1. Spirit Fanfics >
  2. Miss Haruno >
  3. Chapter Two - Paris

História Miss Haruno - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Eu juntei o capítulo dois com o primeiro, então esse seria o "três".

Capítulo 2 - Chapter Two - Paris


Fanfic / Fanfiction Miss Haruno - Capítulo 2 - Chapter Two - Paris

~Sakura Haruno 



Uma das minhas maiores preocupações depois que me mudei de minha cidade natal para viver com minha antiga colega foi o alto custo de vida em Nova York. Poupar dinheiro, apesar de meus melhores esforços, tinha se provado ineficaz. Meus atuais arranjos de vida haviam sido projetados para ser em temporários, e eu sabia pela atitudes recentes de minha  amiga que eu estava consumindo rapidamente o que restava de uma boa acolhida.


Dei uma olhada no contrato inteiro novamente, só para conferir. Ainda passava na minha cabeça aquela sua frase " O que você quiser...". Eu estremeci quando os motores do avião  começaram a se preparar para levar o avião adiante, e me assegurei de que meu cinto de segurança estivesse afivelado.


— Você não gosta de voar? – Sasuke perguntou vendo minha inquietação. Não lhe respondi, estava nervosa  com o voo. Fechei os olhos para tentar manter a calma, surtar aqui não seria uma boa opção. Sasuke desfivelou seu cinto quando já estávamos voando, ele se dirigiu a área principal que ficava bem atrás de mim. Senti uma mão segurando um copo com um líquido claro apareceu diante de mim.


— Obrigada. – Agradeço pegando o copo em sua mão. — O que é?


— Água. – Ele responde — Tem comida no bar, caso você precise de algo mais substancial.


— Ok, obrigada. – agradeço novamente.


Ficamos em silêncio por alguns minutos. Até eu ouvir seus suspiro


— Você não tinha nem ideia de quem eu era, não é mesmo? – perguntou Sasuke.


— Você não é tão popular quanto pensa. – respondo sincera. Ele me encarou e um sorriso ladino brotou em seus lábios.


— E quanto eu sou popular? – Revirei os olhos e encostei a cabeça na poltrona, ignorando sua pergunta sarcástica. — Descanse um pouco então.




...




Abri meu olhos lentamente e escutei meu estômago roncando, não senti a presença de Sasuke ao meu lado. Ainda estávamos voando, tinha pegado no sono. Desfilevei meu cinto e fui até o bar pegar algo para comer, como disse o Sasuke. Quando olhei para o lado, vi meu chefe sentando me observando, com uma taça de vinho na mão. Ignorei isso e peguei um sanduíche, decidi ficar por ali mesmo para comer.



Peguei uma garrafa de água, virei para sair do bar e parei de repente quando o vi de pé ao lado da porta. Ele se aproximou de mim e eu recuei um passo, somente para me chocar contra a bancada.


— Eu preciso voltar para o meu assento... –senti um alívio por não ter gaguejado.


— Você poderia me ajudar com isso? – perguntou ele, indicando a camisa e ignorando minha declaração. — Parece que ficou preso. Soltei um suspiro incrédulo. Sério isso? Suas palavras formavam uma frase quase absurda, mas outra frase que minha a cabeça era : " O que eu quiser"


Estendi a mão e peguei o botão. Seus dedos tocaram os meus e eu tentei ignorá-los apesar do aperto que contraia minha barriga. E realmente o botão da camisa estava preso, levei alguns segundos para desprender. Soltei sua camisa, deixando aberto, ele capturou minhas mãos antes que eu pudesse me afastar.


— E se você verificar se os outros botões, quem sabe? – sorriu malicioso. Olhei em seus olhos e então rapidamente para baixo de novo.


Supunha- se que eu deveria ser uma advogada, alguém que defendesse os mais fracos, foi para isso que eu peguei empréstimos pesados, para ajudar nos estudos e não para fazer esse tipo de coisa... A verdade, é que eu nem sei o que eu estou fazendo...


Não havia nenhum pensamento de resistência quando ele pressionou seu corpo contra o meu e abaixou a cabeça para beijar meus lábios. O que  começou suave,  apenas um leve roçar de nossas bocas, se transformou rapidamente em algo muito intenso. Suas mãos passeavam pelo meu corpo, fixando em minha cintura, me puxando mais contra si. Em questão de segundos estava prendida com as costas na bancada do bar. Minha respiração estava acelerada, cada toque seu meu coração batia mais forte e mais arrepios viam com essa sensação. Sasuke pegou as mãos no meu bumbum me levantando para sentar na bancada, enrosquei minhas pernas em volta de seu quadril e puxei sua nuca para mais um beijo.


Estava me sentindo corajosa por tomar essas atitudes, e admitido que sentia uma adrenalina boa por estar pegando alguém em um lugar "público", não era tão público, pois era um jatinho particular. Eu não conhecia esse meu lado, acho que deve ser porque sempre fui muito reservada. E eu gosto desse lado, esse homem me faz perder meu auto controle.


Sasuke afastou os lábios do meu e desceu pelo meu pescoço, suas mãos faziam circulos em minha coxa. Seus beijos molhados eram como fogo e isso me excitava muito. Estava pronta para fazer qualquer coisa por ele, nesse momento minha mente só pensava em ter ele, eu necessitava disso.


— É... – Se afastamos rapidamente ao ouvir a voz de alguém.  — Desculpe interromper, mas precisamos falar urgentemente com o senhor. – Um homem alto, loiro e com olhos azuis se pronunciou.


— Certo, pode ir. – Sasuke disse ríspido. O homem foi embora, e eu estava completamente envergonhada. Ele fechou sua blusa e passou a mão pelos seus cabelos escuros, tentando arruma-los. — Terminamos isso mais tarde, não se esqueça. – E saiu do bar, me deixando sozinha e com tesão ainda.




...



Eu queria saber como era Paris, havíamos chegado ao aeroporto e eu acabei dormindo. Depois daquele " acidente" eu voltei para minha poltrona e tirei um chochilo de novo. Quando abri os olhos, estávamos pousando no aeroporto. Sasuke ainda não estava aqui, deve estar resolvendo as coisas emergênciais dele.


Pelo que eu ouvi, iríamos hoje a noite a um baile de gala. Nunca fui a um, e nem imaginava que um dia iria. O jatinho  pousou, fazendo tudo tremer e de imediato peguei minhas coisas e sai do jatinho apressada. Não queria ficar mais nenhum segundo lá dentro.


O homem loiro que havia visto hoje mais cedo, o que nós viu no bar estava vindo em direção à mim. Senti uma vergonha infinita, não queria ver a cara dele pelo menos uns dias. Fiquei esperando ele apressar os passos.


— O Sr. Uchicha teve um imprevisto, vou te acompanhar até o hotel. – O segurança loiro avisou. — Vai poder ver Paris dentro do carro por enquanto, senhorita...?


— Sakura, e você homem loiro?


— Naruto. – Já tinha ouvido esse nome em algum lugar. — Vamos Sakura? – confirmo que sim com a cabeça e atravessamos a pista de aviões em direção ao aeroporto. 



Notas Finais


Desculpem a demora pessoal, espero que esteja bom.

Essa capa linda e maravilhosa foi feita pela @kootherapy_

Beijos, até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...