1. Spirit Fanfics >
  2. Mirrors >
  3. Mirrors

História Mirrors - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Mais uma one pra vocês
Espero que gostem bebês
Love you, guys❤

Capítulo 1 - Mirrors


Narrador

Em uma pequena vila remota, muitos dos moradores diziam que uma parte do lugar em específico era assombrada. Os habitantes da pequena vila chamar o lugar proibido de "Casa de espelhos", e que a única pessoa corajosa o suficiente para ir até o local, havia desaparecido e nunca mais voltado.

Trezentos anos se passaram e ninguém teve a audácia de tentar explorar a casa dos espelhos, uma das poucas pessoas que se aventurou nas proximidades, dizia ter ouvido o sussurro de uma voz feminina.

Ally era a garota mais corajosa de seu vilarejo, com apenas dezessete anos a menina já havia enfrentado várias batalhas e ganho a maioria delas. A pequena loira estava em uma pequena confraternização com seus amigos, quando Zayn a desafiou.

- Vamos ver se nossa heroína é mesmo tão corajosa como dizem. - Zayn já estava meio bêbado, todos ali estavam. - Eu tenho um desafio para você!

- Manda! - Pediu depois de virar sua bebida de uma só vez.

- Eu te desafio a ir a casa dos espelhos sozinha e nesse exato momento. - Já se passava das três da manhã, estava escuro e Zayn achou que Ally não iria concordar.

- Okay, desafio aceito! - Disse a pequena, arqueando uma de suas sobrancelhas.

Ally se levantou com todos logo atrás de si, eles queriam mesmo saber se a loira realmente entraria no lugar ligado como amaldiçoado.

Ally caminhou a passos firmes até o local mais escuro de sua vila, atrás de si podia ver olhos arregalados e pessoas tremendo de medo só por terem ultrapassado o limite permitido.

- Nós só vamos até aqui! - Zayn a informou, batendo os dentes pelo nervosismo.

Ally lhe lançou um sorriso debochado, Zayn, que se dizia o corajoso, estava morrendo de medo.

A loira revirou os olhos e sumiu na escuridão do meio da floresta, ela andava lentamente, observando tudo ao seu redor, seus olhos curiosos e atentos a tudo.

Entrou no local escuro, se deparando com o monte de espelhos ao seu redor, mas o grande espelho com moldura preta lhe chamou a atenção. Ally se aproximou do espelho e pôde notar que alguém lhe encarava do outro lado.

Era um altar maléfico, penetrante, que atraia Ally, a loira só sabia olhar para o par de olhos vermelhos que a encarava.

- Não vai fugir? - A dona da voz feminina vinda do espelho perguntou.

- Não!

- Ora... Você é a primeira pessoa a me ver e não sair correndo, ou tentar... - Soltou uma risada.

- Não sou medrosa como eles. - A baixinha desdenhou, cruzando os braços.

- Não gostaria de saber como é minha real forma?

- E você têm cara? - A loira riu. - Pensei que fosse apenas olhos!

- Toque-me! - Os olhos vermelhos ordenaram.

Ally se aproximou do espelho, tocando a mão que estava por trás. Seus olhos escureceram, luzes rodeava seu corpo e uma voz rouca dizia algo incompreensível ao fundo de seus sentidos.

- O que porra acabou de acontecer?! - Sua voz era apenas sussurrada, não conseguia abrir os olhos direito.

- C-como..? - Se obrigou a abrir suas orbes ao ouvir a voz cada vez mais nítida e sentir uma presença ao seu lado.

- Como você saiu do espelho? - A loira agora estava realmente assustada. - Ou como eu entrei, não sei ao certo!

- Você não está dentro do espelho! - A criatura com chifres e rosto fumegante lhe assegurou.

- Jurava que você era normal fora daquele espelho.

- Eu sou... Nunca ninguém conseguiu me libertar do feitiço que a bruxa Normani me lançou, mas você conseguiu, em partes! - A coisa parecia estar feliz.

- Como é o seu nome?

- Lauren! - Disse simples.

Lauren lhe contou toda a história sobre a maldição, foi impossível que Ally não ficasse fascinada, sua história de vida era impressionante.

- ...E foi isso... - Disse ao terminar de contar toda a história.

- Então a pessoa que lhe tirasse de dentro da moldura, precisaria lhe beijar para que você volte a sua forma humana de adolescente comum? - Perguntou surpresa.

- Sim... - Lauren soltou um suspiro. - Não vou lhe pedir que faça isso, eu mesma teria nojo de beijar uma coisa como eu. Só achei que deveria lhe informar sobre todas as partes da mald... - Sua fala foi cortada pelos lábios da pequena loira sendo precionados nos seus.

Quando ambas abriram os olhos, Lauren já não era a criatura horrenda com a pele dissolvendo, agora ela era uma morena de cabelos longos, pele pálida, lábios rosados e intensos olhos verdes.

- Eu gosto de ser do contra. - Sussurrou sentindo os olhos da garota encima de si.

Ally uniu seus lábios mais uma vez, era algo que ela não podia evitar, sentia que Lauren a chamava, que tinha descobrindo um imã com a de olhos verdes.

As duas passaram semanas juntas, Jauregui voltou a viver sua vida normal, muitos ainda se questionavam de onde a de olhos verdes tinha saído, como havia conhecido a loira e como Ally havia saído viva da casa dos espelhos.

A "amizade" das duas era algo bem colorido, os pais de Ally não se importaram se a filha estava se relacionando com uma garota, a felicidade de Ally era visível em seus olhos.

Era para ser só mais um dia comum na vida das garotas, mas Lauren estava preparando algo especial para a menina loira que lhe tirou de sua prisão.

Ally chegou em casa, seus olhos foram de encontro a seus pais e Lauren, que se mantinha conversando algo com o casal.

Jauregui se levantou, segurou nas mãos da pequena menina, tomou um grande fôlego e pôs para fora tudo o que estava sentindo.

- Pequena Ally. - Iniciou meio tímida. - Eu nem sei por onde começar a te dizer tudo isso que eu estou sentindo por você nesse momento, mas posso tentar. - Riu envergonhada. - Bom, desde o primeiro momento em que eu te vi, realmente havia achado impossível que alguém me tirasse daquele espelho. - A feição de espanto tomou conta dos rostos mais velhos. - Sim, você foi até a casa dos espelhos e me livrou da minha maldição. - Sorriu. - Obrigada por isso... Bom, tem um tempo que venho sentindo coisas a seu respeito, o que me leva a... - Lauren se ajoelhou e retirou uma caixinha de seu bolso. - Aceita ser minha namorada de modo oficial e com total aprovação dos seus pais?

- Sim! - Ally gritou pulando em seu colo.

Agora naquele pequeno vilarejo, há boatos de que Lauren carregou a pequena Ally para as profundezas do inferno, outra história que também é contada, seria que Lauren assassinou a pequena com dezessete golpes de punhal.

Mas a verdade mais pura mesmo, era que as duas se casaram, tiveram filhos por adoção e viveram felizes para sempre.


Notas Finais


Espero que tenham gostado bolinhos
Até qualquer dia❤💝


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...