História Miraculous Ladybug: A Vida Dos Novos Heróis - Capítulo 7


Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Romance
Visualizações 16
Palavras 1.836
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sem comentários...

Capítulo 7 - Para Que Servem Os Amigos


Fanfic / Fanfiction Miraculous Ladybug: A Vida Dos Novos Heróis - Capítulo 7 - Para Que Servem Os Amigos

Como já estava tarde, nossos heróis e guardiões foram para suas casas, dormiram tranquilamente o resto da noite, e na manhã seguinte.

Bekke: Vamos Luna! Levanta!

Luna: Ai, Bekke, deixa eu dormir, estou cansada da patrulha de ontem... Ou hoje, sei lá.

Bekke: Eu sei que esta cansada Luna, mas precisa se levantar para ir pra escola... Sua antecessora, pode até não parece mais ela tinha esses mesmos problemas...

Luna: Ela deve ter sido muito melhor do que eu.

Bekke: Luna, vocês duas são pessoas incríveis. Não diga ao contrário, e o que eu estou referindo, é que sua antecessora acordava cedo, ainda mais, porque era irmã da antiga Ladybug, as duas sempre acabavam se atrasando, mesmo com a Lady namorando o Chat Noir.

Luna: Pera, Ladybug e Chat Noir namoravam? A Ladybird era irmã da Ladybug, e cunhada do Chat Noir?

Bekke: É. A Lady e o Chat se casaram... A Bird, bem, tem a família dela. Sabe, antes de eu e o resto dos kwamis sermos devolvidos, o Mestre nos deu a dádiva de conhecer os filhos dos nossos portadores anteriores, crianças adoráveis, espero que a filha da Bird não seja como a mãe, cabeça dura. Agora, trate de levantar mademoiselle. Espera, eu nunca soube seu nome completo...

Luna: Luna Vitória Garcia Magnus. Falei isso indo pro banheiro e deixando a Bekke no meu quarto.

Bekke: Eu voei rapidamente para a mesa de estudos da Luna, logo dando de cara com uma foto de família, e nela estavam a Luna, o Lucas irmão dela, e os pais dele, mas não foi isso que me fez paralisar, pois, os pais deles dois eram nada mais nada menos do que... Juliette e Diego. Ela é a filha deles.

§§§§ No Quarto Do Lucas §§§§

Sabbre: Levanta!

Lucas: Ai. O que foi Sabbre? Parece que ouve um terremoto...

Sabbre: Muito engraçado garoto, mas, se o senhor não levantar agora, vai se atrasar... E eu aposto, que não vai querer isso, se não, não terá oportunidade de ver alguém chegar.

Lucas: Sabbre! Falei dando um olhar mortal para o kwami, como raios essas criaturinhas conhecem tanto da gente, em menos de uns dias de convivência.

Sabbre: Tá bem, parei. Mas levanta logo... Logo sua irmã tá aí gritando pra você ir tomar café.

Lucas: A Luna não faria iss...

Luna: LUCAS HENRIQUE GARCIA MAGNUS!!! DESCE LOGO, E VEM TOMAR CAFÉ, SE NÃO A MAMÃE VAI SUBIR AÍ E TE ARRANCAR DESSE QUARTO A FORÇA!

Sabbre: O que estava dizendo? Olhei para ele com aquele sorriso irônico, a Luna lembrava muito a Juli, em todos os sentidos possíveis.

§§§§§ Quebra De Tempo §§§§§

§§§§ Na Escola §§§§

Lino: Eu estava caminhando meio distraído nos meus pensamentos, e não estava prestando atenção em nada a minha volta, até que meu corpo se colidiu com o de outra pessoa.

Luna: Você não olha por onde anda garoto!

Lino: Desculpa. Eu estava distraído nos meus pensamentos, não lhe vi.

Luna: Pouco me importa!

Amanda: Luna, se acalma.

Luna: Eu tô calma!

Nathasha: Não ta não... Vem, precisa tomar um ar, e beber uma água.

Luna: Desculpa garotas, eu não dormi direito, e bem já viu que eu fico irritada quando estou com sono. Falei depois que estávamos longe daquele guri.

Amy: Tudo bem morena.

Luna: Vocês são as melhores amigas do mundo. As puxei para um abraço coletivo, meu Deus, mamãe sempre disse que amigos de verdade só arranjamos uma única vez na vida, e eu quero ter amigos verdadeiros como os que a minha mãe tem.

Lucas: Bom dia, Lino!

Lino: Bom dia, Lucas.

Felipe: Eita, o que houve?

Lino: Nada de mais, apenas me bati contra uma garota, e ela gritou comigo.

Diego: Lino Catz, sendo dispensado por uma garota, pai, o senhor só pode ter algo contra seu filho.

Adam: Deixa de palhaçada Diego. Falei dando um peteleco na cabeça dele. Talvez, ela estivesse tendo um dia ruim. A Katrina costuma agir assim.

Hugo: Quando ela não tem nada perto pra lançar na nossa direção você quis dizer Adam.

Lucas: Também... Mas vamo sim bora pra sala. Antes que a gente leve uma advertência por nos atrasarmos pra aula.

Lino: Eu, e que não vou levar advertência, o último a chegar paga mico! Eu comecei a correr pra sala, e eles vinham logo atrás de mim.

§§§§§ Quebra De Tempo §§§§§

§§§§ Sala De Aula §§§§

Adam: Primeiro!

Hugo: Segundo! Bate aí mano! Nós dois fizemos nossos toque secreto de irmãos, a gente se dava bem, claro, meu irmão né.

Lucas: Terceiro! Yes! Me livrei! Eu e meus primos, Adam e Hugo, fizemos nosso toque, enquanto víamos o pessoal correndo pra chegar primeiro. Apostam em quem? Lino.

Adam: Diego.

Hugo: Felipe, vai perder.

Lino: Quarto!

Diego: Quinto!

Felipe: Droga! Sexto. Eu vou ter que pagar mico... Não exagerem pessoal.

Lucas: Tim, uma ajuda aqui cara.

Tim: No que?

Adam: Até o fim da semana, planeja um mico daqueles para nosso brother aqui. Falei dando num soco leve no ombro do Felipe.

Felipe: Tim... Por favor, não me mata.

Tim: Vou pensar no seu caso.

Amanda: Tá olhando pra onde Luna?

Luna: Aquele garoto no qual eu me esbarrei, é amigo do meu irmão.

Nathasha: E o que você vai fazer?

Luna: Roubar minha família por uns minutos.

Gabi: É o que? Luna espera...

Amy: Tarde demais.

Luna: Eu me levantei e fui para perto dos rapazes, logo entrei em meio daquela meninada, e disse. Reunião, os três. Falei olhando da maneira mais fria e séria que eu conseguia, mamãe dizia que era por causa da personalidade secreta dela. (Mille: Dama De Preto)

Lucas: Agora? Luna? Cê tá bem?

Luna: Vou ficar quando conversar com o meu irmão e meus primos. Andem logo. Eu saí de lá, e fui para o fundo da sala puxando a Katrina comigo, ela me olhava com aquela cara de “que que tá havendo?” Me ajuda, temos que pensar em algo rápido eles estão vindo...

Lucas: O que era?

Katrina: O aniversário de casamento dos nossos pais, lembram que eles se casaram no mesmo dia, mas em anos diferentes, temos que preparar algo bonito para eles, são nossos pais.

Adam: Eu havia me esquecido.

Hugo: Que tal um jantar, eles precisam... Luna, você me ajuda na cozinha. Tina, você e o Lucas arrumam as mesas de jantar, eles sempre gostaram das varandas... Mas podemos diferencias, que tal um piquenique à luz velas, o quarteto iria gostar. E Adam, tarefa importante, distrair nossos pais.

Adam: Me ferrei.

Katrina: Me deve essa Di-Lua.

Luna: Valeu Tina.

§§§§§ Quebra De Tempo §§§§§

§§§§ Saída §§§§

Luna: Parece que eu vou sozinha pra casa. Falei olhando ao redor, eu estava sozinha no colégio, meu irmão havia ido junto com os meninos para algum lugar, as meninas estavam já em casa, e eu aqui. Do nada senti uma presença ao meu lado.

Lino: Oi.

Luna: O que você quer? Falei rápida e ríspida, eu simplesmente não fui com a cara dele.

Lino: Eu queria te pedir desculpas, por hoje mais cedo. Eu não sou muito de prestar atenção quando estou distraído, mas sinceramente, desculpa. Não é apenas porque seu irmão é um dos meus melhores amigos, mas porque eu sei que é o certo a fazer.

Luna: Quando ele se explicou em relação ao meu irmão, bem, aquilo me surpreendeu, mamãe dizia que é necessário darmos segundas chances as pessoas, mas nunca disse em quais ocasiões. Desculpa também, eu não devia ter descontado minha raiva encima de você, meio que quando eu estou com sono, nada nesse mundo é capaz de mudar o meu humor. Soltei um riso sem graça na direção dele. Acho que é isso.

Lino: Muito prazer, Lino.

Luna: Sou Luna. Irmã daquela mula do Lucas, ele tá encrencado, deixa eu por as minhas mãos no pescoço dele... Pode dizer adeus a luz do dia, ele só verá a escuridão.

Lino: Acabei por rir do que ela disse, parecia muitas vezes verdade tanta maluquice. Vai fazer isso mesmo?

Luna: Nunca duvides de moi. Eu sou capaz de muitas coisas, quando o assunto é vingança, a gente aprende vivendo com a minha mãe, rainha das trolagens.

Lino: Vai sozinha?

Luna: V...

Lúcia: Luna! Di-Lua! Vamos, minha mãe vai te dá uma carona!

Luna: Não, acho que minha madrinha acabou de me salvar. Já vou Lúcia... Bem até amanhã. Eu dei um beijo em sua bochecha, é assim que me despeço dos meus amigos, logo corri para o carro da minha madrinha, e antes de entrar eu gritei para ele. É melhor correr! Vai cair o maior temporal! Tchau Lino!

Ao falar isso uma forte chuva caiu sobre a cidade, Lino rapidamente despertou e correu para o carro que havia acabado de estacionar na frente da escola, ficou um pouco molhado ao fazer o percurso, mas havia valido a pena, se desculpou com a Luna. E feito uma amizade com a mesma.

§§§§§ Quebra De Tempo §§§§§

§§§§ Na Casa Do Lino §§§§

Plagg: O que é isso que eu vejo?

Lino: O que?

Plagg: São corações aí, encima da sua cabeça?

Lino: Tá ficando maluco Plagg? Comer muito camembert tá te fazendo mal... Como seu portador aguentava?

Plagg: Primeiro – Eu não estou ficando maluco, Segundo – Camembert não faz mal, me fortalece e te ajuda a ficar mais tempo transformado e Terceiro – Meu antigo portador reclamava muito do meu queijo, mas nunca deixou de me dar ele por conta da maravilhosa menina que era a portadora do miraculous da fênix.

Lino: OK.

Plagg: E por último, eu sei quando alguem tá se apaixonando...

Lino: Eu não tô me apaixonando pela Luna.

Plagg: Eu não disse que era por ela. E garoto, você não percebe, mas as vezes viver mais de cinco mil anos, mostra para todos o quanto a humanidade mudou, eu conheci as reencarnações de todos os meus portadores, e muitos nunca mudaram, você não é uma reencarnação, é um novo começo sendo escrito na história do universo.

Lino: Como assim?

Plagg: Garoto... Todos da história, sempre souberam sobre os heróis... Mas, as vezes a história muda, aqueles miraculous que antes eram destinados a amar predestinados seres, agora mudam a ordem... Muitas vezes, o miraculous do tigre e o da fênix eram predestinados a ficarem junto, mas eu conheço um mundo no qual isso não aconteceu. Bem, pode ir dormir. Já cansei dessa história. Eu voei para canto do quarto, eu olhava as estrelas e acabei por ver o brilho escondido do cometa. Seus destinos já forma traçados garoto, assim como o mesmo cometa traçou a vida de vocês a partir do momento em que colocaram os miraculous... O mesmo aconteceu com dois jovens de outra dimensão, Melany e Olliver... Destinados desde o nascimento, e selados durante todos os anos pelo mesmo cometa.

(???): Minha família era assim, madrinha?

(???): É, seus pais estariam orgulhosos da linda moça que se tornou, Jenna.

Jenna: Bem, vamos pra casa. Se não o padrinho vai ter um treco.

 (???): Não exagere.


Notas Finais


Gente Plagg dando uma aula agora, milagre, deixa eu ir vou no mercado com minha prima favorita da vida!!!
#teamoJessi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...