História Mise en Place - MasterChef Brasil 2019 - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 22
Palavras 2.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiramente quero agradecer aos comentários no capítulo anterior! <3 <3 Muito obrigado, vocês me deixaram muito feliz!!

Agora entrando em Ana Paula Padrão Style hahaha
E aí, quem vocês acham que vai ganhar, e quem vocês querem que ganhe essa temporada?

Quem eu acho que vai ganhar: Rodrigo
Quem eu quero que ganhe: Rodrigo

Já que a Ju, Haila e Helton foram eliminados, só me restou o Rod, mas se a Lorena ou o Edu ganharam para mim está bom!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Helton acaba de descer do ônibus, estava a poucos metros do restaurante, o sol estava partindo aos poucos, parecia que naquele exato dia a noite nunca chegaria, o céu ainda matinha sua cor azulada, e nenhum sinal de um tom rosado ou alaranjada indicando o fim da tarde.

Pessoas de terno e gravata passavam ao seu lado, ou o ultrapassavam, falando ao telefone, andando apressadamente, carros buzinavam, causando a famosa poluição sonora. Passava em frente a lojas de roupas, pequenas confeitarias, alguns escritórios, parecia que estava no centro da cidade.

Foi quando deu por si e já estava em frente a entrada do restaurante Master, enfim o seu primeiro dia, respirou fundo e deu uma última olhada na fachada e adentrou o local, logo já observou alguns garçons arrumando a mesa, e ao mesmo tempo observando o jovem que adentrava o local, cumprimentou todo um singelo “Boa Noite” e andou até os fundos do restaurante, lá se encontrou com Haila, que sorriu ao ver o jovem.

- Olá! -cumprimentou Haila.

- Oi.

- Preparado para o seu primeiro dia?

- Sempre estou.

- Bem, o seu uniforme está pendurado no seu armário, e você pode se trocar no banheiro, você já sabe onde fica tudo né?

- Sim, sim.

- Okay, nos vemos na cozinha.

Haila se retira e vai para a cozinha, e Helton segue o caminho até um cômodo onde ficava os armários dos funcionários, e logo avistou um com seu uniforme pendurado por um cabide, ao chegar no armário notou seu nome já cravado no local, e sorriu ao vê-lo ali, e já se imaginava com seu nome e rosto cravados, talvez em uma placa de funcionário do mês.

...

Depois de alguns minutos, Helton estava terminando se arrumar, estava pondo sua mochila dentro do armário, e se olhou no pequeno espelho que estava preso no mesmo, arrumou seu cabelo e logo pôs a toca para que não acontece algo como cabelo dentro do prato.

- É Helton, chegou a hora, hoje é o seu dia moleque, vou dar o meu melhor. -logo fechou o armário tomando um susto em seguida com uma mulher parado a sua frente, ela o olhava sério, porém em seguida a mulher ri, e Helton não entende nada.

- Você é o estagiário né? -perguntou a mulher com as costas apoiadas nos armários ao lado.

- Sim, sou eu.

- Meu nome é Lorena, -a mulher estende a mão para Helton que a aperta na hora- trabalho na cozinha, fico responsável pelas carnes.

- Maneiro, eu sou o Helton e...

- Eu já sei seu nome, aliás todos da cozinha já sabem.

- É mesmo?

- Sim, estão todos ansiosos para te conhecer.

- Por quê?

- Digamos que, o último estagiário se saiu muito bem aqui, e eles querem ver se o novato é melhor que o anterior.

- E eu devo me preocupar com isso?

- Sim, e muito, todos que trabalham naquela cozinha já estagiaram aqui, e bem, todos sobreviveram.

- Então você acha que eu tenho chances de conseguir uma vaga aqui?

- Difícil, pois a crise chega para todos né?

- Como assim? -Helton não entende o que Lorena quer dizer, o que o deixa um pouco apreensivo, mas ao mesmo tempo curioso.

Lorena se desgruda dos armários e fica frente a frente com Helton.

- Não temos verbas o suficiente para contratar mais um cozinheiro, então se quiser ter uma chance na cozinha desse restaurante, você, vai ter que lutar muito e ser o melhor dos melhores. -diz Lorena o intimidando.

- Todos desse restaurante têm mania de ficar encarando uns aos outros assim tão de perto?

- O que? -Lorena solta uma risada- Esquece... -Lorena estava se retirando, mas para de andar e sem olhar para Helton diz:- Se prepare garoto, hoje a noite vai ser longa.

Lorena se retira do cômodo, e Helton apenas observa, parecia que ela o havia desafiado, e se tem uma coisa que Helton não aceita, é perder um desafio, hoje será a sua primeira noite naquela cozinha, e jurou para si mesmo que seria o melhor, melhor até mesmo que a Chef.

...

- Onde está o estagiário?! -Helton ouviu de longe a voz de Juliana vindo da cozinha, o jovem se apressa e entra no cômodo.

- Estou aqui Chef! -Helton rapidamente arranca olhares de todos ali presentes, cozinheiros e garçons.

- Ótimo! Deixa-me te apresentar rapidamente. -Juliana puxa Helton para mais perto dela- Atenção todos, este aqui é o Helton, ele é o novo estagiário, está começando hoje, mas não se preocupem, ele sabe como funciona a cozinha de um restaurante, então esperem o melhor dele hoje. -Ao ouvir as palavras da Chef, Helton imediatamente gela, e pega com sua língua, não deveria ter dito que sabia como funcionava a cozinha de um restaurante, pois realmente não sabia- Helton, hoje você vai ficar com a Janaína, vocês ficam por conta dos acompanhamentos e entradas.

Helton avista uma mulher perto dos outros cozinheiros acenando, na hora faz o mesmo gesto da um sorriso.

- Bem vou te apresentar a galera que trabalha aqui nesse restaurante, começando pelos garçons, temos aqui um total de cinco garçons como pode ver, estes são Januário, Bruno, Lucas Rodrigues, Lucas Marques e Daniel que é o “capitão” da equipe. -Helton os cumprimenta e os mesmos retribuem- Essa é Ana Paula, ela administra o salão, recebe os clientes e é a nossa caixa.

- Olá! -cumprimenta a mulher que aparentava ter cerca de uns quarenta anos.

- E a galera da cozinha, começando pelo Fabrizio, ele é o nosso sub-chef, então quando eu não estiver presente ele será meus olhos na cozinha, então nada de arranjar problemas, bem temos a Janaína, com quem você vai trabalhar, a Haila nossa prodígio, ela fica na parte das sobremesas, a Lorena, nossa última estagiária contratada, ela fica nos pratos principais comigo e o Fabrizio, e o Eduardo que fica também nas sobremesas.

Ao final Juliana apresenta os restantes membros da cozinha, e logo a mesma pede para Ana abrir o restaurante, e enfim começam os preparativos para a noite, Janaína e Helton vão para a suas bancadas onde começam a organizar a mise en place das entradas e alguns aperitivos, era uma missão em tanto, Helton agora tinha o dever de ser o primeiro a servir, logo as entradas, a pressão começa quando chega o primeiro pedido.

- Entrada! Berinjela Assada com Caril, Molho de Borrego e Romesco! -diz a voz do garçom em alto de bom som.

- Jana! As berinjelas já estão no forno? -pergunta a Chef Juliana.

- Sim, Chef! -responde a Janaína.

- Okay, o que eu faço? -pergunta Helton.

- Faz o seguinte, prepara logo o romesco, ele vai demorar umas meia-hora para ficar pronto, seja rápido.

- Okay.

E assim Helton fez, logo mais entradas foram chegando, e as primeiras começaram a sair, para a alegria de Helton, Janaína se surpreende com o garoto que vem fazendo os serviços corretos, e seguindo suas instruções.

- Aperitivo! Carpaccio de beterraba!

As horas se passam voando, entradas, aperitivos, pratos principais e sobremesas eram servidas.

- Jana! Como o estagiário está indo? -perguntou Juliana parando rapidamente ao lado a mulher, Helton estava concentrado cortando algumas verduras, e estava distante.

- Ele está indo bem, logo na primeira entrada ele me surpreendeu, mas ele é um pouco lento ainda, e parece nervoso as vezes.

- Para alguém que diz saber como funciona a cozinha de um restaurante, isso é estranho.

- Mas releva Chef, é só o primeiro dia do garoto.

- Vou observar mais ele essa primeira semana, vamos ver como vai se sair. -Juliana da um tapa leve no ombro de Janaína e volta para o seu posto.

Janaína observa Helton distante, e é surpreendida quando vê o garoto sorrindo enquanto cortava os legumes, havia uma leveza nos seus movimentos, felicidade e calma em sua feição. Janaína na hora sorri e volta a fazer seu trabalho.

...

- Cozinha fechada meu povo! Vocês mandaram muito bem hoje! -Juliana bate palmas seguida de todos os funcionários juntos- Até mesmo o Helton, você sobreviveu bem o seu primeiro dia.

- Obrigado, Chef.

- Mandou tão bem, que hoje como prêmio, você vai lavar todas as louças.

- Oi?!

Todos na cozinha começam a rir da cara de espanto do garoto.

- Você acha que um aluno novo não vai ir embora sem um trote né?

- Não fique triste Helton, -diz Janaína o abraçando de lado- Todos aqui já passaram por isso.

- É meio que uma lei daqui do restaurante garoto. -diz Fabrizio- Quem é novato lava a louça, mas isso é só hoje.

- Bem, todos, menos o Helton, estão liberados, nos vemos amanhã, venham com disposição e força de vontade. Boa Noite Galera!

...

Helton terminava de secar a louça, e observava o relógio que marcava 23:00, bem havia passado o horário que esperava ir embora, a meia-hora atrás a cozinha tinha acabado de ser fechada, e lá estava Helton, terminando de lavar as louças, deu sorte que alguns lavadores o adiantaram o serviço enquanto serviam as refeições.

- Mora muito longe? -Helton se assusta com a voz da Chef Juliana entrando na cozinha.

- Um pouco.

- Por onde mais ou menos?

- Na Tijuca.

- É, é bem longe mesmo, termina essa panela aí, eu te dou uma carona.

- Mas, e a louça?

- Amanhã as faxineiras lavam o restante, vamos, se não fica muito tarde para você, e o Rio não é nem um pouco seguro.

- Não precisa, eu peço um carro.

- Só aceite garoto, é o máximo que eu posso fazer por ter te deixado ficar até tarde hoje.

- Okay.

- Estou te esperando no salão. -Juliana se retira da cozinha, mas mal sabia que por trás Helton a acompanhava com os olhos.

- Que mulher... -sussurrou Helton, em seguida rindo da sua ação.

...

- O que achou da sua primeira noite? -perguntou Juliana mantendo seus olhos na estrada.

- É bem, eu gostei, mas foi tranquilo.

- Você realmente se surpreendeu muito hoje.

- Eu disse pra você que eu sei como funciona a cozinha de um restaurante.

- É realmente tenho que concordar, mas eu senti você meio inseguro hoje.

- Eu?

- Sim, eu fiquei te observando de longe, parecia que você estava um pouco perdido, não sabia o que fazer quando a Janaína não te dava algumas ordens.

- Ah sim, é porque eu não conhecia alguns pratos do menu da casa.

- Então agora está mais familiarizado, espero que consiga se sair melhor amanhã.

- Pode crer que eu vou.

- Gosto do seu otimismo garoto, mas isso na cozinha não é tudo, você deve ter algum ponto fraco.

- Os únicos pontos que conheço são os de ônibus e os das carnes.

- Muito engraçadinho você, mas olha, não é nenhum problema, você não precisa ser o melhor em tudo, só tem que saber fazer bem e certo que você conseguirá um elogio.

- Eu não prezo muito para elogios, a não ser que esses venham depois das críticas.

- Ah, entendo.

E durante o restante do trajeto Juliana e Helton apenas trocaram poucas palavras, a maioria Helton indicava a onde entrar, até que depois de alguns minutos Juliana estacionou em frente ao prédio de Helton.

- Valeu pela carona. -agradece Helton.

- Disponha.

E então Juliana parte para a sua casa, e Helton fica observando seu carro ir embora, ao sumir de vista, o garoto caminha até a entrada do seu prédio, onde subiria, prepararia algo para comer e depois dormiria para no dia seguinte acordar para ir para a faculdade.

Helton considerou o dia produtivo, embora tenha mentido sobre saber como funciona a cozinha de um restaurante, o jovem até se saiu bem, estava satisfeito com o seu trabalho, e depois de saber que Juliana havia o reparado a noite toda, tanto que foi capaz de reparar que estava inseguro, e sim realmente estava.

Helton se encontrava deitado na sua cama, frisando o teto de seu quarto, estava sem sono, e seu corpo parecia pedir por mais um pouco de tempo e trabalho naquela cozinha, estava energizado, nem saberia se conseguiria ir para a faculdade amanhã.

- Inseguro... Como ela reparou? -sorriu refreado e logo se pôs de lado na cama observando seu grande guarda-roupa a lateral de seu quarto- Foi só um nervosismo de primeiro dia Chef, amanhã eu estarei bem melhor.

...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...