História Mini História - Valorize Sua Vida - As Aventuras de Poliana - Capítulo 3


Escrita por:

Visualizações 220
Palavras 1.159
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oieeeeee gente, só digo uma coisa: Voltei ;u;
Esperu q gostem do cap ~

Capítulo 3 - Cap. III - A verdade...


Continuando...

P.O.V. POLIANA

Minha tia me levou a pressa para outro hospital... Eu fiz todos os mesmos outros exames. Bom... dessa vez a minha tia veio falar comigo, não precisava fingir que estava dormindo só pra saber que eu tenho uma doença no coração.

– Poliana... tenho algo pra te dizer. – disse tia Luísa com uma cara baixa, não precisava nem pensar 2 vezes para saber o que ela ia me falar.

– Pode falar..tia.. – disse tentando fingir que eu não sabia de nada.

– Nos 2 hospitais que a gente foi, são os melhores de São Paulo inteiro... e... eles falaram que você pode viver até o último dia desse mês, mais também me disseram que... se eu comprar esse remédio e você tomar todos os dias, você pode viver muito mais tempo, é estimado 13 anos. – disse a minha tia.

– É... eu j-já sabia disso.. – disse.

– A-Ah.. ok.. mais me promete uma coisa.. – disse tia Luísa enxugando um pouco as lágrimas, eu fiquei muito triste depois disso.

– O-O que..? – perguntei.

– Que você vai tomar esses remédios todos os dias... – disse ela.

– Eu prometo tia... – digo a abraçando.

Uns dias depois...

Eu estava passeando por aí... quando vejo um gatinho preto na rua, ele era abandonado, eu resolvi o pegar. Bem... veio um nome da minha cabeça de chama-lo de Chuvisco, pego-o e o levo até a minha casa.

– Tia.. eu te apresento o Chuvisco! – disse.

– Ham.. mais por que o trouxe até aqui? – perguntou minha tia.

– Porque agora ele vai morar aqui também..! – disse.

– Mais você vai cuidar com o Antônio e a Nancy.. – disse minha tia.

– Ok!! – disse sorrindo.

Deixei o Chuvisco numa caminha bem confortável e sai novamente de casa... quando eu estava andando por aí, eu vi um menino que eu já tinha visto... Ele estava na apresentação dos meus pais.

– EI MENINO! – gritei chamando a sua atenção.

– Você! – disse ele como se também me reconhecesse.

– Eu me lembro de você naquela apresentação do meus pais.. – disse sorrindo.

– Eu também! Eu sou o João e você..? – perguntou ele.

– Poliana! – disse. – Beeemmm.. quer tomar sorvete comigo? 

– Claro! Comida é comigo mesmo..! – disse ele bem animado.

– Heheh.. só você mesmo João! Agora vamos! – disse o puxando até a sorveteria.

– Espera! É que eu não tenho dinheiro.. então não.. – disse ele.

– Eu pago! – disse, entrando na sorveteria.

Quando eu finalmente entrei.. eu pedi uma casquinha de sorvete de morango e ele pediu 3 casquinhas de morango, chocolate e baunilha com recheio de maçã. Ele apenas me esperou eu terminar de pagar e fomos andando por praticamente o que viamos na frente.

– Ainda não te perguntei.. mais onde estão seus pais? – disse ele.

– Bem... eles morreram e agora eu moro aqui com a minha tia, Luísa, e seus pais onde estão? – perguntei.

– Ficaram no Ceará.. – disse ele.

– Mais João.. você é uma criança, não pode viver aqui sozinho. – disse preocupadissíma.

– Não tem problema... o lugar onde moro é bem confortável e dá pra ver a sua escola toda--- Ops.. – disse ele.

– QUE?! Onde?? – perguntei.

– Ham... deixa que eu te mostro! – disse ele me levando até atrás da escola e mostrando um tipo de tubulações, entramos lá dentro e vimos um quartinho cheio de instrumentos.

– Mais.. aqui é tudo sujo! – disse.

– Não tem problema! Ah.. e eu quero te apresentar o meu cachorro Feijão. – disse ele me mostrando seu cachorrinho.

– Ownt! Que fofinho! Eu tenho um gato na minha casa que se chama Chuvisco.. mais agora é melhor eu sair daqui. – disse.

– Ok... tchau Poli! – disse ele me apelidando.

– Tchau João! – disse saindo, e indo a pé até minha casa. – Tia? – perguntei a vendo no sofá com uma caixinha.

– Ham.. Poliana tenho algo a te mostrar.. essa caixinha, ela era minha e da sua irmã, nela.. tinham as coisas mais importantes para a gente. – disse ela.

– Nossa.. posso ver? – perguntei.

– Claro! – disse minha tia me entregando, eu apenas peguei e abri.

Olhei com minha tia tudo o que tinha dentro e encontrei 2 colares com uma parte de coração, eu apenas peguei e fiquei observando-os.

– Posso ficar com um? – perguntei.

– É claro que pode..! – disse ela sorrindo. – Agora isso é tudo seu.. 

– Ah.. bem.. – me levantei e fiquei atrás da minha tia, peguei uma parte e botei nela e a outra em mim. – Agora são nossos colares! – disse sorrindo.

– Só você mesmo Poliana.. – disse ela sorrindo também, já disse que a minha tia é mais bonita ainda sorrindo?

– Ei tia, eu não perguntei... mais quem é meu tio Durval? – perguntei.

– A-Ahmm.. ele é.. o dono da padaria.. o pai da Lorena e da Raquel. – disse ela.

– Sério? Que bom! – disse sorrindo. – Mais agora vou no meu quarto.. – disse subindo.

P.O.V. LUÍSA

Droga! Eu contei toda a verdade para a Poliana.. e agora?? Pronto, agora a campainha começou a tocar! Apenas abri e vi o Afonso, o dono da casa de carnes, com um bûque de flores e ainda mais de terno..

– Oi Lu! – disse ele.

– Afonso.. o que você tá fazendo aqui?! – perguntei.

– Ah.. só vim da uma visitinha, e essas flores são para outra flor. – disse ele me entregando esse bûque.

– ...Tá, era só pra isso mesmo?! – perguntei com uma cara séria.

– Não.. – disse ele entrando. – Eu precisava ver a minha musa. – disse ele me olhando, eu apenas revirei os olhos. – Luísa, Luísa.. eu já disse que formamos um casal perfeito?

– Já! Só que eu não concordo.. – disse.

– Os opostos se atraem! – disse ele.

– Tá, tá.. mais agora dá pra ir embora? – disse abrindo a porta.

– Tá.. eu vou, mais só porque você pediu! Tchau minha fofa! – disse ele indo embora.

– Ufa.. – disse indo pro meu escritório.

P.O.V. LORENA

Eu estava andando quando eu vejo o Gael, só dou a meia volta e finjo que eu nem o vi. 

– Ei Lorena! – eu apenas me virei e vi o Gael indo até mim, o que deu nele?!

– Ah.. oi.. – disse.

– E-Erhh.. me desculpa por ser meio que machista com você.. – disse ele, espera... ELE DISSE ISSO MESMO?!

– Ahmm.. está perdoado! – disse sorrindo.

– Ótimo! Agora tchau! – disse ele indo embora.

 

No outro dia...

 

P.O.V. POLIANA

Eu já estava chegando na escola e vi o Éric, já disse que ele é meu melhor amigo?

– ÉRIC! – disse indo até ele.

– Oi Poli... animada não? – disse ele sorrindo, já disse que ele é fofo assim?

– Psé! Agora vamos entrar! – disse o puxando pelos braços.

P.O.V. FILIPA

Hunft, que ódio! Por que ele sempre sorri quando está perto dela?! Aquela Polichata desgraçada acha que vai roubar o MEU Éric! Agora que a Poliana saiu.. é a melhor hora de falar com ele!

– Oi Ériczinho! – disse chegando perto dele.

– Aff, o que você quer garota? – disse ele.

– Dá pra parar de ser grosso comigo?! – disse.

– Não! – disse ele saindo.

– GRRR! –

– Eii.. você gosta do Éric, não é mesmo? – perguntou a Polichata.

– NÃO É DA SUA CONTA! – gritei.

– Eu posso te ajudar a conquistar ele! – disse ela me oferecendo ajuda.

– VOCÊ NUNCA VAI ME AJUDAR! – disse indo embora.

Continuaa??

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


O que acharam do capítulo??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...