História Miraculous passado no futuro - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Miraculous
Visualizações 15
Palavras 4.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estou de volta com essa Fic!!!
Quem e essa ai?
Nunca nem vi, que dia foi isso?
E, coisas acontecem para eu não postar com a frequência que eu gostaria.
Cof, cof, bloqueio criativo, cof, cof
Mas enfim, essa mascara ai e a do Fire
Quem e Fire?
Leia e descubra
Boa leitura ^-^

Capítulo 8 - Novata, Uma típica saída, E fogo?


Fanfic / Fanfiction Miraculous passado no futuro - Capítulo 8 - Novata, Uma típica saída, E fogo?

Paloma

Cheguei em casa, cansada do dia que foi hoje. Deixei Ale em sua casa, logo depois conversei com minha mãe pelo WhatsAap, a conversa não me agradava de jeito nenhum, mas ela não tem culpa, era o seu trabalho, mesmo que esse trabalho tomo bastante tempo da sua vida, ela consegue conciliar trabalho e vida pessoal.

Mae: Filha, hoje eu tenho um jantar importante com os patrocinadores da minha carreira de modelo  

Mae: Logo após, terei que fazer uma reunião com os administradores do Hotel

Mae: Seu pai vai comigo, então você ficara sozinha essa noite

Mae: Não esquece de dar comida pros seus cachorros

Mae: Pede pizza pra jantar

Mae: fica bem, boa noite

Eu: ficarei bem, boa noite mãe. Bom jantar e reunião

Ok, e só mais uma das varias noites que tive que ficar sozinha em casa, só com os meus cachorros, e só mais um dia típico para uma filha de uma modelo de uma marca grande e famosa, e dona de um Hotel reconhecido por toda Paris, e de um pai veterinário que acompanha a mulher por onde ela for. Uma família ate que normal, pai, mãe, e três filhos, um casal de gêmeos e uma filha casula. Nada de anormal, exceto pela mãe já ter sido portadora de um Miraculous, e a filha ter herdado isso. Entrei em casa, sendo recebida por Perolla, Nescau e Mirabel pulando encima de mim, me abaixei fazendo carinho neles

_Olá, como e que vocês estão? Devem estar com fome, principalmente você, né Pê?- disse indo em direção da cozinha, abrindo o armário de havia a caixa com a ração, peguei a caixa e levei ate a varanda dos fundos, onde fica as casa deles e as vasilhas de ração e água. Coloquei um copo de ração para cada um, e eles atacaram as vasilhas com tudo- uau, meu pai deixou vocês sem comer o dia todo? Que fome!

Deixei eles comendo e tratei de ir para o meu quarto, tomar um banho. Deixei a porta da varanda aberta para eles entrarem em casa quando acabarem de comer, afinal, as noites estão cada vez mais frias com a proximidade do meio do outono, e eles sempre dorme na sala. Já estava escuro do lado de fora, e ainda eram 5:45! Entrei no meu quarto pegando uma toalha e indo para o banheiro tomar o meu mais esperado banho.

 

                                                               ...

 

De dentro do banheiro eu ouvi um dos meus cachorros brincando no meu quarto, pensei que pudesse ser a Perolla, já que ela e a mais apegada a mim. Me enrolei na toalha, estava com o meu enorme cabelo um pouco molhado, só sequei ele com a toalha e escovei ele da melhor forma que deu, e abrir a porta do banheiro sendo recebida por Perolla pulando em mim, quando levantei o olhar, levei um susto, caindo de bunda no chão, Perolla correu para ficar encima do meu colo.

_Finalmente! Achei que você tinha morrido dentro desse banheiro!- disse o ser deitado espaçosamente na minha cama, com sua típicas vestimentas que sempre lembravam uma chama ou qualquer objeto que tenha fogo envolvido, usando uma mascara preta, dourada e laranja, cobrindo metade do seu rosto

_Fire... Não me mata de susto novamente! Eu quase tive um ataque cardíaco!- disse empurrando Perolla de cima de mim

_Tenho cara de Kira por acaso? Eu só queria te fazer uma surpresa!- disse esticando a mão para eu me levantar, e assim eu fiz

_Como foi que você entrou aqui? Está tudo fechado!- disse andando ate o meu armário, pegando o primeiro vestido que vi e uma roupa intima- poderia se virar? Tenho que colocar uma roupa

_Você poderia ficar assim- eu olhei serio para ele- tá bem!- ele se virou cruzando os braços- alias, respondendo a sua pergunta, eu entrei pela varanda dos fundos, já que era a única que estava aberta. Seus cachorros me receberam bem, apesar deles não me entenderem

_Claro que eles não te entende, são brasileiros, não Franceses. Se e que você e francês mesmo- disse terminando de me vestir- pode se virar. A que devo a honra da sua visita?

_Não se pode mais visitar uma amiga?

_Amiga? Sei... Eu só vou te deixar ficar aqui essa noite, por que eu não quero ficar sozinha

_Sua mãe vai ficar fora de novo?- balancei a cabeça, afirmando- ótimo! Eu posso ficar a noite toda aqui com você!

_A noite toda uma virgula! Vai ficar ate eu decidir dormir, e hoje eu vou dormir cedo

_Então, já que a noite vai ser curta, você podia me falar onde esta o livro com os registro dos mundos mágicos e a magica que o livro fala?

_Eu já disse que não estou com esse livro, e eu não faço o menor caralho de ideia de onde esse livro esta, não sei nem mesmo se esse livro existe! Você veio aqui só por causa disso?- comecei a ficar irritada

_Eu preciso encontrar esse livro o mais rápido possível! Meus superiores estão me pressionado para ter esse livro!

_Você sabe muito bem que eu não estou com esse livro! Você já revirou minha casa de cabeça pra baixo, já questionou meu Kwami ate ela desmaia de tanta pressão, já me perguntou mais de um milhão de vezes, já chegou a usar métodos em mim de preguntas que eu prefiro nem comentar, já revirou meu Hotel, escola e lugares que eu vou com frequência, você já vez de tudo pra achar esse livro, e não encontrou! Por que você esta insistindo tanto em mim?

_Você e a guardiã! Se esse livro não esta com a LadyBug, ele só pode estar com você!

_Eu já disse, não esta comigo... Que saber? Vai embora e me deixa sozinha, e melhor assim, você se diz ser meu amigo, mas não chega nem aos pês disso. Se está com tanta pressa de achar esse livro, vai perguntar aos outros portadores, aproveita que a nova LadyBug esta ativa e vá aplicar seus métodos de pergunta com ela. E ME DEIXA EM PAZ!

Ele ia falar algo mas eu sair do quarto fechando a porta, deixando ele sozinho no meu quarto. Não aguentava mais ficar ali com ele, só de lembrar tudo que ele fez comigo no passado, para tentar arrancar alguma informação que eu não faço ideia que existe! Quando fizemos um ano que estávamos com os Miraculous, ele apareceu... Fire apareceu em uma noite depois de uma batalha que eu e os outros portadores tivemos com um obscuro, ele chegou bem na hora que minha transformação ia terminar. Ate hoje ele não largou mais do meu pê, e já passamos tantas coisa juntos, que eu acabei me acostumando com sua presença. Cheguei na cozinha, quando eu percebi, eu estava chorando com tudo, por mais que eu enxugasse minhas lagrimas, elas desciam mais, e a lembrança do dia que ele usou tortura sexual para fazer eu falar algo, só me fazia chorar mais, me debrucei sobre as mesa central da cozinha tentando me acalmar. Quando percebi, Fire estava atrás de mim, sem dizer nada, ele me virou me abraçando, fazendo carrinho na minha cabeça, ficamos um tempo assim, ate ele resolver falar:

_Me desculpa, por tudo– isso me pegou de surpresa, apesar dele ter feito muitas coisas comigo, nunca se desculpou

_Por que isso agora?- eu olhei para os seus olhos verdes, que pareciam tão familiares

_Só agora eu percebi que deixei você no limite, me desculpa, prometo não te fazer mais perguntas sobre o livro, agora eu tenho certeza de que você não tá com ele- disse ele secando as minhas lagrimas

_E o que você ira fazer agora?- ele suspirou

_Terei que ir atrás da LadyBug, e começar tudo de novo

_E melhor você não fazer isso! D... Deixa que e... Eu falo com ela sobre o livro, e melhor eu fazer isso do que você

_Por que tem que ser você? Por acaso esta com ciúmes?- disse ele dando um sorrisinho de lado convencido, revirei os olhos

_Não idiota, eu sei muito bem o que você irar fazer com ela, e eu sei que ela não aguentara a pressão, e melhor eu fazer do meu jeito.- eu sabia que Allessa não iria aguentar metade do que eu passei na mão dele, ela parece bem delicada, não aguentaria a pressão psicológica dele.

_Você quem sabe. Você já conhece a portadora pessoalmente?

_Já, ela e legal- me afastei dele indo na sala pegar minha mochila- tenho que ver se tenho algum dever de casa, você vai mesmo ficar aqui essa noite comigo?

_Claro que eu vou, alias, tenho que te contar uma coisa: eu sei falar português

_Como e que e? Você sabia tudo que eu falava e escrevia? Esse tempo todo? E só agora que você me conta?- disse ficando irritava

_E, bem, eu tinha que manter isso em segredo, vai que você falasse algo em português? Eu tinha que fingir que não entendia nada

_Tá, tá, tá... Só vou no meu quarto vê se tenho algum dever de casa e já volto. Enquanto isso, pede uma pizza media, de frango a bolonhesa, sem cebola e muito molho.

_Pode deixar!- disse ele feliz

Corri ate meu quarto vasculhando minhas coisas na mochila, olhei caderno por caderno, sem achar nada pra fazer, arrumei minha mochila com o horário de amanha, sem levar os matérias do primeiro e o segundo horário, arrumei uma roupa básica para vestir amanha e outra coloquei na mochila para usar durante a aula, coloquei maquiagem e escova de cabelo, elástico e grampos de cabelo. Percebi que eu não achava a Kim de jeito nenhum

_Kim! Kim! Onde você tá?- tentei chamar o Kwami, mas ela não me respondia- Kim, se você aparecer, eu te dou a fruta que você quiser!- mais do que imediato, a Kwami apareceu na minha frente, me fazendo recua com a cabeça

_Pode ser qualquer fruta mesmo?! Eu quero morango com uva e pera!- disse a Kwami animada

_Tudo bem, e te dou as frutas, mas por onde você andava? Você deveria estar na minha mochila

_Eu estava dormindo, ai eu acordei quando ouvi seus cachorros latindo, depois você foi tomar banho e o Fire chegou, depois vocês brigaram, e ai eu fiquei esperando uma boa hora para aparecer, e essa hora chegou. Agora sem rodeios, onde estão minhas frutas?

_Calma apresada, estamos com “visita”, além de que eu também estou morta de fome, vou comer três pedaços de pizza inteiros! Pode ir pra sala, daqui a pouco eu vou, só vou pegar o dinheiro

Não precisou dizer duas vezes, Kim saiu parede a fora indo para a sala. As vezes eu queria saber o que essa pequena Kwami faz quando não esta sobre os meus olhos, “se eu te contar o que eu faço, terei que te matar”, palavras da própria Kim, e pensar que com a convivência que tivemos nos aproximaram e aprendemos uma com a outra, minha mãe também adorou ter de volta a companhia da antiga amiga, todos saíram ganhando com apenas uma decisão. Peguei meu celular, lembrei que não tinha pego o numero da Ale, então pedi a Alya para me passar o numero, tendo o numero de Ale, mandei uma mensagem para a mesma:

Eu: Oi Ale, tudo bem? Aqui e a Bee da escola, eu só queria te avisar para estar na escola as 6:00, e se quiser, leva roupa para trocar, maquiagem, escova de cabelo, pode levar, lá no grêmio tem banheiro pra tomar banho se quiser.

Eu: Nos tomaremos café da manha lá também, então não se preocupe em nada sobre sair de casa muito cedo. E só isso mesmo, boa noite e ate amanha.

Ela nem demorou muito para responder

Ale: Oi Bee, ok, 6:00  eu vou estar na escola, obrigada por me informar sobre a comida e a roupa, boa noite, ate amanha.

Sai do quarto voltando para a sala, Fire já tinha pedido a pizza e brincava com os cachorros junto de Kim, peguei um prato com todas as frutas que Kim tinha pedido, depois coloquei minha conta da Netflix na TV da sala e coloquei no anime “Nanatsu no Taizai”. E minha noite seguiu assim, ela foi ate 10:30 da noite, quando decidir dormir e mandei Fire ir embora.

 

                                                                              ...

 

Acordei era umas 5:10 da manha, se eu não morrace tão longe da escola, não precisaria acordar tão cedo. Levantei da cama a contra gosto, fui no banheiro fazer minhas higienes matinais, depois peguei a roupa que tinha separado para hoje, uma regata branca, saia preta e meus tênis de saltos preto e dourado, meias 6/8 preta, e um moletom preto com capuz por cima, escovei meu cabelo e fiz uma trança longa de lado que ia ate os meus joelhos. Acordei Kim e nos fomos ate a cozinha pegar algo pra comer, chegando lá, meu pai estava sentado na mesa tomando café e lendo jornal

_Bom dia! Já de pê tão cedo assim?!- disse me sentando na mesa ao lado do meu pai

_Eu tenho uma coisa que se chama trabalho, por isso tenho que acordar cedo. E você?

_É eu tenho uma coisa que se chama grêmio

_Logo tão cedo assim? O que você vai fazer lá?

_Tenho que fazer cartazes de eleições, estamos precisando de um novo líder para uma das casas de lá, fora isso, tenho que ir de sala em sala explicando como vai ser e pendurar os cartazes. Pendura vai ser ate fácil, mas ir de sala em sala... São três anos, quatro sala em cada ano, vai ser foda, começar o dia já com trabalho grande!

_E a Julia vai te ajudar?

_A Julia não, ela saiu do cargo. Agora e outra menina

_Ata, se quiser tem café preto bem forte, e frutas na geladeira, e bolo de cenoura

_Oba! Ainda tem morango? Eu quero!- disse Kim flutuando no meio da mesa animada, eu e meu pai rimos da sua animação, e fomos pegar nossas comidas do café da manha

 

                                                               ...

 

Cheguei na porta da escola, ainda estava ventando frio, e meu moletom estava fechado, com o capuz na cabeça, mãos no bolço, meu cabelo ficava um pouco molhado devido a neblina que vinha da manha fria, sentei na porta da escola esperando Ale chegar. Ela não demorou a chegar, logo eu vi ela, vestida com roupas de malhar e o cabelo preso em um coque, vindo correndo para onde eu estava. Me levantei e ela parou na minha frente, ofegante de tanto correr

_Por que tu tá correndo tanto?- perguntei enquanto a menina tomava ar

_E -eu estava fazendo meus exercícios diários, e um abito para manter o corpo

_Isso tudo e por que você e modelo? Ate onde eu sei você mora muito longe da escola!

_E mas, mesmo assim, eu ia precisar correr de qualquer jeito!

_Depois de um tempo você não precisara mais disso, vai perde mais quilos lutando como LadyBug do que correndo Paris inteira!- ela sorriu- vem, vamos entrar logo, você precisa tomar água

O peguei a chave da escola e abrir o portão, entramos e fomos direto para a Torre do Grêmio. Chegando lá, abrir o terceiro andar e logo deixamos nossas mochilas no sofá. Fui ate a cozinha, abrir a geladeira pegando um pacote com pão de queijo, preparei os pão de queijo para ir ao forno, liguei o mesmo e coloquei no meu celular 30 minutos no cronometro para quando o pão de queijo estiver pronto

_Ale, você já comeu pão de queijo?- perguntei vendo ela sentada nas cadeiras da bancada bebendo agua de uma garrafa

_Já ouvir falar, meu professor de português diz que e uma delicia, mas eu nunca comi

_Então hoje você vai comer, e congelado, mesmo assim e ótimo! Um dia eu te levo lá em casa pra você comer comidas brasileiras de verdade. A quanto tempo você faz aula de português?

_A três anos. Mais um mês e eu acabo com o curso

_Ótimo, fala português não e tão fácil assim

_Você também fala português?

_Na verdade eu sou brasileira. Nasci no Brasil, e vivi lá ate os meus 5 anos, depois vim estudar na França, e fico indo de um pais pro outro, em férias e eventos.

_Nossa, minha vida e assim, e só trocar o Brasil pela China e Japão.

_Legal- meu celular apitou- o pão de queijo esta pronto!

Passamos as duas horas antes da aula fazendo os cartazes, preparando a explicação que íamos dar de sala em sala, depois ensinei a Ale como funciona os documentos que nos mexemos, era somente o histórico dos alunos, de tudo que acontecia com eles. Quando finalmente terminamos, começamos a nos arrumar, Ale foi tomar um banho enquanto eu trocava de roupa, coloquei um short de cintura alta preto, um croped azul e preto de mangas compridas, continuei com minha meias 6/8, e meus tênis de salto, arrumei meu cabelo deixando ele solto e extremamente lisos, passei rímel nos olhos e um batom vermelho claro, Ale saiu do banheiro com um vestido rosa escuro simples, sandálias rosas claras estilo grega e o cabelo com uma tiara de trança feita com o próprio cabelo dela, quando estávamos terminado de arrumar tudo, ouvi a porta se abrir e Miguel com uma garota entrarem

_Licença, posso entrar? –perguntou Miguel parando de frente para o sofá onde eu e Ale estávamos sentadas

_Depois que você entra que você pergunta se pode entrar?- disse com ironia

_Você não deixa escapar uma, não e mesmo? Enfim, eu só vim trazer a novata que estava procurando as lideres do grêmio

_Me procurando? Oh novata, guria, garota, menina- ela estava distraída olhando para a sala do grêmio, nem me ouvir ela estava, observando bem ela, ela tinha cabelos longos prateados com a franja cobrindo um de seus olhos, pele extremamente branca, e olhos azuis, parecia alguém albino- Oh albina- ela finalmente prestou atenção em mim- vem aqui- ela caminhou te onde estávamos- qual e o seu nome?

_Samantha Elizabeth- ela disse de uma forma tímida, gostei dela

_Eu sou Bee, presidente do grêmio e essa e Allessa vice- presidente, o que você queria com nos?

_ Eu só queria entregar meus documentos de transferência, a diretora disse que vocês que iam cuidar disso- disse Samantha, como ela era tímida, tímida ate demais

_E claro que a diretora ia mandar eu fazer isso- revirei os olhos- tudo bem, me de os documentos- estiquei os braços e ela me deu alguns papeis, subir ate a mesa de reunião e deixei os papeis na mesa, desci as escadas- depois eu cuido disso, você e de que ano mesmo?

_Lycée, Seconde- disse Samantha

_Ata, primeiro ano do Ensino Médio, ok, já sabe onde e sua sala?

_Sei sim

_Maravilha, já sabe qual e a sua casa?

_Acho que a casa Ara

_Tudo bem, já pode ir pra sua sala. Daqui a dez minutos o sinal toca- ela assentiu e se retirou- e você também devia ir para as salas do Premier

_E vocês duas? Não vão para sua sala do Troisième?- disse Miguel

_Antes nos duas vamos passar por todas as salas do Lycée, depois a gente vai para a sala- disse Ale

_Ela já disse tudo, agora se retire- disse fazendo gestos para ele sair

_Ok, vocês venceram. Ate logo- disse Miguel saindo da sala

E depois de uns 10 minutos o sinal tocou, dando inicio as aulas. Eu e Ale pegamos tudo que seria usado e saímos em direção a salas do Lycée, e o dia seguiu assim.

 

                                                                              ...

Estava eu, Ale, Felipe, Alya, Marcos, Gabi, Leo e Julia conversando na escada que dava acesso as salas do Troisième, estamos conversando sobre qualquer besteira, afinal as aulas já tinham acabado, só não queríamos ir embora agora, ate que eu vejo Felipe, Gabi e Leo olharem para atrás de mim e dizer um “Ixiiii... Vai dar merda!” em conjunto, perguntei o que era e eles mandaram eu olhar pra trás. Nunca me arrependi tanto de ter olhado para trás, eu vi a imagem do capeta! Não, nem o capeta merece aturar esse ser. Eu vi a Lorena Lamartine, irmã gêmea do Alex Lamartine, vindo na minha direção com suas amigas, que pareciam suas escravas. O que essa praga quer comigo? Eu evitei essa peste desde do inicio da semana

_Paloma... Que desprazer ver você ainda nessa escola- disse Lorena parando de frente para mim, respirei fundo para me acalmar

_O que você quer?- disse de uma forma grosseira

_Nossa, sua mãe não te ensinou a ter educação?- disse ela de uma forma enjoada

_Ela me ensinou a ter educação com quem merece, e você não merece isso!

_Afs... Só queria saber se a filha dos Agrestes estuda aqui mesmo, pelo visto ela estuda, e já esta andando com as pessoas erradas

_Errada seria ela se andasse com você e seu irmão. Agora vaza daqui antes que eu me estrese mais, vai passa...- disse com ironia e irritação na voz

_Você vai me obrigar a sair daqui?- ela tá querendo me provocar? Ela quer apanhar?

_Não porque eu não toco em bosta, agora sai daqui, tá poluindo minha vista

_Olha aqui sua garota...

_Bee, BEE, PRECISO DE VOCÊ!- disse Nathan correndo na nossa direção, sem ele ver, ele empurrou Lorena pra longe de mim, ela mesmo indignada se retirou bufando e batendo os pês como uma criança mimada. O garoto de Cabelos pretos e mechas azuis recuperava ar, enquanto o resto do grupo ria atrás de mim –B... Bee, tem uma garota apanhando atrás da escola. Acho que ela e novata

_Apanhando? De quem? Como ela é?- perguntei, já pensando em quem poderia ser

_Ela tá apanhando do Alex e seus amigos, ela tem os cabelos prateados

_Só pode ser a Samantha, Bee, o que a gente pode fazer?- perguntou Ale

_A gente pode ir lá e ajudar ela. Bora bater em uns babacas Gabi?

_Claro, e bom que já estamos fora da escola, assim fica mais fácil- disse Gabi

_Partiu então!- disse animada

Nos todos nos direcionamos para a parte de trás da escola, isso sempre acontecia no inicio do ano, esses meninos não aprendem mesmo. Combinei com o resto do grupo que Ale, Julia, Leo e Nathan cuidariam da menina, enquanto eu, Felipe, Alya, Gabi e Marcos íamos dar um jeito de parar Alex e seus amigos- na porrada e claro- quando chegamos lá, tinha umas 10 pessoas, incluindo o Alex, fazendo um circulo em volta de Samantha, ela chorava, estava toda ralada, com uma olho roxo, sua mochila estava revirada, e na mão de Alex tinha a carteira da menina, não aguentei e me intrometi  no meio daquela rodinha do “medo”

_Alex Lamartine, já fazendo merda no inicio do ano. Você e um cuzão mesmo, tem porra nenhuma pra fazer da vida, e fica fazendo bullying com os novatos! Vai chupar um pau pra ver se queta esse cú ai, nunca vi tanto fogo no rabo!- disse alto de uma forma firme para que todos ao redor pudessem ouvir, eles param na hora. Alex e seus amigos me encararam, Alex tinha um olhar furioso para mim, ele jogou a carteira na cara da menina e caminhou ate mim, eu nem estava muito longe dele. Ele me encarou de perto, não me assustei nem um pouco com sua altura, já que eu mesmo com o salto 5 cm do tênis, ficava uns 10 cm mais baixa que ele, mantive minha cabeça erguida

_E você também não tem porra nenhuma pra fazer da vida, por que se tivesse, não estaria aqui atrapalhando o meu serviço- disse Alex irritado

_Vai pra puta que pariu, que eu tenho mais o que fazer. Pegam logo a menina, levem ela pra longe daqui, vou dar um jeito aqui- disse e Ale, Julia, Leo e Nathan correram pra ajudar Samantha, dois meninos ia impedi eles, mas eu falei antes- E se alguém se mover ate eles saírem daqui, vai apanhar em dobro!- eles voltaram para seus lugares quando Alex olhou para os dois, os quatro ajudaram Samantha a se levantar, ela mancava, o que eles fizeram? Leo e Julia pegaram as coisas de Samantha e saíram correndo daqui. Voltei minha atenção ao moreno que estava na minha frente

_Agora que as crianças saíram, podemos resolver isso direito. Não pensei que meu dia seria tão agradável, terei direto ate de poder bater em sua cara, já estou cansada de você, Alex Lamartine

_Digo o mesmo, Paloma Bourgeois

Depois disso, foi só pancadaria, porrada e muita diversão para mim. Todas as vezes que tinha que fazer isso, dar uma de valentona do bem e ter que envolver meus amigos, me sentia culpada, mas eu não conseguiria fazer tudo sozinha. Só espero que todos os outros estejam bem, e que Samantha já esteja com os machucados sendo tratados na casa da Julia, ou na casa de qualquer um deles.


Notas Finais


Então pessoal, estava eu dando uma estuda nos anos escolares na frança (porque eu não tinha nada pra fazer da vida mesmo) e es que descubro que os anos escolares na frança são decrescente e tem os seguintes nomes:

Collège: Ensino Fundamental

Sixième (6e): sexto ano
Cinquième (5e): sétimo ano
Quatrième (4e): oitavo ano
Troisième (3e): nono ano

Lycèe: Ensino Medio

Seconde (2e): primeiro ano
Premier (1e): segundo ano
Terminale (Term ou Tle): terceiro ano (nosso tão famoso terceirão)

Baccalauréat: versão francessa do ENEM

Então a partir de hoje usarei esses termos, talvez não quando a Bee estiver narrando, porque ela e brasileira, já os outros serão esses termos mesmos

E só isso por hoje;
Ate a proximaaaa...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...