História Miss Jackson - (Amor Doce, Armin) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce, Panic! At The Disco
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charli, Charlotte, ChiNoMimi, Cotton, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Giles, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lynn, Lysandre, Manon, Melody, Nathaniel, Nette, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette, Wenka, Willi
Tags Amor, Amor Doce, Armin, Castiel, Detetives, Hentai, Investigação, Kentin, Lysandre, Miss Jackson, Nathaniel, Panic At The Disco, Sexo
Visualizações 47
Palavras 2.354
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Minha Gente!
Sei que demorei pra crlh para posta, mas eu fiz o capítulo, e no dia que eu iria postar fui assaltada e tinha feito no meu bloco de notas. E eu ainda fiquei sem idéias e pedi a animação pra escrever
Mas aqui estou eu de volta, graças a um filme que eu assistir e o final me deu uma idéia muito loca.
E tenho um aviso! Essa história tá quase no fim, acho que mais dois capítulos ela acaba.
Bom minha meta era fazer uma fic pequena de uns 5 ou 7 capítulo, acho que eu posso até fazer até 10 capítulos.
Mas espero que gostem, um beijo e boa leitura!.

Capítulo 6 - Fugitiva


Fanfic / Fanfiction Miss Jackson - (Amor Doce, Armin) - Capítulo 6 - Fugitiva

Jade On 

Quando voltei para o departamento de polícia, Lysandre veio até mim rapidamente, ele parecia muito nervoso e sério. 


- O que aconteceu Lys? – perguntei 


- Veja com seus próprios olhos Jade! – ele me deu uma pasta e quando a abrir vi um saquinho transparente com fios de cabelo branco. Comecei a ler o papel 


- Isso é verdade?! 


- Sim... Eu fiz algumas análises e sim a Lya é a verdadeira Miss Jackson! – falou sério – Precisamos ligar para o Armin. 


- Droga!... O Armin foi pra casa dela, ela vai tentar mata-lo pra tirar ele do seu caminho!– falei – Eu vou conversa com o chefe. 


Entrei no elevador e fui para o quinto andar e quando sair dei de caras com Dimitry 


- Senhor tenho algo que vai querer ver, é sobre a senhorita Jackson! – o mesmo assentiu e eu lhe dei a pasta. Ao abrir e começar a ler o papel o mesmo ficou surpreso 


- Ligue para o Armin! 


- Ele está na casa da Lya, e temos que chegar o mais rápido possível antes que ela o mate! 


- Avise todos os agentes... Não vou perder mais um detetive! – o mesmo entrou no elevador e descemos para o primeiro andar 


•••


- Não acredito que aquela desgraçada da Lya é a verdadeira Senhorita Jackson – falei e minha parceira Iris bufou 


- Eu tinha uma certa desconfiança dela, mas você não quis acreditar em mim quando eu falei que era pra gente investiga sobre ela! – a mesma continuou a dirigir completamente irritada. Iris me pediu isso mais eu nem dei bola para sua idéia 


- Eu errei, mas agora vou sempre fazer o que me pedir okay! 


Quando chegamos na casa da Lya dei a ordem de entrarem e acharem ela viva ou morta.


- Parada Lya! – a vi na cozinha e a mesma parou levantando as mãos e se virando para mim 


- Jade.... Por favor! – a mesma pediu e minha mão começou a suar, escutei a voz da Iris com os outros policiais – Me deixa ir.... Por favor – a mesma chorava e eu acabei abaixando a arma e lhe dei a chance de fugir 


Lya saiu correndo e pulou a cerca da casa, voltei para a sala e vi os policiais subirem para o quarto, subir a escadas rapidamente e vi o Armin encostado na parede com a coxa ferida.


- Armin! – o segurei na hora que ele iria cair no chão – Descobrir que Lya é a Senhorita Jackson! 


- Eu também... Ahn! Ela tentou me matar. 


- Sei que tinha um caso com ela... Desculpa! – pediu Jade


- Tudo bem Jade... – Armin sorriu e encarou o amigo – Mas eu a amo mesmo assim! 


Jade Off


Um Ano Depois 


- Detetive Armin chegou uma carta para você. 


- Obrigada Bia. – o mesmo sorriu e pegou o papel 


O moreno foi para sua sala e se sentou na mesa e abriu a carta e começou a ler a mesma. 


Querido Armin, não sei se ainda lembra de mim, mas quem está escrevendo essa carta para você sou eu... Lya, ou como me conheceu Lyana Jackson. Já se fez um ano que fugi de sua vida, mas acho que estou pronta para voltar para Paris. 


Acabei fugindo para Nova Iorque e descobri o significado da palavra felicidade! É a melhor coisa do mundo é ter a pessoa que você ama ao seu lado. E eu descobrir isso depois de nove meses que tinha fugido, se foi o que pensou, sim eu estava grávida! 


Um filho seu, coloquei o nome dele de Brendon e bem é a sua cara. Tem olhos azuis e o cabelo preto, ele irá fazer um ano ainda, por isso estou lhe enviando essa carta. Espero poder te encontrar quando voltar para Paris. 

Com amor Lya! ♡


Armin deixou cair o papel no chão, e rapidamente pegou suas chaves saindo de seu escritório.


Enquanto isso 


- Finalmente meu anjo a gente chegou em Paris! – disse Lya, o bebê que dormia tranquilamente em seus braços apenas se remexeu um pouco. A platinada sorriu e pegou sua bolsa indo para fora do aeroporto – Vamos para um hotel meu filho. 


Lya foi na direção de um táxi. 


- Lya! – a mesma se virou lentamente e viu Armin. O mesmo correu e a abraçou fortemente – Eu te amo! Finalmente – o mesmo a beijou 


- Armin, você veio! Eu pensei que você não tivesse recebido a minha carta – a mesma sorriu 


- Claro que recebi... – Armin olhou para o bebê – ... E eu tenho um filho? 


- Sim o nome dele é Brendon! – o bebê abriu os pequenos olhos azuis e olhou para Armin – Carrega ele. 


- E-eu não sei? – Lya sorriu e deu o pequeno nos braços de Armin, o mesmo estava tremendo com o bebê em seus braços – Ele se parece comigo. 


- Bom, eu tenho que ir. 


- Você vai comigo para casa! – Armin sorriu e Lya o beijou na bochecha


•••


- Sua casa não mudou nada! – falou a platinada entrando na residência com o bebê no colo 


- É mas pelo menos não fiquei sozinho aqui... – Armin foi para cozinha –... Salmão me fez companhia! – o veio com o gato de Lya no colo 


- Você cuidou dele! – a mesma acariciou a cabeça do felino – Meu Amorzinho, veja você tem um irmão!


- Você pode ficar comigo agora Lya, você ainda é fugitiva mas se cortar e pintar seu cabelo e fazer uma identidade falsa pode ficar comigo. – o mesmo sorriu 


Lya se sentou no sofá e colocou Brendon no chão, a platinada sorriu ao ver o filho brincar e logo lágrimas começaram a rola por seu rosto. 


- O motivo de eu ter vindo para Paris de volta, foi para deixar Brendon com você! 


- Por que Lya? – Armin se sentou ao lado da mesma 


- Armin, em Nova Iorque eu acabei descobrindo que estou.... Com câncer de pulmão, eu bebia e fumava muito antes mesmo de ter o Brendon. E agora isso ta me matando! 


- Mas tem tratamento, a gente pode te salvar! Eu pago o quanto for pra você poder ficar comigo e com o Brendon e.... 


- Não! O médico já me disse que está muito avançado, e que eu tenho pouco tempo. Acho no máximo um mês pra ficar com você  e com meu Brendon! – Lya abraçou Armin e continuou chorando e o mesmo começou a chorar, o moreno acariciou os fios brancos de Lya e beijou o topo de sua testa 


- Eu... Eu vou sempre te amar! – o mesmo a beijou 


- Eu também... – Lya sentiu uma pequena mãozinha se apoiar em sua perna e a mesma viu Brendon ficar em pé mas logo o mesmo caiu no chão rindo –... Vou sentir sua falta também meu anjo!


A mesma o pegou no colo e se levantou, Lya sorriu e ergueu o bebê para o alto fazendo o mesmo rir alegremente. Mas Lya começou a tossir e era uma tosse seca, a platinada colocou o bebê no chão e pegou um lenço branco o pondo sobre a boca. 


- Calma Lya! – falou Armin, a mesma parou de tossir e viu que o lenço estava manchado de sangue. Armin suspirou e a abraçou – Você... Você vai ficar bem eu prometo! 


- Não tente me iludir! Eu sei que vou morrer Armin, esse é meu destino, então não me faz criar uma ilusão de uma coisa que eu não posso me salvar! – Lya se sentou no sofá e começou a chorar novamente. Armin carregou o bebê e levou o mesmo para o quarto.


Lya suspirou profundamente e se levantou, a mesma foi para o quarto e viu Armin deitado na cama e ao seu lado Brendon brincava com um controle remoto da TV. A mesma sorriu e desceu novamente indo para a cozinha, Lya pegou um copo d'água e o bebeu, a mesma começou a ver tudo embasado e sua mente girou e a platinada acabou desmaiando. 


Armin escutou o som de vidro se quebrando o mesmo pegou o filho no colo e desceu para a sala e viu que Lya não estava lá. O mesmo colocou Brendon no chão e correu pra a cozinha vendo a platinada desmaiada ao chão. 


- Lya! Ei Lya acorda por favor. – o mesmo a carregou até o sofá – Por que isso tá acontecendo com você? 


- Mama... – Armin olhou para o bebê e o mesmo apontava para Lya que estava no sofá –... Mama!


- É sua mamãe, agora fala papai! – o mesmo carregou o filho e o ergueu para o alto – Diz pai, papai. 


- Pa.... Ma... Papa!


- Isso papai. – Armin sorriu e abraçou o filho – Depois vamos ser só nós dois garotão. 


•••


Lya acordou e a mesma viu que estava deitada na cama de Armin, a platinada se levantou e percebeu que já estava de noite. 


- Armin? – a mesma o chamou mas ninguém respondeu. Lya se levantou da cama e a mesma viu a porta do banheiro entreaberta, a platinada se aproximou da mesma e viu Armin dando banho em Brendon 


O bebê estava sentado na banheira e o moreno molhava a cabecinha do neném cuidadosamente, Lya sorriu e ficou vendo aquele momento pai e filho. Armin se virou e viu a mulher parada na porta o vendo. 


- Se sente bem? 


- Sim... Ele chorou muito? – a mesma se aproximou da banheira e acariciou a bochecha do filho 


- Na verdade a gente ficou brincando na sala, liguei para o departamento e inventei uma desculpa, e ele gostou do meu PSP! 


- Hahaha puxou para seu lado game.... Acho bom tirá-lo da água ele pode ficar doente. 


•••


- Ele dormiu Lya. – Armin se sentou ao lado da platinada e a mesma sorriu 


- Eu senti tanta sua falta Armin! – a mesma o abraçou e o moreno acariciou os cabelos brancos da mesma – Eu... Eu quero você. 


- Também te quero, te quero mas que tudo nessa vida. – ambos iniciaram um beijo calmo que logo foi ficando voraz


Lya deitou Armin no sofá e a mesma passou para cima do moreno, Armin segurou na barra do vestido de Lya e o mesmo o levantou retirando a roupa da mulher.


Armin se ergueu e retirou o sutiã de Lya, a mesma sorriu e se deitou no sofá deixando o detetive sobre seu corpo semi nú. A platinada sorriu e passou as mão pelos ombros do moreno e foi descendo para seu peitoral. 


- Você ficou com outra ?– a mesma perguntou sorrindo maliciosa 


- Não! – rapidamente Armin a beijou e Lya entrelaçou os braços envolta do pescoço do mesmo intensificando o beijo


O mesmo passou a mão pelas curvas da garota, a mesma foi desabotoando a camisa preta social que Armin usava. Lya desceu seus beijos e foi para o pescoço do mesmo, e a mesma lhe deu chupão. 


- Eu também, me segurei para ser apenas sua Armin! – a mesma sorriu e tocou no cinto do mesmo tentando puxá-lo 


- Você é minha! – o detetive se levantou e retirou o cinto e a calça ficando apenas com sua box preta. Lya se levantou e ficou de joelhos no sofá e beijou o pescoço do moreno de olhos azuis 


A platinada sorriu maliciosa e colocou a mão por dentro da cueca do mesmo e deu um pequeno aperto no membro de Armin, fazendo o mesmo geme baixo. Lya rapidamente se deitou no sofá e abriu as pernas.


Armin teve a visão perfeita da vagina rosada de Lya e o moreno retirou a sua última peça de roupa e logo a penetrou. 


- Ahn... Ar-min! – o mesmo a beijou e começou seus movimentos fortes e fundo. 


O sofá começou a se mover Armin a carregou, e ambos foram para o chão, e o mesmo continou a penetrando. Lyana apenas gemia de prazer e a começou a arranhar a costa do moreno. 


- Vai rápido.... Ar-min Ahn! – a mesma gemia manhosa e isso apenas excitava mais o detetive 


- Você é gostosa demais.... Sua buceta é gulosa... Ahn! – o mesmo a beijou rapidamente. O moreno segurou na beira do sofá 


Lya o empurrou para o lado e começou a cavalgar no membro de Armin, o mesmo segurou na cintura da mesma e a platinada mordeu os lábios inferiores abafando os seus gemidos para não poder acordar seu filho que dormia. Depois de muito ambos chegaram ao seu ápice, e Lya caiu sobre o peito de Armin. 


- Isso foi... Muito bom! – falou o game 


- Eu... Amei isso! – a mesma sorriu maliciosa e o beijou – Eu vou para o banheiro. 


- Tudo bem! 


Lya foi pra o banheiro e Armin vestiu sua cueca e sua calça. O mesmo escutou o celular tocar e logo o pegou vendo um número desconhecido. 


- Alô? 


- O que será que vai acontecer se a polícia descobri que o respeitado detetive Armin tem um caso com a assassina mas procurada? – Armin arregalou os olhos ao ouvir a voz do outro lado 


- A-Ambre? 


- Eu quero o que você tirou de mim de volta! 


- O que você quer? Fala Ambre! – Armin foi subindo as escadas e abriu a porta do quarto vendo a janela aberta e que seu filho havia sumido – Brendon... 


- Então esse é o nome do pirralho, pois bem eu quero a caixa preta de veludo que estava com Dake quando ele foi preso! – falou Ambre – Quero até o pôr do sol de amanhã, na ponte dos cadeados. 


- Se você machucar meu filho eu juro que te mato Ambre! Eu mato você vadia! – Armin esbravejou e a loira desligou o celular 


Armin com raiva tacou o celular contra a parede e o mesmo viu Lya na porta do quarto enrolada numa toalha. A mesma olhou para a cama e viu que o seu filho não estava na cama. 


- Cadê o Brendon? – a mesma se aproximou da cama e puxou o lançou. A mesma se virou para Armin – Cadê ele Armin?! Responde merda! 


- A Ambre pegou ele, ela quer uma caixa que estava com Dake quando ele foi preso! – disse Armin – Fica calma que eu vou recuperar nosso filho de qualquer jeito! 


- Eu vou matar essa vaca! 


Continua.... 


Notas Finais


Próximo Capítulo : A Caixa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...