1. Spirit Fanfics >
  2. Miss Sex Appeal >
  3. Promise

História Miss Sex Appeal - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Eae galerinha, um cap mais light hoje pra dar uma tranquilizada e.e

Espero q gostem!
Boa leitura ❤️

Capítulo 14 - Promise


Não restava uma hora para a reunião com os sócios de uma empresa parceira, a qual realizava inspeções na JZ Eireli, mas sim duas horas. A ansiedade de Diana estava em constatar que Alexy estava bem em casa. Talvez tenha se traumatizado com o incidente recente de homofobia.

Se sentiu uma mãe com tal pensamento.

O elevador parou no quinto andar, o evadiu com rapidez, e tal impulso lhe fez esbarrar em alguém.

- Perdão! - Pediu imediatamente, se sentindo uma tola por ter tanta pressa.

Era um homem extremamente alto e com a pele muito branca, parecido com Lysandre nestes dois quesitos. Seus cabelos eram espalhados em cima e aparados dos lados, castanhos como chocolate, assim como suas sobrancelhas definidas que resultaram numa feição inevitavelmente séria, seus olhos azuis como o céu suavizam sua expressão. Usava uma jaqueta de couro marrom e calças jeans folgadas.

- Eu que peço desculpas…- A voz dele era doce e rouca - Prazer, sou Morgan, novo morador do apartamento quarenta e quatro! - ele estende a mão.

Compreendeu a situação, e teve uma súbita lembrança de quando Alexy pegou  seu  carro emprestado para sair num encontro, tinha certeza que era aquele mesmo homem nas fotos.

- Ah, o prazer é todo meu! Sou Diana, e inclusive sou sua vizinha, apartamento quarenta e cinco!

Morgan acena e segue até as escadas, havia algumas caixas na frente de sua porta, provavelmente estava organizando suas coisas.

Ao adentrar o apartamento, Diana é recebida por um Alexy ansioso e inquieto, pensou que fosse por conta do tempo que ficou fora, que estivesse curioso para saber o que houve, mas tal expectativa foi quebrada quando o azulado puxou o ar pela boca e começou:

- VOCÊ VIU QUE AGORA MORGAN É NOSSO NOVO VIZINHO?! ELE É MUITO GATO!

- Esse é o Morgan que você teve um encontro e ficou quando pegou meu carro emprestado? - Após a confirmação, Diana lhe dá um tapa no braço - Deixa de ser cachorra, e o Kentin?

- Ai miga, para, o meu padrão de homem perfeito sempre foi o Ken, mas depois que eu vi AQUELA beldade de novo, lembrei do encontro e... não consigo parar de pensar!

Ele junta seus indicadores, manhoso, e bate um pé no chão para aguardar a resposta da amiga.

- Quer um conselho sincero? - ele assente - Converse, seja sempre sincero. Conheça-os um pouco mais, e então deixe seu coração decidir a quem você ama.

Alexy se emociona e finge estar chorando, passando os dedos de maneira dramática pelo rosto, lhe dando um abraço em seguida.

- Já disse que você é perfeita para dar conselhos?

Diana retribui o abraço, alguns segundos depois o garoto pergunta como foi a conversa com Lysandre, ela decide ser direta ao dizer iconicamente:

- Fiz anal.

- O QUÊ?! - Alexy grita - Sua louca! Nem me falou nada!!!

A outra responde rapidamente para se explicar:

- Eu não estava planejando!

- Passou cheque? - Alexy faz uma careta horrenda.

Os dois se sentam no sofá, percebendo que o assunto prosseguiria.

- Não, graças a Deus! - Diana levantou as duas mãos, grata.

Alexy expira aliviado, até seus ombros relaxam após receber essa resposta. Pegou as duas mãos da garota como se fosse dizer uma declaração amigável.

- Vou te ensinar a fazer chuca! - afirmou sorrindo.

Diana gargalhou alto, era engraçado falar sobre aquele assunto, ela simplesmente nunca tinha cogitado a hipótese de ter aquela experiência, não tão jovem. Se acomodou no estofado confortável e macio, fitou o teto e cruzou as mãos acima da barriga. Continuou o assunto:

- Alexy… Lysandre me surpreendeu hoje. Não sei, ele estava tão intenso, me segurava com tanta firmeza e ao mesmo tempo se preocupava com meu bem-estar, mesmo me fazendo sofrer um pouquinho! Se é que me entende. Seria estranho se eu dissesse que gostei de tudo?

- Claro que não! Ai, pena que ele não é gay…- Alexy recebe outro tapa - Brincadeira, brincadeira! Mas você parece caidinha por ele, e isso não é de hoje! Desde que estava na faculdade.

- Você acha? - ela pergunta, ainda encarando seu lustre de cristais triangulares.

Alexy estala a língua, indignado.

- Esqueceu de quando foi perder a virgindade com Viktor? E acabou não acontecendo porque você o chamou de Lysandre no meio da pegação.

O rosto de Diana instantaneamente se preenche em tons vermelhos, ela tinha apagado aquele acontecimento de sua memória, e se pudesse apagaria de sua vida, odiava lembrar-se de como foi constrangedor.

- Bem, não posso ficar pensando nisso! Preciso mostrar o que é bom para aqueles estúpidos! E para isso é indispensável seduzi-los! - Sorriu, tentando se desvencilhar do assunto anterior.

- Isso aí, senhorita sex appeal! - Ele dá um soco no ar, a entusiasmando, porém quando Diana se levanta para ir tomar um banho, Alexy segura sua mão. - Mas hoje também vou te dar um conselho: A paciência de qualquer pessoa tem limite, não pense que Lysandre irá te receber de braços abertos se assumir esse sentimento logo após pegar todos os outros!

- Eu sei, obrigada…- Diana beija a mão de Alexy como agradecimento. - Outra coisa: se mais alguém praticar homofobia contra você, eu mato!

Alexy fica cabisbaixo ao se lembrar da situação que passou no dia de ontem, ainda assim sorriu e zombou da outra:

- Dúvido, você não faz mal à uma formiga!

- Ah, é? Sem problemas, eu chamo a Luiza! - Diana volta a se sentar, ansiosa pelo pouco tempo que tinha para conversar. Alexy questiona quem era a garota citada. - Quando fui buscar meu diploma da faculdade, ela esbarrou comigo na cafeteria e por isso acabei derrubando cappuccino na minha camisa social, conversamos a tarde toda e ela fez questão de me dar outra camisa! Me contou algumas experiências pessoais dela, e olha, pensa numa menina foda! Que realmente soca a cara de quem merece!

- Wow, eu adoraria conhecê-la! - Ele cruza as pernas acima do sofá, suas meias tinham estampas de frutinhas.

- Com certeza iria adorá-la! Agora preciso me apressar para tomar um banho e arrumar as coisas para a reunião via Skype!

- Xô! - Alexy brinca, agitando as mãos como se espantasse um cachorrinho.




"Senhorita Zambonelli, as inspeções de qualidade começarão nesta semana! Enviarei meu recém contratado e totalmente capacitado inspetor. Por quem ele deve ser acompanhado?" - O homem na videoconferência utilizava um terno mal passado e parecia estar em seu escritório pessoal.

-Por Lysandre Ashworth, o gerente de gestão da qualidade! Recomende-o a procurá-lo antes de qualquer ação! - Diana foi sucinta e séria em suas palavras, estava entediada internamente e se esforçando para parecer externamente interessada nos assuntos burocráticos.

"Certo" - ele anota algo numa caderneta, sua voz parecia obter eco através dos fones de Diana - "Essa era a última questão que eu queria tratar contigo, agradeço por ter reservado esses minutos para acertarmos tais detalhes!"

-Eu que agradeço, senhor Arima! Até breve! - Se despediu, ansiosa para terminar a videochamada.

Quando o outro desligou a ligação, Diana fechou o notebook num impulso que poderia tê-lo quebrado, e suspirou aliviada pelos quarenta árduos minutos que aguentou aquele ser lhe falando sobre normas de qualidade e requisitos para obter ou manter as certificações.

Despiu-se da camisa social que colocara apenas para aquela reunião e prendeu os cabelos com um elástico. Quando saiu de seu quarto, encontrou Alexy na porta, conversando com alguém.

-É uma encomenda que pedi pela internet! - O azulado dizia com um tom de voz que denunciava estar acompanhado de um sorriso de orelha a orelha, mesmo que seu rosto não estivesse visível da percepção da garota.

-O porteiro entregou pensando que fosse meu, desculpa por ter aberto, fiquei empolgado pensando que fosse algum presente dos meus pais! - A voz do indivíduo que estava do lado externo era alta o suficiente para adentrar o apartamento.

Diana tinha plena certeza de que já tinha escutado aquela voz em algum lugar, e era uma memória fresca em seus neurônios. Deu alguns passos silenciosos até a bancada da copa, de tal forma seu campo de visão se expandiu ao ponto de identificar o indivíduo.

Era Morgan. Suas bochechas estavam coradas e levemente cabisbaixo, talvez pela timidez de ter aberto a encomenda de outra pessoa, em contrapartida, tinha certeza que Alexy estava adorando aquela conveniente situação.

- Não se preocupe! Agradeço muito por vir me entregar isso pessoalmente! - Alexy responde, ainda com a voz afobada.

O outro parecia inquieto e envergonhado com cada sorriso que recebia. Disse rápido antes de se retirar:

- Era o mínimo que eu podia fazer! A gente se vê, vizinho…

Alexy fechou a porta e encostou suas costas na mesma, fitando o teto perdidamente enquanto aperta o pacote com sua encomenda contra seu peito, melancolicamente. Diana riu, despertando a atenção do garoto que parou de fantasiar em seus pensamentos.

- Não acha que está muito apaixonadinho para alguém que já tem um parceiro? - Ela cruza os braços.

- Ih, olha quem fala! A que tenta ignorar o amor da sua vidinha para se vingar de outros gostosos. - O outro responde com uma feição presunçosa que atiçou os nervos de sua amiga. - E estou apenas ficando com Kentin, nada sério ainda...

- Para com isso Alexy, está me fazendo sentir culpada! - Os dois se encaram, numa batalha ininterrupta, sem piscar. - Ta bom! Eu prometo, essa semana será a última que farei ações relacionadas à vingança.

- Promete? - Alexy questiona. Diana foi até a geladeira, retirou um iogurte de lá e respondeu positivamente à pergunta. - E depois vai se confessar para o Lysandre?

- O que?! - Diana se atrapalha e acaba derrubando a colher que acabara de retirar da gaveta.

Alexy se aproxima, apoiando os braços na bancada.

- É isso mesmo, mocinha, se declara para ele!

Diana refletiu por alguns segundos, seu coração palpitou numa frequência diferente após decodificar a possibilidade de dizer tudo que sentia. Estava negando entregar-se àquele sentimento há muitos anos por puro orgulho e rancor dos demais.

- Eu o farei, desde que você também se decida entre Morgan e Kentin! - Propôs com um sorriso divertido se abrindo involuntariamente.

Alexy lhe lançou uma feição incrédula, como se aquela afirmação fosse inadmissível, seus olhos rosados buscavam por todo o apartamento como se o local representasse seu cérebro e as decisões que poderia tomar. Respirou fundo e se aproximou da garota, estendeu sua mão até ela, com o mindinho levantado. Diana sorriu, apoiou o iogurte e a colher na mesa para encaixar seu dedo mindinho no dele.

-Então está decidido! - Ele finaliza a discussão.



Notas Finais


ATENÇÃO ATENÇÃO
A Luiza que foi citada no capítulo é protagonista de uma fanfic maravilhosa, de uma autora maravilhosa que recomendo para vocês :3/
Leiam RED Candy: https://www.spiritfanfiction.com/historia/red-candy-15376114
By: franchinistark

E, é claro, não esqueçam de recomendar as duas fics pra suas amiguinhas, compartilhar de alguma forma, ficamos muito felizes! ❤️❤️

Até o próximo! Bjinhos ❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...