1. Spirit Fanfics >
  2. Miss You - Winterspider. >
  3. Capítulo Único

História Miss You - Winterspider. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Miss You - Winterspider. - Capítulo 1 - Capítulo Único

Bucky estava tendo outra noite de insônia.

O Soldado Invernal estava preocupado demais com tudo que andava acontecendo desde a guerra com Thanos. Os Vingadores estavam feridos, tristes e sem esperanças.

E ver Steve chorando, fazia o coração do homem ficar apertado. Ele queria poder ajudar o loiro, dizer que tudo iria acabar bem. Porém, não tinha nenhuma garantia daquilo, afinal, não podia prever o futuro.

Bucky sabia que a única coisa, ou melhor dizendo... A única pessoa que faria o Capitão América sorrir de novo era Peter Stark Rogers, o garoto aranha, o filho do loiro e do Homem de Ferro. Fruto de um casamento duradouro.

E James estava disposto a achar o menino e lavá-lo de volta para ambos. Ele o faria sem pensar duas vezes.

Suspirando pesado, o Soldado saiu de sua cama. Era madrugada. Estava frio e ele não iria conseguir ficar deitado por muito mais tempo. Não quando Petey assombrava seus pensamentos.

Seu doce garoto. Seu namorado. A única pessoa que Bucky amava de verdade, fora Steve, que era como seu irmão.

James sentia falta dos beijos do adolescente, sentia falta de tê-lo em seus braços, de abraçá-lo enquanto ambos dormiam após terem feito amor. A saudade doía tanto que fazia o Soldado querer gritar.

Porém, tudo que o moreno fez, foi pegar um porta retrato que havia em sua mesinha de cabeceira e olhar para a foto que ele e Petey haviam tirado antes de todo o caos acontecer. Na imagem, o Homem-Aranha estava sorrindo, com o braço ao redor do ombro de Bucky, os os olhos castanhos brilhando de empolgação.

- Eu vou te trazer de volta. Para mim. Para seus pais. – Bucky sussurrou como se Peter fosse o escutar.

O homem passou o dedão pelo rosto congelado de Peter na foto e tentou em vão não chorar, mas as lágrimas teimosas escorreram por seu rosto do mesmo modo, pingando lentamente por seu queixo.

O Soldado se sentou na cama, enterrando o rosto nas mãos, enquanto soluços faziam seu corpo inteiro se sacudir enquanto sua mente o levava ao passado...

“O corpo de Peter era pequeno abaixo do seu e quente, macio. Os braços do menino estavam ao redor de sua cintura enquanto seus lábios vorazes pressionavam os de Bucky.

James enroscava os dedos nos cabelos do menor, o beijando com desejo, ficando sem fôlego. Ele gostava daquela hora do dia, onde só havia ele, seu garoto aranha, a cama e os lençóis e nada mais, ninguém mais. O mundo era apenas deles.

- Vamos com calma, grandão. – Petey riu-se, esfregando a ponta do nariz na de Bucky. – Não quero ter pressa hoje, ok? Afinal, temos que aproveitar todo nosso tempo juntos. Cada segundinho.

- Você sabe que não consigo me controlar quando estamos assim. E a culpa é toda sua.

Peter fez um biquinho adorável, fingindo estar ofendido. Aquilo fazia o Soldado Invernal se derreter. Ele queria nunca mais sair do quarto. Queria ficar ali com seu garotinho para sempre, mas os dois tinham deveres e obrigações.

- Minha culpa? Mas que cruel, senhor Bucky.

- Eu? Não mesmo. Só não gosto de perder tempo, meu querido.

O adolescente negou com a cabeça, mas ainda sorria e afagou o rosto do mais velho com carinho, o olhando nos olhos. Peter o amava de modo sincero e puro. Gostava de James e não se importava que Tony não gostasse muito do relacionamento de ambos.

- Bucky?

- O que foi? – O homem colou a testa na do namorado, sua respiração fazendo cócegas no rosto de Peter.

- Eu te amo. Promete que não vai se esquecer disso, não importa o que aconteça?

Bucky sorriu, beijando a testa de Petey com carinho, sentindo seu cheiro.

- Prometo. Prometo o que quiser que eu prometa, garoto aranha. E também te amo.

O menino suspirou aliviado e tornou a beijar o maior, o ajudando a tirar a camisa e colocou as mãos em seu abdome, afagando devagar, fazendo Bucky sentir arrepios profundos e gostosos.

- Eu sou seu. – Peter sussurrou, passando as pernas nuas ao redor da cintura do Soldado, o trazendo para mais perto de si. – Todo seu.

Bucky já não podia mais se controlar. Ele firmou as mãos na cintura de Peter, o membro já rígido e molhado de pré-gozo se esfregando na entrada do menino. O homem beijou o pescoço do adolescente, dando mordidas e chupões fortes.

- Vou te deixar louco por mais, baby. – James sussurrou ao pé do ouvido do herói, mordiscando o lóbulo de sua orelha.

Peter mordeu o lábio inferior, arranhando as costas do mais velho, ansiando pelo momento em que o teria dentro de si, o tomando, o tornando apenas seu. E aquilo não tardou a ocorrer. Logo, Bucky estava penetrando no mais jovem, o preenchendo.

O Homem-Aranha arquejou de prazer, arqueando as costas e beijou o ombro de Bucky com carinho, abafando um gemido enquanto o maior estocava fundo e com força dentro dele, o fazendo ficar quente.

James gemia também, sentindo seu corpo todo vibrar. O homem fechou os olhos,se entregando ao momento, amando Peter de modo intenso, sempre o beijando e sempre sussurrando coisas para o garoto.

- Bucky, eu estou quase lá... – Peter disse após um longo tempo. Sua voz estava rouca.

James aumentou a velocidade, roçando os lábios nos de Peter e o beijou no mesmo momento no qual o moreno atingiu seu ápice, sujando o abdome do maior enquanto ia ao céu e voltava. Bucky saiu do menor, sujando os lençóis.

Ambos estavam ofegantes, corados. Era como se tivessem corrido muito, mas gostavam daquela velha sensação, a conheciam bem demais. Todas as noites acabavam daquele jeito. James puxou o menor para si, sorrindo e lhe deu um pequeno selinho.

- Precisamos descansar. – Petey gargalhou, o cheiro de Bucky estava impregnado nele.

- Por mim, nós dois poderíamos fugir. Viveríamos sozinhos e faríamos o que quiséssemos.

Peter soltou uma risada baixa. Ele não achava aquela ideia ruim, mas amava os pais. E gostava de ser dos Vingadores também. O moreno sabia que tinha uma missão, tinha que cuidar das pessoas.

- Um dia, eu prometo que tudo isso vai passar. Toda essa guerra. E aí, poderemos ficar em paz. E nos casarmos. – O garoto aranha entrelaçou os dedos aos do Soldado.

- Seria uma honra me casar com você.

O Stark encostou a cabeça no peitoral de Bucky e James cobriu a ambos. Nada mais precisava ser dito. Os dois deram um beijo de boa noite e adormeceram juntos enquanto uma chuva fina caía do lado de fora do apartamento que dividiam...”

Bucky voltou para a realidade com o som de um trovão. O homem deu um salto, o coração disparou. Ele havia adormecido sem ao menos perceber e ainda segurava o porta retrato.

Atordoado, o moreno olhou ao redor e ver a cama vazia o fez ter um choque de realidade. O Soldado Invernal se ergueu, tomando uma decisão. Iria lutar para recuperar Peter. Faria de tudo até que seu garoto voltasse.

Mas, se Peter nunca retornasse... Bucky iria se encontrar com ele pessoalmente, do outro lado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...