ela.. A Lena não merece isso,e eu não a mereço,deixei isso ir longe demais Alex.. *Suspiro* Deveria ter feito isso muito antes porém deixei o meu medo levar a melhor.

-Não está preocupada com a sua reação?

-Óbvio que sim,tenho medo de que isso a afaste de mim mas eu já decidi,é o certo,melhor que faça agora pois logo a gravidez ira ser perceptível.

-Acha que ela vai querer tirar o bebê depois de descobri a verdade?

-Talvez?Eu não sei,espero que não,a ideia de ser mãe está mexendo muito comigo.. E se for não posso fazer nada a não ser aceitar.

-Espero que dê tudo certo,por mais que ache isso errado não gosto de te ver triste,por mais que mereça esta assim.

-Sorri Que ótima irmã que fui arrumar..

-Não reclamam,é a verdade.

-Eu sei.. Tem outra coisa.. Disse meio receosa

-O que foi?

-Acho que a Andrea ficou com ciúmes quando falei que a Lucy e eu estávamos tentando ter um filho.

-…

-O que?

-Oh gênio,você não falou isso pra ela antes por que?

-Eu estava bêbada lembra?Esqueci até da minha roupa de baixo..

-Sorriu Você parecia mal mesmo.. Fiquei até com receio de te deixar lá.

-Sim mas por sorte ainda tinha um pouco de consciência.

-Ok,então o que houve?

-Não sei,aparentemente ela também quer um.

-Eu não acredito nisso.. Se recostou no sofá levando uma das mãos ao rosto

-Eu sei.. Discutimos por isso então ela me mandou embora.

-Mas por que ela iria querer?Quero dizer,ela não já tem três?

-É,mas nenhum deles é meu,talvez ela se sinta insegura por que a Lena esta grávida e talvez a Lucy logo possa também esta carregando um filho meu,claro que jamais iria dar preferência a nenhuma delas,estando grávida ou não jamais iria fazer algo do tipo..

-Então você falou não?

-Acho que sim,eu deixei isso incluso,tentei falar pra ela que um bebé no momento não era uma boa ideia,mas a Andrea não quis me ouvir.. Ela ficou muito brava,nunca tinha a visto daquela forma.

-Fico feliz que tenha me ouvido,não se preocupe,logo vocês iram resolver isso.

-É o Adam falou a mesma coisa..

-Ele tem razão,agora vamos ver um filme comigo.

-Outro?

-Sim,vamos ver Deadpool!Jogou uma almofada em mim acertando meu rosto

-Ai!Pra que essa violência? Acariciei minha bochecha

-Nem vem,não usei tanta força,e respondendo sua pergunta você estava com aquela cara de cachorro que caiu da mudança.

-Como assim?

-Deixa pra lá vai.

Ficamos um tempo vendo o primeiro filme e como sempre me tirou algumas risadas,porém não foi o bastante para tirar minha preocupação sobre os últimos acontecimentos,tinha achado que as coisas estavam melhorando depois que a Andrea tinha aceitado continuar comigo,daí veio a visita da Lillian o que foi melhor do que o esperado,ainda assim continuava com um pé atrás em relação a ela,além da briga com a Andrea tinha decidido falar com a Lena sobre as outras.Resumindo seria uma noite e tanto e por isso provavelmente não iria consegui pregar os olhos devidamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...