História Miniskirt - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Sehun
Tags Bottom!jongin, Bottom!kai, Crossdresser, Pwp, Sekai, Top!sehun
Visualizações 826
Palavras 2.138
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sabem a @Semkokoro?
Ela realmente não tem coração e a culpa disso aqui, é dela.

Capítulo 1 - Fiz compras


Começou na semana anterior quando trocamos alguns beijos um tanto afoitos na porta da casa dele.

Nós tínhamos a mania de ficar aos beijos pela casa quando os pais de JongIn não estavam, eu dormiria por lá já que eles iriam viajar, mas por um imprevisto eles tiveram que cancelar a viagem e eu, que me esconder no armário até que fossem deitar pra enfim sair da casa de JongIn.

Ele ria do meu desespero e não parecia nem um pouco abalado com a situação.

Antes de finalmente ir embora nós perdemos bons minutos na sua porta e eu saí com a promessa de que quando o próximo final de semana chegasse, ele não poderia simplesmente me colocar pra fora no meio da noite.


Durante a semana na escola o vi observar as garotas que passavam dentro de suas saias e ele riu quando reparou minha expressão.


— Ah Hun, vai me dizer que não acha essas saias uma gracinha? - ele provocou.

— Quem sabe com você dentro dela? - foi oque respondi.



Outro final de semana chegou e eu apenas esperei a mensagem de JongIn dizendo que estava sozinho em casa para que eu pudesse ir até ele.

Ele abriu a porta com um sorriso no rosto e eu entrei, mas antes que pudesse dar um beijo naquela boquinha, ele se afastou rindo.


— Tira os sapatos, não vai sujar o assoalho. - ele riu e correu em direção às escadas que levavam ao quarto.

Eu estranhei, porém ri e tirei os sapatos, indo em direção ao quarto dele, mas o encontrando vazio.

— JongIn-ah!! 

Ele respondeu um "já vou" e pude notar sua voz saindo do banheiro.

Dei de ombros e sentei na cama, olhando pro nada e suspirando.


Depois do que pareceu uma eternidade, a porta do banheiro foi aberta e ele saiu, me causando uma quase arritmia cardíaca quando vi a forma que estava vestido.

JongIn vestia uma sainha preta no melhor estilo colegial só que bem mais curta que as das meninas da escola, meias pretas que chegavam até suas coxas e uma blusinha rosa e curtinha. Tinha até mesmo uma gargantilha de renda no pescoço.

Senti minha alma deixar meu corpo com aquela visão.


— O-Oque é isso? 

— E agora, acha a saia uma gracinha? - perguntou com falsa inocência cruzando os braços atrás das costas e mordendo os lábios.

— Com certeza. - disse me levantando e puxando JongIn pela cintura, o beijando com vontade.

Levei as mãos até suas coxas e subi devagar, indo em direção à bunda, mas antes que eu chegasse ao destino, ele se afastou.

— Não toque demais. - riu se afastando e indo para a cama onde se sentou sobre as panturrilhas e me encarou sorrindo e subindo um pouco da saia pelas coxas e eu quase gemi indo até ele, mas no primeiro passo, ele abaixou a saia, formando um biquinho e balançando a cabeça negativamente.

Eu dei um passo para trás e ele sorriu.

— Sabe Hun, essa semana foi bem legal.

— É?

— Uhun... - disse pondo a mão por baixo da saia de forma que eu ainda não pudesse enxergar e movimentou a mão sobre si mesmo.

— Por que foi tão divertida? - ele mordeu o lábio de novo e eu arfei, sentindo que seria um longo sábado.

— Eu fui fazer compras com a Sunny e ela me ajudou a escolher algumas coisinhas. - ele prendeu um gemido baixo na garganta e eu apertei as mãos em punho.

— Umas coisinhas? - ele assentiu.

— Essas roupinhas e mais algumas outras. Tem até uma com um zíper lateral que sobe bem aqui assim.

Disse levantando a sainha de pregas e engoli em seco.

— E mais o que?

— Também comprei essas meias e... Também umas coisas pra usar por baixo das roupinhas.

— Que coisas?


Ele riu baixinho e tirou a mão de baixo da saia, ficando de joelhos e se virando de costas, pra logo em seguida se colocar de quatro e me dar uma visão perfeita da sua bunda usando... Ah Deus... Ele estava usando uma calcinha. Uma calcinha preta e que parecia bem pequena.

Ele olhou sobre o ombro e riu do meu estado que naquele momento era segurando meu pau por sobre a calça, este que já começava a enrijecer. JongIn abaixou mais o corpo, juntando as pernas e balançando a bunda de um lado para o outro e quando fiz menção de andar, ele fez outro biquinho, me prendendo no mesmo lugar. 


— Gosta do que vê? - perguntou sorrindo e usando uma mão pra separar uma das bandas me fazendo arfar e apertar o pau na mão. — Acho que sim.


Ele voltou a usar quatro apoios e engatinhou pela cama sorrindo.


— Hun, eu estava pensando... Acho que quero tornar isso um hábito pra nós.

— Um Hábito? - não sei se eu iria conseguir sobreviver por muito tempo.

— Não acha que fico bem de saia? - perguntou novamente se sentando sobre as panturrilhas com as pernas separadas e levantando a saia pela coxa.

Ele fez outro biquinho e esperou uma resposta.

— A-acho... Fica muito bem. - ele sorriu e se aproximou da beirada da cama, me chamando com o dedo até que estivesse à sua frente.

Eu parei em sua frente e ele se ergueu, ficando apenas com os joelhos no colchão e me puxando para um beijo gostoso, onde me puxou para si pelo cabelo enquanto eu cravava os dedos na sua bunda ainda por cima da saia, me obrigando a apoiar um dos joelhos no colchão.

Puxava seu corpo pra mim roçando no meu enquanto beijava o pescoço e clavícula exposta. 

Bastou que JongIn me tocasse por cima da calça para que eu arfasse no seu ouvido, fazendo com que ele segurasse o cós da mesma e me puxasse mais pra perto, abrindo o botão e descendo o zíper.

Ele me puxou pra outro beijo enquanto descia as minhas calças e cueca até onde dava e começasse uma masturbação lenta que me deixava mais duro na sua mão e me fazia gemer contra a sua boca e morder pra descontar o tesão.

E então ele se afastou e desceu o corpo até ficar de quatro de novo, me olhou de onde estava e levou meu pau até a boca deixando uma lambida na glande que me fez gemer baixo antes que começasse a lamber lentamente e enfim colocar todo o falo na boca, gemendo em satisfação e causando vibrações que me fizeram segurar o seu cabelo.

JongIn começou a me chupar daquele jeito, vestindo a saia que tinha subido um pouco e deixado parte da bunda à mostra.

Segurei seu cabelo com mais força e movimentei o quadril de encontro a boca dele lentamente, enquanto o próprio mantinha os movimentos com a cabeça e a língua que era pressionada e desenhava as veias.

JongIn me tirou de dentro de sua boca e passou a masturbar enquanto a língua brincava mais embaixo nos meus testículos.

Eu queria muito gozar naquela carinha, com o biquinho vermelho que tinha ficado na boca dele, mas ele parou os movimentos e me encarou.

— Não vai gozar ainda, Hun. 

— Nem passou pela minha cabeça, amor.


Ele sorriu e me deu outro beijo antes de se abaixar e ficar de costas pra mim, novamente de quatro.

— Agora pode tocar. - falou sorrindo e meu pau até doeu de tanto tesão.

Me livrei da camisa e terminei de tirar a calça, me aproximando de JongIn, ficando de joelhos na cama e levantando a saia que usava lentamente, tocando a bunda e apertando em seguida, pra logo depois beijar e ouvir resmungos impacientes do outro.

— Você não parecia com pressa antes.

— Antes meu pau não estava duro. - eu ri e afastei a calcinha que cobria sua entrada para o lado sentindo o pau ficar cada vez mais dolorido só com a visão.

— Fica quietinho e eu te dou algum alívio. - pedi e antes que ele reclamasse novamente eu lambi a entrada que se contraiu na minha língua. — Ah Nini, porque tão fodidamente gostoso?

Ele gemeu alto quando forcei a língua com mais força e praticamente rebolou contra meu rosto, me fazendo penetrar com a língua, coisa que fiz com gosto e até mesmo o estoquei daquela forma algumas vezes enquanto ele gemia com manha e ficava impaciente.

— Hun, por favor... 

Eu sorri e levantei da cama indo até a gaveta de cuecas de JongIn e pegando o frasco de lubrificante que despejei nos dedos e na entrada dele, dessa vez o penetrando com as falanges.

JongIn gemeu incomodado de início mas logo pedia por mais um dedo, até que eu estivesse o penetrando com três e ele pedindo por mais.

Eu ainda não tinha tirado a calcinha dele e agradeci mentalmente por não ter feito isso, pois quando o empurrei pra baixo e virei seu corpo, subindo a saia, foi a melhor visão de todas um JongIn duro dentro de uma calcinha preta de renda.

— Comprou mais dessas? - perguntei sem conseguir desviar o olhar.

Ele riu baixinho antes de responder.

— Duas de cada cor, gostou? - apenas fiz que sim e me abaixei tirando o tecido com a boca antes de beijar a área interna das coxas dele e apoiar suas pernas nos meus ombros pra colocar todo o falo de JongIn na boca, sentindo o gosto de pré gozo que vazava.

Meu cabelo foi agarrado pelas duas mãos do outro que movia o quadril pra cima tentando mais contato pra se aliviar, mas eu o impedi, me afastando.

— Eu vou te foder com essa sainha. Seria um pecado tirar.

Ele sorriu mordendo o lábio, me puxando pra perto, fazendo com que eu me encaixasse entre suas pernas e o beijasse com vontade antes de sussurrar.

— Só se for de quatro.

Me afastei de novo e JongIn se sentou abrindo as pernas e me dando a visão perfeita de como estava duro por baixo daquela saia.

Ele sorriu quando viu o meu olhar e se virou ficando de quatro e se aproximando mais, até que eu encaixasse o falo entre suas nádegas e ele começasse a se esfregar daquela forma em mim, sem ser penetrado.

Ele rebolava arrastando a bunda pra cima e pra baixo e eu próprio o segurei pelos quadris me esfregando nele também enquanto os dois gemiam alto.

— Hun...

— Eu sei. - alcancei o frasco de lubrificante esquecido na cama e despejei em toda minha extensão e também em um dedo, lubrificando a entrada de JongIn.

Entrei lentamente vendo o outro jogar a cabeça pra trás e gemer arrastado e quando cheguei ao final o dei um instante antes de ele próprio levar os quadris pra frente, voltando logo em seguida com força, fazendo a saia de mover com o impacto.

Sorri e passei a me mover, vendo a saia cobrir parte das minhas mãos que seguravam os quadris de JongIn, mas não o suficiente pra cobrir a visão que eu tinha do meu pau sumindo pela entrada que o engolia.

— Hun, mais forte. - eu passei a estocar com mais força enquanto ele passou a gemer mais alto. — Me bate.

Eu adorava quando JongIn me pedia aquilo, só podia significar que estava com tesão o suficiente pra pedir por mais intensidade, seja como fosse.

Eu dei o primeiro tapa em sua coxa e em seguida um na bunda o fazendo rebolar contra mim.

JongIn. Usando uma saia e meias. Se empinando e rebolando no meu pau.

— Você t-tá muito gostoso. Com essa... Saia. - falei apertando sua cintura com força.

— Pra você... Amor.


Aquilo bastou pra me fazer gemer mais e segurar com mais força, estocando mais intensamente e sentindo a entrada de JongIn me apertar dentro de si enquanto eu surrava sua próstata com precisão. 

Ele passou a gemer ainda mais alto, de forma quase insana e o corpo de nós dois estavam suados. O de JongIn ainda mais que o meu pelas roupas que usava.

JongIn abaixo de mim apertava o lençol com força em uma mão e a outra massageava o próprio pau.

Não demorou muito mais para que ele chamasse meu nome num quase grito e gozasse, me esmagando dentro de si e me fazendo gemer tão alto quanto ele, saindo de dentro de si e gozando na sua bunda.

Foi uma das melhores visões que tive. 

A saia embolada nos quadris, o corpo que não se mantinha na posição, ofegando pelo cansaço e minha porra escorrendo pelas nádegas, indo em direção às meias pretas.


Soltei JongIn e deixei que caísse cansado sobre a cama enquanto eu fazia o mesmo ao seu lado. Os dois olhando pro teto e tentando controlar as respirações.

Aquela tinha sido uma coisa deliciosa de fazer e eu não me importava nem um pouco se ele quisesse transformar daquilo um hábito.

Ficava incrivelmente gostoso de saia.


— Hun... Eu comprei outras saias...

Eu me virei pra olhar JongIn que sorria safado e mordia a boca.

— É, quantas?

— Ah foram muitas e também comprei meias e calcinhas de várias cores.

Eu puxei JongIn até que estivesse deitado em cima de mim.




— Vamos ter que experimentar todas elas.




Notas Finais


Querem pwp de qualidade e sentir a sensação gostosa de "MEU PAU TA DURO"?
Leiam Hun For A Week

É uma fic voltada ao pwp, todos os capítulos com lemon gostosinho estrelando ninguém mais ninguém menos que o meu filho!!!
Sehunie!!!
(Tá cada vez mais presente nas minhas fanfics esse menino. Orgulho da mamãe)

Enfim
LEIAM
https://spiritfanfics.com/historia/hun-for-a-week-10089240

(Podem xingar a Rafa nos comentários daqui e da fic dela que ela adora)

Xoxo
*3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...