1. Spirit Fanfics >
  2. Minhas namoradas e eu (G!p - Au) >
  3. Eu mudei..

História Minhas namoradas e eu (G!p - Au) - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Eu mudei..


Alguns minutos depois

1:02pm

Pov Kara

Depois da conversa com a tia Astra ela insistiu para que eu comesse lá e como ainda não tinha almoçado acabei aceitando,após comer fui dar uma volta pois não queria ficar atrapalhando o seu trabalho e como ela sempre insistia em ficar comigo quando ia até lá tive de inventar uma desculpa para sair,enquanto caminhava pelo parque que ficava a alguns metros do restante um grupo de três garotas usando roupas esportivas se aproximou de mim com expressões surpresas e incrédulas,aparentemente pela suas roupas estavam lá para fazer exercícios.

-Oi?Você é a Kara Danves?Sabe aquela cantora.. Falou uma loira com um cachorrinho no colo

-Sorri Sim,sou eu..

-Não disse que era ela? Disse a morena menorzinha dando uma cotovelada na maior ao seu lado

-Ai Jenna!É difícil acreditar,não é todo dia que se encontra uma celebridade quando se vai correr no parque.

-É.. Você pode tirar uma selfie com a gente?Somos suas fãs e.. Bem ao menos eu e a Mary a Jenna nem tanto.

-Ei!Não fica falando essas coisas,eu também gosto das suas músicas.

-Entendo,claro é sempre um prazer atender meu fãs.

-Obrigado.. Hum você pode segurar o Justin? Me entregou o cão

-Er tudo bem,espera como Bieber? Olhei pro cão

-Sorriu sim.

-Oh..

-Vem Jenna. Ficou do meu lado esquerdo

-Ok. Ficou do lado direito

-Ei eu também quero. Ficou na minha frente

-Assim meu bebê não vai aparecer. Disse a loira emburrada

-Posso segurar ele mais alto. O levantei

-Ok,olhem pro celular. Levantou o aparelho

-Sorriam.

*Barulho de foto*

-Posso tirar mais uma sozinha? Peguntou a Jenna

-Por mim tudo bem. Entreguei o cão para a loira

-Vou tirar do meu. Tirou o seu celular

-Ok.

-E.. Xis. *Beijou minha bochecha* ficou ótima. Disse olhando pro celular

"O que não faço por eles.. Que bom que a Lucy não esta aqui da última vez ela quase bateu na última garota que fez isso."

-Quem diria Jenna colocando suas garinhas pra fora. Disse a menor a provocando

-O que.. Eu só.. Não foi nada demais. Murmurou corando

-Deixa ela Amy.

-Ok.. Se é assim eu também quero uma assim. Virou pra mim

-Er..

-Você não se importa não é?Ou será que tem uma namorada ciumenta?

"Na verdade tenho quatro."

-Bem.. Meio que sim mais tudo bem,eu não me importo afinal é apenas um inocente beijo.

-Eba!Aqui tira pra mim. Entregou o celular a loira e veio até mim

-Ok..

-Você pode.. Hum se abaixar um pouco?

-Tudo bem.

-E.. Três.. Dois.. Agora.

*Barulho de foto*

-Aqui * Lhe entregou o celular e o cachorro* minha vez correu animada em minha direção.

"Tenho a sensação que isso vai dar problema.."

-Olhem pra cá. Disse chamando minha atenção

Enquanto a menor fazia uma contagem regressiva como ela a loira pulou no meus braços e selou nossos lábios o que me deixou totalmente sem reação,claro não foi a primeira vez que acontecia algo assim porém dessa vez eu meio que tinha dado permissão para ela se aproximar o que me fez sentir culpada.

-Amy!Por que fez isso? Entregou o cachorro a ela

-O que?Ela falou que poderia.. E foi só um selinho.. Acariciou o cão

-Você é tão atirada.. O que acha que ela vai pensar de nós agora?

-Que eu tenho lábios apetitosos?

-Caramba.. * virou pra mim * Desculpa eu não sabia que ela iria fazer isso..

-Er.. Tudo bem,a culpa não foi sua.

-Ainda assim você tem namorada e a Amy aqui também tem um namorado que por acaso é meiu irmão não é? A puxou pelo braço

-Ai Jenna..

"Tá explicado.. "

-O que?Vai me dizer que não faria o mesmo?Olha bem pra essa deusa grega e pro seu irmão.

"Isso não vai acabar bem.."

-Meninas.. Tentei falar mais a menor segurou minha mão

-Deixa elas ou vai sobra pra você.

-Mas..

-Não se preocupe não é a primeira vez que elas brigam.

"Bem.."

-Repete?

-Você está surda querida?

-Sua puta! Pulou em cima dela a fazendo derrubar o cachorro no chão

-Merda.. Não é melhor separamos? Virei para a menor que estava gravando tudo

-Pra que?Deixa elas.

"Credo.."

Após um tempo tentado separar elas com ajuda de dois homens que apareceram lá na hora certa,o estranho foi que ao verem os arranhões que elas causaram ficaram palidos,logo com a ajuda deles elas finalmente pararam,pra minha surpresa aquela não era primeira vez que eu havia visto eles pois os vi mais cedo também no restaurante e a alguns dias atrás na porta da boate onde tinha ido,com isso resolvi verificar então fui tentar falar com um deles que estava ao celular e por não me ver pode ouvi um pouco da sua conversa.

-Sim senhora ela esta bem,foram apenas alguns arranhões.. Eu sei isso não ira se repetir.. Sim senhora.. Sinto muito senhora.. Nos não tivemos culpa.. Sim sei que esse é o nosso trabalho..Tudo bem iremos ter um pouco mais de cuidado.

"Não acredito.. "

Após ouvir aquilo tive minha dúvida confirmada eles eram os novos seguranças que ouvi a Alex falando com a mamãe outro dia,sabia que ela só estavam preocupadas com a minha segurança mas ainda assim ela como sempre ignorou minha opinião sobre o assunto e decidiu tudo pela minhas costas,assim que desligou o celular o mesmo virou para mim com uma cara de surpresa.

-Eu..

-Foi a minha mãe que te contratou?

-Sim.. Por favor não me demita eu preciso desse trabalho e não é nada fácil conseguir outro depois de ser demitido algumas vezes.

-Não vou fazer isso até por que você não tem culpa.

-Obrigado.

-Não precisa me agradecer,vocês falam pra ela sobre tudo o que faço?

-Bem não tudo apenas a maioria das coisas..

"Droga e se ela já souber sobre as garotas?Não,ela já teria dando um ataque se soubesse.."

-Quanto ela está te pagando por isso?

-2.400,00 senhora.

-Hum.. Se eu pagar dois mil a mais pode deixar de informar algumas coisas em especial pra ela?E claro mais ninguém pode saber disso.

-Er..

-Não se preocupe ela não vai saber.

-Sim.

-Sorri ótimo,e você? Olhei pro outro que se aproximava

-Se isso não for me causa problemas,claro dinheiro é sempre bom.

-Certo então.. Vocês sabem ao que estou me referindo não é?

-Suas namoradas?

-Sim,a mamãe não entenderia isso.. Bem na verdade a maioria das pessoas não porém ao contrário do resto eu me importo com o que ela pensa e por isso não quero que ela descubra sobre ao mesmo não ainda.

-Por mim tudo bem a vida é sua mesmo.

-Por mim também esse dinheiro vai ajudar bastante para pagar o tratamento do meu filho.

-Oh,o que ele tem?

-Câncer.

"Oh.."

-Espero que ele fiquei bem.

-É o que esperamos..

Assim que terminei de falar com eles fiquei mais um pouco no restaurante pois a Astra soube sobre a briga por um dos clientes e ficou preocupada comigo,já eram quase uma e meia quando achei melhor ir pra casa limpar aqueles cortes que embora não fosse muita coisa estava começando a incomodar,no carro quando estava prestes a voltar pra casa meu celular tocou,ao checar vi que era a Lucy e como não falei com ela desde o nosso encontro fiquei com saudades sabia que com seu trabalho não lhe sobrava muito tempo e por isso geralmente era bem ocupada e só ligava se fosse importante então achei melhor atender.

Ligação on

-Oi amor..

-Oi amor?Tem certeza que era minha ligação que esperava? Disse parecendo irritada

"E agora?Será que ela descobriu?"

-Lucy eu..

-Não me venha com desculpas!Como pode fazer isso?

-Eu.. Sinto muito.

-Sente muito?É só o que tem a dizer?O que você falou sobre me amar foi tudo mentira?Eu acreditei em você Kara..

-Mas eu te amo.

-Não você não ama!O que aquela loira tem que eu não?

"Espera loira?"

-Loira?De quem você está falando?

-Vai fingir que não sabe?Esta na internet Kara,eu descobri isso por uma das enfermeiras,você tem noção do quanto isso está doendo?

-Lucy escuta..

-Não venha com desculpas,eu nunca mais quero ver sua cara.

Ligação of

-E agora?

Como não sabia do que ela estava falando achei melhor descobri sobre isso antes de qualquer coisa,ao olhar nas redes sociais havia uma foto minha em um site de fofoca tirada no momento exato em que a loira pulou em cima de mim,como a Lucy já era bem ciumenta aquilo era mais que o bastante para convencê-la o que significava que estava com problemas e como não queria ficar sem falar novamente com ela fui até o hospital,assim que cheguei fui até a recepção onde perguntei por ela e pra minha surpresa ela tinha saido coisa que ela não fazia e isso mostrava o quão nervosa ela deveria esta.Sem prensar muito sobre se ela iria querer me receber ou não fui até sua casa onde assim que estacionei vi seu carro parado na frente da casa.

-Ela nem se preocupou em colocá-lo na garagem.. Murmurei indo até a porta

Quando estava preste a bater vi pelo vibro da porta que ela estava abraçando alguém,aquilo me fez queimar de raiva mesmo sabendo que ela não me trairia aquilo parecia não importa muito no momento pois meu corpo parecia ter vontade própria,antes que eu me desse conta entrei na sua casa pois ela havia esquecido a porta aberta,assim que ela me viu soltou o homem que a abraçava o qual no caso era o seu vizinho James.

-Kara.. O que faz aqui?

-Eu quem deveria perguntar isso?O que ele faz aqui?

-Por que isso importa?Eu não já deixei claro que eu não quero te ver.

-É melhor eu ir.. Tentou sair

-Não * segurou sua mão* Você fica,você quem vai embora. Olhou pra mim

-Lucy eu..

-Não Kara,eu confiei em você e o que fez?Me traiu com aquela vagabunda.

-Isso não é..

-Vai dizer que é mentira?

-Droga,me deixa falar.. Sim é mentira,eu não fiz nada.

-É difícil acreditar quando todo mundo viu.

-Você poderia confiar em mim nisso,ela é só uma fã e ela quem me beijou..

-Isso.. O que houve com você?

"Não acredito que ela deixou ele se aproximar.. "

-E importa?Suspiro quer saber melhor eu ir mesmo tenho que falar sobre a Alex sobre uma coisa. Virei pra ir embora

-O que?Você vai sair assim?

-E o que msis posso fazer?Te obrigar a falar comigo?Isso não vai adiantar nada,você já está convencida que eu fiz aquilo e ambas sabemos que é cabeça dura demais pra dar o braço a torcer sem provas.

-Eu.. Droga não é fácil acreditar quando eu vi ela te beijando.Sentou no sofa

"Ela tem razão.."

-Agora com certeza é melhor eu ir,vocês precisão conversar.

"Urg o que esse cara está fazendo aqui afinal?"

-Desculpa James,eu não queria te meter no meio disso.

"Aposto que ele não se importaria de estar no meio de outra coisa."

-Tudo bem.. Eu sabia disso quando vim até aqui ver se estava tudo bem.

-Você é um bom amigo.

-Claro. Veio em minha direção

"Respira você não pode socar ele,esta claro que não aconteceu nada demais.. Ele só estava a consolando."

Lhe lancei um olhar mortal que o fez parar no meio do caminho.

-Kara.. Disse me encarando

-Por que ela tem que defender ele.. Murmurei saindo do caminho

Assim que ele saiu ficamos um tempo em silêncio então pude notar seus olhos vermelhos indicando que ela tinha andado chorando,não queria deixá-la assim e mesmo que com aquela garota não tenha sido por escolha minha com as outras tinha,por mais que quisesse abrir o jogo isso só iria fazer ela me odiar e não poderia deixar algo assim acontecer,respirei funto e fui até ela sentando do seu lado,não sabia bem o que falar qualquer coisa que fosse dizer seria mentira eu não poderia falar que ela era a única pois não seria verdade e também não poderia falar que nunca trairia pois já o fiz por esse motivo nunca falei nada disso para nenhum delas ao menos assim não iria me sentir culpada por mais uma mentira.

-Eu sinto muito por ter fazer passar por isso.. Sei que é culpa minha,não deveria tê-la deixado se aproximar de mim.. *Suspiro* eu achei que seria apenas mais uma selfie normal com um simples beijo na bochecha.

-Você deixou alguma delas fazer isso?

-Deixar,deixar não porém elas as vezes me surpreendem e.. Pensando bem eu posso ter dito que estava tudo bem.. Franzi a testa

-O que?Me olhou incrédula

-Lucy não é nada demais... É apenas um simples beijo na bochecha,nem todas elas vêem maldade nisso.

-Urg ainda assim.

-Eu entendo que seja difícil pois quando te vi abraçada com o James eu.. Não consegui controlar minhas emoções e mesmo sabendo que jamais me trairia ainda assim isso não mudou nada.

-Suspiro.. Não aconteceu nada,ele só ficou preocupado pelo estado em que cheguei aqui e veio ver se estava tudo bem,e quando me encontrou chorando ele me consolou.

-Viu só?O ciúmes faz a gente ver coisas e fazer coisas que nem sempre queremos.. Sei que não é desculpa mas com as minhas fãs não posso sempre evitar uma aproximação por que elas são importante pra mim e não posso afasta-las..

-Eu sei.. Não queria desconfiar de você.. Eu só.. Disse com os olhos marejados

-Você queria proteger o que é seu.. É sei disso. Limpei uma lágrima solitária que desceu pela sua bochecha

-É..

-Olha só,você é muito importante pra mim e faria qualquer coisa por você .. Ou quase qualquer coisa,ainda assim eu quero te ver feliz e.. *Algumas lágrimas desceram pelo rosto* eu não queria mentir ou te magoar.. Mas eu também não posso deixá-las.

-Elas são suas fãs eu entendo.

-Não eu.. Voltei a encara-lá

"Droga eu não consigo.. Sei que se o fizer ela nunca mais vai querer me ver."

-Já falei várias vezes e vou repetir eu te amo e por isso tudo o que quero é te ver feliz,posso me esforçar pra isso mas não posso evitar de senti ciumes.. É que eu não quero te perder e só essa ideia me faz perder o controle.

-Sei bem como é isso..

-Desculpa por ter duvidado de você.. Deveria saber que jamais faria algo assim.

-Não faz isso.. Não precisa se desculpar eu já disse a culpa foi minha,podemos só esquecer isso por favor?

"Não sei se posso vê-la se sentir culpada.. Isso esta me destruíndo."

-Tudo bem..

-Obrigado.. Você ainda está brava?

-Não,eu não estou..

-Ótimo por que se estivesse seria perigo pra mim fazer isso..

-O que..

A surpreendi com um beijo o que ela logo retribuiu aprofundando o mesmo enquanto segurava meu rosto me impedido de sair dali,o que não queria fazer foi assustador a ideia de perde-lá e a última coisa que queria era ficar longe dela,movi minha mão até sua coxa a fazendo sorri contra meus lábios e repousar sua mão sobre ela,era difícil se quer beija-la sem pensar em fode-lá talvez estivesse me transformando em uma ninfomaníaca porém não ligava,não era pra menos tinha as namoradas mais lidas e sensuais do mundo à minha volta e a maioria delas estava disposta a se entregar pra mim quando quisesse.

-Desculpa esta ficando cada vez mais difícil controlar esse meu lado quando estou com você.

-Sorriu Tudo bem eu gosto desse seu lado.. Só que,tenho que cuidar desses seus machucados.

-Isso não é nada.

-Mais pode vir a ser então é melhor não arriscar,a propósito você não me disse quem fez isso.. Até parece que perdeu uma briga com um tigre. Olhou pro machucados

-Foram duas leoas bravas na verdade..

-Como assim? Voltou a me encara

-A garota da foto ela era namorada do irmão da outra garota que estava com ela e essa não gostou muito do que viu,resumindo elas começaram uma briga e eu tentei separa-las..

-Tadinho do meu bebê.. *Acariciou minha bochecha* Elas te machucaram foi?

-Como disse estou bem,só arde um pouco mas é só isso,graças aos meus novos seguranças ficou tudo bem.

-Não sabia que tinha novos seguranças.

-Também não sabia,isso foi ideia da mamãe e como sempre ela não pediu minha opinião.

-Oh.. Por isso esta tão brava?

-Não estou brava,só.. *Olhei pro chão*Achei que essa fase tinha passada *voltei a encara-lá* Eu me enganei.

-Entendi então está decepcionada,olha eu não a conheço tão bem assim sua mãe e só sei o que ouvi do você.. Porém pelo que me falou pude ver que ela só é uma mãe muito cuidadosa,ela é muito preocupada com você e seu bem estar * Levantou e foi até sua cozinha* Eu a entendo as vezes você é muito teimosa e impulsiva,como essa sua reação quanto a essas garotas* Voltou com um kit de primeiros socorros* Você não hesitou em se envolver na briga mesmo correndo o risco de se machucar,é como um grande bebê com um grande histórico de problemas.. Acha mesmo que como sua mãe ela não sente medo de perde-lá por causa disso? Me encarou enquanto pegava o algodão

-Sim.. Tudo bem eu não pensei por esse lado,mas.. Eu não sou um bebê,posso bem me cuidar.

-Viu só? *Colocou o algodão com sono sobre um arranhão* como disse,teimosa.

-É.. Acho que ela tem um motivo para isso,só que não gosto de ser manipulada e isso é exatamente o que ela tem feito,tentou a todo custo me fazer andar sobe suas asas,acho até que se ela pudesse evitar que eu saísse sem uma babá ela o faria sem pensar duas vezes,ela é muito protetora e sei que só quer evitar que eu sofra mas no meio disso acaba também impedindo minha diversão.. Isso é bem pior do que com o que faz com a Alex.

-Ela parece ser uma mãe coruja.. Eu entendo,também faria de tudo para manter um filho em segurança então povavelmente faria o mesmo.

-Sorri Já vi que ele vai ter que aguentar tudo em dobro,se a mamãe já é cuidadosa comigo ela provavelmente vai ser bem pior com meus filhos.

-Ao menos assim ele não vai ter como fazer besteira.

-Está querendo falar que faço muita besteira?

-Exatamente isso.

-Bem talvez um pouco.. Porém foi graças a isso que conheci as melhores pessoas da minha vida.

-Ae?Posso saber quem são?Voltou a me encarar

-Não pode.. Mas uma delas foi você.

-Acho que posso lidar com isso.Disse voltando a limpar os arranhões

"Bem não esperava por essa.. Talvez ela esteja realmente tentando controlar seu ciúmes."

-Que bom,você vai ter que voltar pro hospital agora?

-Não,ainda tenho um tempo.. Eu estava um pouco nervosa então o diretor me deixou saí pois segundo ele eu faria mais mal do que bem pros meus pacientes *Voltou a me olhar* ele tinha razão eu realmente passei dos limites,são só esses machucados?

-Não tem alguns na minha barriga também.

-Elas tiraram sua roupa?

-Sorri Não,pra isso tem que no mínimo me pagar um jantar primeiro.

-Como é? Me encarou incrédula

-Estou brincando..

-Acho bom,agora tira a blusa.. Você fica bem de macacão propósito.

-Obrigado foi um presente. O desabotoei é tirei a camisa

-De quem? Começou a limpar os arranhões

-Uma amante..

-Só pode está brincando com a minha cara. Começou a dar tapas do meu braço

-Ai!Foi do Winn!Foi do Winn.. *Ela parou de bater* Poxa Lucy doeu..

-Você merece,isso não é engraçado sabia.

-Desculpa..

-Ok.. Só não faz mais isso.

"Droga eu não queria ser mais uma lembrança ruim de um relacionamento fracassado pra ela."

-Tudo bem..*Acariciei sua bochecha* Sinto muito mesmo eu não deveria ter dito isso,sei que seu ultimo relacionamento não terminou da melhor forma e sei o quanto isso te machucou.. Não quero ser mais um motivo de arrependimento pra você.

-Você não será.. *Segurou minha mão* Você não é como ele.

"Na verdade eu sou sim..Talvez até um pouco pior por saber que ela sofreu tanto com algo parecido e mesmo assim continuo fazendo."

-Talvez eu seja.. Murmurei desviando o olhar

-Ei *Me fez encara-lá* Você não é,tudo bem?

-Ok.. *Aproximei meu rosto do seu* Você merece mais,sabe disso não é?

-Você é tudo o que preciso.. Sussurrou colando nossas testas

"Espero que possa falar isso depois de descobri sobre as outras.. Melhor não pensar sobre isso agora,ficar me torturando com isso só vai se mais uma dor de cabeça."

-Quer transar?

-Sorriu Você não é nem um pouco sutil.

-Pra que sutileza se eu posso simplesmente pedir? Entrelaçei nossos dedos

-Você poderia ser um pouco mais romântica.

-Tudo bem.. *Abracei sua cintura aproximando nossos corpo* Minha linda namorada,você quer fazer amor comigo?

-Bem melhor.. Selou nossos lábios

Ainda tinha que voltar pra casa para o jantar com a Alura pois queria tentar descobri mais sobre o que houve com ela quando a mesma sumiu,porém ainda tinha algumas horas pra isso e poderia aproveitar enquanto isso,era estranho pensar que meu pai poderia ser só mais um homem sem escrúpulos que foi capaz de abusar de uma mulher,a ideia de ter esse sangue correndo pelas minhas veias fazia com que me sentisse suja e horrível e também por tê-la culpado por me deixar,claro que algo como isso a afetaria e eu seria apenas uma lembrança do que aconteceu com ela com isso entendia que não foi por mal até por que ela poderia muito bem ter me abortado clínicas clandestinas para fazer esse tipo de procedimento em um estado mais avançado da gravidez é o que não faltava,era grata ao seu lado certinho que pelo que pude conhecer seria incapaz de tirar a vida de alguém e foi graças a ele que ainda estava ali.

Apos um tempo nos beijando no sofá comecei tirar sua roupa enquanto ela fazia o mesmo comigo,quando estávamos só com a roupa de baixo ela me pediu para parar e fomos até seu quarto,assim que chegamos lá ela me empurrou sobre a cama e subiu sobre meu colo voltando a me beijar,cada segundo daquilo estava me deixando louca especialmente por que ela insistia em manter o beijo lento enquanto mordia meu lábio,deitei sobre a cama a puxando junto comigo o que a fez solta um suspiro de surpresa,movi minhas mãos até sua bunda e lentamente comecei a mover sua cintura sobre minha ereção enquanto beijava seu pescoço e a apertava.

-Você tem uma bunda maravilhosa..

-Obrigado mas você não vai fode-lá não sem lubrificante.

-Não estava pensando nisso..

"Isso quer dizer que ela toparia?"

-Mesmo?Isso nunca passou pela sua mente? Sentou sobre mim

-Talvez.. Tá eu já pensei nisso.

-Hum,então você gostaria de ser a primeira pessoa a me foder por trás.

-Então você nunca..

-Não,meu ex até queria porém nunca tive vontade ou coragem pra isso.

-Oh.. Sabe isso me passou pela mente mas isso não quer dizer que vou querer fazer algo que te machuque ou deixe desconfortável.

-Eu sei.. *Acariciou minha barriga* por isso que quero tentar com você.

-Não esta falando isso só pra me agradar não é? *Sentei abraçando seu corpo* Você não precisa fazer isso,estou mais do que feliz só por ter a chance de esta do seu lado.

-Não eu realmente quero.. Sei disso,também sou feliz por isso. Colou os braços em volta do meu pescoço

-Sorri Você é perfeita,e eu te amo por ser quem você é e por ser esse ser esse ser humano incrível por qual me apaixonei perdidamente.

-Não se preocupe eu não pretendo mudar.

-Que bom.. Você não precisa.

-Se você diz,mais não temos tempo pra isso agora só tenho mais meia hora antes de voltar e claro precisamos de lubrificante ou camisinha o que não acho que tenha lembrado de trazer.

-Na verdade eu tenho,mas tem razão é melhor fazermos quando tiver mais tempo.. Nesse caso não acho que a pressa vá ajudar.

-É e eu quero fazer isso delicadamente. Disse tirando meu top

-Não vejo problema nisso.

Algum tempo depois

3:08pm

Após fazermos amor a Lucy tinha que voltar pro trabalho então tomamos um banho e a deixei cuidar dos seus pacientes enquanto ia até em casa falar com a mamãe que com certeza já estava impaciente pela minha demora,ao chegar em casa não vi nenhuma delas na sala então fui até meu quarto onde notei que a mesma estava olhando minhas roupas possivelmente procurando algo,não gostava da sua desconfiança porém sabia que ela só queria meu bem então resolvi relevar.

*Pigarro*

-Ah é você. Disse com a mão no peito

-Sim eu *Fui até a cama e sentei* Não vai encontra drogas ou nada inlegal aí.

-Desculpa.. Sei que é errado invadi sua privacidade assim *Fechou o closet e virou pra mim* eu só..

-Quer me proteger,eu sei.. Você pode confiar mais em mim mãe,sei que não fui uma das melhores adolescentes e já te dei muito trabalho só que.. Eu mudei,claro isso não aconteceu do dia pra noite,levei um certo tempo porém com alguma ajuda e graça a essas pessoas me tornei o que sou hoje,isso não quer dizer que me tornei perfeita até por que ninguém é,eu não quero me envolver com nada do tipo novamente.

-Quem foram essas pessoas? Veio sentar do meu lado

-Uma delas foi a Alex que sempre pegou no meu pé e até me forçou a ir na reabilitação ela não foi a única o Winn e o Barry fizeram o mesmo e até deram uma festa no meu último dia lá,claro que a Alex achou que não foi uma boa ideia ainda assim nos divertimos muito inclusive foi graças a isso conheci alguém bem especial pra mim que no fim veio a se torna duas,teve também a Lucy a médica sorridente que conheci no acidente quando quebrei meu braço achei que ela pudesse até ser uma alucinação por causa do medicamento pra dor de tão linda que era.. E a Andrea a mulher que entrou no meu camarim e por isso achei que fosse ser só mais uma fã maluca porém me enganei,ela era bem mais do que apenas sua aprencia e é dona de um coração bondoso que coloca a felicidade dos outros com quem se importa na frente da sua própria,ela também se tornou alguém bem importante pra mim,claro teve também a Lena ela acha que eu a salvei porém tenho certeza que foi o contrário *Sorri* depois que a conheci notei que ainda havia uma pureza real no mundo a qual tinha que proteger a qualquer custo.. E a Imra a garota da festa que assim como as outras é uma das mulheres mais forte que conheci,ela me lembra um pouco você pois ela sempre se esforçou e ainda o faz para ser um bom exemplo pro seu filho,eu tenho muita sorte por ter cada um deles e também por ter você que sempre cuidou muito bem de mim e me incentivou a seguir meu sonho é por isso que estou aqui hoje.

-Só fiz o meu trabalho como mãe.. Assim como a Alex você é muito importante pra mim,por isso estou sempre te cobrando pois tenho medo de perder você como poderia ter acontecido tantas vezes quando saia e se envolvia em problemas.

-Sinto muito por isso *A encarei* Não queria te preocupar.. *Suspiro* a Lucy tinha razão.. Murmurei desviando o olhar

-Ela é sua namorada?Ou será alguma das outras que falou?

"Não quero mais mentir pra ela.. Bem talvez ela até entenda."

-Na verdade.. São todas elas. Disse meio excitante

-O que? Levantou da cama me surpreendendo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...