História Mirror - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Marlene Mckinnon, Sirius Black
Tags Blackinnon, Drama, Marlene Mckinnon, Oneshot, Sirius Black
Visualizações 63
Palavras 789
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - She isn't coming back


"Marlene se foi Sirius, sinto muito. Ela não irá voltar." 

Aquela maldita frase estava ecoando em sua cabeça como uma maldição, como a maldição que havia tirado a vida dela. 

Todos os seus amigos estavam sendo mortos naquela guerra, estava perdendo aos poucos a família que construiu. Sirius não sabia como agir, sua mente estava uma bagunça completa e suas atitudes imprudentes apenas o colocavam cada vez mais na linha de frente da batalha, mesmo sabendo que sua cabeça estava a prêmio. Se esconder havia se tornado mais que uma opção, agora era uma necessidade.

Os Potter estavam mortos e a culpa por aquela monstruosidade estava pesando em suas costas, mesmo que ela não fosse sua. Nunca seria e ele sabia disso, mas ver seus amigos duvidando de sua palavra estava acabando com ele gradativamente. 

Nessas horas ele sentia falta de McKinnon, talvez até mais que em qualquer outro momento. Aquela garota era um tornado que usava batom vermelho mas sabia dar ótimos conselhos e tinha um dos mais lindos corações que ele já vira. Era sua melhor amiga, companheira, alma gêmea. Sua futura esposa, a mãe de seu filho que nem chegou a nascer. 

E agora ela se foi. Marlene McKinnon estava morta e uma parte de sua alma partiu junto com ela.  

Sirius estava sozinho outra vez, perdido em sua própria miséria e desespero. Sem saber o que fazer, em quem confiar, onde ir. 

Sozinho.

Os passos incertos de sua forma animaga ecoavam pelos extensos corredores de pedra do castelo, a escuridão ajudava a disfarçar sua presença e ele torcia para que não fosse visto vagando por ali. Hogwarts já não era segura, não para ele. Mas Sirius só precisa vê-la outra vez, uma última vez antes de perder tudo aquilo que conhecia, antes de viver trancado atrás de muralhas. Não demorou até encontrar a grande sala mal iluminada, já esteve ali outras vezes quando mais jovem, quando esboçava um sorriso sincero no rosto. 

Sirius Black era apenas a casca de quem foi tempos atrás, era apenas um sobrevivente que já não queria mais lutar. Não tinha motivos para tal feito. 

O vento suave que bagunçou seus cabelos lhe fez sair dos devaneios e a visão que se fez presente no grande espelho de Ojesed lhe tirou o fôlego. Recebeu um aceno suave da figura sorridente que segurava um pequeno pacotinho embrulhado nos braços. Era sua Marlene, sua linda Marlene estava ali pela última vez para que pudessem se despedir. 

— Lene... - sussurrou, sua voz tão quebrada quanto seu interior — Pensei que nunca mais fosse ver você outra vez, pensei que... - tossiu, sentindo as lágrimas desesperadas molharem suas bochechas — Eu te amo tanto Marlene, amo você e nosso bebê e-e-eu sinto muito por não ter protegido vocês como deveria, você se sacrificou por aqueles que amava e não fui capaz de fazer o mesmo por você. Sinto muito, Marlene, eu sinto tanto.  

A imagem de McKinnon colocou uma das mãos sobre o vidro do espelho, esperando-o chegar perto o suficiente para fazer o mesmo. 

— James e Lily estão mortos, Marls - contou, sentindo a garganta ficar seca ao lembrar dos melhores amigos — Eles se foram e a culpa disso tudo é minha, se o segredo estivesse comigo nada disso aconteceria. Harry poderia ter uma vida com os pais, mas tirei isso dele... eu só estrago as coisas, querida. Não mereço estar vivo quando todos vocês se foram, isso é tão injusto! - gritou, desabando seu corpo no chão. O choro desesperado preenchendo o vazio daquela sala fria — Lene, me perdoe por ser tão ruim... por ser tão...

Sirius não conseguiu completar a fala, perdido em memórias até ouvir a porta ser aberta com um estrondo. O zelador do castelo agora encarava seu rosto com espanto e rancor.

— Ele está aqui, levem-no para os dementadores! O lugar desse traidor é Azkaban! - gritou o homem, apontando para o corpo encolhido de Black, que ainda chorava encarando o reflexo de sua companheira e sua filha. Ambas pareciam estar decepcionadas com ele. 

Ele também estava.

— Eu te amo Marlene, me perdoe. - sussurrou uma última vez, sentindo os braços fraquejarem. 

Black foi arrastado pelos corredores por alguns membros do ministério, não lutando em nenhum momento já que seria mais fácil daquela maneira. Ele havia desistido ao ser entregue aos dementadores, que rapidamente sugaram o restante de sua felicidade.

A inconsciência o dominou após alguns minutos, mas a doce voz de Marlene embalou seus últimos pensamentos com ternura e amor. Sirius esqueceu da guerra, das perdas e do sofrimento, mesmo que momentaneamente e descansou até a chegada em sua cela.

"Também amo você, Sirius Black e vou ama-lo até o fim de minha vida."

Ela não iria voltar, nunca mais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...