História Mirror, Mirror on the Wall - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Branca de Neve
Personagens Branca de Neve, Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEEEEEEY
Primeiro, desculpem por sumir do Spirit por tanto tempo... T-T
Segundo... *pegando fôlego*
EU TROUXE UMA NOVA HISTÓRIA MEUS AMORES
Espero que gostem :3

Beijos de macarrão <3

ps: Ah, a história se passa depois do filme da Branca de Neve da Disney ok?

Capítulo 1 - Capítulo Um


  A neve caía, congelando até os corações mais quentes. Branca de Neve estava sentada em seu trono, acariciando o batente e com o olhar fixado no grande salão. Até que foi retirada de seus pensamentos.

  - Minha Rainha... Creio que este espelho pertença a vossa Majestade agora que sua madrasta está morta. – O serviçal se aproximou, seguido de dois guardas que carregavam o objeto reluzente.

  - Por favor, o coloquem em meus aposentos. – Pediu a jovem soberana, com calma e cautela.

  Os serviçais anuíram e saíram da vista da rainha, que, embargada com a volta do espelho, pensava distantemente da realidade.

  Até que foi tirada de seu devaneio por barulhos vindos do portão do palácio, onde dois guardas arrastavam violentamente um rapaz sujo, e com cortes superficiais no rosto pálido.

  - Oque significa essa bagunça? – Branca de Neve levantou de seu trono e encarou a situação.

  - Minha senhora... – Começou um dos guardas. Jace, se ela se lembrava corretamente o nome. – Esse rapaz estava jogado ao sopé do penhasco onde sua madrasta... Bem, o encontramos lá.

  - Sabem ao menos o nome dele?

  - Não, ele reluta em dizer quaisquer palavras.

  A rainha se aproximou o suficiente para sentir a respiração fria do garoto sem nome.

  - Pois bem, chamem aias e pajens, cuidem dele, quero que ele esteja bem para que eu possa ter uma conversa séria com ele ao cair da pálida noite. – Com tais palavras, eles se retiraram da vista da rainha e foram em direção a outro cômodo.

  Estava anoitecendo, a neve ficava cada vez mais rarefeita e dava lugar a um céu repleto de pequenos pontos brilhantes.

  Branca de Neve caminhou um pouco desnorteada até a janela, onde podia enxergar seu reino e o firmamento acima. Sempre havia sido um sonho poder tocar o céu, ou até mesmo, fazer parte dele, afinal, todos que amava estavam lá. Seu pai, sua mãe e seu amado príncipe. Este último, morto em batalha há alguns anos após a retomada da coroa.

  Já estava tarde da noite, e Branca de Neve permanecia sentada em sua cama, observando as estrelas, pensando em como seria bom poder voltar no tempo e ter de volta todas as pessoas que perdeu.

  A jovem ouvira suaves batidas na porta de seu quarto.

  - Entre.

  A porta se abriu, um dos guardas se apresentou e prestou as devidas menções a sua soberana.

  - Minha rainha, seu visitante deseja vê-la. Ele se recusa a falar com qualquer um que não seja vossa majestade.

  A menina assentiu e seguiu para um pequeno aposento localizado a leste do salão de baile.

  Adentrando o local, viu o rapaz sentado na cama, com ambas as mãos entrelaçadas.

  Ao ver a princesa, ele se levantou, já deposto de seu estado anterior e sujo. Estava vestido numa túnica simples e uma calça de linho esbranquiçado.

  - Não vou falar nada enquanto não estivermos a sós majestade. – Sua voz grossa se pronunciou pela primeira vez.

  Ela acenou com a cabeça para que seus acompanhantes fossem embora, deixando a jovem com aquele estranho desconhecido.

  Era um rapaz realmente belo, com cabelos castanhos claro, os olhos puxados denunciavam que ele não era daquele país preenchidos por belíssimas íris azuis.

  - Vossa Majestade, lamento me encontrar com a senhora nestes trajes. Ouvi grandes boatos acerca de sua bondade e vim até aqui para confirmar, mas, eu acabei sendo pego por uma tempestade e por ladrões. – A rainha escutava cada palavra atentamente, analisando a situação.

  - Qual é seu nome? Creio que pode ficar aqui pelo tempo que precisar para se recuperar, contanto que siga as leis de meu reino.

  - Sou Kim Taehyung, sou estrangeiro, espero que não a incomode. – O garoto sorriu com todos os dentes e se curvou.

  - Tenho que ir, fique a vontade  Sr. Kim. – Branca de Neve saiu, escutando a porta ser fechada atrás de si.

Ela retomou o caminho de volta para seu quarto, pensativa, até dar de cara com o espelho tenebroso, que a rainha podia sentir que a encarava.

- Esse espelho carrega uma energia maligna... A alma de minha madrasta ainda ronda por aí, pairando. – Branca deitou na cama e se cobriu, pelo que sabia, já era tarde e estava cansada, então, apenas fechou os olhos e se deixou levar pelo sono.


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse primeiro capítulo <3
Qualquer erro me avisem, pelo amor de Gd
Bem, até logoooo *some em purpurina roxa*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...